ANESTESIA  GERAL slide 0

ANESTESIA GERAL

  • Published on
    15-Jan-2016

  • View
    89

  • Download
    0

DESCRIPTION

ANESTESIA GERAL ANESTESIOLOGIA - UFPE OBJETIVOS DA ANESTESIA GERAL Bloqueio ou atenuação da resposta ao estresse cirúrgico Hipnose Analgesia Amnésia Relaxamento…

Transcript

ANESTESIA GERAL ANESTESIOLOGIA - UFPE OBJETIVOS DA ANESTESIA GERAL Bloqueio ou atenuação da resposta ao estresse cirúrgico Hipnose Analgesia Amnésia Relaxamento muscular Agentes inalatórios Agentes intravenosos Agentes inalatórios Agentes intra-venosos Bloqueios Agentes inalatórios Agentes intravenosos Bloqueadores neuromusculares ANESTESIA GERAL Venosa Inalatória Balanceada Combinada Classificação AGENTES ANESTÃSICOS INALATÃRIOS ANESTÃSICOS INALATÃRIOS DE USO CLÃNICO NA ATUALIDADE GASOSOS VOLÃTEIS Ãxido Nitroso Halotano Enflurano Isoflurano Sevoflurano Desflurano Qualidades do anestésico ideal Ação previsível Indução e recuperação rápidas Ausência de efeitos colaterais Não inflamável Biotransformação mínima ou ausente Possibilidade de monitorização da concentração plasmática Estabilidade química Fácil administração Baixo custo FASES DA ANESTESIA INALATÃRIA Transferência do aparelho de anestesia para os alvéolos Transferência dos alvéolos para o sangue arterial (captação) 3. Transferência do sangue arterial para os tecidos (distribuição) FARMACODINÃMICA DOS ANESTÃSICOS INALATÃRIOS Efeitos sobre órgãos e tecidos Cardiovasculares Respiratórios SNC Hepáticos Renais Uterino ÃXIDO NITROSO (N2O) Gás inorgânico Incolor, inodoro Não explosivo, não inflamável CAM: 104% Produz depressão da contratilidade cardíaca Estimula o sistema adrenérgico Risco de hipóxia por difusão Anestésicos Voláteis Halogenados Não explosivos, não inflamáveis Manutenção / indução da anestesia Efeitos farmacológicos diferentes Halotano Depressão miocárdica direta Reduz a PA Diminui o consumo miocárdico de O2 Diminui o fluxo sanguíneo coronariano Não interfere na RVS Sensibiliza o miocárdio às catecolaminas Lentifica a condução do nódulo AV Efeitos cardiovasculares Menor alteração na contratilidade Reduz a resistência vascular periférica Aumenta a FC Vasodilatação coronariana Isoflurano Efeitos cardiovasculares Sevoflurano Menor alteração na contratilidade, na PA e na RVS Alterações insignificantes na FC Desflurano Semelhante ao isoflurano Não causa vasodilatação coronariana Enflurano Efeitos Respiratórios dos Anestésicos Inalatórios â volume corrente â frequência respiratória â volume minuto â PaCO2 Diminuem resposta a hipóxia Diminuem resposta a hipercarbia Diminuem a função mucociliar BRONCODILATAÃÃO Efeitos dos Anestésicos Inalatórios sobre o SNC, Fígado, Rins e Ãtero â Fluxo sanguíneo cerebral â Pressão intracraniana â Consumo cerebral de O2 (maiores alterações com halotano e enflurano) Enflurano: atividade convulsiva â fluxo sanguíneo renal â Fluxo sanguíneo hepático Relaxamento uterino HIPERTERMIA MALIGNA Síndrome que produz um estado hipermetabólico fulminante em pessoas predispostas geneticamente Pode ser desencadeada por anestésicos halogenados e pela succinilcolina Sinais clínicos: Rigidez muscular, taquicardia, hipertensão, sudorese, aumento progressivo da temperatura, cianose Tratamento: interromper a administração de halogenados, resfriar o paciente, tratar os distúrbios metabólicos e hidro-eletrolíticos, administrar DANTROLENE

Recommended

View more >