CLIPPING FAPEAM - 09.12.2013

  • Published on
    22-Mar-2016

  • View
    214

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Clipping de notcias selecionadas com assuntos sobre CT&I no Estado do Amazonas.

Transcript

<ul><li><p>Veculo: Site Confap Editoria: Pag: Assunto: Diretora-presidenta da FAPEAM comenta atividades dos programas Pr-</p><p>Engenharias e RH-TICita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 09/12/2013</p><p>Diretora-presidenta da FAPEAM comenta atividades dos programas Pr-Engenharias e RH-TIA diretora-presidenta, Maria Olvia Simo, salienta que os dois programas, Pr-Engenharias e RH-TI, so resultados de um processo de construo coletiva, que envolveu a FAPEAM, Secti-AM, Seduc-AM e um comit assessor de engenharia, por haver, no Amazonas, uma necessidade latente de profissionais nas reas de engenharias e tecnologia da informao. A diretora considera essas duas reas como estratgicas para o desenvolvimento econmico e social do Amazonas. Ela conta que, no incio do processo, arregimentou-se um conjunto de instituies e pessoas que se dedicou a pensar e projetar os programas, de forma articulada, incentivados pela Secti-AM e financiados pela Fapeam.maria-olivia-simaoMaria Olvia Simo analisa que, em seu incio, todo projeto-piloto tem um trabalho muito forte de acompanhamento. Por isso, houve um envolvimento intenso por parte do assessor da Presidncia da FAPEAM, Edilson Soares, do secretrio-executivo adjunto da Secti-AM, Eduardo Taveira, e dos professores da Seduc que fazem parte desses programas. A diretora sustenta que, quando se idealiza um programa, se tem uma viso de como vai ser, mas quem lida no cotidiano tem como enriquec-lo ainda mais, e exatamente isso que est acontecendo com o Pr-Engenharias e o RH-TI.</p><p>A visita tcnica motivacional a So Paulo, Estado que concentra boa parte dos centros de cincia, tecnologia e inovao do Brasil, contribuiu para que alunos, professores e coordenadores pudessem conhecer espaos interativos que trabalham com a educao cientfica voltada para a educao bsica. Este tipo de atividade, visitas tcnicas a locais estratgicos em Manaus e outras capitais, est includo nos dois programas como forma de se trabalhar a motivao, que contempla, tambm, </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>palestras de profissionais das reas de engenharias e tecnologia da informao.</p><p>A diretora-presidenta avalia que a visita Universidade de So Paulo (USP), por exemplo, foi um momento importante para esses alunos. Na USP, eles puderam fazer intercmbio com um grupo de professores e estudantes reunidos para o Encontro Nacional de Feiras e Mostras Cientficas e Tecnolgicas, realizado no auditrio da Biblioteca Brasiliana Guita e Jos Mindlin, localizada no campus dessa universidade. O grupo que promove o Encontro tambm se dedica questo da educao cientfica e das engenharias. Em relao ao Inpe, a diretora acredita que, para os alunos, foi um experincia motivadora conhecer essa instituio e ver as possibilidades prticas de se optar por uma graduao na rea de engenharia ou tecnologia da informao, que o objetivo de formao deles nesse momento.</p><p>Segundo Maria Olvia Simo, a inteno agora fazer o acompanhamento dos 80 alunos que esto em fase de seleo para entrar em um curso superior. Quem entrar na universidade vai contar com um processo a mais de acompanhamento, visando a diminuir a evaso e o prolongamento do tempo de formao. Estes so dois problemas identificados atualmente entre os alunos de graduao desses cursos. A diretora revela que a instituio est planejando atividades que vo apoiar esses estudantes logo no primeiro ano da graduao. A inteno proporcionar bolsas de estudo, o que dar um conforto financeiro para que eles possam se dedicar com mais afinco s atividades acadmicas. Vai se evitar, assim, a desistncia que se verifica nos primeiros anos da graduao nas reas de engenharias e tecnologia da informao, principalmente nas matrias de clculo.</p><p>Se a tese defendida pela instituio se mostrar vlida, espera-se que os alunos tenham menos dificuldades em cursar uma graduao das chamadas cincias duras. Assim, acredita-se que os 80 alunos que participam dos programas Pr-Engenharias e RH-TI tenham uma base consistente para enfrentar uma graduao nessas reas, que apresentam um elevado ndice de desistncia nos primeiros anos. O sucesso do programa um mrito coletivo, pois, com certeza, hoje, esses rapazes e moas no so as mesmas pessoas que entraram nos programas e no estariam mais bem preparados como esto se no tivessem passado por um aprendizado como esse, analisou Maria Olvia Simo.</p><p>Sobre o RH-TI</p><p>O Programa Estratgico de Induo Formao de Recursos Humanos em Tecnologia da Informao (RH-TI) visa a estimular estudantes, a partir do segundo ano do Ensino Mdio, a seguirem carreira acadmica e profissional na rea de Tecnologia da Informao (TI), por meio de atividades orientadas, executadas em escolas das redes pblicas estaduais de ensino sediadas nos Estados da Amaznia Ocidental.</p><p>Sobre o Pr-Engenharias</p><p>O Programa Estratgico de Induo Formao de Recursos Humanos em Engenharias no Amazonas (Pr-Engenharias) visa a fomentar o desenvolvimento da rea de Engenharia, estimulando estudantes, a partir do segundo ano do Ensino Mdio, a seguirem carreira acadmica e profissional na rea, por meio de atividades orientadas, executadas em escola da rede pblica estadual de ensino sediada na cidade de Manaus.</p><p>http://www.confap.org.br/diretora-presidenta-da- fapeam -comenta-atividades-dos-programas-pro- engenharias-e-rh-ti/</p></li><li><p>Veculo: Site Cincia em Pauta Editoria: Pag: Assunto: Panair recebe exposio Cincia na FeiraCita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 09/12/2013</p><p>Panair recebe exposio Cincia na FeiraPostado em 07/12/2013</p><p>Com um pblico visitante estimado em 10 mil pessoas ao longo dessa semana, encerrou nesta sexta-feira (06), a exposio Cincia na Feira, uma iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).</p><p>O local da exposio foi a Feira Municipal da Panair, localizada na Avenida Rio Negro, bairro Educandos, zona Centro-Sul. O objetivo da exposio popularizar as atividades relacionadas cincia, tecnologia e inovao que esto sendo desenvolvidas com o apoio da Fapeam, instituio que completou dez anos em 2013. Durante esta semana, foram apresentados ao pblico dois projetos que abrangem as reas de sade e tecnologia.</p><p>Um dos visitantes da exposio Cincia na Feira foi Lus Vieira, de 57 anos, carpinteiro autnomo, que conheceu os benefcios advindos do consumo de maracuj. As explicaes foram dadas pela equipe da Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati-UEA), dirigida pelo mdico geriatra Euler Ribeiro, que participa da exposio ministrando palestras sobre qualidade de vida na terceira idade e explanando assuntos como a prtica de exerccios fsicos e a alimentao adequados a pessoas com mais de 60 anos.</p><p>Os produtos recomendados pelo mdico so elaborados a partir de frutas e essncias regionais e so resultados de estudos financiados pela Fapeam. Tudo que feito para o bem estar do povo gratificante. Fico satisfeito em saber que existe uma instituio, a Fundao, que se preocupa em </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>divulgar assuntos cientficos, principalmente aqueles relacionados sade, afirmou Lus Vieira.</p><p>Durante a semana, foi disponibilizado ao pblico todas as informaes sobre os programas desenvolvidos e disponveis populao em geral, por intermdio da distribuio de panfletos e de explicaes dadas por colaboradores da instituio.</p><p>Para a diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olvia Simo, levar a exposio Cincia na Feira para espaos populares, abordando a temtica cientfica, um desafio necessrio para as instituies ligadas pesquisa no Amazonas. aqui, na feira, que est o cidado, o principal beneficiado com os resultados da pesquisa cientfica. Muitas vezes passa despercebido para o cidado como as pesquisas so feitas e porque o Amazonas investe em cincia, tecnologia e inovao, afirmou Maria Olvia Simo.</p><p>No local, o pblico visitante encontrou, ainda, a empresa Pentop, apresentando uma inovao tecnolgica, a caneta falante interativa, que um dispositivo que tem o formato de uma caneta e possui um sensor posicionado em sua ponta e um computador interno, capaz de decodificar o material impresso e reproduzir sons previamente gravados. Ao apontar sobre textos, cdulas de dinheiro e imagens, pode-se ouvir e traduzir as informaes para qualquer idioma, repetir quando necessrio, alm de permitir ouvir msicas em som estreo, guardar arquivos e gravar conversas e sons.</p><p>Fonte: Agncia Fapeam</p><p>http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/12/panair-recebe-exposicao-ciencia-na-feira/</p></li><li><p>Veculo: Site Correio da Amaznia Editoria: Pag: Assunto: Jovens cientistas/AM selecionados para apresentar projeto no RSCita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 09/12/2013</p><p>Jovens cientistas/AM selecionados para apresentar projeto no RSPublicado em Domingo, 08 Dezembro 2013 08:58MANAUS Jovens Cientistas do Programa Cincia na Escola (PCE), representaro o Amazonas na 29 Mostratec, a ser realizada em outubro, na cidade de Novo Hamburgo (RS).</p><p>O prmio foi resultado da apresentao do projeto Anlise bacteriolgica do material escolar dos estudantes da Escola Estadual Ana Neire Marques da Silva na 1 Feira de Cincias da Amaznia (FCA), realizada na ltima quarta (28) e quinta-feira (29) no campus da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).</p><p>Os trabalhos foram avaliados por representantes da Secretria de Estado de Cincia, Tecnologia e Inovao (Secti), Associao Brasileira de Incentivo Cincia (Abric), Ufam e empresas apoiadoras.</p><p>Para a jovem cientista Mrcia Rocha, cincia no s tecnologia, vida. Estou feliz em participar da primeira edio da feira e j ser ganhadora, declarou a jovem surpresa.</p><p>O grupo formado por estudantes do 8 e 9 ano j aprende a fazer cincia como gente grande. Esta a primeira vez que participam do programa, que, segundo eles, possibilita a interao entre educao e cincia. Com isso possvel sair da pesquisa terica e ir para a prtica. O PCE consegue nos tirar da mesmice e nos leva para um ambiente novo.</p><p>O projeto trabalha a anlise de materiais escolares dos alunos para averiguar a quantidade de </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>bactrias presentes em trs superfcies estudadas, mos, mochila escolar, estojo, livros e cadernos.</p><p>Para a coordenadora do projeto, Dieynne de Souza Gomes, a premiao na feira foi conquistada com muito esforo e dedicao de toda equipe. Os meninos sempre estavam comigo, ganhamos uma afinidade maior e eles comearam a me ver no s como os outros alunos veem, em um pedestal de professora, mas como colega de pesquisa.</p><p>O projeto vencedor faz parte do edital da Fundao de Amparo Pesquisas do Estado do Amazonas (Fapeam), que aps aceito, os cientistas jnior comearam a desenvolver projetos e apresentar os resultados em feiras de cincias, palestras nas escolas e demais eventos.</p><p>O projeto nico em todo territrio nacional. A curiosidade o que move cada vez mais a vontade de aprender. Nos corredores da escola os alunos nos chamam de cientistas e outras pessoas de doutora bactria, destaca a jovem cientista.</p><p>Os jovens, que j inspiram outros projetos, se mostram animados para participar do evento em Nova Hamburgo, e j discutem entre si o nome de uma nova bactria que possivelmente pode ser descoberta pela equipe.</p><p>Projeto</p><p>O projeto Anlise bacteriolgica do material escolar dos estudantes da Escola Estadual Ana Neire Marques da Silva trabalha no estudo de cinco superfcies; mos, mochila, estojo, livro e caderno.</p><p>Aps anlise minuciosa foi comprovado que a maior colnia de bactrias, como foi imaginado, est nas mos, o que comprova a falta de higiene por parte dos alunos.</p><p>Ao ser constatado onde existem as maiores colnias de bactrias jovens cientistas prepararam apresentaes para divulgar aos alunos da escola os cuidados que precisam ser tomados. Queremos sensibilizar os alunos a ter maiores cuidados na higiene.</p><p>Algumas bactrias encontradas comumente pelos jovens cientistas nos materiais escolares foram de banheiro. As pessoas vo ao banheiro e no lavam bem as mos e transportam as bactrias para os materiais escolares, destacam.</p><p>O principal objetivo da equipe nas visitas tcnicas realizadas foi criar hbitos de higiene nos alunos.</p><p>Coleta</p><p>A primeira etapa para a realizao projeto foi feita por meio da coleta de material. Os estudantes utilizam swabs, instrumento utilizado para coletar amostras de laboratrio, umedecidos com gua destilada. Aps passar na superfcie desejada por cerca de 15 a 30 segundos o recipiente levado para a geladeira, por no mximo duas semanas.</p><p>Todos os cientistas se apresentam com os Equipamentos de Proteo Individual (EPIs).</p><p>Meio de cultura</p><p> nesta fase que acontece a nutrio da bactria, e possvel descobrir se elas so comuns ou patgenas.</p></li><li><p>Crescimento bacteriano</p><p>Todos os meios onde as bactrias foram nutridas so envolvidas e colocadas em um local escuro. De acordo com os pesquisadores, as bactrias precisam de umidade e escurido.</p><p>Elas so armazenadas na estufa onde ficam a uma temperatura de 37C por cerca de 18h a 24h. Aps este processo possvel ver as colnias a olho nu.</p><p>Observao e anlise</p><p>Esta a ltima etapa do processo, onde as bactrias so separadas por CLASSES, e um estudo mais minucioso feito para saber mais sobre o detalhamento do ser vivo. Uma amostra dura cerca de um a dois anos guardado em baixa temperatura.- See more at: http://www.correiodaamazonia.com.br/index.php/amazonas-educacao/7064-jovens-cientistas-am-selecionados-para-apresentar-projeto-no-rs#sthash.JrTAx0e9.dpuf</p><p>http://www.correiodaamazonia.com.br/index.php/amazonas-educacao/7064-jovens-cientistas-am-selecionados-para-apresentar-projeto-no-rs</p></li><li><p>Veculo: Site D24Am Editoria: Pag: Assunto: Em Manaus, Circuito da Cincia volta em maro de 2014 com novo horrioCita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 09/12/2013</p><p>Em Manaus, Circuito da Cincia volta em maro de 2014 com novo horrio08 Dez 2013 . 14:34 h . Com informaes de assessoria . portal@d24am.com</p><p>No ltimo sbado (7), foi a ltima edio do Circuito 2013, que volta em maro de 2014 com novo horrio e muitas novidades.</p><p>Cir...</p></li></ul>