Clipping Fapeam

  • Published on
    10-Mar-2016

  • View
    213

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Clipping Fapeam

Transcript

<ul><li><p>Veculo: SITE - ISade Editoria: Pag:</p><p>Assunto: Ambulatrio digital aumenta preveno da hansenase no Amazonas</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria</p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 07/03/2013</p><p>Ambulatrio digital aumenta preveno da hansenase no AmazonasPostado em 06/03/2013, 11:36</p><p>Com a realizao de consultas distncia, projeto levar atendimento especializado a populaes ribeirinhas</p><p> A Fundao Alfredo da Matta (Fuam) vai ampliar a preveno da hansenase em todo o Amazonas com a implantao do primeiro Ambulatrio Digital de Dermatologia do estado. A meta aumentar a oferta de consultas na rea para as comunidades ribeirinhas, com mediao do programa Telessade, que viabiliza consultas distncia.</p><p>Segundo o diretor tcnico da Fundao, Dr. Luiz Claudio Dias, o Ambulatrio Digital um projeto antigo que est sendo retomado em conjunto com o programa. Dias informou que a coordenao do Ambulatrio ser responsvel por fazer a interao entre os profissionais de sade alocados no interior com os especialistas em dermatologia. Alm disso, o Ambulatrio possibilita, de acordo com a demanda dos municpios do interior, o atendimento mdico e exames especializados por meio da transmisso de imagens s unidades de sade, no sendo necessrio aos moradores dessas localidades se deslocarem at a capital.</p><p>Como funciona o ambulatrio digital?</p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>O profissional de sade que est no interior e encontra uma determinada dificuldade, relata o caso por meio do Ambulatrio Digital para o mdico coordenador do programa. Diante das informaes encaminhadas, o coordenador faz a triagem e a leitura do caso, identifica a situao e encaminha para um especialista. O especialista estuda o caso e envia novamente para o profissional que est no interior com sua opinio, dvida e manejo teraputico.</p><p>Este processo, chamado de " Segunda Opinio Formativa" , alm de ajudar na discusso dos casos, oportuniza um aprendizado atravs da troca de informaes, pois os especialistas da capital tambm indicam artigos para a atualizao do profissional sobre a situao relatada.</p><p>Polo de telemedicina da Amaznia</p><p>O programa Telessade comeou em 2008 com o atendimento a 15 municpios do Amazonas. Em 2012, o programa passou a atender cerca de 61 cidades do interior do Estado.</p><p>O projeto possui equipamentos que permitem a transmisso de dados, de imagens e de voz entre as unidades de sade nos municpios e os ncleos do Polo de Telemedicina da Amaznia, que funcionam no Hospital Universitrio Francisca Mendes (HUFM) e agora tambm na Fundao Alfredo da Matta.</p><p>Estatsticas realizadas em 2012 mostraram que atravs do sistema j foram realizados mais de 134,5 mil exames de eletrocardiogramas, e 580 teleconsultas nas mais diversas especialidades mdicas.</p><p>Por meio da tecnologia, o clnico geral, que atende o paciente numa unidade bsica de sade do interior, entra em contato com especialistas da capital em tempo real, permitindo uma avaliao mais precisa do paciente.</p><p>Com informaes da Fapeam</p><p>www.isaude.net/pt-BR/noticia/33976/saude-publica/ambulatorio-digital-aumenta-prevencao-da-hanseniase-no-amazonas</p></li><li><p>Veculo: BLOG - Portal dos Bars Editoria: Pag:</p><p>Assunto: Inpa lana edital para bolsas de Iniciao Cientfica</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria</p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 07/03/2013</p><p>Inpa lana edital para bolsas de Iniciao CientficaPostado em 06/03/2013</p><p> Esto abertas as inscries para bolsas de Iniciao Cientfica (Pibic) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amaznia (Inpa/MCTI). Podem participar estudantes de graduao a partir do 2 perodo letivo.Os interessados podem se inscrever at o dia 28 de maro.