Correio Notícias - Edição 1023

  • Published on
    01-Apr-2016

  • View
    216

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Correio Notcias - Edio 1023

Transcript

  • 1Quinta-Feira - 17 de Julho de 2014Edio 1023

    17Quinta-FeiraJulho / 2014Edio 1023 Poucas nuvensMx: 24C - Mn: 11C Poucas nuvensMx: 23C - Mn: 11CAntigo Banco Comercial do

    Paran, atual museu de Siqueira Campos passa por melhorias

    O museu situado h mais de 15 anos no antigo Banco Comercial do Paran, ganhou nova pintura externa, iluminao e identificao. O objetivo do Departamento de Cultura do municpio, preservar a arquitetura histrica e elevar a quantidade de acervo no local. Pgina 8

    A vida de annimos reunidas por um mesmo prezar: A melodia do violo

    O dedilhar pelas cordas do violo chama a ateno dos pedestres que transitam pela rua Pernam-buco. Numa sala alugada pela prefeitura, na antiga Rodoviria de Siqueira Campos, estudantes e aposentados se transformam em msicos. Pgina 5

    Pgina 3

    Novas UBS de Siqueira Campos devem comear a atender ainda este ano

    O Departamento de Sade de Siqueira Campos est prestes a melhorar e aumentar o atendimento de pacientes com a construo de uma nova Unidade Bsica de Sade (UBS), no Bairro Alphaville. Alm disso, as reformas e a construo do novo anexo na UBS do distrito da Alemoa j est em fase de finalizao. Pgina 4

    Julho o ms da quinta e ltima parcela do IPVA

    Os contribuintes paranaenses que optaram pelo parcela-mento do Imposto sobre Propriedade de Veculo Automo-tor (IPVA) 2014 tm at o fim do ms para quitar a quinta e ltima parcela. A data de pagamento varia de acordo com o nmero final da placa. Pgina 8

    Presidente da Cmara junto com deputado

    debatem melhorias para Siqueira Campos

    Quadrilha mantm refns por quase meia hora e leva mais de R$ 15 mil

    Pgina 5

  • Quinta-Feira - 17 de Julho de 2014Edio 10232 EDITAIS

    Siqueira CamposCornlio ProcpioCuritibaIbaitiJapiraJabotiSalto do ItararCarlpolisJoaquim TvoraGuapiramaQuatiguJacarezinhoConselheiro MairinckPinhalo

    DIrEoElizabete GoisJornAlSTA rESponSvElCamila Consulin - MTB: rEDAoIsaele Machado, Camila Consulin, Regiane RomoDIAGrAMAoAndr Machado, Marcos VinciusADMInISTrATIvoClaudenice, Isamara MachadoColUnISTAGnesis Machado

    CIrCUlAo

    rEprESEnTAoMERCONET Representao de Veculos de Co-municao LTDARua Dep. Atilio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PRFone: 41-3079-4666 | Fax: 41-3079-3633

    FIlIADo A

    Associao dos Jornais Dirios do Interior do Paran

    jornalstica correio do norte s/c ltda cnpj: 07.117.234/0001-62

    RedaO JORNalRua Piau, 1546Bairro Santa IsabelSiqueira Campos - Paran(43) 3571-3646

    Site: www.correionoticias.com.br

    eSTdiO RdiO alTeRNaTivawww.alternativa87.comalternativafm87@hotmail.com(43) 3571-4313 | (43) 9604-4882

    diagramacao@correionoticias.com.br

    TomazinaCurivaFigueiraVentaniaSapopemaSo Sebastio da AmoreiraNova Amrica da ColinaNova Santa BrbaraSanta Ceclia do PavoSanto Antnio do ParasoCongoinhasItambaracSanta MarianaLepolis

    SertanejaRancho AlegrePrimeiro de MaioFlorestpolisSo Gernimo da SerraSanto Antnio da PlatinaArapotiJaguariavaSengsSo Jos da Boa VistaWenceslau BrazSantana do ItararJundia do SulAndir

