Dds - 1 Caderno

  • Published on
    26-Nov-2015

  • View
    48

  • Download
    19

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>1 </p></li><li><p>2 </p><p>Entenda o DDS </p><p>Objetivo: </p><p>Criar, desenvolver e manter atitudes prevencionistas na empresa, atravs da conscientizao de </p><p>todos os colaboradores. </p><p>Onde feito: </p><p>Tem como foco principal a realizao de conversaes de segurana nas reas operacionais, </p><p>possibilitando melhor integrao e o estabelecimento de um canal de comunicao gil. A </p><p>responsabilidade pela execuo do DDS da liderana e este responsvel em manter o registro de </p><p>todos os dilogos de segurana. </p><p>Quando feito: </p><p>Os DDS so reunies rpidas de aproximadamente 5 a 10 minutos realizadas diariamente no local </p><p>de trabalho. </p><p>Como feito: </p><p>Em reunies com o grupo de trabalho, seguindo os temas e fazendo a leitura em alta voz, </p><p>procurando ser objetivo na explanao. </p></li><li><p>3 </p><p>ndice </p><p>01 - culos de segurana </p><p>02 - Ar comprimido </p><p>03 - Rudo </p><p>04 - Meningite: Sintomas e preveno </p><p>05 - A preveno de acidentes </p><p>06 - Sua famlia pede: use EPI sempre! </p><p>07 - Proteo dos pulmes </p><p>08 - Ordem, limpeza e segurana </p><p>09 - Fuja de incndios </p><p>10 - Produtos qumicos </p><p>11 - Atividade fsica </p><p>12 - Reciclagem de resduo </p><p>13 - L.E.R </p><p>14 - Todos devemos nos preocupar com a preveno de acidentes </p><p>15 - Um ambiente limpo um ambiente seguro </p><p>16 - Fique atento a vidro quebrado </p><p>17 - Fique de olho na conjuntivite e observe os cuidados para evit-la </p><p>18 - Ateno para portas corta fogo e obstrues nas sadas de emergncia </p><p>19 - Ter uma dieta balanceada o segredo para prevenir contra a anemia </p><p>20 - Dicas para ter mais segurana no uso do GLP </p><p>21 - Desvendando o alcoolismo </p><p>22 - Choque eltrico </p><p>23 - Lixo tecnolgico </p><p>24 - Acidente do trabalho </p><p>25 - Protegendo as mos </p><p>26 - Segurana fora do trabalho/ segurana no transito </p><p>27 - Falando Sobre o cigarro </p><p>28 - Fumantes passivos tambm podem ter cncer </p><p>29 - Sade auditiva do trabalhador </p><p>30 - Segurana dos ps </p></li><li><p>4 </p><p> 01 - culos de segurana </p><p>A proteo dos olhos um dos pontos importantes na preveno de acidentes e a finalidades dos </p><p>culos de segurana proteg-los contra partculas slidas projetadas e/ou em suspenso. </p><p>Para ser aprovado em nossa empresa, os culos de segurana devem ser confeccionados </p><p>segundo as normas da ABNT e possuir o C A (certificado de aprovao). </p><p>Praticamente em toda rea da empresa, existe uma grande variedade de riscos que podem ter </p><p>como conseqncia a leso nos olhos. por isto, que o culos de segurana considerado EPI </p><p>bsico. </p><p>Recomendaes sobre o uso e conservao: </p><p> Os culos devem ajustar-se perfeitamente ao rosto, sem deixar aberturas; </p><p> A haste ou elstico deve manter os culos firmes no rosto, porm sem incomodar ou machucar; </p><p> Use-o (quando necessrio) durante todo o tempo que permanecer no trabalho para o qual for </p><p>designado; </p><p> Ao colocar ou retirar no segure os culos apenas por uma haste, mas pelas duas ao mesmo </p><p>tempo; </p><p> Limpe as lentes somente com tecido ou papel limpo e macio; </p><p> No deixe que as lentes tenham contato com qualquer superfcie, coloque os culos com as </p><p>lentes sempre para cima; </p><p> No o guarde ou carregue-o nos bolsos traseiros das calas; </p><p> No o transporte junto de ferramentas; </p><p> No o abandone junto a fontes de calor; </p><p> No deixe em local onde possa receber respingos de leo, graxa, cidos, corrosivos, solventes ou </p><p>qualquer substncia que possa danific-lo; </p></li><li><p>5 </p><p>02 - Ar comprimido </p><p>O Ar comprimido muito utilizado nas indstrias e pode ser considerado to importante como a </p><p>energia eltrica ou a matria-prima. Entretanto por estarem comprimidos, o ar e outros gases de uso </p><p>industrial, requerem manipulao delicada e precaues especiais para seu uso. Como de </p><p>conhecimento da maioria dos que atuam na rea de