Relatório de festival cultural da região de biombo

  • Published on
    26-Jul-2015

  • View
    265

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

<p> 1. Relatrio de Festival Cultural da Regio de Biombo (Wuhuium Lutti) Biombo Korda Presidente Hortncia Francisco C 2. 2 3. 3 Sumrio Agradecimentos ---------------------------------------------------------------------------- pg. 4 Lista nominal dos membros da Comisso organizadora ------------------------------- pg. 5 Introduo, -------------------------------- -------------------------------------------------- pg. 6/7 Actividades desenvolvidas ----------------------------------------------------------------- pg. 7/10 Anexos: grfico e fotos --------------------------------------------------------------------- pg. 10 Fotografias e apresenteoes----------------------------------------------------------------- pag,11/13 Lista dos msicos ---------------------------------------------------------------------------- pg. 14 4. 4 Agradecimentos Temos o grato prazer e a honra de dirigir os nossos sinceros agradecimentos do fundo do coraao pela vossa valiosa contribuiao, tornando assim possivel a realizaao deste magno evento na histria da nossa marginalizada regiao. Sem querer individualizar os agradecimentos, mas, permitam-nos apenas destacar algumas entidades e personalidades cujo contributos foram determinantes na materializaao deste desiderato. tais como: O Padrinho do evento, Dr. Paulo Gomes; Entidades Tradicionais e o Poder Local; Governo Regional de Biombo; Misso Catlica: Hospital Materno Infantil de Quinhamel; O Industrial, Sr. Manuel dos Santos; Parquia Santo Antnio de Bandim; Fundao Teodoro Nguema/Amilcar Cabral, Contentor de Wilson, Alto Bandim; Restaurante Olvio de Plack; Rdios Jovem ,RDN, RSM, TGB, R. Ndjerapa C, R. Bantaba e R.Pindjiquiti. Forum Nacional da Juventude e Populaao RENAJ Diocese de Bissau; Cruz Vermelha da Guin-Bissau; Empresa FAGORAL; Antigo Sunuker (Annio Nunes) Dj Mangui (Empresrio) Regulo de Tor (PAULO CO) Personalidades individuais e colectivas; Esses agradecimentos sao extensivos a todos aqueles cujos nomes no foram aqui mencionados, mas que de forma directa ou indirectamente, nos apoiaram na concretizao deste grande sonho. 5. 5 LISTA DOS MEMBROS DA COMISSO ORGANIZADORA 1. Hortncia Francisco C Presidente 2. Joo C Vice-presidente 3. Humberto Ocante C Coordenador 4. Antnio I Vice-coordenador 5. Valdir da Silva - Resp. Imagem, Marketing, Comunicao 6. Ericson C Vice - responsvel de Marketing, Imagem 7. Moiss Aleluia Lopes Porta-voz 8. Ernesto T (Nuno) Secretrio da C.O. 9. Zezinha Biombo Responsvel Logstica e Caixa 10. Raul Dj Tesoureiro Geral 11. Dalau Ucha Promotor do Evento 12. Albertina Santos Protocolo 13. Aua Rolas Gomes Responsvel Ornamentao (Quinhamel) 14. Hermnio H. P. T Ornamentao (Quinhamel) 15. Janurio Bitoque Pinto Ornamentao 16. Daniel Nanque Segurana chefe 17. Felisberta Dj Gastronomia 18. Regaldina Cabral Responsvel Gastronomia 19. Milu Gastronomia 20. Margarida Vieira Responsvel Sade/Logstica 21. Cludia Logstica 22. Maio Nanque Logstica (Prabis) 23. Lbano Gomes Dias Logstica (Safim) 24. Neemias A. Nanque Apresentador 25. Isnaba Mbund Apresentador/Responsvel Artstico 26. Esmeralda Indi Apresentadora 27. Ludi Santos Auxiliar 28. Domingas Dju Logstica (Biombo) 29. Djony de Sousa 30. Zeca C 31. Etor Diogemo Cassam 6. 