Direção defensiva: pegue carona nessa ideia

  • Published on
    17-Dec-2014

  • View
    6.492

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentao que explica o que a direo defensiva e como ela pode contribuir para diminuir os acidentes de trnsito.

Transcript

  • 1. Direo Defensiva: Pegue carona nessa ideia Imagem: Portal So Francisco
  • 2. TUDO QUE VOC PRECISA SABER SOBRE DIREO DEFENSIVA112 O QUE DIREO DEFENSIVA?34 CONSENQUNCIAS E RISCOS DA DIREO IMPRUDENTE45 CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO E CONDUO MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANA DE HBITOS CARACTERSTICAS E REGRAS DAS VIAS DE TRNSITO AES DA NATUREZA E SEUS RISCOS RESPEITO AO MEIO AMBIENTE E CONVIVNCIA SOCIAL NO TRNSITO INFRAES E PUNIES
  • 3. 1 O QUE DIREO DEFENSIVA?
  • 4. DEFININDO A DIREO DEFENSIVA o tipo de direo responsvel e segura, que se baseia em regras quevisam preservar a vida, a sade e a natureza. E so essas regras queorientam os motoristas a reconhecerem situaes de perigo, para quepossam se prevenir e evit-las mantendo seu veculo, sua vida e a dasdemais pessoas envolvidas no trnsito em segurana;Por isso, essas normas esto diretamente ligadas a agentes como oprprio condutor, o veculo, as vias pblicas, as aes da natureza, dentreoutros que compem o sistema de trnsito.Imagem: Gil Caminhes
  • 5. 2 CONSEQUNCIAS E RISCOS DA DIREO IMPRUDENTE
  • 6. CONSEQUNCIAS E RISCOS DA DIREO IMPRUDENTEA maioria dos motoristas no consideram o trnsito como um ambiente perigoso e pensamque nada acontecer com eles. Com isso, continuam a dirigir de forma irresponsvel,colocando sua segurana e a de outras pessoas em risco. Conhea alguns dos riscos e dosmales causados pela direo imprudente: O sofrimento de muitas pessoas, causados por mortes e ferimentos, inclusive com sequelas fsicas e/ou mentais, muitas vezes irreparveis; Prejuzos financeiros, por perda de renda e afastamento do trabalho; Constrangimentos legais, por inquritos policiais e processos judiciais, que podem exigir o pagamento de indenizaes e at mesmo priso dos responsveis. Imagem: Gazeta Interativa
  • 7. 3 CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO E CONDUO
  • 8. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO E CONDUODirigir com segurana requer que o motorista se sinta seguro com o veculo que conduz.Por isso, necessrio que o condutor saiba como funciona seu veculo e o mantenha sempreem bom estado de conservao. Logo, o motorista precisa estar sempre atento srecomendaes do fabricante de seu automvel e fazer manuteno regularmente comprofissionais qualificados. Medidas como essa, alm de evitarem acidentes, levam ocondutor a evitar gastos com futuros consertos e reposio de peas. Confira nos prximosslides algumas medidas preventivas ligadas aos equipamentos e sistemas do seu veculo: Imagem: Hidromar
  • 9. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO ECONDUO| Cuidados gerais: Combustvel: veja se o indicado no painel suficiente para chegar ao destino; Nvel de leo de freio, do motor e de direo hidrulica: observe os respectivos reservatrios, conforme manual do proprietrio; Nvel de leo do sistema de transmisso (cmbio): para veculos de transmisso automtica, veja o nvel do reservatrio. Nos demais veculos, procure vazamentos sob o veculo; gua do radiador: nos veculos refrigerados a gua, veja o nvel do reservatrio de gua; gua do sistema limpador de para-brisa: verifique o reservatrio de gua; Palhetas do limpador de para-brisa: troque, se estiverem ressecadas; Desembaador dianteiro e traseiro (se existirem): verifique se esto funcionando corretamente; Funcionamento dos faris: verifique visualmente se todos esto acendendo (luzes baixa e alta); Regulagem dos faris: faa atravs de profissionais habilitados; Lanternas dianteiras e traseiras, luzes indicativas de direo, luz de freio e luz de r: inspeo visual.