segurana e sade do trabalhador, o ar </p><p>comprimido, muitas vezes usado de forma inadequada, como por exemplo, a utilizao do ar </p><p>comprimido para limpar a roupa ou para se refrescar. Atos desta natureza podero acarretar srias </p><p>conseqncias aqueles que, por desconhecimento ou por ignorar os preceitos de segurana, </p><p>venham a cometer estas imprudncias. </p><p>A fim de complementar a conscientizao dos trabalhadores, deve-se fazer uma explanao sobre </p><p>os riscos que podem decorrer do mau uso do ar comprimido, para que estes fiquem cientes dos </p><p>danos que podero sofrer, caso utilizem inadequadamente o ar comprimido. </p><p>No se deve utilizar o ar comprimido para limpeza de roupas ou cabelos, pois um jato de ar </p><p>suficientemente forte de uma mangueira, poder arrancar um olho de sua rbita, romper um tmpano </p><p>ou causar hemorragia, como pode tambm penetrar por um corte ou escoriaes na pele e insuflar a </p><p>carne, causando dor intensa ou uma leso mais grave. Se o ar chegar a penetrar em vaso </p><p>sangneo, pode produzir bolhas de ar que ir interromper a circulao do sangue dentro dos vasos </p><p>sangneo. Esta leso denomina-se embolia por ar. Um jato de ar comprimido, mesmo com presses </p><p>baixas pode arremessar partculas de metais ou outros materiais slidos a velocidades to altas, que </p><p>se convertem em perigo para os olhos e o rosto. </p><p>O ar comprimido contm muitas impurezas, tais como: partculas de leo, graxas e outras </p><p>partculas pequenas. Um jato de ar comprimido sobre a pele introduz estas impurezas atravs dos </p><p>poros, podendo causar srias doenas de pele. </p><p>Todos ns devemos estar conscientes dos riscos e cuidados a serem tomados nos trabalhos com </p><p>ar comprimido. </p></li><li><p>6 </p><p>03 - Rudo </p><p> Em nossa vida diria, seja em casa, no trabalho, seja viajando ou nos divertindo, existem </p><p>inmeras situaes nas quais estamos expostos ao barulho. O trabalho, na maioria das vezes se </p><p>apresenta como situao mais perigosa em funo das muitas mquinas e equipamentos ruidosos e </p><p>do tempo considervel que passamos sob estas condies. </p><p>O barulho um som prejudicial sade humana porque causa sensao desagradvel e irritante, </p><p>que depende de alguns fatores: </p><p>1. Depende da freqncia e intensidade a freqncia em Hertz e a intensidade em decibis; </p><p>2. Tempo de exposio quanto maior o tempo exposto, maior perigo; </p><p>3. Tipo de barulho contnuo (sem parar); intermitente (ocorre de vez em quando) ou de impacto </p><p>(ocorre de repente); </p><p>4. Distncia da fonte quanto mais prximo, maior risco; </p><p>5. Sensibilidade Individual varia em funo da idade e da resistncia do organismo de cada </p><p>pessoa; </p><p>6. Leses no ouvido problemas anteriores no ouvido (infeces e inflamaes). </p><p>Efeito do rudo sade: </p><p>Efeitos no trabalho: problemas de comunicao; baixa concentrao;desconforto; cansao; </p><p>nervosismo; irritao; baixo rendimento; perdas de reflexo. </p><p>Efeitos ao organismo: estreitamento dos vasos sangneos; aumento da presso arterial; </p><p>ansiedade; tenso; insnia; problemas digestivos (lceras, gastrite); problemas cardacos. </p><p>Efeitos audio: </p><p>Trauma acstico a perda auditiva repentina causada por barulhos de impacto como exploses; </p><p>Perda auditiva temporria ocorre aps exposio a barulho intenso, mesmo por curto perodo de </p><p>tempo. A audio volta ao normal aps algum tempo; </p><p>Perda auditiva permanente ocorre pela exposio repetida, durante longos perodos, barulhos </p><p>de alta intensidade. irreversvel, porque destri as clulas auditivas. </p></li><li><p>7 </p><p>Sinais de perda auditiva </p><p>- zumbidos ou sons estranhos no ouvido. So notados, geralmente depois do perodo de trabalho, </p><p>em ambientes silenciosos ou ao dormir. </p><p>- Incapacidade de ouvir sons baixos ou de alta freqncia. </p><p>- Dificuldade em ouvir e entender uma conversa ou falar ao telefone. </p><p>- Os sons so ouvidos de forma abafada. </p><p>Como prevenir </p><p>De imediato, fazer uso contnuo de Protetor Auricular. </p><p>Demais procedimentos devem haver consideraes