30 newsletter fevereiro 2011

  • Published on
    04-Aug-2015

  • View
    35

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

1. O ano passado foi bastante produti vo para a Terra Roxa, que teve forte atuao na realizao de en-controse aproximao entre empresrios nacionais e internacionais, viagens acompanhando comi-tivas de empresrios a outros pases, e principalmente na recepo de comiti vas com interesse emconhecer o Norte do Paran. Os contatos foram estabelecidos com pases como Alemanha, Espanha,Estados Unidos, Holanda, ndia e Itlia.Entre as principais ati vidades realizadas esto as cerca de 70 reunies de negcios, envolvendo setorescomo construo civil, tecnologia da informao, veterinria, agronegcio, resduos eletrnicos, biotec-nologia,odontologia, logsti ca internacional e ensino superior. Foram emiti dos mais de 220 certi fi cadosde origem em parceria com a Associao Comercial e Industrial de Londrina; e a reati vao do projeto doTrem P-Vermelho com a arti culao das 13 cidades que sero benefi ciadas com o transporte.Outros trabalhos tambm mereceram destaque, tais como:- Co-organizao da palestra com Dr. Jean Arnaud (Frana), diretor da Rede Unitwin/UNESCO sobre parti cipao da Sociedade Civil no mundo globalizado;- Apresentao do Conselho Comunitrio de Jacksonville (EUA) em Apucarana e Londrina;- Organizao da Jornada de Comrcio Exterior, em conjunto com o Banco do Brasil;- Reati vao do processo de irmandade entre as cidades de Terrassa (Espanha) e Maring;- Parti cipao em feira de turismo e reunio com enti dades na Alemanha;- Viagem e reunio com enti dades na Espanha;- Parti cipao em capacitao e encontro de gestores de ADRs promovida pela FIEP;- Organizao de Workshop de Inovao e Edital de Subveno Econmica em Londrina e Maring, em parceria com o Centro Internacional deInovao (C2i) - FIEP;- Realizao de cursos de Comrcio Exterior em parceria com Centro Internacional de Negcios (CIN) - FIEP;- Estabelecimento de convnio com a Coface (Frana) para emisso de relatrios internacionais s empresas da regio;- Realizao do I Seminrio de Comrcio Exterior, em conjunto com o PEIEX;O diretor-executi vo da Terra Roxa, Alexandre Farina,iniciou contatos com a direo da Sociedade Rural doParan, visando parcerias que consolidem as enti -dades e tambm a Feira Agropecuria e Industrial deLondrina, uma das mais importantes do setor reali-zadano Brasil, tambm no cenrio internacional.A reunio foi com o presidente da SRP, Gustavo An-dradee Lopes. A TRI apresentou proposta de facilitar intercmbios e or-ganizarmisses com produtores e empresas ligadas ao agronegcio daregio. A proposta foi bem recebida e novos encontros sero realizadospara aprofundar a discusso.2010: um ano de muitas realizaesTerra Roxa prospecta negcios para empresa de TIO ano de 2011 comeou trazendonovos desafi os para a Terra Roxa. Esteano, a enti dade iniciou trabalho juntoa uma empresa de Tecnologia da Infor-maoda regio, com foco em gamespara redes sociais e plataforma mobile,em que tem a tarefa de buscar investi -dores da ordem de R$ 500 mil para o negcio.Segundo Fernando Kireeff , presidente da Terra Roxa, ser mobilizada aampla rede de contatos nacionais e internacionais que a Terra Roxa jsolidifi cou ao longo dos anos para divulgao do negcio e aproximaoentre os interessados.A Terra Roxa, que desde 2004 trabalha na prospeco de negcios,tem know-how para tal funo. A experincia que acumulamos ao longodesses anos fortalece nosso trabalho, sem contar que a enti dade con-quistourespeito do mercado nacional e internacional devido aos trabal-hosque vem desenvolvendo, comenta o presidente.Showcase 2011 est sendo preparadoUma nova edio do showcase do Norte do Paran, projeto da TerraRoxa Investi mentos, est sendo preparada para circular at o fi nal desteano. A primeira edio Northern Paran - A Surprising Region, de 2009,foi muito bem recebida, e agora a segunda vir aprimorada. Conti nuarsendo editada em dois idiomas ingls e portugus resgatando a im-portnciada regio Norte do Paran no contexto