    AbatiCambarRibeiro do PinhalNova FtimaBarra do JacarSanta AmliaSertanpolisBela Vista do ParasoRibeiro Claro

    PREFEITURA DE SO JOS DA BOA VISTAESTADO DO PARAN

    PORTaRia N 072/2014

    PEDRO SERGIO KRONEIS, Prefeito Municipal de So Jos da Boa Vista, Estado do Paran, no uso de suas atribuies legais e

    regulamentares, nos termos da Lei Orgnica do Municpio, pela presente;

    RESOLVE:

    Artigo 1- NOMEAR a partir desta data de 17/07/2014, a candidata abaixo discriminada, aprovada no concurso pblico regido

    pelo Edital 001/2011 para ocupar seu respectivo Cargo de acordo com a Lei Municipal 570/2003:

    Faixa de Vencimento

    Nome Cargo Rg. Smbolo Ref Nvel

    ALINE EMANUELLE BRUMATTI PALMONARI Enfermeiro PSF 46.823.516-4 SP Jb 1 III

    Artigo 2- A presente portaria entrar em vigor na data de sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Comunique-se, publique-se, cumpra-se.

    Edifcio da Prefeitura Municipal de So Jos da Boa Vista, Estado do Paran, em 17 de Julho de 2014; 54 ano da Emancipao

    Poltica do Municpio.

    PedRO SeRGiO KRONiS PReFeiTO MuNiCiPal

    PREFEITURA DE SIQUEIRA CAmPOSESTADO DO PARAN

    Aviso de Revogao - Prego Presencial n 04/2014

    Fica revogada a licitao supracitada referente ao processo n 08/2014. Objeto: Contratao de empresa de transporte coletivo

    para transportar estudantes do municpio, durante o ano letivo de 2014.

    Siqueira Campos, 16 de julho de 2014.

    FaBiaNO lOPeS BueNOPReFeiTO MuNiCiPal

    PREFEITURA DE SIQUEIRA CAmPOSESTADO DO PARAN

    ReSuMO de ediTal N 53/2014 PReGO PReSeNCialOBJETO: Aquisio de equipamentos de material permanente da linha hospitalar, eletrodomsticos e mveis em geral, com recur-

    sos provenientes da Emenda Parlamentar n 09353.968000/1130-04, destinados ao Departamento de Sade.

    PROTOCOLO at as 08h45min do dia 30/07/2014.

    ABERTURA: 30 de julho de 2014 Hora: 09h00min.

    LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro n 1837, Centro.

    INFORMAES: Prefeitura Municipal - Tel: (43) 3571-1122 ramal 218. EDITAL COMPLETO WWW.doe.siqueiracampos.pr.gov.

    br. Siqueira Campos, 16 de julho de 2014.

    FeliPe MehliChPReGOeiRO OFiCial

    CONSElhO mUNICIPAl DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOlESCENTE

    ReSOluO CMdCa N 01/2014

    Dispe sobre a arrecadao e a aplicao dos recursos financeiros que compem o Fundo Municipal dos Direitos da Criana e

    do Adolescente de So Jos da Boa Vista, criado pela Lei Municipal 392/90 com base no disposto nas Leis Federais 8.069/1.990

    e d outras providncias.

    O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE SO JOS DA BOA VISTA - CMDCA, no

    uso de suas atribuies legais, nos termos da Lei Municipal n. 392/90, e por maioria absoluta de seus membros,

    RESOLVE:

    Art. 1 - Regulamentar o Fundo Municipal para a Defesa dos Direitos da Criana e Adolescncia de So Jos da Boa Vista ins-

    titudo pela Lei Municipal n 392 de 31 de Dezembro de 1990, nos termos da Lei Federal n 4.320 de 20 de fevereiro de 1964, e

    da Lei Federal n 8.069, de 13 de julho de 1990, com objetivo propiciar condies financeiras e de administrao dos recursos

    arrecadados e destinados ao desenvolvimento das aes de atendimento criana e ao adolescente.

