Ciência sem Fronteiras

  • Published on
    18-Nov-2014

  • View
    1.151

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Palestra apresentada pelo presidente do CNPq, Glaucius Oliva, durante o Frum Nacional Consecti e Confap, realizado nos dias 12 e 13 de novembro em Macap (AP).

Transcript

  • 1. CONFAPMacap Nov/2012 Dr. Glaucius Oliva Presidente CNPq
  • 2. Diretrio dos Grupos de Pesquisa no Brasil Distribuio dos grupos de pesquisa segundo a regio geogrfica - 1993-2010.14,00012,00010,000 8,000 6,000 4,000 2,000 0 1993 1995 1997 2000 2002 2004 2006 2008 2010 Sudeste Sul Nordeste Centro-Oeste Norte
  • 3. Nmero de matrculas no ensino superior no Brasil, incluindo ensino distncia, no perodo 1980- 2011 6.379.299Fonte: MEC / Inep
  • 4. o do desembolso da FAPESP - 2003 a 2010
  • 5. FAPEMIG
  • 6. UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADEINTERNACIONAL EM CINCIA, TECNOLOGIA e INOVAO
  • 7. Objetivos do Programa Oferecer 100 mil bolsas de estudo no exterior para que nossos mais talentosos estudantes de graduao, ps-graduao e pesquisadores possam realizar estgios nas melhores universidades do mundo, em um ambiente educacional e profissional onde inovao, empreendedorismo e competitividade j so o padro. Promover o avano da cincia, tecnologia, inovao e competitividade industrial atravs da expanso da mobilidade internacional. Aumentar a presena de estudantes e pesquisadores brasileiros em instituies de excelncia no exterior. Fortalecer a internacionalizao das universidades brasileiras. Aumentar o conhecimento inovador das indstrias brasileiras Atrair jovens talentos e pesquisadores altamente qualificados para trabalhar no Brasil.
  • 8. reas Prioritrias Engenharias e demais reas Tecnologia Nuclear tecnolgicas; Biotecnologia Cincias Exatas e da Terra: Nanotecnologia e Novos materiais; Fsica, Qumica, Geocincias Tecnologias de Preveno e Biologia, Cincias Biomdicas e da Mitigao de Desastres Naturais; Sade Tecnologias de transio para a Computao e tecnologias da economia verde informao; Biodiversidade e Bioprospeco; Tecnologia Aeroespacial; Cincias do Mar; Frmacos; Indstria criativa; Produo Agrcola Sustentvel; Novas Tecnologias de Engenharia Petrleo, Gs e Carvo Mineral; Construtiva Energias Renovveis; Formao de Tecnlogos. Tecnologia Mineral;
  • 9. Modalidades de Bolsas e Metas Globais (2011 2015)Graduao-sanduche no exterior (1 ano) 30.460Doutorado-sanduche no exterior (1 ano) 24.600Doutorado Integral no exterior (4 anos) 9.790Ps-doutorado no exterior ( 1ou 2 anos) 8.900Bolsa Brasil Jovens cientistas de grande talento (3 anos) 860Pesquisadores Visitantes Especiais no Brasil (3 anos) 390Total de bolsas do governo 75.000Total de bolsas das empresas (distribudas entre as 26.000modalidades)Total de bolsas 101.000
  • 10. Empresas que j aderiram ao Programa Empresa Quantidade de bolsas Febraban 6.500 CNI 6.000 ABDIB 5.000 Petrobras 5.000 Eletrobras 2.500 VALE 1.000 TOTAL 26.000Outras empresas cujos acordos esto em fase de concluso British Gas, SAAB, Boeing, Portugal Telecom/Oi, Telecom Italia/TIM, entre outras.
  • 11. GovernanaComit de Acompanhamento e Assessoramento (governo + empresas) Comit Executivo (CCivil + MCTI + MEC + MRE) OperaoCAPES CNPq
  • 12. www.cienciasemfronteiras.gov.br
  • 13. Modalidades de Bolsas e Metas 2011/2012 Metas e Resultados para 2011/2012Modalidade Meta Concedidas % da modalidadeGraduao-sanduche no exterior 8.500 12.207 144%Doutorado-sanduche no exterior 7.700 2.807 36%Doutorado Integral no exterior 2.690 618 23%Ps-doutorado no exterior 3.960 1.733 44%Jovens cientistas de grande talento 420 92 22%Pesq Visitantes Especiais 160 245 153% 23.430 17.702 76%
  • 14. Bolsistas pelo Mundohttp://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/bolsistas-pelo-mundo
  • 15. Bolsistas pelo Mundohttp://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/bolsistas-pelo-mundo
  • 16. Bolsistas pelo Mundohttp://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/bolsistas-pelo-mundo
  • 17. Bolsistas pelo Mundohttp://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/bolsistas-pelo-mundo
  • 18. Cincia sem Fronteiras USAhttp://www.iie.org/en/Programs/Brazil-Science-Without-Borders
  • 19. CsF: Portais em outros pases
  • 20. CsF: Portais em outros pases
  • 21. CsF: Portais em outros pases
  • 22. Alguns exemplos de sucesso...
  • 23. Alguns exemplos de sucesso...
  • 24. Alguns exemplos de sucesso...
  • 25. UM PROGRAMA DE APOIO A JOVENS PESQUISADORES PARA REALIZAO DE PESQUISAS E INOVAO EM TEMTICAS APLICADAS E DE INTERESSE LOCAL, REGIONAL E NACIONALObjetivo: engajar jovens doutores (bem como estudantes do ensinomdio, graduao, mestrandos e doutorandos), o quanto antes, em pesquisas que visemaumentar a massa crtica de pessoas de alta qualificao preparadas especificamente para ainovao Use o seu conhecimento em prol do desenvolvimento nacional
  • 26. Cincia Brasileira engajada no esforo de inovao e desenvolvimento do pas. Jovens Pesquisadoresengajados em pesquisas Mestres e Doutores para a aplicadas Indstria Estmulo Inovao e Patentes nas Avaliaes Acadmicas
  • 27. Programa Cincia Inovadora Brasil Linha 1: Pblico alvo: Jovens Docentes-Pesquisadores em IES e ICTs Projetos diretamente relacionados a temticas de interesse local, regional ou nacional e focados nos desafios estratgicos da ENCTI e PBM Apoiar at 5.000 projetos Parceria com FAPs para financiamento de + projetos ou recursos adicionais Docentes com doutorado + 40 mil Pacote inclui: nos Uma bolsa de Produtividade em Pesquisa e Desenvolvimento ltimos Tecnolgico, em valor equivalente a uma bolsa PQ-2 do CNPq 6 anos (R$1.100,00 por ms, por trs anos). Uma cota de bolsa de Iniciao Tecnolgica Duas cotas de bolsa de Iniciao Cientfica-Jr, para alunos do ensino mdio Auxlio pesquisa at o mximo de R$ 50.000,00 tima opo no retorno para os estudantes CsF
  • 28. Programa Cincia Inovadora Brasil Linha 2: Mestres e Doutores para a indstria Pblico alvo: candidatos a Mestrado e Doutorado na Indstria Critrio de elegibilidade: participao comprovada de um co-orientador ou co-supervisor de