5ª Edição - 4ª Semana

  • View
    220

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Volta ao Mundo

Transcript

  • Novas matrias a cada semana!

    AstriasFrias para todos os gostos.

    FijiParaso no Pacfico.

    Percival Milani Braadas Vitais.

  • Dicas: Quanto custa dar a Volta ao Mundo? .................................................04

    Conexo Xangai: Culinria Chinesa ..........08

    Conexo Espanha:Astrias - O Principado da Aventura ........14

    Conexo Argentina: Pelo caminho do Vinho Argentino ...................................58

    Photo Profi le - Mario De Leo Winkler ...............................68

    Livro: No Amor e na Guerra - O dirio perdido de Agnes Von Kurowsky .........................84

    Route 66 de moto - Born to be Wild .........................................86

    Madagascar: Viagem pelo Elo perdido ..........................118

    Msica ......................................................142

    Ilhas Fiji ....................................................144

    Filme - No Amor e na Guerra...................164

    170 km no velho Chico ............................166

    ndice

  • S quem viaja sabe como . Pode-se teorizar sobre o ato e pode-se at viajar mais ou menos sem que nunca se saia do lugar. Hermtico demais? Talvez, mas nem por isto menos verdadeiro. H viagens de enorme deslocamento sem que na verdade se tenha andado mais que algumas lguas.Pode-se facilmente por a ouvir relatos de viagens para locais magnficos sem que se sinta uma nica ponta de sentimento ou aprendizado. Tem gente que prefere colecionar pases em vez de experincias, milhas areas em lugar de aventuras e medo no lugar de experimentar a maravilha que a descoberta, inclusive sobre si mesmo.Muito mais que vencer grandes distncias, viajar um ato que proporciona a chance de travar contato com conhecimentos inestimveis e experincias impossveis de serem acessadas de outra maneira que no o ato de perder-se por a, na sua jornada, na sua viagem pela vida.Portanto, nada mais coerente que finalizar este editorial do que com as palavras do poeta lusitano Fernando Pessoa.

    Viajar! Perder pases!Ser outro constantemente,Por a alma no ter razesDe viver de ver somente!No pertencer nem a mim!Ir em frente, ir a seguirA ausncia de ter um fim,E a nsia de o conseguir!Viajar assim viagem.Mas fao-o sem ter de meuMais que o sonho da passagem.O resto s terra e cu.*

    Apertem os cintos pois a viagem acaba de comear.

    *Poema viajar! perder pases!, do poeta portugius Fernando Pessoa.

    Descanse em paz garoto, foi um prazer t-lo conosco todo esse tempo.

    Akai - amigo e companheiro.

    Rodrigo OliveiraEditor

    A melhor maneira de viajar sentir.

  • O meu primeiro vislumbre do custo de uma viagem de volta ao mundo veio com um japons que

    conheci no Brasil. Ele disse que saiu do Japo com o

    equivalente a 30 mil dlares. Fiquei com esse valor na

    cabea e quando consegui juntar essa grana, sa para

    viajar. Na estrada, conheci outras pessoas que tinham

    o mesmo oramento, mas claro, todos eles viajavam

    com um budget apertado, sem grandes extravagncias.

    Os maiores gastos so, sem dvidas, os relacionados a

    transporte. Em especial as travessias ocenicas que so

    apenas duas: a do Atlntico e a do Pacfico.

    Quando viajamos, muitas vezes difcil resistir a

    alguns gastos extras como museus, side trips e festas.

    Porm, quando falamos de uma volta ao mundo, cada

    gasto pode significar menos dias de viagem l na frente.

    Ou seja, uma escolha entre viajar mais pases ou um

    maior aprofundamento cultural, uma escolha bastante

    pessoal que, no meu caso, acabou pendendo a visitar

    mais pases.

    Quanto custa dar a volta ao mundo?

    Por Bruno Casaes Teixeira (Direto de sua Volta ao Mundo)Acompanhe a viagem de Bruno pelo blog: http://naestradaparaomundo.blogspot.com

  • Quanto menos visitado por turistas for um restaurante, mais barato ele tende a ser e mais prximo da real culinria local voc estar.

    Em minha viagem, consegui um bilhete promocional So Paulo - Barcelona por U$ 550, o que foi um alvio.

  • Durante minha viagem, at o momento, foram trs meses

    na Europa, um ms no Marrocos e dois meses nos Blcs e

    Oriente mdio, num total de seis meses e os gastos at o

    momento somam R$ 18.000,00, pouco mais do que o valor que

    consegui ao vender o meu Celta 2002.

    importante ressaltar que quando iniciei a viagem, ainda

    tinha muito que aprender sobre como economizar em viagens, e

    aps conhecer muitos bons professores, posso dizer que estou

    muito mais eficiente em economizar.