tcnicas. </p></li><li><p>8 </p><p>04 Meningite: sintomas e preveno </p><p>Meningite uma doena em que ocorre a inflamao das meninges. As meninges so </p><p>membranas que envolvem o sistema nervoso central (medula espinhal e o encfalo). A meningite </p><p>pode ser causada por vrus, fungos ou bactrias que conseguem sobreviver ao sistema imunolgico </p><p>do nosso corpo e comea a atacar as meninges. </p><p>Existem dois tipos de meningite: a meningite bacteriana e a meningite viral. Como o prprio nome </p><p>diz, a meningite bacteriana causada por bactrias, e extremamente contagiosa e normalmente </p><p>uma doena grave, que alm da infeco nas meninges, pode chegar a causar infeco </p><p>generalizada. Pode deixar sequelas como dificuldades no aprendizado, surdez e at mesmo paralisia </p><p>cerebral. J a meningite viral, causada por vrus, mais branda, tem taxa de mortalidade bem abaixo </p><p>que a da meningite bacteriana e seus sintomas so semelhantes aos sintomas da gripe e de </p><p>resfriados. So sintomas comuns a ambas meningites: dores de cabea, moleza, irritao, fraqueza, </p><p>vmitos e rigidez no pescoo. </p><p>A transmisso da meningite ocorre pelo contato da saliva ou gotculas de saliva de uma pessoa </p><p>doente com os rgos respiratrios de outro indivduo, levando assim a bactria para o sistema </p><p>circulatrio do mesmo. O contato deve ser longo e prolongado para que ocorra o contgio. As </p><p>bactrias no sobrevivem no ambiente, sendo assim, no necessrio que ocorra um isolamento de </p><p>um local onde algum caso seja registrado. Crianas com menos de 6 anos, idosos e pessoas com a </p><p>imunidade abalada formam o grupo de maior suscetibilidade a doena. </p><p>Muitas pessoas se contaminam com a bactria, porm no desenvolvem a doena. A bactria fica </p><p>alojada na orofaringe at que, passado algum tempo, eliminada pelo sistema imunolgico da </p><p>pessoa. Porm, apesar de que a doena no se desenvolveu, pode ocorrer transmisso da bactria </p><p>para outras pessoas, aumentando as chances de algum adoecer. </p><p>Apesar disso, importante procurar um mdico caso voc tenha tido algum contato com algum </p><p>que est com meningite. A limpeza de talheres e copos usados pelo doente tambm importante </p><p>para a preveno da doena. Se alimentar e dormir bem ajuda a manter seu sistema imunolgico em </p><p>alta reduzindo as chances de a bactria conseguir se instalar. </p><p>O tratamento da meningite bacteriana feito atravs de antibiticos. A meningite viral no </p><p>necessita de antibiticos, e muitas vezes nem a internao necessria. A meningite bacteriana </p><p>considerada uma emergncia, por isso, em qualquer caso de suspeita da doena, muito importante </p><p>que se procure um mdico. </p><p>Como a meningite pode ser causada por mais de um tipo de bactria, ainda no existe uma </p><p>vacina que deixe a pessoa completamente imune, porm j existem vacinas contra os principais tipos </p><p>de bactrias. </p></li><li><p>9 </p><p>05 - A preveno de acidentes </p><p>Neste DDS ns vamos tratar de um tema bem importante, trata-se da preveno de acidentes. </p><p>O incidente uma advertncia de que algo anda mal e de que existe algum perigo ou condio </p><p>que necessita ser corrigida. </p><p>Ainda que os incidentes so uma advertncia que deve ser levada em conta porque indica que </p><p>havia uma condio ou um erro que deve ser corrigido para evitar que se repita e chegue a </p><p>transformar-se em um acidente que provoque leses ou que cause danos ao meio ambiente ou </p><p>propriedade. </p><p>Cada um de ns tem a oportunidade para fazer o local de trabalho um lugar mais seguro. </p><p>obrigao de todos prevenir e reduzir ao mnimo o nmero de incidentes. Este tipo de </p><p>responsabilidade inclui eliminar o perigo e informar a existncia do mesmo ao supervisor e ao </p><p>pessoal do HSE. </p><p>Ns somos os que esto familiarizados com os equipamentos que se usam em nossa rea de </p><p>trabalho, portanto depende de todos ns zelarmos pelo bom funcionamento dos mesmos e examin-</p><p>los com regularidade, j que essa a nica maneira em que podemos reduzir as leses causadas </p><p>pelas condies