do pas.As novidades fi cam por conta da melhor defi nio dos setores produ-tivos, informaes mais pragmti cas sobre incenti vos para investi men-tosna regio, forte enfoque nos setores econmicos potenciais entreoutros itens que tornaro esta edio do showcase ainda mais efi cientena promoo do Norte do Paran e na atrao de investi dores.A publicao, a exemplo da edio anterior, ter uma distribuio di-rigidaa escritrios de negcios, empresas e grupos de investi dores, lo-calizadosem importantes centros econmicos do Brasil e demais pasesdas Amricas, alm de Europa e sia. O foco de distribuio tambm seconcentra nas representaes ofi ciais estrangeiras no Brasil e nas repre-sentaesofi ciais brasileiras no exterior.Empresrios belgas e holandeses visitam a regio Estreitando relaes com a SRPPor meio do contato com o parceiro Esporte Clube Laranja Mecnica, a TerraRoxa recebeu em Londrina, no incio de fevereiro, a visita de uma empresade telecomunicaes, lder do setor na Blgica. O encontro foi na Sercomtel,onde foram discuti dos detalhes do mercado brasileiro, em comparao com oEuropeu alm de oportunidades de negcios, como parcerias e transfernciasde modelos de servios e tecnologias.Tambm parti ciparam do encontro empresrios da Holanda que tambm es-tavamde passagem pelo Brasil, das reas de futebol e logsti ca internacional.A TRI aproveitou a ocasio para apresentar oportunidades de investi -mentos em empresas da regio, que buscam expanso no mercado in-ternacionalde TI.TRI inicia contatos para abrir portas nos EUAUma nova frente de negcios est sendo aberta pela Terra Roxa. Em fevereiro, o diretor-executi vo da enti dade, Alexandre Farina, esteve em Curiti ba para umareunio com Joshua Rodriggs, presidente da Brazil-Florida Alliance, enti dade que busca unir e fomentar negcios entre empresrios brasileiros e americanos.A Terra Roxa ir apresentar esta oportunidade de interao com o mercado americano s insti tuies do Norte do Paran. Em breve, sero realizados eventose ati vidades para informar s empresas como desenvolver negcios nos Estados Unidos.Criando laos com insti tuies ligadas ao estado da Flrida poderemos abrir portas para a entrada de produtos ou negcios brasileiros e lati no-americanosnos Estados Unidos, comenta Farina. 2. Labtrans fi naliza estudo de viabilidade do Trem P-VermelhoUma importante etapa dos estudos que nortearo a implantao do trem P-Vermelho no Norte doParan acaba de ser concluda e encaminhada ao Ministrio dos Transportes para anlise e posterior di-vulgao.O Laboratrio de Transporte e Logsti ca da Universidade Federal de Santa Catarina Labtrans fi nalizoua anlise de dados do estudo de viabilidade, realizado no fi nal do ano passado na regio.Segundo dados divulgados at o momento, o estudo de viabilidade econmica j havia apontado con-diofavorvel para a implantao do transporte de passageiros ligando Paiandu a Ibipor, percor-rendo13 cidades e um total de 152 quilmetros de linha frrea.Esta segunda etapa, ir apontar a melhor forma de implantao do projeto.Em anliseO diretor de relaes insti tucionais da Secretaria de Polti ca Nacional de Transportes do Ministrio dos Transportes, Afonso Carneiro Filho, informaque o Ministrio vai analisar os resultados dos estudos e dar seu parecer.Esses estudos vo nos apresentar o cenrio, nos apontar a possibilidade e sustentabilidade da implantao do projeto, informa ele.O diretor observa que desde o incio das discusses sobre a implantao dos trens regionais pelo Ministrio dos Transportes foi defi nido que osestudos seriam realizados nas regies que ti vessem interesse na implantao dos trens de passageiros. Esse um projeto de parcerias entre Unio,regies e Estados. Acreditamos que h interesse da regio Norte do Paran nesse transporte, portanto, ele possvel.Carneiro Filho destaca que o Governo do Estado e todas as prefeituras das cidades dentro do traado do trem esto alinhados ao projeto. O estudovai apontar os cenrios e quais as melhores solues para viabiliz-lo. No vejo problema em se estabelecer um consrcio