</p><p>O Programa Institucional de Bolsas de Iniciao Cientfica feio por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico e Tecnolgico (PIBIC/CNPq) e do Programa de Apoio a Iniciao Cientfica da Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (PAIC/Fapeam).O Pibic prope ao jovem cientista um incentivo individual como estratgia de financiamento seletivo aos melhores estudantes que apresentam bons projetos de pesquisa.</p><p>A Iniciao Cientfica um instrumento de alta relevncia que permite a insero dos estudantes em nvel de graduao desenvolver atividades em projetos de pesquisa relacionadas sua rea de estudo.As reas atendidas pelo PIBIC/INPA so: Cincias Exatas, da Terra e Engenharia; Cincias Biolgicas; Cincias Agrrias; Cincias Sociais Aplicadas e Cincias Humanas.http://portaldosbares.blogspot.com.br/2013/03/inpa-lanca-edital-para-bolsas-de.html</p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>Veculo: SITE - Portal Amaznia Editoria: Pag:</p><p>Assunto: Livro de Mrcio Andr Arajo aborda cotidiano dos camels de Manaus</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria</p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 07/03/2013</p><p>Livro de Mrcio Andr Arajo aborda cotidiano dos camels de ManausPostado em 06/03/2013, 11:11</p><p>O livro contribui para uma melhor compreenso, do mercado informal dos camels em Manaus, no contexto do Brasil e seus desdobramentos.</p><p>MANAUS O professor Marcio Andr Arajo lana o livro Entre rvores e redes O camel em Manaus. O evento acontece nesta sbado (9), a partir das 10h, na Livraria Valer. A obra integra uma pesquisa realizada no Programa de Ps-Graduao em Sociologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).</p><p>O livro tambm contou com o apoio da Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Programa de Apoio a Publicaes Cientficas (Biblos).</p><p>Segundo Marcio Andr Arajo, a obra contribui para uma melhor compreenso do mercado informal dos camels em Manaus, no contexto do Brasil e seus desdobramentos. A pesquisa dedicou-se em caracterizar e entender as dimenses das redes de relaes sociais que tecem a organizao do trabalho dos camels, no entorno da Praa da Matriz com os demais grupos que exercem outras ocupaes no local, explicou.</p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>Entre rvores e redes O camel em Manaus investiga o cotidiano dos camels e busca identificar quem so, o que fazem, quais suas condies de trabalho, suas estratgias de sobrevivncia e suas tticas de integrao estrutura social. Da editora Livre Expresso, o trabalho custa R$ 20.</p><p>http://www.portalamazonia.com.br/cultura/arte/livro-de-marcio-andre-araujo-aborda-o-cotidiano-dos-camelos-de-manaus/</p></li><li><p>Veculo: BLOG Mdia e Meio Ambiente Editoria: Pag:</p><p>Assunto: Contaminao de igaraps tem grande impacto em Manaus</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria</p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 07/03/2013</p><p>Contaminao de igaraps tem grande impacto em ManausPostado em 06/03/2013</p><p> Com a maioria dos igaraps de Manaus poludos pelo processo de urbanizao da cidade, a populao acabou perdendo interesse por esses riachos que cortam a floresta amaznica e serpenteiam pelo meio urbano.</p><p>A comear pelo nome, de origem tupi-guarani, que significa caminho de canoa, outros fatos tambm so desconhecidos pela maioria, como a importncia climtica no cenrio urbano e a biodiversidade que habita esses riachos.