    Uso muito mais o CouchSurfing

    (couchsurfing.org) que alm de proporcionar

    estadia gratuita em diversas cidades

    do mundo, possibilita uma incrvel

    experincia da cultura local e ajuda

    a fazer muitas, muitas amizades. O

    mesmo acontece com caronas, quando

    iniciei a viagem, essa possibilidade

    sequer passava pela cabea, hoje em

    dia, s pego nibus como segunda

    opo. Desta forma, possvel reduzir

    os dois principais gastos de viagem de

    forma considervel, economizando em

    estadia e em transporte. Mas existe ainda

    um terceiro ponto de vazo para as nossas

  • economias: alimentao.

    Bem, comer uma necessidade bsica. Alm disso, os

    custos costumam ser diretamente proporcionais qualidade

    daquilo que consumimos. Assim, no d pra economizar na

    comida, certo? Errado! Pode-se comer muito bem (e barato) se

    voc estiver disposto a cozinhar. Caso as habilidades culinrias

    no sejam seu forte, ainda possvel fazer compras nos

    supermercados e ter refeies bastante saudveis a um custo

    bastante reduzido. Se esse tipo de comida no o atrai, vale

    a pena buscar por restaurantes locais. Fique longe

    daqueles cheios de turistas ou que possuem

    cardpio em ingls, quanto menos visitado

    por turistas for um restaurante, mais

    barato ele tende a ser e mais prximo

    da real culinria local voc estar.

    Uma volta ao mundo muito

    mais barata do que o senso comum

    nos fala. Considerando o custo de

    vida da cidade de So Paulo, por

    exemplo, posso afirmar que, na

    maioria das cidades do mundo, custa

    menos viajar do que ficar em casa.

  • Voc deixaria de visitar a China por ter medo de ter que comer algo que jamais passou pela sua cabea? Pois ,

    eu pensei. Antes de vir para c, ouvi inmeras histrias que

    falavam de iguarias estranhas, como sangue de cobra, miolo de

    galinha, enguias, carne de cachorro, patas de galinhas, cabea

    de animais, insetos de todos os tipos e sortes, alguns desses

    ainda vivos. A minha grande surpresa ao chegar por aqui foi

    descobrir que bem difcil encontrar estas coisas esquisitas

    para comer, ao menos nos lugares ditos normais.

    Para entender as coisas um pouco melhor, temos de

    voltar ao passado. A China passou por todos os tipos de guerras

    e disputas possveis com os seus vizinhos e at mesmo entre

    as etnias que hoje habitam o pas. O povo, durante as pocas

    de conflito, acostumado com as secas e falta generalizada de

    Culinria Chinesa

    Conexo: CHINA

  • Pato de Pequim

  • Conexo: CHINA

    comida, teve que buscar outras fontes de alimento. Esta realidade

    aconteceu at h pouco tempo e explica porque grande parte

    da culinria chinesa baseada em vegetais, cereais, massas,

    com relativamente menos protena do que estamos habituados

    no ocidente. At o modo de preparo diferente: os chineses

    gostam dos alimentos, inclusive os vegetais, cozidos ou fritos,

    geralmente nas suas grandes panelas, tipo wok. Em algumas

    regies do pas so admiradas, majoritariamente, a comida

    apimentada.

    Pato de Pequim

  • Esta preferncia, alm de trazer sabores mais destacados

    para as refeies - que sempre tem o arroz presente, diga-se de

    passagem garantia que a comida estaria livre de doenas (pelo

    cozimento e pelo apimentamento). Neste mesmo sentido, at

    hoje, nos restaurantes que servem frutos do mar, a garantia de

    que a comida boa e fresca reside na possibilidade de escolha

    do pescado diretamente do aqurio ou em bacias expostas em

    frente aos restaurantes. possvel encontrar tratamento similar

    em restaurantes chiques da China quando, ao escolher um peixe,

    o mesmo ser entregue ao cliente numa bacia, ainda vivo, para

    ele atestar que o pescado est realmente fresco e do tamanho

    desejado.

  • Conexo: CHINA

    Bicho da Seda

    escorpio gafanhoto

    Tive a felicidade de nunca encontrar a carne de cachorro.

  • Se voc realmente desejar provar uma das iguarias mais

    estranhas, possvel encontr-las mais facilmente em cidades

    menores, nas feiras livres. Nestes locais possvel deparar-se

    com grandes frigideiras wok recheadas com os animais ainda

    vivos, sendo oferecidos para degustao. Escorpies, larvas

    de bicho da seda, grilos e outros pequenos insetos podem ser

    refogados com alho e outros temperos, ao gosto do fregus. Nas

    cidades grandes, at mesmo nos supermercados internacionais

    como Carrefour e Wal Mart, encontram-se grandes aqurios

    oferecendo peixes, moluscos, enguias, cobras e sapos vale o

    passeio!

    Contudo, para os assustados com toda esta diversidade,

    a vai uma boa notcia: as cidades grandes, como Xangai e Beijing,

    oferecem tudo do melhor em cozinha internacional e local,

    sem necessariamente passar pelas bizarrices gastronmicas.

    H duas semanas, por exemplo, tive o prazer de degustar uma

    coxinha acompanhada de