Harmonia das cores

  • Published on
    20-May-2015

  • View
    327

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Harmonia das Cores. Muito bacana esse contedo sobre cores.

Transcript

<ul><li> 1. Harmonia das Cores (Post 4) Site referncia: http://sellerink.com.br/blog/series/harmonia-das-cores/Posted by Marcos Anghinoni - Diretor de Vendas. Nosso quarto post em Harmonia das Cores. Esta nossa srie trata do aspecto emocional das cores e assim equilibramos o assunto to tcnico que tratamos sempre nas nossas outras sries e assuntos. Hoje o assunto voltado ao ttulo da srie - Harmonia das cores. Acompanhem mais esta srie pois temos ainda muitos posts sobre o assunto e alguns deles pretendemos colocar em nosso Ciclo de Palestras Tcnicas do prximo ano. Ento vamos...Harmonia A harmonia essencial no sentido de relacionar entre si todas as cores de uma composio, ajustando-as a um todo unificado. Uma cor depende grandemente do contexto no espao e no tempo. Cada cor se altera pela colocao de outras de modo que o que era quente pode se tornar frio, colocando uma cor mais quente mais prxima, e o que estava em harmonia se faz discordante aproximando-se novas cores. As cores parecem mais escuras sobre o branco, mais claras sobre o preto e sobre um cinza de igual valor se fundem com este e tm pouco destaque. Os valores claros parecem aumentar o tamanho dos objetos, o preto e os valores escuros do impresso que os diminuem. O branco e os valores claros refletem a cor e parece que intensificam as cores que esto sobre elas e o preto e as cores escuras absorvem e reduzem a potncia das cores que so superpostas. Branco e cores claras sugerem distncia, as mais escuras, aproximao. O preto unifica e harmoniza. Alm disto, existem outros fenmenos visuais interessantes. Quando fixamos nossos olhos numa cor durante certo tempo, substituindo a cor por um campo branco veremos sua cor complementar. Um cinza mdio rodeado de uma cor quente nos parecer azulado e frio, enquanto que o mesmo cinza circundando uma cor fria dar a impresso de rosado e quente. O homem sente necessidade de neutralizar as cores, procurando maior repouso visual. No se pode, portanto, formular princpios rgidos para a obteno da harmonia das cores, mas h alguns processos utilizados que j se tornaram regras consagradas. As cores neutras podem ser usadas em todas as harmonias sem nenhum prejuzo.Harmonia MonocromticaConsiste em combinar vrios valores de uma cor. Numa escala monocromtica, a cor, ao ser misturada gradativamente com branco, perde a sua intensidade, sendo dominada de valores altos, isto , presena de luz (chave alta). Nesta mesma cor, ao adicionarmos o preto, a sua intensidade diminui com a ausncia da luz, e so denominadas de valores baixos ou chave baixa. A faixa intermediria da escala corresponde chave mdia. Ex: harmonia monocromtica da cor base azul: tons de azul bem claro at o azul escuro.</li></ul><p> 2. Esta harmonia permite sempre um resultado agradvel e calmo. , porm, um pouco montona quando aplicada sobre grandes reas. Podemos resolver este problema colocando algum elemento com a cor complementar que, por contraste, dar mais vivacidade ao esquema.Harmonia de Cores Anlogas a harmonia em que se utilizam as cores vizinhas no crculo cromtico. Ex: harmonia de cores anlogas da cor base laranja: amarelo, amarelo alaranjado, laranja, laranja avermelhado, vermelho. Isto permite um resultado agradvel e calmo sem o problema da monotonia.Harmonia por ContrasteNesta harmonia utilizamos cores quentes e frias, conseguindo efeito de contraste. Tanto podemos usar cores complementares (vermelho-verde, azul-laranja, amarelo-violeta) como criar novas unies como: vermelho-azul, amarelo-azul, verde amarelado-roxo, etc. Contraste ocorre todo o tempo, embora sua presena possa