Apostíla ISO TS 16949 2002

  • Published on
    05-Dec-2014

  • View
    44.227

  • Download
    31

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

  • 1. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ Interpretao da Norma e Tcnicas de Gesto por Processos ISO TS 16949:2002 Manual do Treinando ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 1 18/05/2009
  • 2. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ CONTEDO AULA 1 SISTEMAS DA QUALIDADE 1.1 Motivos da Reviso 1.2 Abordagem de Processo 1.3 Orientaes do IATF 1.4 Termos e Definies 1.5 Princpios de Gesto da Qualidade AULA 2 DOCUMENTAO DO SISTEMA DA QUALIDADE 2.1 Documentao do Sistema da Qualidade 2.2 Nveis da documentao AULA 3 INTRODUO NORMA ISO TS 16949:2002 3.1 Objetivo da Norma TS 16949 3.2 Uso, Aplicao e Excluses 3.3 A Estrutura da Norma TS 16949 3.4 Os Manuais de Referncia 3.5 Outras Normas e Guias AULA 4 A NORMA ISO TS 16949:2002 4.1 Os requisitos da TS 16949 AULA 5 Auditoria ISO TS 16949 5.1 APNDICES 1 Termos e Definies 2 Modelo de processos de Melhoria 3 COPs recomendados pelo IATF 4 Plano de Controle WORK SHOPS Termos e Definies Requisitos de Documentao e Objetivos Interpretao da Norma Determinao de COPs e processos de Suporte Turtle ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 2 18/05/2009
  • 3. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ AULA 1 SISTEMAS DA QUALIDADE 1 Motivos da reviso 1.1 Introduo A ISO uma federao internacional, que se encarrega de elaborar normas de mbito mundial, atravs dos seus comits tcnicos (TC). A principal tarefa da ISO de elaborar Normas internacionais, mas excepcionalmente, os comits tcnicos podem propor um Relatrio Tcnico quando: 1. No obtido suporte para edio de uma Norma internacional; 2. O artigo est sob desenvolvimento tcnico ou onde, por qualquer razo no existe possibilidade imediata de se obter o acordo para edio de uma norma tcnica; 3. O comit tcnico coleta informaes de diferentes fontes ou tipos, as quais so normalmente publicadas. Relatrios Tcnicos dos tipos 1 e 2 so sujeitos a reviso dentro de trs anos da sua publicao, para decidir se a mesma ser transformada em Norma Internacional. A ISO TS 16.949 foi preparada pelo IATF (International Automotive Task Force) e representada da ISO/TC 176. A norma ISO TS 16.949 (TS Technical Specification), foi inicialmente aprovada em 1999, devido a necessidade de padronizao na indstria automotiva e reduo no nmero de auditorias por diferentes clientes. Alm disso, esta norma tem como objetivo a harmonizao dos seguintes requisitos exigidos por diferentes pases/rgos: QS 9000 (Mercado Americano); VDA 6 (Mercado Alemo); AVSQ (Mercado Italiano); EAQF (Mercado Francs); Com a nova viso da TS em 2002, incorporou-se a norma ISO 9001:2000. Ao longo da apostila, os requisitos da norma ISO 9001:2000 estaro em itlico, e os demais so os requisitos da TS 16.949:2002. ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 3 18/05/2009
  • 4. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ 1.2 Abordagem de Processo O QUE SO OS PROCESSOS a) Defini-se processo como uma srie de tarefas ou etapas que recebem insumos (materiais, informaes, pessoas, mquinas, mtodos) e geram produtos (bens, informaes, servios) usados para fins especficos por seu receptor, ou: b) Um conjunto de atividades logicamente interdependentes que, quando executadas transformam insumos em resultados que visam atender s necessidades e expectativas dos clientes. Todo trabalho realizado nas empresas faz parte de algum processo. Estes trabalhos so normalmente denominados de atividades, tarefas ou etapas. Para uma organizao funcionar eficazmente, a direo tem que identificar e coordenar numerosas atividades relacionadas. Uma atividade que toma entradas e converte-as em sada pode ser considerada como um processo. Muito freqentemente a sada de um destes processos torna-se a entrada para outro processo. Ento, organizaes podem incluir um nmero de processos relacionados que necessitem ser identificados e gerenciados. A abordagem de processo, portanto, a sistemtica de identificao e gesto destas atividades e a interao entre estas mesmas atividades. Uma vantagem da abordagem de processo o controle contnuo que conseguido sobre os processos, as relaes entre processos e a combinao e interao de processos. Composio dos processos a) Objetivo: a razo de ser do processo (atender s necessidades e expectativas dos clientes internos e externos) b) Entradas (inputs): so os insumos que o processo transforma em resultados (bens ou servios). c) Processamento (transformao): conjunto de atividades interdependentes, estruturas no tempo (seqncia cronolgica de execuo) e no espao (locais onde as atividades so executadas) que transformam os insumos. d) Sadas (outputs): so os resultados ou o produto do processo (bens ou servios). Importncia A abordagem de processo enfatiza a importncia de: ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 4 18/05/2009