6 INTRODUAO A Comisso Organizadora do primeiro Festival Cultural da Regio de Biombo, organizou actividades concernentes a cultura, gastronomia e arte da Regio de Biombo na Vila de Quinhamel capital da Regio entre os dias 25 a 28 de Setembro do ano 2013. O ojectivo do festival consiste no resgate das potencialidades culturais em esquecimento. Tomaram parte nesse evento Biombo-SHOW, 480 delegados vindos dos 4 Sectores constitutivo da regiao, nomeadamente, Safim (Brene, Bissalanca, Plack, Ponta Rocha, Ntus), Prabs (Br, Cumura de Padre e Pepel, Quicet, Suru Balanta e Pepel), Ondame/Biombo (Blim-Blim, Dorse, Cuped, Quit-a, Quinsana, Sidja, Blom e Ondame), e Quinhamel (Bigimita, Reino de Tr, Ilond e Bissauzinho) sendo as delegaoes coordenadas por uma Sub-Comissao composta de 10 elementos respectivamente dependente da FESCULBI, com uma participaao ou assistencia directa e indirecta de 57% da populao de Biombo em geral. Evento culminou com a data da comemorao do Dia Mundial do Turismo, 27 de Setembro, para o efeito, tomou parte uma delegaao da CRATUVIA. A preparaao para esse gigantesco evento teve duraao de 85 dias de intensos trabalhos com inicio a partir do dia 21 de Junho 24 de Setembro do mesmo ano. A iniciativa surgiu e tendo como protagonista, o Sr. Humberto Ocante C, que na sequncia da sua ida ao Comit de Estado da Regio de Biombo em Quinhamel a fim de resolver os seus assuntos pessoais, ficou fortemente atrado pela beleza do jardim da Praa Knampla T (nome em lngua pepel do primeiro ocupante de Quinhamel. Assim surgiu-lhe a ideia de organizar um festival cultural na regio, o que aproveitou no mesmo instante propor ao Administrador do Sector Vladimir San e este por sua vez concordou com a ideia. De volta a Bissau, reuniu algumas individualidades (filhos e amigos de Biombo) no dia 21 de Junho de 2013, onde lanou a mesma ideia e foi prontamente acolhido pelos participantes. Assim, comearam os trabalhos e os contactos com as Autoridades Governativas da Regio e do Governo de Transio. Foram realizadas sries de reunioes, com os grupos participantes no evento, com jornalistas, musicos, com as autoridades tradicionais dos 4 Sectores entre outras actividades ligada a prparaao do evento e por fim com a Secretria de Estado da Juventude e Cultura. Foi um trabalho extremamente rduo, de muito sacrifcio suportado pela vontade dos elementos da Comisso Organizadora que estavam determinados em fazer reaparecer e elevar a imagem da Regio de Biombo na senda histrica e cultural do pas. 7. 7 O lema do FESCULBI surgiu na sequncia da primeira reunio de concertao realizada no Alto Bandim, e aps uma anlise profunda em que o Administrador do Sector props que o lema fosse Biombo Korda que deste se traduz em lngua pepel Wuhium Lutti. Desenrolar Das Actividades Dia 25 de Setembro (abertura) Sob a presidncia da Sua Excelncia Senhora Secretria de Estado da Juventude Cultura e dos Desportos, Dra. Helena Paula Barbosa, as actividades iniciaram s 17 horas local com apresentao do Grupo Teatral e Cultural Netos de Band, Os Guineenses, Velhas Guardas bem como os Grupos Sectoriais. Estiveram presentes na abertura solene alm da Secretria de Estado da JCD, a Governadora da Regio de Biombo, Dona Emlia Correia, Administrador do Sector, Vladimir Tidjani San, Ministro da Administrao Territorial e do Poder Local, Baptista T, Representante do Padrinho do FESCULBI, Dr. Armando Tchoba dos Santos, Delegado Regional da Cultura, Tony Djau, Representante da Madrinha do FESCULBI, Nelita da Costa, Me do FESCULBI, Tia Samatho, Marciano Indi, Vice-presidente da Cmara Municipal de Bissau, Pedro da Costa Deputado do Circulo Eleitoral 9, Comissrio Regional da POP, Comandante Adjunto de Batalho de Ilond, Rgulos de Tr, de Prabis, representante de regulo de Safim e de Biombo,assim como os dos Comits de Tabancas. Os membros da Comisso em nmero de 31 