</p><p>O pesquisador Jansen Zuanon apresentou dados do Projeto Igaraps, que tem sede no Instituto Nacional de Pesquisas da Amaznia (Inpa) e surgiu em 2001 para preencher uma lacuna nos estudos biolgicos das guas da Regio Amaznica.Como vivemos em uma paisagem de grandes rios e a maioria da populao depende deles, a maior parte dos estudos biolgicos foi direcionada nesta rea. A ideia surgiu, principalmente, por um interesse cientfico de estudar os igaraps, explicou.</p><p>Nos 13 anos em que o Igaraps atua, os pesquisadores concluram que esses riachos apresentam uma fauna diversificada como tambm variao de volume em certos perodos do ano e sensibilidade ante a impactos ambientais. O desmatamento e os detritos jogados contribuem rapidamente para a contaminao das guas do igarap e as consequncias so extensas, destacou.</p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>Segundo o doutor em Ecologia, o calor produzido pela poluio das guas, causado pelas bactrias e a matria orgnica, afeta o meio ambiente ao redor. Quando essas guas afloram nas nascentes, a temperatura de 22 C. Com a falta da mata para proteger do sol e com a fermentao da decomposio da matria orgnica, a temperatura pode atingir 29 C, explica. Estamos trocando a funo de ar-condicionado e qualidade de vida por um esgoto cheio de doenas.</p><p>Outra consequncia apontada pelo pesquisador so as enchentes, resultado direto da obstruo da passagem da gua e do aterramento dos igaraps. Para Zuanon, projetos como o Prosamim so de importante cunho social, porm, no atentam para o procedimento correto no tratamento dos crregos da cidade. Quando se aterra um igarap, a gua da chuva no tem para onde escoar, pois no h terra para absorv-la nem canal para jog-la nos rios e ela acaba acumulando na superfcie, revelou.</p><p>Conforme Zuanon, o correto seria a implantao de estaes para tratar a gua e a desobstruo dos crregos, que se tornam alternativas mais caras e sem ateno de governos. perfeitamente possvel despoluir os igaraps de Manaus e termos gua de boa qualidade. Mas, primeiro, temos que educar ambientalmente as pessoas para que no poluam as guas. um costume de muitos anos e temos que lidar com isso, alerta ele.</p><p>Reserva um testemunho da cidade antes da urbanizao</p><p>A reserva Adolpho Ducke, localizada a 25 quilmetros de Manaus, o principal campo de pesquisas do Projeto Igaraps. Doada pelo governo em 1962, em uma solicitao do Instituto Nacional de Pesquisas da Amaznia (Inpa), a floresta tem 10.000 hectares e mais de 40 nascentes preservadas.</p><p> como ter um testemunho da Manaus antes da urbanizao, a maioria dos estudos feita por l, mas tambm temos postos em vrios pontos da regio, disse o dr. e pesquisador do Inpa Jansen Zuanon.</p><p>O acesso reserva Adolpho Ducke ocorre pela rodovia AM-010 (Manaus/Itacoatiara), onde tambm podem ser encontrados o Jardim Botnico e o Museu Amaznico (Musa). A ideia, segundo Zuanon, aproximar a populao do meio ambiente e incentivar a preservao. No podemos ter a populao como inimiga, ela precisa estar em contato com a natureza para aprender a valorizar e preservar a natureza, acrescenta ele. </p><p>A reserva possui um centro administrativo, biblioteca, lanchonete, estacionamento e trilhas que permitem o acesso dos visitantes aos diferentes ecossistemas da regio.</p><p>Fonte: Fapeamhttp://midiaemeioambiente.blogspot.com.br/2013_03_01_archive.html</p></li><li><p>Veculo: SITE Cincia em Pauta Editoria: Pag:</p><p>Assunto: Pesquisadoras avaliam como feita a divulgao da cincia no Amazonas</p><p>Cita a FAPEAM: Release da assessoria </p><p>Release de outra instituio</p><p>Matria articulada pela assessoria</p><p>Iniciativa do prprio veculo de comunicao</p><p>Contedo:- Positivo </p><p>- Negativo</p><p>Pesquisa financiada pela FAPEAM Publicado no site da FAPEAM: </p><p>Programa: Data: 07/03/2013</p><p>Pesquisadoras avaliam como feita a divulgao da cincia no AmazonasPostado em 06/03/2013</p><p>Para as pesquisadoras da rea de divulgao cientfica , Aline Neves e Renata Nobre, a implantao do Sistema Pblico Estadual de Cincia, Tecnologia e Inovao (CT&amp;I) foi fundamental para a popularizao da cincia, no Amazonas. Recentemente, Neves e Nobre apresentaram dois estudos em que avaliaram duas importantes ferramentas de divulgao implantadas depois da criao do sistema e concluram que o acesso s informaes em CT&amp;I, cresceu.