inseguras. </p><p>Qualquer um de ns que se encontre com uma condio perigosa devemos corrigi-la e se esta </p><p>estiver fora de nosso alcance, devemos inform-la ao supervisor ou a outra pessoa capacitada para </p><p>solucionar o problema. Se vocs tiverem idias ou sugestes sobre certas situaes de </p><p>equipamentos, normas ou algo similar, devem comunicar para que sejam tomadas as medidas </p><p>necessrias a fim de eliminar o problema. </p><p>As leses so provocadas por vrias situaes ou condies perigosas, tais como a existncia de </p><p>bordas cortantes, problemas eltricos, exposio a produtos qumicos, quedas, objetos que se tm </p><p>deslocam, etc. </p><p>As condies de perigo em cada rea de trabalho so diferentes, por isso depende muito de </p><p>vocs porque so os que tm maior conhecimento cerca de sua rea especfica de trabalho. </p><p>Quem deve preocupar-se pela preveno de acidentes e de sentir a obrigao de reduzir a um </p><p>mnimo as leses? responsabilidade de todos! </p></li><li><p>10 </p><p>06 Sua famlia pede: use EPI sempre! </p><p>Ao sair de casa, ns como profissionais que temos responsabilidades, nos tornamos porta voz de </p><p>quem espera nossa volta. Para que isso acontea preciso muita responsabilidade no que se faz em </p><p>toda execuo de atividade. preciso deixar os problemas e as preocupaes fora da empresa e se </p><p>importar somente com aquilo que nos trar de volta ao aconchego da famlia. </p><p>Executar a atividade com cuidado, respeitando os limites, as normas de segurana e usando os </p><p>equipamentos de proteo individual, como: </p><p>1. Luva - protegendo suas mos para acariciar o rosto da pessoa amada </p><p>2. culos de Segurana - Protegendo o bem mais valioso para enxergar as bnos da VIDA </p><p>3. Calados de Segurana - Saberemos que voltaremos com os ps no Cho. </p><p> Trabalhando com ateno e sabedoria sabemos que iremos poder beijar o rosto dos filhos e das </p><p>pessoas que amamos! </p><p>Fazendo e cumprindo as determinaes sabemos que a volta para casa vai ser to boa quanto a </p><p>vinda para o trabalho. </p><p>Para que tudo isso acontea, fundamental o uso do EPI (sigla para Equipamento de Proteo </p><p>Individual). </p><p>Hoje no mercado existem inmeros equipamentos destinados a proteo do trabalhador, cada um </p><p>com sua funo, mas temos que nos atentar a algumas informaes necessrias para o uso do </p><p>mesmo, bem como o Certificado de Aprovao e utilidade na atividade. Ser que o equipamento que </p><p>estou utilizado realmente o certo para essa atividade? Ser que est me dando a devida proteo? </p><p> importante que o colaborador participe das definies de escolha do EPI. O EPI deve ser </p><p>adequado a sua atividade e lhe proteger adequadamente, para isso, trabalhem em conjunto com os </p><p>responsveis do setor de HSE e observe o que de melhor pode ser feito pela sua segurana. </p><p>Trabalhando assim teremos a certeza que a segurana ser de melhor qualidade e a produo </p><p>nunca ser interrompida por um acidente. O importande da vida ser bem mais daquilo que </p><p>podemos ser, sonhar, correr atrs dos objetivos e ser e ter o que queremos, avaliar a situaes </p><p>e entrar nelas de forma segura. </p><p>Antes de comear sua atividade avalie sua condio fsica e psicolgica, avalie o seu BEM </p><p>ESTAR, sua condio de trabalho e veja o que de melhor poder fazer. Saber se instalar no seu </p><p>ambiente, analisar seus riscos, comunicar aos colegas que sua atividade de risco e tomar os </p><p>devidos cuidados ao se aproximar importantssimo para evitar futuras surpresas desagradveis. </p><p>Mantenha o seu local de trabalho sempre organizado, limpo, livre de obstculos, faa dele seu </p><p>melhor ambiente, isso lhe far um funcionrio de destaque e com certeza muitos iro seguir seu </p><p>exemplo, com isso o reconhecimento ir aparecer e com certeza aquele to esperado sonho poder </p><p>se realizar. </p></li><li><p>11 </p><p>07 - Proteo dos pulmes </p><p>O aspecto mais importante a ter em conta com respeito aos pulmes que eles evitam que </p><p>qualquer substncia perigosa se introduza no sangue - substncias que podem estar no ar que </p><p>r...</p></li></ul>