elementos divididos em diferentes sub-comisses mostraram o calor humano com trajes tradicionais local. Aps as apresentaes segue-se as boas-vindas da Governadora da Regio todos os participantes. Em seguida, usou de palavra a Presidente do FESCULBI, Hortncia Francisco C, chamando atenao todos os filhos de Biombo sobre a potencialidades culturais que a regiao dispoe e que ja estao em esquecimento. Afirmando por outro lado que a regiao de Biombo um paraiso turistico e gastronmico. Para terminar, pediu ao governo local no sentido de levar nos grandes debate os problemas da regiao junto do governo central. Em seguida foi dada a palavra a Tia Samato T, Paulo C rgulo de Tr, representante da Madrinha Nelita Costa, Dr. Armando Tchoba dos Santos representante do Padrinho, Governadora, Emlia Correia. Por fim, usou de palavra, a Secretria de EJCD para assinalar abertura do evento. Num discurso emocionante, ilogiou a iniciativa dos valentssimos heris da juventude de Biombo, pela coragem e determinaao demostradas nao obstantes as enormes dificuldades de vrias ordens encontradas na execuao dos objectivos traados e afirmou total disponibilidade da SEJCD em apoior a qualquer momento a iniciativa do gnero. 8. 8 Aps o acto da abertura oficial, foi organizado um cocktail na residncia da Governadora para os convidados de Honra ofericido pela comissao. O periodo da noite foi preenchido com animaao cultural, com os artistas de renome e msicos da nova geraao. Dia 26 de Setembro O dia comeou com as apresentaes culturais e tradicionais dos grupos de Quinhamel e Prabis. O grupo de Quinhamel apresentou as danas tradicionais pepel, jogo de olock (jogo tradicional pepel que se assemelha com o Hquei em Patins). Por outro lado Prabis apresentou as danas culturais e tradicionais da etnia Balanta (dana Brosca de Nhaiy), pepel, Budjugu; demonstrao da pesca artesanal, cerimnias de rnia (cerimonia tradicional tipo sacerdcio), casamento, problema de reinana (trono) pepel, apresentao da gastronomia pepel (pr opand), luta tradicional, manifestao de kansar e do defunto (djongagu). Logo noite seguiu como habitual actuao musical. Dia 27 de Setembro O dia comeou com as movimentaes de Quinhamel Bissau pelos membros da Comisso procurando preencher as lacunas e corrigindo certas falhas, fazendo compras inclusive para o almoo especial Tr. s 10 e 30min tempo para a apresentao das palestras sobre gastronomia local e importncia do turismo na Regio, tudo isto ressaltando a importncia da data em comemorao do Dia Mundial do Turismo; os temas divididos em dois painis foram orados pelo Valdir da Silva Tcnico Superior da Secretaria de Estado do Ambiente e do Turismo: tomaram partes na palestra os delegados dos sectores e os membros do Clube Recreativo dos Amantes do Turismo e das Viagens (CRATUVIA) e encerrou depois das 12 e 30min. Aps o almoo as actividades culturais comearam s 15 horas com a apresentao dos grupos de Safim e Biombo; o grupo de Safim apresentou o pedido de casamento como pea teatral, casamento, dana da etnia fula e dana de Tina (mandjuandadi). J o grupo de Biombo apresentou a dana de Kunsund, Kansar, rnia, manifestao de reinana do regulado, jogo de mantampa, olock, luta tradicional masculino e feminino, pea teatral com encenao de acrobacias acompanhada de dana de Mancebundade. Cado a noite, a multido saboreou as actuaes musicais com os nossos artistas nacionais. Dia 28 de Setembro (Encerramento) O ltimo dia de festival comeou s 10 horas local com a Conferncia dos Quadros, filhos e amigos da Regio cujo tema N Pensa Biombo. O tema foi apresentado pelos Drs. Antnio S (Socilogo-FNUAP) e Incio I(Economista Nacional de PNUD), moderado pelo Dr. Jorge Nascimento Nonato Otinta. Na conferncia participaram cerca de cem delegados de 9. 