  • 10. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO ECONDUO| Cuidados com os pneus: Calibragem: siga as recomendaes do fabricante do veculo, observando a situao de carga (vazio e carga mxima). Pneus murchos tm sua vida til diminuda, prejudicam a estabilidade, aumentam o consumo de combustvel e reduzem a aderncia em piso com gua; Desgaste: o pneu dever ter sulcos de, no mnimo, 1,6 milmetros de profundidade. A funo dos sulcos permitir o escoamento de gua para garantir perfeita aderncia ao piso e a segurana, em caso de piso molhado; Deformaes na carcaa: veja se os pneus no tm bolhas ou cortes. Estas deformaes podem causar um estouro ou uma rpida perda de presso; Dimenses irregulares: no use pneus de modelo ou dimenses diferentes das recomendadas pelo fabricante para no reduzir a estabilidade e desgastar outros componentes da suspenso. Imagem: Bagari
  • 11. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO E CONDUO | Cuidados com o cinto de segurana: Veja se os cintos no tm cortes, para no se romperem numa emergncia; Confira se no existem dobras que impeam a perfeita elasticidade; Teste o travamento para ver se est funcionando perfeitamente; Verifique se os cintos dos bancos traseiros esto disponveis para utilizao dos ocupantes; Ajuste firmemente ao corpo, sem deixar folgas; A faixa inferior dever ficar abaixo do abdome, sobretudo para as gestantes; A faixa transversal deve vir sobre o ombro, atravessando o peito, sem tocar o pescoo; No use presilhas. Elas anulam os efeitos do cinto de segurana. Imagem: Seguro Auto Fcil
  • 12. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO E CONDUO | Cuidados com o sistema de iluminao: Faris queimados, em mau estado de conservao ou desalinhados: reduzem a visibilidade panormica e voc no consegue ver tudo o que deveria; Lanternas de posio queimadas ou com defeito, noite ou em ambientes escurecidos (chuva, penumbra): comprometem o reconhecimento do seu veculo pelos demais usurios da via; Luzes de freio queimadas ou com mau funcionamento ( noite ou de dia): voc freia e isso no sinalizado aos outros motoristas. Eles vo ter menos tempo e distncia para frear com segurana; Luzes indicadoras de direo (pisca-pisca) queimadas ou com mau funcionamento: impedem que os outros motoristas compreendam sua manobra e isso pode causar acidentes. Imagem: Portal Helipoles
  • 13. CARROS: FUNCIONAMENTO, MANUTENO ECONDUO| Cuidados com os freios: Nvel de fluido baixo: s observar o nvel do reservatrio; Vazamento de fluido: observe a existncia de manchas no piso sob o veculo; Disco e pastilhas gastos: verifique com profissional habilitado; Lonas gastas: verifique com profissional habilitado.Imagem: Niteri iTV
  • 14. 4 MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANA DE HBITO
  • 15. MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANADE HBITOSTo importante quanto fazer a manuteno do seu carro regularmente fazer o usocorreto dos equipamentos como pedais, cmbio de marcha, retrovisores, etc. Almdisso, existem outros hbitos comportamentais que comprometem a ateno epromovem o desgaste fsico do motorista, conhea alguns deles: Consumir bebida alcolica; Usar drogas; Usar medicamento que modifica o comportamento, de acordo com seu mdico; Ter participado, recentemente, de discusses fortes com familiares, no trabalho, ou por qualquer outro motivo; Ficar muito tempo sem dormir, dormir pouco ou dormir muito mal; Ingerir alimentos muito pesados, que acarretam sonolncia; Imagem: Niteri iTV
  • 16. MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANADE HBITOS Usar o telefone celular ao dirigir, mesmo que seja viva voz; Assistir televiso a bordo ao dirigir; Ouvir aparelho de som em volume que no permita ouvir os sons do seu prprio veculo e dos demais; Transportar animais soltos e desacompanhados no interior do veculo; Transportar, no interior do veculo, objetos que possam se deslocar durante o percurso. Imagem: Chevrolet Nova