</p><p>O Sistema Pblico Estadual de CT&amp;I composto pela (SECTI-AM) e pelas instituies a ela vinculadas: Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Centro de Educao Tecnolgico do Amazonas (Cetam). Em 2013, completa dez anos.</p><p>Neves avaliou as matrias de capa da Amazonas faz Cincia, produzida pela Fapeam e Nobre usou a mesma instituio, mas desta vez, o Twitter foi seu objeto de anlise. As pesquisas foram realizadas no mbito do Programa de Ps- graduao em Educao e Ensino de Cincias na Amaznia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).</p><p>O marco essencial para visibilidade das notcias de CT&amp;I em geral no Estado foi a criao do </p><p>Sim</p><p>No</p><p>Sim No</p></li><li><p>sistema. Foi o incio da preocupao em divulgar o que est sendo feito em pesquisa no Estado, disse Neves. Nobre destaca que a produo cientfica sempre existiu, mas que depois da criao do Sistema Pblico Estadual de CT&amp;I surgiram novos meios para divulgar o trabalho dos cientistas com uma linguagem de fcil entendimento.</p><p>Nos ltimos dez anos, com o apoio da Fapeam e da SECTI-AM temos programas que contribuem para a divulgao da cincia como revistas e at cartilhas para crianas. J existe uma especializao criada com o apoio do sistema na rea de divulgao da cincia, que qualificam profissionais de Comunicao para trabalhar essa divulgao, exemplificou.</p><p>PBLICO QUE SE INTERESSA POR CT&amp;I TAMBM AUMENTOUDa esquerda pra direita. Renata Nobre, Aline-Neves, pesquisadoras-da-UEA (Foto: CIENCIAemPAUTA/Cleidimar-Pedroso)</p><p>Da esquerda pra direita. Renata Nobre e Aline Neves, pesquisadoras da UEA (Foto: CIENCIAemPAUTA/Cleidimar Pedroso)</p><p>Neves destaca que ao mesmo tempo em que ampliaram os meios para acesso s informaes, tambm cresceu o pblico que se interessa por notcias de CT&amp;I. A revista Amazonas faz Cincia, criada em 2005, com dois exemplares anuais, aumentou suas edies j em 2007, passando a ter publicao trimestral.</p><p>Os textos so claros e objetivos. Alm disso, a evoluo do produto claro. Houve uma grande avano na questo textual com mais informaes e um aspecto didtico, alm da questo visual, disse Neves que analisou 22 publicaes da revista de 2005 a 2011.</p><p>Outro exemplo o aumento do nmero de seguidores do twitter da Fapeam. Em setembro de 2010, o twitter da Fapeam tinha pouco mais de 700 seguidores. No mesmo perodo de 2012 j havia mais de 4 mil. Um aumento de 450% seguidores., destacou Nobre.</p><p>Nobre analisou um ano de postagens, 1378 twitis. uma mdia de 4,5 twittis por dia. A linguagem muito clara e h em 76% das postagens imagens e links com outras instituies que ligam a notcias, a mais informaes. uma garantia de maior informatividade que no cabe em 140 caracteres, disse Nobre.</p><p>As pesquisadoras destacam que ainda preciso que as notcias de CT&amp;I cheguem aos veculos de divulgao em massa. Com a divulgao em massa ser possvel fazer a populao entender que cincia faz parte da nossa vida, do nosso cotidiano, comentou Neves. Ela disse ainda que hoje dado pouco espao nos jornais locais a notcias de Cincia e Tecnologia.</p><p>Isso no pode ficar apenas a cargo da Fapeam , da SECTI-AM e das outras instituies que foram os sistema para que as no se restrinja o pblico as que e...</p></li></ul>