DDS DIÁLOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA Parte 6 ?· Em 2002 Sócio Diretor da HM Consultoria em Segurança…

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    1

    DDS

    DILOGO DIRIO DE SEGURANA

    Parte 6

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    2

    AUTOR HLIO MARCOS DA SILVA

    Iniciou sua carreira em 1987 como auxiliar de escritrio em um Tabelionato;

    1994 Formou-se em Tcnico em Segurana do Trabalho e 1998 Tcnico em Meio Ambiente;

    Em 1995 2001 Coordenador do Departamento de Segurana do Trabalho da Construtora InPar, organizando e implantando todos os procedimentos voltados para rea de preveno;

    2006 Bacharel em Cincias Jurdicas pela Universidade Metropolitana de Santos;

    Professor do Senac unidade Jabaquara e Escola Rocha Marmo entre os anos de 2001 2004;

    Em 2002 Scio Diretor da HM Consultoria em Segurana do Trabalho Ltda, empresa voltada exclusivamente para o setor da Industria da Construo Civil onde atualmente presta servios em grandes construtoras do Pas, atingindo em mdia 45 canteiros de obras de diversos segmentos e em especial Shopping Centers;

    Em 2011 Fundou a empresa HR Treinamentos especializada em treinamentos de segurana e em especial trabalho em altura;

    Em 2012 HM Documental voltada para a rea de preveno de passivos trabalhista;

    Atualmente dirigi a HM Consultoria e faz parceria com algumas instituies de qualificaes de empresas.

    CO-AUTOR DEOGLEDES MONTICUCO

    Iniciou aos 14 anos como Mensageiro. 1974 - Engenheiro Civil e 1975 - Engenheiro de Segurana do Trabalho. Obras de construes: Hidreltrica; Linha de Transmisso de 805 Km na selva

    amaznica; Siderrgica; Petroqumica; Edifcios Residenciais e Comerciais; Hospitais; Shopping; Pontes; Viadutos; Dragagens de Rios; Minerao e Saneamento.

    Atuou tambm na Indstria Automobilstica, no Comrcio e na FUNDACENTRO. Coordenador de Cursos e Docente Engenharia de Segurana do Trabalho e

    Tcnico de Segurana do Trabalho. Coordenador da alterao da NR-18, 1994 e 1995, no sistema tripartite. Projetos de melhoria das condies de trabalho na Indstria da Construo. Estgios no exterior; Publicaes e Artigos Tcnicos na rea de Engenharia de

    Segurana do Trabalho na Indstria da Construo. Atualmente 66 anos Aposentado por Invalidez Dedica famlia e a

    escrever os fascculos para registrar os conhecimentos de Engenharia de Segurana do Trabalho na Indstria da Construo, bem como divulg-los.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    3

    CONSIDERAES

    1- Este FASCCULO foi elaborado em parceria com a empresa HM Consultoria Ltda.

    2- Endereo: Rua dos Buritis, 90 Sala 40 Bairro: Jabaquara CEP 04321-000 So Paulo SP Telefones: (13) 3304.1588 (11) 98143-2614 e 7806-1985 Site: www.hmseg.com.br E-mail: helio@hmseg.com.br Contato: Hlio Marcos da Silva

    3- Sntese dos servios prestados pela HM Consultoria Ltda.

    Inspees Fotogrficas em Canteiros de obras;

    Criao de Procedimentos de Segurana do Trabalho para o setor da construo civil;

    Locao de Tcnicos em Segurana do Trabalho;

    Treinamentos;

    Apoio a fiscalizaes;

    http://www.hmseg.com.br/mailto:helio@hmseg.com.br
  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    4

    Dilogo Dirio de Segurana - DDS

    O que ?

    um programa destinado a criar, desenvolver e manter atitudes

    prevencionistas na Empresa, atravs da conscientizao de todos

    os empregados.

    Onde?

    Tem corno foco principal a realizao de conversaes de

    segurana nas reas operacionais, possibilitando melhor integrao

    e o estabelecimento de um canal de comunicao gil, transparente

    e sincero entre Chefias e Subordinados.

    Quando?

    Diariamente, antes do incio da jornada de trabalho, com durao de

    05 a 10 minutos, com leitura de temas aqui apresentados ou outros

    relativos a Segurana e Medicina do Trabalho.

    Quem?

    A responsabilidade pela execuo da DDS do Lder/Supervisor,

    registrando diariamente o tema da DDS com as assinaturas da

    equipe no impresso padro.

    Como?

    Em reunies com o grupo de trabalho, escolhendo um dos temas e

    fazendo a leitura em alta voz, procurando ser objetivo na

    explanao, ou conversando sobre outro tema especfico.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    5

    MODELO DE REGISTRO DO DDS

    Logo da empresa DDS DILOGO DIRIO E SEGURANA

    Data:______ /________/________ Local:

    Nome do Encarregado:

    Nome do Mestre

    EMPRESA ou CONTRATADA:

    1 OPO:

    ASSUNTO: (Preencher)

    COMENTRIOS: (Preencher)

    2 OPO:

    ASSUNTO: (Preencher)

    COMENTRIOS: (Vide documento anexo)

    Nome Funo Visto

    Responsvel pelo DDS

    Nome:

    Funo:

    Visto/assinatura:

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    6

    NO REFEITRIO

    Lave as mos e o rosto antes das refeies. Mantenha o refeitrio limpo. Use talheres para se alimentar. Use copo individual. Devolva seu prato ou bandeja no local indicado.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    7

    HIGIENE PESSOAL

    Higiene pessoal conserva a sade e proporciona bem-estar.

    Escove os dentes pela manh, noite e aps as refeies. Tome banho aps o trabalho. Mantenha os cabelos limpos e penteados.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    8

    HIGIENE PESSOAL (CONTINUAO)

    Mantenha as unhas aparadas e limpas. Evite o contato das mos com a boca, olhos nariz e ouvidos. Beba somente gua potvel, em copo individual ou no bebedouro. Conserve sua roupa de trabalho limpa. Lave-a quando necessrio.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    9

    NAS INSTALAES SANITRIAS

    Lave as mos antes e aps usar o banheiro. Use papel higinico e coloque o papel usado no respectivo depsito. D a descarga aps usar a bacia sanitria.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    10

    CONDUTA PESSOAL

    No traga qualquer tipo de arma para a obra. No faa algazarra, ela pode causar acidente. Seja educado respeite os seus colegas. Evite brincadeiras no horrio de trabalho. No desvie a ateno de quem est trabalhando. Mantenha e incentive clima de paz e harmonia.

    v

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    11

    EQUIPAMENTOS DE PROTEO INDIVIDUAL

    O canteiro de obras apresenta risco de acidente para a cabea e para os ps, permanentemente. Use sempre capacete e botas. Solicite a substituio do E.P.I., quando no estiver em condio de uso. Guarde e conserve seu E.P.I. Mantenha limpos seu calado de segurana, suas luvas e mscara. Limpe diariamente o seu capacete principalmente a carneira. Lave as botas de borracha ao trmino do trabalho.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ___________________________________________________________________________

    12

    MANUTENO DE E.P.C.

    Os equipamentos de proteo coletiva preservam sua vida. No retire a madeira da proteo para us-la em suas tarefas. Recoloque as protees ao final dos servios. Informe a existncia de qualquer local desprotegido. Participe e colabore com a CIPA.

  • Coleo MONTICUCO Fascculo N 48

    Engenharia de Segurana e Meio Ambiente do Trabalho

    ________