passar despercebida. H contraste quando uma forma circundada por um espao vazio. H contraste quando uma linha reta encontra uma linha curva. H contraste quando as direes verticais e horizontais coexistem. Vivenciamos todos os tipos de contraste em nosso cotidiano. O dia contrasta com a noite, um pssaro voando contrasta com o cu; uma cadeira antiga contrasta com um sof moderno. O contraste apenas um tipo de comparao, na qual as diferenas se tornam claras. Duas formas podem ser consideradas similares em determinados aspectos e diferentes em outro. Suas diferenas se tornam enfatizadas quando ocorre contraste. Uma forma pode no parecer grande quando vista isolada, mas pode parecer imensa comparada com formas minsculas prximas a ela.Tipos de contrastesTipo de contraste por coro o o o o .FORMATO: Orgnico/ Geomtrico/ Angular/ No angular TAMANHO: Grande/ Pequeno/ Comprido/ Curto; COR: Claro/ Escuro/ Brilhante/ Opaco/ Quente/ Frio; TEXTURA: Liso/ spero/ Fino/ Grosso/ Regular/Irregular Fosco/Polido; DIREO: Direita/ Esquerda/ Em cima/ Em baixo. 3. Harmonia por TradeConsiste no emprego de trs cores que tenham a mesma relao entre si, isto , que estejam situadas equidistantes uma da outra no crculo cromtico (usa-se o tringulo equiltero). Os vrtices indicaro as cores componentes do trio. Ex.: amarelo vermelho azul; roxo verde - laranja.Harmonia por Temperatura Dominante Aplicam-se na composio diversas cores, com dominncia ou de cores quentes ou cores frias. Cores Quentes so cores mais vivas, alegres e com luminosidade. Exemplos: vermelho, amarelo, laranja. Cores Frias so cores escuras e tristes. Exemplos: azul, verde, violeta, marrom.Harmonia de Cores ComplementaresO uso de cores complementares cria uma harmonia de contraste violento, que pode ser usado com grande xito, desde que quem as empregue saiba us-las. Quando usamos esta harmonia com cores mais apasteladas, ou saturadas, conseguimos efeitos menos agressivos. Por exemplo, o vermelho e verde que juntas parecem chocantes, ficam delicadas nos tons de rosa e verde musgo ou verde-claro e rosa escuro.Harmonia das Cores (Post 3)Posted by Marcos Anghinoni - Diretor de VendasMais um post, o terceiro, da nossa srie Harmonia das Cores. No primeiro post falamos sobre teoria das cores e os principais personagens que estudaram primeiramente as cores. No segundo post falamos sobre as trs dimenses das cores, os tipos e classificao e o valor calrico das cores. Ento, continuando, hoje vamos ver o significado psicolgico das cores. Este tema sempre foi muito requisitado nas nossas palestras e at aqui nunca tnhamos entrado profundamente no assunto. Nossas pesquisas sobre o tema nos trouxeram material adequado tanto para a publicao aqui no nosso blog quanto para utilizao em nossas palestras. Ento vamos...Cor A cor uma percepo visual provocada pela ao de um feixe de fotons sobre clulas especializadas da retina, que transmitem atravs de informao pr-processada no nervo ptico, impresses para o sistema nervoso. A cor de um material determinada pelas mdias de frequncia dos pacotes de onda que as suas molculas constituintes refletem. Um objeto ter determinada cor se no absorver justamente os raios correspondentes frequncia daquela cor. Assim, um objeto vermelho se absorve preferencialmente as frequncias fora do vermelho. A cor relacionada com os diferentes comprimento de onda do espectro eletromagntico. So percebidas pelas pessoas, em faixa especfica (zona do visvel), e por alguns animais atravs dos rgos de viso, como uma sensao que nos permite diferenciar os objetos do espao com maior preciso. 4. Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposio de todas as cores primrias(amarelo, azul, verde e vermelho), enquanto o preto a ausncia de luz. Uma luz branca pode ser decomposta em todas as cores (o espectro) por meio de um prisma. Na natureza, esta decomposio origina um arco-ris.Cultura e influncia Culturas distintas podem ter diferentes significados para determinadas cores. A cor vermelha foi utilizada no Imprio Romano, pelos nazistas e comunistas. Usualmente tambm a cor predominante utilizada em redes de alimentao fast food. O vermelho a cor do sangue e naturalmente provoca uma reao de ateno nos indivduos. Outras cores possuem significados diferentes em culturas diferentes, como por exemplo o luto. A COR, elemento indissocivel do nosso cotidiano, exerce especial importncia sobretudo nas Artes Visuais, incluso a as Artes Grficas. Na Pintura, Escultura, Arquitectura, Moda, Cermica, Artes Grficas, Fotografia, Cinema, Espectculo etc, ela geradora de emoes e sensaes. A cor tem vida em si mesma e sempre atraiu e causou no ser humano de todas as pocas, predileco por determinadas harmonias de acordo especialmente com factores de civilizao, evoluo do gosto e especialmente pelas influncias e directrizes que a arte marca.Significado Psicolgico das Cores Em todas as pocas, as sociedades organizadas sempre tiveram seus cdigos completos, ou certos elementos de uma simbologia das cores, atribuindo-lhes frequentemente carter mgico. A variedade de significados de cada cor est intimamente ligada ao nvel de desenvolvimento scio cultural das sociedades.Branco Sugere pureza, paz, delicadeza, inocncia, simplicidade, otimismo. Cria impresses de vazio e infinito. Evoca ao refrescante e desinfetante, sobretudo quando utilizado junto com o azul. Apropriado para tetos. Pode parecer caro como a porcelana ou barato como o papel.Preto Smbolo de infortnio e da morte encerra uma caracterstica impenetrvel. Cor da noite e frequentemente ligado ao rude e ao elegante. a cor mais desprovida de sentimento, mas confere nobreza, distino e elegncia. Tem um peso visual muito grande. Objetos pretos traduzem objetos caros. 5. Cinza Evoca medo, monotonia desnimo, medida que mais sombrio. O cinza escuro a cor do sujo, desprezvel.Vermelho Passional, significa fora, alegria de viver, virilidade, dinamismo. Pode ser exaltante e at enervante, estimula a presso arterial. Impe-se sem discrio, dando tambm a impresso de severidade e dignidade, benevolncia e charme. uma cor essencialmente quente, transmitindo assim sensaes de calor, por isso deve ser usada com cautela. Quanto mais escuro, mais grave, profundo e psquico se torna. Os tons claros exprimem temperamento jovial e fantasioso. Tons escuros tambm esto associados aristocracia.Verde A cor mais calma e tranquila, no possui qualquer elemento de alegria, tristeza ou paixo. Dentro da sociedade das cores, como a burguesia: imvel, satisfeita. tambm a cor da esperana, da primavera e da fertilidade. Com um ponto de amarelo, adquire fora ativa, aspecto ensolarado. Se o azul domina, torna-se sria e carregada de pensamentos. Os tons mais claros acentuam indiferena, os escuros a calma.Azul Cor profunda, calma, desperta lembranas da infncia. Tem gravidade solene, onde as consideraes racionais so ignoradas. Azul escuro chama o homem at o infinito. O claro provoca sensao de frescor e higiene, principalmente ao lado do branco. O azul turquesa encerra grande fora, exprime fogo interior e frio. Exteriormente, lembra os lagos no vero. Traduz juventude e esporte. 6. Amarelo Luminosa, gritante e vistosa, particularidades evidentes nos tons claros, no transmite profundidade, mas a cor que transmite maior luminosidade. uma cor ativa; mas esverdeada, assume tom doentio.Laranja Muito mais que o vermelho, transborda irradiao e expanso. Tem caracterstica acolhedora, quente, ntima, como o fogo ardente.Violeta Equivale a um pensamento meditativo e mstico que encerra um mistrio. triste, melanclico, cheio de dignidade. Passando ao lils, aclara-se, tornando-se mgico e mstico.Rosa Tmido, de uma doura melosa e romntica. Tem pouca vitalidade, a imagem material de feminilidade e afeio. Sugere intimidade. 