  • 17. MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANADE HBITOSAgora que voc j sabe o que o motorista do veculo no deve fazer, confira abaixoalgumas orientaes para evitar o desgaste fsico do condutor e manter a concentrao: Dirija com os braos e pernas ligeiramente dobrados, evitando tenses; Apoie bem o corpo no assento e no encosto do banco, o mais prximo possvel de um ngulo de 90 graus; Ajuste o encosto de cabea de acordo com a altura dos ocupantes do veculo, de preferncia na altura dos olhos; Segure o volante com as duas mos, como os ponteiros do relgio na posio de 9 horas e 15 minutos. Assim voc enxerga melhor o painel, acessa melhor os comandos do veculo e, nos veculos com air bag, no impede o seu funcionamento; Procure manter os calcanhares apoiados no assoalho do veculo e evite apoiar os ps nos pedais, quando no os estiver usando; Imagem: Carros Motor
  • 18. MOTORISTA: COMPORTAMENTO E MUDANADE HBITOS Utilize calados que fiquem bem fixos aos seus ps, para que voc possa acionar os pedais rapidamente e com segurana; Coloque o cinto de segurana, de maneira que ele se ajuste firmemente ao seu corpo. A faixa inferior deve passar pela regio do abdome e a faixa transversal passar sobre o peito e no sobre o pescoo; Fique em posio que permita enxergar bem as informaes do painel e verifique sempre o funcionamento de sistemas importantes como, por exemplo, a temperatura do motor; Observe as informaes no painel do veculo, como velocidade, combustvel, sinais luminosos; Confira regularmente os espelhos retrovisores; Fique atento movimentao de outros veculos sua frente, sua traseira ou nas laterais; Atente movimentao dos pedestres, em especial nas proximidades dos cruzamentos; Imagem: Portal So Francisco
  • 19. 5 CARACTERSTICAS E REGRAS DAS VIAS DE TRNSITO
  • 20. CARACTERSTICAS E REGRAS DAS VIAS DE TRNSITO As vias pblicas so os espaos por onde circulam os agentes do sistema de trnsito, ou seja, veculos, pedestres e at mesmo animais, uma vez que essas vias podem fazer parte dos centros urbanas ou das rodovias brasileiras. Independente do cenrio a que pertenam, as vias pblicas tm cada uma suas particularidades que devem ser consideradas pelo motorista para evitar acidentes de trnsito. Alguns fatores que devem ser considerados nessas vias so: Fixao da velocidade: obedea a velocidade mxima das placas de sinalizao, considerando que ela pode variar a depender das condies da pista e do trfego de veculos; Curvas: siga as instrues das placas de sinalizao e evite movimentos bruscos com o volante; Declives: Nunca desligue o motor do carro nas descidas de declives acentuados, assim como desengrenar o veculo; Cruzamentos entre vias: siga as instrues das placas de sinalizao, redobre a ateno e reduza a velocidade do veculo; Ultrapassagem: siga as instrues das placas de sinalizao e mesmo que elas permitam a ultrapassagem, calcule a potncia do seu veculo e a velocidade do carro sua frente antes de realizar a manobra; Caladas ou Passeios Pblicos: este espao de uso exclusivo dos pedestres, por isso, nunca pare ou estacione seu carro em caladas;
  • 21. CARACTERSTICAS E REGRAS DASVIAS DE TRNSITO Estreitamento de pista: redobre sua ateno, reduza a velocidade e a marcha e aguarde at chegar a sua vez de passar pela pista; Acostamento: nunca trafegue no acostamento se no for extremamente necessrio, este espao da via destinado a carros com problemas, pedestres e ciclistas. Tambm mantenha um distanciamento entre a faixa em que est trafegando e o acostamento, pois em casos de desnveis entre eles, o motorista pode perder o controle do carro; Condies do piso da pista de rolamento: ao detectar ondulaes, buracos, elevaes, inclinaes ou alteraes desse tipo, diminua a velocidade do veculo usando os freios antes de passar pelo trecho com esses problemas; Trechos escorregadios: diante de trechos com areia, gua, leo ou quaisquer tipos de lquidos e materiais na pista mantenha o equilbrio do veculo sem fazer alteraes bruscas de velocidade; rvores ou outros tipos de vegetao: diante de trechos em que a vegetao encobrir as placas de sinalizao, diminua a velocidade do veculo e procure alguma orie...