ANÁLISE DOS ÍNDICES DE PERDAS DE ÁGUA NA REDE DE ... ?· As perdas dividem-se em perdas reais e perdas…

  • Published on
    08-Feb-2019

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

UNIVERSIDADE SO FRANCISCO Administrao

ISABELA CAROLINE ZANDON

ANLISE DOS NDICES DE PERDAS DE GUA NA REDE DE DISTRIBUIO NA CIDADE DE BRAGANA PAULISTA

E POSSVEIS SOLUES PARA OS PROBLEMAS DETECTADOS.

Bragana Paulista

2012

ISABELA CAROLINE ZANDON R.A. 001200900423

ANLISE DOS NDICES DE PERDAS DE GUA NA REDE DE DISTRIBUIO NA CIDADE DE BRAGANA PAULISTA

E POSSVEIS SOLUES PARA OS PROBLEMAS DETECTADOS.

Monografia apresentada ao curso de Administrao da Universidade So Francisco, como requisito parcial para obteno do ttulo de Bacharel em Administrao.

Orientador: Prof. Dr. Joo Luiz de Moraes Hoeffel.

Bragana Paulista 2012

ISABELA CAROLINE ZANDON

ANLISE DOS NDICES DE PERDAS DE GUA NA REDE DE DISTRIBUIO NA CIDADE DE BRAGANA PAULISTA

E POSSVEIS SOLUES PARA OS PROBLEMAS DETECTADOS.

Trabalho de concluso de curso aprovado pelo programa de Graduao em Administrao da Universidade So Francisco, como requisito para obteno do ttulo de Bacharel em Administrao. Data da aprovao: _____/_____/_____

Banca Examinadora:

________________________________________________

Prof. Dr. Joo Luiz de Morais Hoeffel (Orientador)

Universidade So Francisco

________________________________________________

Prof. Edmilson Nogueira

Universidade So Francisco

__________________________________________

Prof. Nayra de Moraes Gonalves

Moinho Dgua Treinamentos Ltda.

DEDICATRIA

A minha amada tia, Mercedes, pelo apoio e incentivo em todos os momentos de minha vida.

Com amor e gratido eterna!

AGRADECIMENTOS

Agradeo primeiramente a Deus, aos meus pais Clio e Otlia, a todos os meus familiares,

aos meus amigos, ao meu namorado e ao meu professor Joo Luiz Hoeffel que neste

momento to importante de minha vida sempre estiveram presentes me incentivando,

apoiando no que foi necessrio e tendo muita pacincia.

Gostaria de agradecer de forma especial a Milma Roza Lima uma grande amiga que

me auxiliou bastante na realizao deste trabalho.

LISTAS DE ABREVIATURAS

% - PORCENTAGEM

CCO CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL

CEP CONTROLE ESTATSTICO DE PROCESSOS

COPASA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS

ETA ESTAO DE TRATAMENTO DE GUA

FP FATOR DE PESQUISA

H HORA

IEP INDICE ESTRUTURAL DE PERDAS

IP INDICADOR PERCENTUAL

IPER INDICE DE PERDAS POR EXTENO DE REDES

IPR INDICE DE PERDAS POR RAMAL

IWA INTERNACIONAL WATER ASSOCIATION

LIG LIGAO

M - METROS CUBICOS

MASP METODOLOGIA DE ANLISE E SOLUES DE PROBLEMAS

PDCA PLANEJAR, DESENVOLVER, CONTROLAR E AVALIAR

PLANASA PLANO NACIONAL DE SANEAMENTO

Qmd MDIA VAZO DURANTE O DIA

Qmn MENOR VAZO ENCONTRADA DURANTE A NOITE

SABESP COMPANHIA DE SANEAMENTO BSICO DO ESTADO DE SO PAULO

VD VOLUME DISPONIBILIZADO

VU VOLUME UTILIZADO

LISTAS DE FIGURAS

p.