pblico, por exemplo,para operacionalizar o sistema.Estudo aprofundadoDe acordo com o coordenador de Projeto do Labtrans, Rodolfo Philippi, o estudo de demanda foi bastante aprofundado, considerando os aspectoseconmico-fi nanceiro, de viabilidade tcnica, social e ambiental.A iniciati va do Ministrio dos Transportes de realizar esse estudo foi muito importante, porque ele orienta a melhor forma de implantao dotransporte ferrovirio de passageiros na regio. Foi um estudo aprofundado. Foram analisados desde a oferta de viagens, custos, malha ferroviria.O estudo d um retrato exato do transporte na regio. A parti r dele, facilita-se tomar qualquer deciso. Valeu a pena esse investi mento inicial,considera Philippi. Ele acrescenta que o estudo foi to detalhado que indica, inclusive, o melhor trajeto da malha ferroviria.Pesquisa PilotoO estudo do Norte do Paran foi realizado juntamente com os do trecho Bento-Gonalves-Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. O coordenador-executivo da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre, Paulo Thimteo, destaca que o estudo do sul do pas foi o primeiro a ser concludo e servircomo piloto para os demais trechos em todo o pas so 16.Com ele, abre-se a perspecti va de implantao e todo o processo de revitalizao de trens regionais no pas, diz ele, acrescentando: esse estudos aconteceu devido mobilizao da comunidade, que mostrou apoio volta do trem de passageiros nas duas regies.Visita ao LabtransOs membros da equipe de arti culao regional do projeto, Alexandre Farina (Terra Roxa), Fernando Camargo (Urbamar), Paulo Thimteo (Trensurb),Samuel Gomes (Terra Roxa) e Yoshiya Nakagawa Ferreira (UEL), fi zeram uma visita ao Labtrans no incio de fevereiro, onde foi checado o posiciona-mentoA Terra Roxa, junto com a equipe de arti culao regional do Trem P Vermelho, analisar o estudo profundamente quando ele for divulgado eentrar em contato com o governo estadual, senadores, deputados federais e estaduais, alm dos prefeitos e vereadores das cidades envolvidas,para apresentar a situao atual e os prximos passos do projeto, visando conseguir o apoio polti co necessrio e merecido para a conti nuidade dotrabalho, destaca Farina, diretor-executi vo da Terra Roxa.To logo o Ministrio dos Transportes divulgue a anlise dos dados, sero realizadas audincias pblicas nas cidades envolvidas para esclarecimentode todos os pontos ressaltados no estudo.Cnsul Geral da Alemanha visita Norte do ParanO Cnsul Geral da Alemanha no Brasil,Matt hias von Kummer, visitou o Norte doParan para contatos com lideranas ediscusses sobre a possibilidade de coop-eraoe fomento aos interesses bilaterais.A visita, organizada pela Agncia de De-senvolvimentoTerra Roxa Investi mentose pelo Cnsul Honorrio da Alemanha emRolndia, ocorreu no dia 23 de fevereiro,sobre a fi nalizao do estudo e suas impresses.e foi bastante promissora. O cnsul disse ter se impressionado com a regio, que ainda no conhecia, e queplaneja vir mais vezes nos prximos trs anos, perodo de sua permanncia no cargo.Ele foi muito bem recebido pelos prefeitos e lideranas da regio. Todos propuseram uma agenda de ati vi-dades,envolvendo cooperao entre empresas e atrao de investi mentos, acesso a tecnologias e know-how,projetos para Copa do Mundo de 2014, aproximao entre universidades, entre outras, informou o cnsulhonorrio da Alemanha no Norte do Paran, Adrian Von Treuenfels, que acompanhou a visita.A agncia de Desenvolvimento Terra Roxa se colocou disposio das prefeituras para trabalhar em conjunto nas aes, fazendo a intermediaonecessria com o Consulado Alemo. Entre as lideranas que esti veram reunidas com o cnsul esto os prefeitos de Londrina, Maring e Rolndia,respecti vamente, Barbosa Neto, Silvio Barros e Johnny Lehmann.Terra Roxa Investi mentos - Agncia de Desenvolvimento do Norte do ParanMisso: Ser um agente independente para atrair novos investi mentos e promover negcios, integrandoe desenvolvendo os setores econmicos da Regio Norte do Paran.www.terraroxa.org.br