Apresentação institucional audiencia pub lica

  • Published on
    25-Jan-2015

  • View
    53

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

<ul><li> 1. Audincia Pblica Reviso Tarifria Peridica</li></ul> <p> 2. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007- 2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 2 3. Caractersticas da rea de Concesso24 municpios na rea metropolitana de So Paulo 6,3 milhes de unidades consumidoras e rea de concesso de 4.526 km2 17% do PIB do Brasil 45TWhdistribudade emvolume 2011,deenergiarepresentando10,9% do total do Brasil 45 mil quilmetros de rede eltrica 5.668 colaboradores3 4. Segurana Valor nmero 1 da AES Eletropaulo Desempenho 2010/2011: - Reduo de 27% de acidentes com afastamento com colaboradores prprios e contratados - Zero fatalidades com colaboradores prprios e contratados - Reduo de 32% de acidentes fatais com populao - Investimento em 2011 de R$19 milhes em equipamentos de proteo, campanhas de conscientizao, treinamentos, palestras com colaboradores e populao - Mais de 10 mil colaboradores treinados mensalmente e mais de 17 milhes de pessoas da rea de concesso beneficiadas 4 5. Sustentabilidade Na AES Eletropaulo a Sustentabilidade est alinhada ao negcio e ao Planejamento EstratgicoPilares estratgicos: Segurana: metas especficas para a reduo dos acidentes com colaboradores e comunidades Inovao e excelncia no atendimento ao cliente: incentivo a inovao para melhoria da qualidade do servio e do atendimento a nossos 6,3 milhes de clientes Uso eficiente de recursos financeiros, energticos e naturais: buscamos eficincia operacional e no uso de recursos naturais e energticos Desenvolvimento e valorizao de colaboradores, fornecedores e comunidades: valorizamos nossos pblicos de relacionamento e desenvolvemos aes para integr-los cada vez mais ao nosso negcio. Nas comunidades onde estamos inseridos atuamos de forma socialmente responsvel 5 6. Responsabilidade Social Investimento anual na ordem de R$63 milhes AES Eletropaulo nas Escolas Educao sobre o uso seguro e eficiente da energia eltrica para 4,5 mil professores e 404 mil alunos de 900 escolas pblicas.Transformando Consumidores em Clientes Regularizao de ligaes de energia com melhoria no fornecimento e incluso social Beneficio a cerca de mais de 500 mil famlias em comunidades de baixa rendaEducao e desenvolvimento infantil Centros Educacionais Luz e Lpis Duas unidades em So Paulo atendendo 300 crianas de 1 a 6 anos de idade, em vulnerabilidade social. Desenvolvimento e transformao de comunidades Casa de Cultura e Cidadania Beneficia 1,1 mil crianas e adolescentes nas unidades de Osasco e Guacuri. Oferece atividades em cultura e esporte 6 7. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 7 8. Indicadores de Continuidade do Servio DEC Tendncia de melhoria contnua na prestao dos servios a partir de 2009 DEC Durao de InterrupesComparativo acumulado ano10,92 10,09 9,32 9,2011,868,6810,6010,363,4720082009201020115a8a7a2,576aDEC (horas)Meta ANEEL1 trim.20111 trim.2012Acumulado 1 TrimestrePosio no ranking ABRADEE entre as 28 distribuidoras com mais de 500 mil consumidoresFontes: Aneel, AES Eletropaulo e Abradee8 9. Indicadores de Continuidade do Servio FEC Tendncia de melhoria contnua na prestao dos servios a partir de 2009 Comparativo acumulado anoFEC Freqncia de Interrupes8,415,207,876,177,395,436,935,45 1,80200820091a7a FEC (vezes)2010 3a20111,401 trim.20111 trim.20124a Meta ANEELAcumulado 1 TrimestrePosio no ranking ABRADEE entre as 28 distribuidoras com mais de 500 mil consumidores Indicador AES Eletropaulo em 2009 exclui o evento de 10/Nov ocorrido no SIN e no atribuvel Distribuidora Fontes: Aneel, AES Eletropaulo e Abradee9 10. Foco no Cliente+39% 92%92%96%90%71% 53%jan/11Jan/11 Ago/11dez/11jan/12fev/12mar/12Chamadas atendidas at 30s Melhoria no atendimento reflete os investimentos crescentes realizados9253-91% 11jan/11Jan/11 Ago/119dez/11jan/12 TME3 fev/1211mar/12 10 11. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 11 12. Investimentos Investimentos crescentes realizados no perodo 2007 - 2011 totalizando mais de R$ 2,8 bilhes, crescimento de 11% a.a enquanto o mercado cresceu 3,5% a.a e o nmero de consumidores 2,5% a.a Investimentos (R$ milhes) 10,0% 8,0% 6,0%5,7 4,6%4,0%5,86,06,1 5,0%3,3%6,3 4,1%0,1%2,0% 0,0%682-2,0%433457200720087397,0 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 -516200920102011Investimentos Crescimento de mercadoClientes (milhes) 12 13. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 13 14. Principal desafio do Processo de Reviso Tarifria ...Modicidade Tarifria Qualidade dos Servios Remunerao do negcioInvestimentos... garantir equilbrio entre padres de qualidade dos servios, investimentos necessrios, remunerao adequada do acionista e modicidade tarifria visando a sustentabilidade da Concesso 14 15. Investimentos 2012-2015 Investimentos previstos no perodo 2012 2015 da ordem de R$3 bilhes assegurando a tendncia crescente da qualidade da prestao dos servios Construo de 104 Km de novas linhas de transmisso no perodo de 20122015, sendo 49 km em 2012; Construo de 12 novas subestaes no perodo de 2012-2015, acrescentando 1583 MVA de capacidade instalada, sendo 2 em 2012 Ermelino (120MVA) e Sertozinho (80MVA); Construo de 162 novos circuitos de distribuio no perodo de 2012-2015, sendo 32 em 2012; 200 km de reforma na rede secundria e 6.042 km de manuteno da rede primria (~25% da rede) Instalao de 4.958 seccionalizadores automticos em 2012 Instalao de 1.487 religadores automticos em 2012 15 16. Metas de Continuidade de Servio Propostas pela ANEEL 2012-2015 Metas propostas pela ANEEL representam desafios crescentes na qualidade da prestao do servioDEC8,678,48 8,282012FEC201320148,0320156,87 6,64 6,36 5,922012201320142015 16 16 17. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 17 18. Tarifa da AES Eletropaulo Posicionamento Brasil AES Eletropaulo tem a 3 menor tarifa entre as 63 distribuidoras do Brasil0,450 0,400 0,350 0,300 0,250 0,2001. Comparativo Tarifa Residencial B1 R$/kWh 2. Fonte: ANEEL - Tarifas com vigncia vlida em 20/04/2012CEA...CELG-DCOELBACSPECEMATELETROCARHIDROPANCERONDEMEIFORCELEFLJCCLFSCCOELCECEMIG-DCPEERGEELFSMCHESPENERSULELETROACRESULGIPECEPISAAMPLACLFMCEMARCELTINSEMG0,100ELETROPAULO0,15018 19. Variao dos componentes da Tarifa Mdia de Energia Eltrica de 2003 a 2011 140% 127%62% 53%19%22%16% 3%-26% Encargos SetoriaisGerao e TransmissoTributosDistribuioTarifa Mdia com ImpostosTarifa Residencial com ImpostosSalrio MnimoIGP-MIPCAVariao dos componentes da tarifa 19 20. Composio da Tarifa Proposta em Audincia Pblica se refere parcela de 21% da tarifa vigente enquanto 79% corresponde a custos no gerenciveis pela Distribuidora (encargos setoriais, tributos, compra de energia e transmisso) Percentual de Reviso Tarifria proposto pela ANEEL reduz de 21% para 16% a parcela destinada Distribuidora-24%8,0%16,0% 9,0%35,0%36,0%24,0%25,0%12,0%14,0%Tarifa VigenteProposta ANEEL 201221,0%Encargos SetoriaisTributosEnergiaTransmissoAES Eletropaulo 20 21. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 21 22. Processo de Reviso TarifriaMetodologiaMetodologia de Reviso Tarifria apresentou evoluo significativa em relao proposta originalBase de Remunerao RegulatriaANEEL,pormaaplicaoproposta na Audincia Pblica ainda necessita de aprimoramentos, para assegurar equilbrio entreEstrutura Tarifriadaqualidadeexpansodedeserviosconsumoecrescente, fluxodeinvestimentos necessrios. Efeitos da Postergao Qualidade da Prestao do Servio22 23. Processo de Reviso TarifriaPrincipal item da proposta para aprimoramento MetodologiaBase de Remunerao Regulatria Estrutura TarifriaNecessidade de adequao do valor proposto para a Base de Remunerao Regulatria: Remunerao e depreciao adequadas para os investimentos realizados pela Companhia FinanciabilidadeEfeitos da Postergao Qualidade da Prestao do Servioprevistos,dosgarantindoinvestimentos aqualidadedaprestao do servio Sustentabilidade da Concesso e do negcio de Distribuio23 24. Processo de Reviso TarifriaMetodologiaEvoluodaestruturatarifriapossibilitaaprimoramento do sinal econmico para o Base de Remunerao Regulatriaconsumidoreconseqentementeparaaexpanso do sistema eltrico Pontos de ateno:Estrutura TarifriaEfeitos da Postergao Qualidade da Prestao do ServioImpactos na receita regulatria requerida da ConcessionriaAdequao do sistema eltrico ao novo comportamento do ConsumidorOrientao adequada ao Consumidor24 25. Processo de Reviso TarifriaReviso tarifria prevista para Julho de 2011 foi Metodologiapostergada pela ANEEL pela necessidade de Base de Remunerao Regulatria Estrutura Tarifriaaprimoramento da metodologia Resultado da reviso tarifria ser aplicado em Julho de 2012 com efeito retroativo a Julho de 2011Efeitos da Postergao Qualidade da Prestao do ServioNecessidade de avaliaodo prazo paradevoluo do efeito da postergao da Reviso Tarifria Peridica de forma a mitigar os impactos financeiros para a Concessionria25 26. Processo de Reviso TarifriaMetodologiaBase de Remunerao Regulatria Estrutura TarifriaEfeitos da Postergao Qualidade da Prestao do ServioConsumidor: Exigncia crescente qualidade do servio prestadoquantoANEEL: Proposta de indicadores de continuidade desafiadora para o perodo 2012-2015 Concessionria: Busca contnua de eficincia e qualidade na prestao do servioFinanciabilidade dos investimentos necessrios qualidade do servio deve estar suportada pela tarifaDesafios: Qualidade versus modicidade tarifriaRedes inteligentes (Smart Grid)Enterramento de redes26 27. Agenda1. Panorama Geral da Concesso 2. Evoluo da Qualidade do Servio 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3 Ciclo (2011-2015) 5. Composio e Evoluo da Tarifa Mdia 6. Contribuies Proposta em Audincia Pblica 7. Mensagem Final 27 28. Mensagem FinalA AES Eletropaulo seguir buscando a evoluo contnua da qualidade dos servios prestados e a satisfao de seus clientes, e tem a confiana na razoabilidade do Regulador em assegurar o adequado equilbrio tarifrio frente ao fluxo de investimentos requerido pela concesso e a remunerao do negcio.28 </p>