FIGURA 1 MODELO DE SISTEMA DE ABASTECIMENTO 24 FIGURA 2 PERDAS TOTAIS NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO 25

FIGURA 3 MATRIZ DO BALANO HDRICO DE UM SISTEMA DE

ABASTECIMENTO DE GUA 30

FIGURA 4 MAPA DA REGIO BRAGANTINA 32

FIGURA 5 EVOLUO DAS PERDAS TOTAIS DE GUA ENTRE 2006 A

2012 33

FIGURA 6 PERDAS TOTAIS DE GUA DURANTE O PERODO DE MAIO DE

2011 A MAIO DE 2012 34

FIGURA 7 TOTAL DAS PERDAS DE MAIO DE 2011 A MAIO DE 2012 36

FIGURA 8 EVOLUO DO INDICE DE PERDAS APARENTES 38

FIGURA 9 EVOLUO DO INDICE DE VAZAMENTO DE GUA NO

CAVALETE 40

FIGURA 10 EVOLUO DO INDICE DE VAZAMENTO DE GUA NO RAMAL 42

FIGURA 11 EVOLUO DO INDICE DE VAZAMENTO DE GUA NA REDE 44

FIGURA 12 PROGRAMA COLABORADOR DESTAQUE 46

FIGURA 13 PRMIO EFICINCIA OPERACIONAL 46

FIGURA 14 GESTO DA EFICINCIA OPERACIONAL 47

FIGURA 15 SISTEMAS DE TELEMETRIA DE BRAGANA PAULISTA 48

FIGURA 16 CICLO DO PDCA 49

LISTAS DE TABELAS

p.

TABELA 1 PERDAS DE FATURAMENTO DE GUA 21 TABELA 2 CARACTERSTICAS GERAIS DAS PERDAS 26

TABELA 3 CLASSIFICAO DOS INDICADORES PERCENTUAIS DAS

PERDAS

29

TABELA 4 - TOTAL DE PERDAS COMPARANDO O VOLUME

DISPONIBILIZADO E O VOLUME UTILIZADO ENTRE MAIO DE 2011 A MAIO

DE 2012

35

TABELA 5 - PERDAS APARENTES NO PERODO DE MAIO DE 2011 A MAIO

DE 2012

37

TABELA 6 - NDICES DE VAZAMENTOS DE GUA NO CAVALETE EM MAIO

DE 2011 A MAIO DE 2012

39

TABELA 7 - NDICES DE VAZAMENTOS DE GUA NO RAMAL EM MAIO DE

2011 A MAIO DE 2012

41

TABELA 8 - NDICES DE VAZAMENTOS DE GUA NA REDE EM MAIO DE

2011 A MAIO DE 2012

43

TABELA 9 - EXTRAVASAMENTOS OCORRIDOS NO PERODO DE MAIO DE

2011 A MAIO DE 2012

45

RESUMO

Este projeto teve por objetivo avaliar o ndice de perdas de gua na rede de distribuio da cidade de Bragana Paulista/SP. Para tanto, buscou-se na literatura conhecimentos sobre conceito e estrutura de um sistema de abastecimento de gua e dos tipos de perdas de gua existentes. O estudo de caso foi na Companhia de Saneamento Bsico do Estado de So Paulo (SABESP) com aplicao da pesquisa de proposio de planos com o intuito de analisar as diferentes causas que influenciam os ndices de perdas de gua e detectar possveis solues para o problema. Atualmente, h uma grande preocupao em desenvolver mtodos que diminuam as perdas de gua em sistemas de abastecimento, sendo que estas perdas podem ocorrer em todas as etapas de um sistema, principalmente nas redes de distribuio. E outra coisa referente quantificao destas perdas que de suma importncia para as companhias no que diz respeito eficincia da distribuio e nos aspectos econmicos. De acordo com os resultados obtidos pela anlise dos dados, observou-se que a Sabesp atravs de um bom desempenho e desenvolvimento de seus mtodos conseguiu diminuir as perdas e conseqentemente ter uma melhoria na eficincia operacional nos sistemas de abastecimento.

Palavras chave: perdas de gua, tipos de perdas, sistema de abastecimento de gua,

redes de distribuio, Sabesp.

SUMRIO

p.