    1 - O Fundo Municipal dos Direitos da Criana e do Adolescente, doravante apenas designado FMDCA, passa a possuir per-

    sonalidade jurdica prpria, e doravante deixa de utilizar o mesmo nmero base de inscrio no Cadastro Nacional da Pessoa

    Jurdica (CNPJ) da Prefeitura Municipal, possuindo seu nmero de CNPJ e nmero de controle prprio no Oramento Municipal,

    garantindo seu status oramentrio administrativo e contbil.

    2 - As atribuies do Conselho Municipal dos Direitos da Criana e do Adolescente, doravante apenas designado CMDCA,

    relacionadas gesto do Fundo, sero desempenhadas com o suporte organizacional, estrutura fsica, recursos humanos e

    financeiros da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Esporte e Ao Social de So Jos da Boa Vista, em parceria conjunta

    com a Prefeitura Municipal.

    3 - O responsvel direto pelo Fundo ser o Presidente e Secretrio do CMDCA em exerccio, conforme preconiza o art. 15 da

    Lei Municipal 392/90, sendo os mesmos responsveis pelas prestaes de contas.

    4 - A emisso de ordens de empenho, ordem de pagamento, documentos contbeis para repasse e/ou pagamento de despesas

    sero de exclusividade do Presidente do CMDCA, sendo obrigatria a assinatura conjunta do Tesoureiro da Prefeitura Municipal

    nos cheques a serem emitidos.

    Art. 2 - Cabe ao CMDCA, sem prejuzo das demais atribuies:

    I - elaborar, ou atualizar anualmente o Plano Municipal de Defesa dos Direitos da Criana e do Adolescente indicando as prio-

    ridades para aplicao dos recursos captados, obedecendo ao disposto nos Pargrafos 1-A e 2 do artigo 260 da Lei Federal

    8.069/1990;

    II - elaborar os procedimentos e critrios para a aprovao de projetos a serem financiados com recursos do FMDCA, em con-

    sonncia com o estabelecido no plano de aplicao e obedincia aos princpios de legalidade, impessoalidade, moralidade e

    publicidade;

    III - monitorar e avaliar a aplicao dos recursos do FMDCA, por intermdio de balancetes mensais, relatrio financeiro e o balano

    anual do FMDCA;

    IV - monitorar os programas, projetos e aes financiadas com os recursos do FMDCA, segundo critrios e meios definidos pelo

    CMDCA, bem como solicitar aos responsveis, a qualquer tempo, as informaes necessrias ao acompanhamento e avaliao

    das atividades apoiadas ou financiadas pelo FMDCA;

    VI - desenvolver atividades relacionadas ampliao da arrecadao de recursos para o FMDCA.

    Art. 3 - O Plano Municipal de Defesa dos Direitos da Criana e do Adolescente elaborado ou atualizado anualmente pelo CMDCA

    deve obedecer ao disposto nos Pargrafos 1-A e 2 do artigo 260 da Lei Federal 8.069 de 13 de julho de 1990.

    Art. 4 - O Plano anual indicar as prioridades de aplicao dos recursos do FMDCA a partir da deliberao do CMDCA, Conselhos

    Tutelares e Secretarias Municipais e a reserva de percentual especfico para situaes emergenciais e de calamidade.

    Art. 5 - Os recursos do FMDCA sero exclusivamente direcionados a projetos, servios e programas governamentais junto ao

    CMDCA, e excepcionalmente a organizaes no governamentais.

    Art. 6 - As destinaes sero deliberadas pelo Presidente do CMDCA e comunicadas aos programas governamentais beneficiados

    e s organizaes no governamentais, a partir da apresentao:

    I - Plano de Trabalho do programa/projeto para o qual o recurso ser destinado;

    II - Plano de Aplicao detalhado e Cronograma de Desembolso.