7. Marrom a cor mais realista, no sendo brutal ou vulgar, encarna a vida s e o trabalho cotidiano. medida que se torna sombrio, adquire as caractersticas do preto.. . Ainda teremos muito mais em Harmonia das Cores - acompanhem! No nosso prximo Ciclo de Palestras que ser realizado a partir de maro de 2011, Teoria das Cores far parte do contedo.Harmonia das Cores (Post 2)Posted by Marcos Anghinoni - Diretor de VendasContinuando com nossa nova srie Harmonia das Cores e com o interessantssimo assunto da teoria das cores. Nosso primeiro post foi muito visitado e acreditamos que a srie toda vai chamar muito a ateno dos nossos leitores. Entao vamos...Cor As trs dimenses das cores As cores so classificadas em trs dimenses: tom, valor e saturao. Para representar essa classificao elaboraram-se vrios esquemas como a pirmide de Lambert, o duplo cone de Ostwald e a ordenao criada por Munsell (veja post publicado na srie Controle da Cor). Estes sistemas baseiam-se no mesmo princpio. O eixo vertical representa as escalas de valores acromticos, que vo desde o branco na parte superior at o negro na inferior. O crculo correspondente ao equador contm a escala dos tons que possuem, nesta altura, um valor de claridade mdio. Cada uma das sees horizontais do slido apresenta os valores cromticos num dado nvel de claridade. Quanto mais afastado do eixo central, mais saturada ser a cor. Quanto mais prximo, mais misturada com um cinza de mesmo valor.o oColorao ou Tinta: Caracterstica que estabelece a diferena entre elas. Ex.: vermelho X verde Valor Tonal: Grau de luminosidade (claridade).Acrescentando-se branco a uma cor, aumenta-se o seu valor tonal. Acrescentando-se preto, abaixa-se o valor; Acrescentando-se um cinza contrastante aumenta-se ou abaixa-se o seu valor. Acrescentando-se um pigmento de valor diferente, aumenta-se ou abaixa-se o valor. Acrescentando-se preto, branco ou cinza, modificaremos o "valor tonal e o nvel de intensidade. O tom resultante ser mais claro ou mais escuro e mais neutro. provvel que tambm se produza alguma alterao no matiz, porque tanto o pigmento preto como o branco tendem a esfriar a mistura.oIntensidade ou Valor Cromtico: Caracterstica que d a pureza e a fora da cor. Ex.: Vermelho vivo mais intenso que vermelho claro. 8. Tipos ou Classificao Das Cores oCores PrimriasCores PrimriasA teoria das cores diz que por meio de cores bsicas, ou primrias, qualquer cor pode ser formada. Essas cores so vermelho, verde e azul para cor luz. Magenta, amarelo e cyanpara cor pigmento.Cor-LuzCor Luz - RGB (Red, Green and Blue)A cor-luz ou cor energia toda cor formada pela emisso direta de luz. Chamada de sistema RGB, Red (Vermelho), Green (Verde) e Blue (Azul), so as cores emitidas pelos monitores, televisores, sol, etc. A combinao destas trs cores resulta na cor Branca e a ausncia das cores-luz resultam na cor preto. Com a combinao variada dessas cores possvel formar todas as cores emitidas pela luz. A mistura de duas cores-luz primrias resulta em cores luz secundrias. So elas: ciano, magenta e amarelo, cores pigmento primrias. A mistura de duas cores pigmento primrias resultam nas cores luz primrias vermelho, verde e azul. Como se percebe a cor luz o inverso da cor pigmento. O monitor colorido um timo exemplo para explicar como isso funciona. Sua tela composta por pixels, cada pixel tem capacidade de emitir a cor vermelha, verde e azul. Cada cor pode variar 256 tonalidades (o equivalente a 8 bits) e combinando tonalidades dos trs pontos possvel emitir em torno de 16 milhes de cores diferentes. Para formar uma imagem roxa na tela do monitor necessrio que os pixels em...</p>