9 todos os sectores incluindo o Sector Autnomo de Bissau, na qual foram discutidos assuntos ligados venda dos terrenos, governao e administrao, conflitos sociais entre as autoridades locais e a populao. Aps esgotados os asuntos em destaque, foi encerrado a conferncia s 13h e 30min com os discursos do Porta-voz do FESCULBI, Moiss Aleluia Lopes, da Presidente do FESCULBI, Hortncia Francisco C e da Governadora. As conclusoes e as recomendaoes constam em anexo. tarde seguido do almoo e das apresentaes da gastronomia local e jantar na casa da Governadora, degustado pelos convidados, rgulo e membros da Comisso, seguiu-se s 14 horas as reapresentaes em resumo de todos os Grupos dos Sectores e na sequncia destas, os discursos das seguintes personalidades: Presidente do FESCULBI, Me do FESCULBI; Pai do FESCULBI, Casma C Rgulo de Biombo; Madrinha do FESCULBI, Representante do Padrinho, e; Governadora da Regio. A noite comeou animada, como era o ltimo dia teve uma vibrao com as actuaes dos grupos musicais e artistas individuais nacionais e de renome internacional. (em ANEXO nomes dos msicos que participaram no evento). finconcebivel terminar este relatorio sem no entanto fazer referencias as dificuldades deparadas na organizaao desse magnifico evento na historia dos biombenses quer de ordem material, financeira e sem falar dos esforos fsicos e mentais empreendidos ao longo do evento. No que tange aos recursos financeiros, de referir que os fundos conseguidos nao foram suficiente para cobrir as despesas preconizadas. O que tornou impossivel a materializaao de algumas despesas entre as quais, a de subsidiar os Sectores ou grupos participantes nas actividades. Esta realidade definida no contexto do festival ressalta a necessidade de uma pareceria com os terceiros em organizar eventos que se enquadram com os padres sociais, culturais, moral e intelectuais desejados. Na Guin-Bissau esta realidade ainda remota sendo que a inculcao da cultura de festival ou manifestao cultural pacfica, uma tarefa difcil visto que a populao no est habituada s tais prticas. Entretanto, podemos faze-lo se reunidas forem as vontades, o dinamismo, o recurso financeiro e material, enfim o recurso humano capaz, enquanto factor indispensvel para a concretizao de todos os planos ou projectos que existem e que existiro. Contudo, a inteno de resgatar e disseminar a cultura presente na regio uma obrigao cultural que todos os membros da Comisso Organizadora encanam. Por isso, a realizao do 10. 10 Festival Cultural da Regio de Biombo um acontecimento histrico de amor e conscincia. ANEXOS Grfico elaborado da participao global FESCULBI Fotografias e algumas apresentaes Quinhamel Safim Prabis Ondame ParticipaoPositiva dos Sectores 95% 45% 45% 55% Nivel de Satisfao 2,4 1,8 4,4 Aderncia 2 2 3 5 0% 100% 200% 300% 400% 500% 600% Nvel de Participao Atingida 11. 11 12. 12 13. 13 14. 14 Msicos que participaram no FESCULBI 1. Sambal Canout 2. Atansio Atchuem 3. D Mancas 4. Bubacar Djamanca 5. Z Nuno 6. Nelson Bomba 7. NB One Shot 8. Big Carlos 9. Fil Cap 10. Spress Boys 11. Real Power 12. Netos de G-Marna 13. Jos Interpretador 14. Nitu Di love 15. Tchuma Bari 16. Suncar Rainha de Paz 17. Dama Cotche 18. MC. Laida 19. Os Pesadelos 20.Fidjus di Terra (Quinhamel) 21. Albas (Quinhamel) 22. Adeu Nunes Varela&amp; Amaro Dj(Biombo) 23. Mol (Prabis) Assinado pelos: Secretrio da C.O. Presidente da C.O. Ernesto T Hortncia Francisco C _____________ __________________ </p>