1 INTRODUO 12

2 JUSTIFICATIVA 13

3 OBJETIVOS 14

3.1 Objetivos Gerais 14

3.2 Objetivos Especficos 14

4 METODOLOGIA 15

5 CARACTERIZAO DA EMPRESA 16

5.1 Dados Gerais 16

5.2 A Histria da Empresa 16

5.3 Misso 17

5.4 Viso 17

5.5 Diretrizes 17

5.6 Mapa Operacional 17

5.7 Valores 18

6 REVISO BIBLIOGRFICA 19

6.1 Os Recursos Hdricos 19

6.2 O Abastecimento de gua 20

6.3 Os Componentes de um Sistema de Abastecimento de gua 21

6.4 As Perdas no Sistema de Abastecimento 24

6.5 Tipos de Perdas 26

6.5.1 Perdas Reais 26

6.5.1.1 Vazamentos 26

6.5.1.2 Extravasamentos 27

6.5.2 Perdas Aparentes 27

6.5.2.1 Erros de Medidores de Vazo 27

6.5.2.2 Gesto Comercial 28

6.6 Os Indicadores de Perdas 28

6.7 Balano Hdrico 29

6.8 Avaliao das Perdas 31

7 ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS COLETADOS 32

8 CONSIDERAES FINAIS 51

9 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS 52

1 INTRODUO

Este trabalho tem por tema a Anlise dos ndices de perdas de gua na rede de

distribuio na cidade de Bragana Paulista e possveis solues para os problemas

detectados, est inserido na rea de administrao geral e na subrea de Gesto Ambiental.

No sculo em que estamos vivendo as perdas em um sistema de abastecimento de

gua, tornaram-se a principal preocupao das companhias de saneamento, segundo a

International Water Association IWA (2002).

Preocupada com este fato a Companhia de Saneamento Bsica do Estado de So

Paulo (SABESP), atuante na prestao de servios na rea de saneamento bsico, procura

operar seu sistema de abastecimento de gua com muita tcnica, sempre buscando aes

que amenizem os ndices de perdas de gua.

As perdas dividem-se em perdas reais e perdas aparentes. Basicamente, as perdas

reais so ocasionadas por vazamentos nas tubulaes ou extravasamentos nos

reservatrios, que propriamente dito, so as perdas de gua fsica, j as perdas aparentes

so as que no so faturadas pelas companhias, por erros de medies, fraudes, entre

outros.

No presente trabalho foi realizado um estudo de perdas em um setor de

abastecimento de gua no Municpio de Bragana Paulista, administrado pela Sabesp. A

expectativa para a realizao deste projeto foi obteno de valores de perdas confiveis

com a realidade, e poder verificar todas as aes que contribuem para a reduo das

perdas no local em questo. E deste modo surge o seguinte questionamento: Quais so as

melhores formas para diminuir os ndices de perdas de gua na cidade de Bragana

Paulista?

2 JUSTIFICATIVA

Com vista conservao de recursos hdricos para abastecimento humano, isto , a

garantia ao acesso gua potvel propriamente, as aes de combate s perdas merecem

uma ateno especial.

Esta pesquisa nos remete alguns questionamentos como, por exemplo: por que ela

importante? Por que oportuna? E por que vivel?

Analisando e respondendo essas questes chega-se a seguinte concluso, que a

sua principal finalidade mostrar para as companhias de saneamento o grau de importncia

da quantificao das perdas em todos os processos de um sistema de abastecimento.

Acerca do segundo questionamento, pode se visualizar a oportunidade de contribuir

com aes que minimizem essas perdas, propondo solues cabveis se necessrio que

acarretar em pontos de melhorias para a empresa.

E por fim, est pesquisa vivel pelos benefcios expostos acima, e tambm pelo

fato da empresa em questo, fornecer todas as informaes necessrias para o

desenvolvimento do trabalho, j que essas informaes no se caracterizarem em

informaes sigilosas e que talvez possam comprometer a organizao.

3 OBJETIVOS

3.1 - Objetivos Gerais

Este trabalho tem como objetivo geral analisar as causas que influenciam os ndices de perdas de gua na cidade de Bragana Paulista e propor solues para os problemas

detectados.

3.2 Objetivos Especficos

As aes especficas e previstas para a construo deste trabalho so:

Solicitar autorizao da Organizao para a realizao do Estgio;

Planejar o trabalho;

Colher informaes na Empresa;

Pesquisar sobre o tema;

Elaborao de reviso bibliogrfica para embasamento terico;

Estudos sobre as prticas mais utilizadas para solucionar os problemas;

Levantamento de opinies dos colaboradores sobre o assunto;

Identificar qual a melhor forma de informar sobre o assunto.

Atravs destas aes espera-se contribuir com conhecimentos mais consistentes sobre

os ndices de perdas de gua na organizao, objeto de estudo, bem como propor, caso

seja cabvel, sugestes de melhorias.