  • 5. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ a) o entendimento e atendimento dos requisitos; b) a necessidade de considerar processos em termos de valores agregados; c) obter resultados de desempenho e eficcia de processos d) melhoria contnua de processos baseada em medidas objetivas. Modelo de um sistema de Gesto da Qualidade baseado em processo O diagrama Modelo de um sistema de gesto da qualidade baseado em processo estabelece a estrutura e elementos de um processo como definido pela clusula 4 a 8 da ISO TS 16.949 (ver apndice 2). O modelo mostra que os clientes desempenham um papel significativo em definir requisitos como entradas. O monitoramento da satisfao do cliente requer a avaliao da informao relativa percepo do cliente se a organizao atende os requisitos do cliente. Foco no cliente Relacionar a abordagem de processo com o escopo da Norma traz juntos dois temas principais; - O foco no cliente: de que o cliente desempenha um papel significativo na definio de requisitos como entradas. - Melhoria contnua: a necessidade de continuamente melhorar o sistema da qualidade. 1.3 Orientao do IATF IATF Guidance to ISO/TS 16.949:2002 (manual com recomendaes e exemplos de aplicao da TS 16.949:2002) (Ver documento ISO/TC 176/SC2/N544R download na web site: http://www.bsi.org.uk/iso-tc176-sc2) Consulta ao Site IAOB / FAQs www.iaob.org A organizao deveria acessar o site do IAOB periodicamente para atualizar seus sistema, requisitos e conhecimentos; ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 5 18/05/2009
  • 6. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ As FAQs (Freqentes perguntas e respostas) so informaes importantes para interpretar requisitos normativos; 1.4 Termos e definies No apndice 01 esto descritos alguns termos e definies para auxiliar o entendimento da aplicao da norma e exerccios a serem realizados durante o treinamento. Esses termos e definies podem ser encontrados na norma ISO 9000:2000 e Termos e definies contidos na TS 16.949:2002. Alguns termos importantes: - Produto = Tambm pode significar servio - Organizao = Empresa que ir ser avaliada - Fornecedor = fornecedor, subcontratado, prestador de servio Terminologia da TS - Shall (deve) = Indica requisito mandatrio - Should (deveria) = mandatrio com certa flexibilidade - Notas = so para orientaes no entendimento ou esclarecimento do requisito associado - Such us (tais como) = significa sugesto para orientao. 1.5 Princpios de Gesto da Qualidade Os princpios so baseados na famlia de Normas ISO 9000:2000 composto de oito princpios gerenciais. Estes fornecem a filosofia bsica de melhoria de requisitos e desempenho. Pela incorporao do significado e esprito destes requisitos, organizaes desenvolvem e expandem gradativamente os oito princpios dentro de suas organizaes. Foco no cliente A necessidade de entender as necessidades correntes e futuras de clientes, para ir de encontro aos seus requisitos e exceder as suas expectativas ponto central para a Norma, como um tema consistente por todo seu contedo. Isto baseado no fato de que organizaes dependem de seus clientes. Liderana Liderana para atingir os objetivos. O propsito de liderana assegurar que metas e objetivos da organizao so completamente atendidos. ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 6 18/05/2009
  • 7. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ Lderes estabelecem unidade de propsito e a direo da organizao. Eles necessitam assegurar que as pessoas esto totalmente envolvidas em alcanar estes objetivos criando o ambiente para que as pessoas os realizem. Envolvimento de pessoas Uma vez que o sucesso da organizao depende bastante das pessoas empregadas, elas necessitam ser totalmente envolvidas para que suas habilidades sejam usadas em benefcio de se alcanar os objetivos da organizao. Abordagem do processo Resultados so alcanados mais eficazmente e eficientemente quando os recursos e atividades so gerenciados como um processo. Abordagem sistmica para a gesto A eficcia e eficincia de uma organizao so melhoradas pela identificao, entendimento e gesto de processos interrelacionados necessrios para alcanar objetivos. Melhoria contnua Isto deveria ser um objetivo permanente de qualquer organizao. Abordagem fatual para tomada de deciso Decises eficazmente so baseadas na anlise lgica ou intuitiva de dados e informaes. Benefcios mtuos nas relaes com os fornecedores Uma organizao e seus fornecedores so interdependentes e uma relao de benefcio mtuo aumenta a capacidade de ambos em agregar valor. Estes princpios tm determinados o esprito e significado da srie de Normas. Diretrizes de como elas podem ser implementadas dado na ISO 9004. ______________________________________________________________________________________________________________ QUALIDADE E TREINAMENTO Reviso 01 Fundio Balancins Pgina 7 18/05/2009
  • 8. Curso de Interpretao da Norma e Gesto por Processos _________________________________________________________________________ AULA 2 DOCUMENTAO DO SISTEMA DE QUALIDADE 2. A Documentao do Sistema de Qualidade 2.1 Introduo De acordo com os requisitos da Norma ISO TS 16.949, o Sistema da Qualidade deve ser documentado. Para maiores esclarecimentos, pode-se utilizar a ISO/TR 10.013 (Orientao para documentao de sistema da qualidade): importante que o Sistema da Qualidade seja documentado com o mnimo de documentos necessrios para: - Abranger todo o Sistema da Qualidade; - Descrever como os processos e atividades so executados e - Ter as evidncias que certos eventos ocorreram em conformidade com o planejado. 2.2. Nveis da documentao Os seguintes nveis de documentos do Sistema da Qualidade so normalmente estabelecidos por uma Organizao: Nvel I - Manual da Qualidade Nvel II - Procedimentos Operacionais Nvel III - Instrues de Trabalho Nvel IV - Formulrios / Registros MANUAL DA QUALIDADE NVEL I um documento que define a poltica da qualidade e fornece uma viso geral do Sistema da Qualidade de uma Organizao. Basicamente define o que a Organizao faz para atender aos requisitos da Norma TS 16.949. A elaborao do Manual da Qualidade obrigatria, da mesma forma, ele deve: - abranger os requisitos da Norma - incluir ou fazer referncia aos procedimentos do Sistema da Qualidade - descrever a estrutura da documentao do Sistema PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS...