CLIPPING FAPEAM - 12.04.2013

  • Published on
    28-Mar-2016

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Clipping de notcias selecionadas com assuntos sobre CT&I no Estado do Amazonas.

Transcript

<ul><li><p>Veculo:Site protetores da pele Editoria: Pag:Assunto:Estudo identifica associao entre psorase, obesidade e dislipidemia em pacientes</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria/Nota articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 12/04/2013</p><p>Estudo identifica associao entre psorase, obesidade e dislipidemia em pacientesSegundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), estudos recentes demonstram que a psorase passou a ser definida como uma afeco inflamatria sistemtica e autoimune que pode ter os seus sintomas alterados se atrelados a outros fatores, como obesidade e dislipidemia.</p><p>Diante desse cenrio, a acadmica do curso de Medicina da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Hannah Monteiro, realizou um estudo para identificar a associao da obesidade e da dislipidemia em pacientes com psorase atendidos no ambulatrio de dermatologia da Fundao de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), localizado em Manaus.</p><p>O estudo intitulado Psorase, obesidade e dislipidemia: estudo da prevalncia da associao em pacientes atendidos na Fundao de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) foi desenvolvido de 2011 a 2012.</p><p>A pesquisa foi realizada com financiamento do Governo do Estado, via Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Programa de Apoio Iniciao Cientfica do Amazonas (Paic).</p><p>Dos 72 pacientes que participaram do estudo, 51 foram diagnosticados com dislipidemia alterao no nvel de gordura do corpo. Observei que houve uma frequncia de tabagismo, etilismo e sedentarismo nos pacientes com dislipidemia e obesidade, evidenciando que mltiplos fatores podem contribuir para a associao da obesidade com a psorase, disse a pesquisadora.</p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>Exames fsicos e laboratoriaisMonteiro informou que foi realizado um estudo descritivo e prospectivo. Para avaliar a associao entre obesidade, dislipidemia e psorase foram realizados exames fsicos com medida de peso, altura e circunferncia abdominal.</p><p>Solicitamos, ainda, um lipidiograma completo e os pacientes responderam a um questionrio sobre os dados epidemiolgicos, histria patolgica e hbitos relacionados ao estilo de vida que interferem diretamente no prognstico das doenas, informou a pesquisadora.</p><p>De acordo com a acadmica, foi identificado que a obesidade interfere tambm no tempo mdio de diagnstico da psorase, que passa a ser de cinco a oito anos, e pode estar associada ainda a outras doenas. Quanto maior o tempo de evoluo da psorase, maior ocorrncia de outras comorbidades, disse.</p><p>FONTE: Agncia FAPEAMhttp://protetoresdapele.org.br/estudo-identifica-associacao-entre-psoriase-obesidade-e-dislipidemia-em-pacientes/</p></li><li><p>Veculo:PORTAL EM TEMPO Editoria: Pag:</p><p>Assunto:Concerto apresenta obras de Haydn e Nunes Garcia</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria/Nota articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 12/04/2013</p><p>Concerto apresenta obras de Haydn e Nunes Garcia</p><p>O concerto de lanamento do lbum Dei due mondi (algo como Dois Mundos, traduzido do italiano), da Orquestra Barroca do Amazonas (OBA) traz no repertrio obras de compositores como Franz Josef Haydn e Jos Maurcio Nunes Garcia, que necessariamente no esto includos entre as 12 faixas do disco, que est disponvel para aquisio, faixa a faixa, pelo site iTunes desde dezembro do ano passado.</p><p>Como a proposta do disco, destacada pelo maestro Mrcio Pscoa, apresentar o panorama de pesquisa e resgate de composies que a prpria histria da msica parecia ter esquecido, o show de lanamento no poderia ser diferente.</p><p>Nem todas as msicas do concerto so do disco. Vamos misturar com outras obras de autores conhecidos, mas creio que mais ou menos a metade do lbum est prevista. A opo de incluir outras msicas para situar um pouco o pblico, dar uma referncia, e isso ajuda at no julgamento de valor de nosso trabalho, diz.</p><p>Haydn e Nunes Garcia esto entre os escolhidos devido ao fato de suas biografias atestarem a favor da msica clssica. Eles no so exatamente blockbusters (arrasa-quarteires), mas Haydn, por exemplo, um dos pilares do classicismo musical. Ele autor de mais de cem sinfonias, um dos </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>iniciadores de gneros importantes como o quarteto de cordas e consolidador de formas musicais importantes.</p><p>Nunes Garcia, por sua vez, nasceu e viveu no Rio de Janeiro, comps sua primeira obra aos 16 anos, foi elogiado pela crtica alem da poca como excelente improvisador ao piano e por ter feito a estreia do Rquiem, de Mozart, e do oratrio A criao, de Haydn, nas Amricas, explica o maestro.</p><p>Ao todo, 20 pessoas estaro no palco do Teatro Amazonas para o concerto de lanamento do lbum, que tambm estar venda no local. Estamos com o disco no site da Amazon, no site da Fnac de Portugal, no iTunes, no site da gravadora e pelo e-mail da gente ( operabarroca@gmail.com). Estamos tentando destravar a burocracia para vender aqui, em loja fsica mesmo, comenta Pscoa.</p><p>O disco foi gravado entre setembro e novembro de 2012, em Portugal, e todas as obras foram restauradas no Laboratrio de Musicologia e Histria Cultural da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), com apoio da Fundao de Amparo Pesquisa do Amazonas (Fapeam). O lbum chega ao mercado sob o selo europeu Numrica, que tambm assina a coproduo do material, juntamente com a prpria orquestra.</p><p>http://www.emtempo.com.br/editorias/cultura/3696-concerto-apresenta-obras-de-haydn-e-nunes-garcia.html</p></li><li><p>Veculo:PORTAL D24 Editoria: Pag:</p><p>Assunto:Maioria dos jovens infectados por HIV em Manaus no sabem como o vrus transmitido</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria/Nota articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 12/04/2013</p><p>Maioria dos jovens infectados por HIV em Manaus no sabem como o vrus transmitido</p><p>Cerca de 530 mil soropositivos vivem no Brasil segundo informaes do Programa Conjunto das Naes Unidas sobre o HIV/Aids. Desse total, segundo o Ministrio da Sade (MS), 63% so jovens portadores do vrus.</p><p>De acordo com pesquisa realizada na Fundao de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), de 55 pacientes adolescentes acometidos com HIV/Aids, 41,8% no sabem como o vrus transmitido e 36,4% no faziam ou fazem o uso do preservativo nas relaes sexuais.</p><p>Os dados so do estudo intitulado 'Perfil Epidemiolgico de adolescentes vivendo com HIV/Aids atendidos no ambulatrio de DST/Aids da FMT-HVD no perodo de 2011 a2012'.</p><p>A pesquisa foi desenvolvida pela acadmica de Medicina da Universidade Nilton Lins (UniNiltonLins), Lucienne Barbieri Victoria, com aporte financeiro do Governo do Estado, via Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Programa de Apoio Iniciao Cientfica do Amazonas (Paic). Esses dados so preocupantes, pois pem em risco a comunidade, disse. </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>Victoria informou que o objetivo do estudo era caracterizar os adolescentes e jovens que vivem com HIV/Aids em relao ao sexo, idade, escolaridade, renda familiar e prtica de relaes sexuais com preservativo. A pesquisadora demonstrou ainda as formas de contgio e o conhecimento dos pacientes sobre transmisso e preveno. </p><p>O estudo foi do tipo descritivo. Aproveitamos uma srie de casos relacionados demanda espontnea no perodo do estudo e pacientes que aceitaram participar da pesquisa, esclareceu a pesquisadora. </p><p>De acordo com Lucienne, a adolescncia um perodo da vida caracterizado por transformaes fsicas, psicolgicas e sociais que aumentam as chances dos adolescentes de adquirirem a infeco por HIV.</p><p>Diagnstico em jovens</p><p>Ela disse que o estudo abrangeu casos de pacientes da faixa etria de 13 a 24 anos, com sorologia positiva para HIV/Aids e em acompanhamento ambulatorial na FMT-HVD no perodo de agosto de 2011 a agosto de 2012. </p><p>Victoria informou que realizou um questionrios com os 55 pacientes para fazer a anlise dos perfis posteriormente. Do total de pacientes, 34 so homens e 21 so mulheres, com uma mdia de idade de 20 anos.</p><p>Dos 55 pacientes, 50 foram contagiados diretamente e os outros cinco pegaram a doena das mes, de forma vertical, disse a pesquisadora. </p><p>Ela informou ainda que 58,2% dos pacientes sabiam como o vrus era transmitido e 41,8% no sabiam. Aps o diagnstico, 36,4% dos pacientes que participaram do estudo continuaram tendo relaes sexuais sem o uso do preservativo e 63,6% passaram a adotar medidas preventivas durante as relaes sexuais.</p><p>Voc sabe o que HIV/Aids?HIV a sigla em ingls do vrus da imunodeficincia humana adquirida. Causador da Aids, o virus ataca o sistema imunolgico, responsvel por defender o organismo de doenas. As clulas mais atingidas so os linfcitos, e alterando o DNA dessa clula que o HIV faz cpias de si mesmo. Depois de se multiplicar, ele rompe os linfcitos em busca de outros para continuar a infeco.</p><p>De acordo com o Ministrio da Sade (MS), ter o HIV no a mesma coisa que ter Aids. H muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doena, mas podem transmitir o vrus. O HIV pode ser transmitido por relao sexual, compartilhamento de seringas contaminadas ou de me para filho durante a gravidez ou amamentao.</p><p>Sobre o Paic</p><p>O Programa de Apoio Iniciao Cientfica do Amazonas (Paic) apoia, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduao interessados no desenvolvimento de pesquisa em instituies pblicas e privadas do Amazonas.</p><p>http://www.d24am.com/noticias/saude/maioria-dos-jovens-infectados-por-hiv-em-manaus-nao-sabem-como-o-virus-e-transmitido/84188</p></li><li><p>Veculo:PORTAL D24 Editoria: Pag:Assunto:Projeto do Inpa cataloga mais de 1,4 mil espcies de rvores no Amazonas</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria/Nota articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 12/04/2013</p><p>Projeto do Inpa cataloga mais de 1,4 mil espcies de rvores no Amazonas</p><p>O Projeto Dinmica Biolgica de Fragmentos Florestais (PDBFF) j conseguiu catalogar at agora mais de 1.400 espcies de rvores nas florestas de terra-firme ao Norte de Manaus (AM). Os estudos, que j duram mais de 30 anos, tm a finalidade de determinar as consequncias ecolgicas do desmatamento e da fragmentao florestal sobre a fauna e flora na Amaznia.</p><p>De acordo com o coordenador cientfico do projeto, Jos Lus Camargo, a rea estudada de 94 hectares distribudos em uma rede de parcelas permanentes. Aproximadamente 45 mil rvores so monitoradas na rea. No h outra ao de monitoramento em longo prazo como ns fazemos. Ns monitoramos de duas formas: pensamos na consequncia da fragmentao florestal, mas nas reas contnuas fazemos o mesmo monitoramento para saber o que est mudando nessas florestas, disse.</p><p>De acordo com o pesquisador o recenseamento das rvores feito a cada cinco anos e envolve, alm das rvores grandes, o monitoramento de rvores menores (arvoretas). Ao todo 178 mil arvoretas so monitoradas. Acompanhando o monitoramento, ns conseguimos saber a dinmica da floresta. Os dados sos importante para saber qual a velocidade de reposio de rvores na floresta, qual a taxa de mortalidade e de crescimento, afirmou.</p><p>O projeto um dos mais antigos desenvolvidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amaznia </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>(Inpa/MCTI), em convnio com o Instituto Smithsonian (nos Estados Unidos).</p><p>Monitoramento 3DAlm das rvores h o monitoramento de aves, que segundo o pesquisador, ajuda a entender a dinmica da fauna em relao fragmentao da floresta. De acordo com Camargo, uma das tcnicas usadas pelo aluno de doutorado e bilogo brasileiro Karl Mokross, que atua no projeto, consiste em combinar GPS para definir a rea que bandos mistos de pssaros ocupam na floresta com imagens produzidas por uma tcnica chamada pelos cientistas de LIDAR (Light Detection and Ranging) que possibilita visualizar a estrutura florestal em trs dimenses.</p><p>O resultado da reunio dessas duas tcnicas ampliar o entendimento sobre a mobilidade dos pssaros na floresta e o quanto a ruptura do contnuo florestal, causado pela fragmentao florestal, limita essa mobilidade. O uso da tcnica foi destaque em uma reportagem da revista Pesquisa Fapesp da Fundao de Amparo a Pesquisa do Estado de So Paulo no ms de maro deste ano.</p><p>Os resultadosCamargo destacou o papel dos estudos para a regio e disse que a partir do acmulo de informaes ao longo dos 33 anos de atuao possvel identificar padres da dinmica florestal que no seria possvel obter em curto prazo.</p><p>Dentre os resultados j obtidos o pesquisador afirmou que nas reas degradadas possvel identificar a perda de espcies de aves e a morte lenta de rvores principalmente nas bordas da floresta.</p><p>Uma das primeiras evidncias que grandes rvores tendem a morrer. Elas ficam desprotegidas quando h a fragmentao da floresta. H ainda a morte fisiolgica, facilmente detectada, pois a rvore morre em p, uma vez que as condies de umidade, luz e temperatura mudaram nessas reas. Para as aves de sub-bosque, um estudo do pesquisador Gonalo Ferraz mostrou que as taxas de extino das aves pode chegar a 50% das espcies dentro desses fragmentos em pouco tempo, destacou.</p><p>http://www.d24am.com/amazonia/meio-ambiente/projeto-do-inpa-cataloga-mais-de-14-mil-especies-de-arvores-no-amazonas/84127</p></li><li><p>Veculo:CONFAP Editoria: Pag:Assunto:Inova Sade busca economia, incluso e fortalecimento da produo</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria/Nota articulada pela assessoria </p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 12/04/2013</p><p>Inova Sade busca economia, incluso e fortalecimento da produo</p><p>Economia para o cidado e o governo. Desenvolvimento tecnolgico da indstria nacional e fortalecimento da cadeia produtiva da rea. So objetivos do Inova Sade, conjunto de medidas lanado pelo governo federal para o setor nesta quinta-feira (11).</p><p>As iniciativas incluem parcerias pblico-privadas, novas compras governamentais de medicamentos, melhorias na infraestrutura laboratorial, apoio financeiro inovao no setor e reduo no tempo de registro de novos remdios.</p><p>Entre os setores estratgicos, sabemos que este o que no pode esperar. Isso s refora nossa responsabilidade de fazer com que tudo acontea o mais rpido possvel, ressaltou o ministro da Cincia, Tecnol...</p></li></ul>