4 METODOLOGIA

A Metodologia um conjunto de abordagens, tcnicas e processos utilizados para

formular e resolver problemas de aquisio objetiva do conhecimento de uma maneira

sistemtica (RODRIGUES, 2007).

Com a metodologia possvel viabilizar o conhecimento de determinada realidade,

produo, objeto, desenvolvimento, procedimento e comportamento, formulando conceitos

que permite chegar origem do problema para estud-lo e explic-lo (OLIVEIRA, 2002 apud

MORAIS, 2011).

Segundo Barros e Lehfeld (1990) apud Morais (2011), a pesquisa cientfica tem

origem em uma investigao que busca resolver problemas e ecludir dvidas por meio da

utilizao de procedimentos cientficos.

A proposta que se enquadrou neste trabalho foi pesquisa de proposio de planos,

onde as solues j so conhecidas e um estudo e selees de alternativas j foram

resolvidos. Neste caso, visou-se a elaborao de um plano de implantao (objetivos,

prazos, custos, responsveis, estrutura).

Deste modo, foi realizado o levantamento bibliogrfico e coleta de dados secundrios

disponibilizados pela empresa Sabesp de Bragana Paulista, que foram analisados e

interpretados com o intuito de elaborar um plano de ao sobre as diferentes causas que

influenciam os ndices de perdas de gua fsicas e aparentes e detectar solues para o

problema.

5 CARACTERIZAO DA EMPRESA

5.1 - Dados Gerais

A Companhia de Saneamento Bsico do Estado de So Paulo (SABESP) uma empresa brasileira concessionria de servios de saneamento bsico, localizada em So

Paulo. Atua em servios de gua e esgoto em 364 dos 645 Municpios Paulistas, inclusive

na capital, pode ser considerada como uma das maiores organizaes de saneamento do

mundo, e so aproximadamente 27,1 milhes de pessoas atendidas. Seus principais

clientes so os consumidores de gua tratada e distribuda na rede. No h concorrentes, e

seus principais fornecedores so Polierg Indstria e Comrcio Ltda., Multi-Hidro Comercial

de Tubos e Conexes Ltda., Jed Metais Indstria e Comrcio Ltda., entre outros. A estrutura

do capital da empresa mista, com aes nas bolsas de valores de So Paulo e Nova

Yorque, e seu principal acionista o governo do Estado de So Paulo. As informaes

obtidas para a realizao deste trabalho foram encontradas no Plo de Manuteno de

Bragana Paulista, que atualmente trabalha com um faturamento mensal de

aproximadamente R$ 5.000.000,00 de reais e 75 funcionrios.

5.2 A Histria da Empresa

A Sabesp foi criada em novembro de 1973, pelo ento governador Laudo Natel por meio da Lei n. 119, de 29 de junho do mesmo ano, ela originou-se da fuso das seguintes

empresas e autarquias:

SAEC Superintendncia de guas e Esgoto da Capital;

Comasp Companhia Metropolitana de guas de So Paulo;

Sanesp Saneamento de So Paulo;

Sanevale Saneamento do Vale do Ribeira;

SBS Saneamento da Baixada Santista;

FESB Fomento Estadual de Saneamento Bsico;

DAE Departamento de guas e Esgoto;

RAE Repartio de guas e Esgoto.

E a partir de sua fundao, a Sabesp passou a operar em cidades que no faziam

parte das reas de atuao das antigas empresas.

5.3 Misso

Prestar servios de saneamento, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente.

5.4 Viso

Em 2018, ser reconhecida como Empresa que universalizou os servios de saneamento em sua rea de atuao, de forma sustentvel e competitiva, com excelncia

no atendimento.

5.5 Diretrizes

Crescimento com Sustentabilidade Econmica Financeira;

Sustentabilidade Socioambiental;

Universalizao e Qualidade;

Proatividade nos relacionamentos;

Integrao e Inovao;

Capital Humano como Fora Competitiva.

5.6 Mapa Operacional

Gerar rentabilidade do ativo suficiente para cobrir o custo de capital;

Ter clientes satisfeitos com os produtos e servios;

Manter os mercados atuais de gua e esgoto;

Adotar postura proativa nos relacionamentos externos;

Fortalecer a gesto socioambiental;

Garantir disponibilidade dos produtos de gua e esgoto com eficincia nos processos

produtivos;

Adequar processos para atendimento as deliberaes Arsesp;

Aprimorar o modelo de gesto, a...

Recommended

View more >