DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ANUAIS COMPLETAS ?· O principal segmento de atuação do Grupo é o automobilístico,…

  • Published on
    08-Nov-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>COMPANHIA ABERTA DE CAPITAL AUTORIZADO CDIGO Cdigo CVM 1107-0 </p><p> CNPJ/MF NO33.228.024/0001-51 </p><p>NIRE: 3330003135-9 </p><p>Praia do Flamengo, 200 19 andar Flamengo - Rio de Janeiro - RJ - CEP 22210.901 (21) 3974-6550 - (21) 2533-8010 - wlm@wlm.com.br </p><p> DEMONSTRAES FINANCEIRAS ANUAIS COMPLETAS </p><p> DADOS ECONMICO-FINANCEIROS </p><p> EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 </p></li><li><p>DRI-007/17 Rio de Janeiro, 27 de maro de 2017. COMISSO DE VALORES MOBILIRIOS CVM Superintendncia de Relaes com Empresas RIO DE JANEIRO RJ </p><p> Ref.: DEMONSTRAES FINANCEIRAS ANUAIS COMPLETAS </p><p> Prezados Senhores, Estamos enviando, a V.Sas, os seguintes documentos relativos ao exerccio social encerrado em 31 de dezembro de 2016: Relatrio da Administrao Declarao da Diretoria Manifestao do Conselho de Administrao Parecer do Conselho Fiscal Relatrio dos Auditores Independentes sobre as Demonstraes Contbeis Demonstraes Contbeis da Controladora e Consolidado e notas explicativas Atenciosamente, WLM INDSTRIA E COMRCIO S.A. lvaro Veras do Carmo Diretor de Relaes com Investidores alvaro.carmo@wlm.com.br </p><p>Praia do Flamengo n 200 19 andar Flamengo - Rio de Janeiro - RJ - CEP 22210.901 Tel.: (21) 3974-6572 </p>mailto:alvaro.carmo@wlm.com.br</li><li><p>Informaes Trimestrais 4 trimestre e exerccio de 2016 </p><p>(4T16 e 2016) </p><p>Relatrio da Administrao </p><p>Prezados acionistas </p><p>A administrao da WLM Indstria e Comrcio S.A. (WLM), em conformidade com as </p><p>disposies legais e estatutrias, tem a satisfao de submeter sua apreciao o Relatrio </p><p>da Administrao, as Demonstraes Financeiras da Companhia e o Parecer dos Auditores </p><p>Independentes referentes ao exerccio findo em 31 de dezembro de 2016. </p><p>As informaes operacionais e financeiras da Companhia, exceto onde estiver indicado de </p><p>outra forma, so apresentadas com base em nmeros consolidados e contemplam as prticas </p><p>contbeis internacionais conforme o International Financial Reporting Standards (IFRS) e os </p><p>pronunciamentos emitidos pelo CPC aplicveis s suas operaes. Todas as comparaes </p><p>levam em considerao o ano de 2015, exceto quando especificado de outra forma. </p><p>Mensagem da Administrao </p><p>A recesso econmica atingiu fortemente o Brasil desde o final de 2014, bem como as </p><p>empresas ligadas diretamente ao consumo, incluindo a WLM, nas vendas de veculos. 2016 </p><p>foi um ano marcado pela pior e maior recesso da histria do pas e pelo conturbado ambiente </p><p>poltico e econmico. Desemprego crescente, juros em alta, baixa confiana dos </p><p>consumidores e empresrios e queda drstica do consumo foram as consequncias imediatas </p><p>ao pas. Aps o impeachment, o novo governo iniciou a discusso de importantes e </p><p>necessrios ajustes na poltica econmica para restabelecer as condies e segurana aos </p><p>investimentos. A aprovao da PEC dos Gastos (PEC 55) foi fundamental e marcou o incio </p><p>dessas reformas. Entretanto, sem a aprovao da Reforma da Previdncia, j apresentada </p><p>ao Congresso, o pas no ter condies de superar a crescente dvida pblica. </p><p>Os acionistas do Grupo Lemos de Moraes mais uma vez se anteciparam e iniciaram diversos </p><p>ajustes na empresa, comeando com a substituio da presidncia, at ento conduzida por </p><p>um membro da famlia, por um executivo de mercado. O primeiro desafio do novo CEO foi </p><p>planejar e implantar o processo de turn around para ajustar receitas, custos e despesas </p><p>nova realidade de mercado. Os objetivos principais do processo de mudana implantado </p><p>foram: </p><p>i. Preservao e gerao de caixa; </p><p>ii. Excelncia operacional; </p><p>iii. Desenvolvimento de pessoas e </p><p>iv. Despesas ajustadas s atuais receitas. </p><p>O plano de ao elaborado e implantado simultaneamente focou a estrutura da sede, as </p><p>revendas Scania e o Agronegcio. A urgncia da implantao nas 3 reas, </p><p>concomitantemente, foi primordial para ajustar a empresa forte crise pela qual o pas </p><p>passava. </p></li><li><p>3 </p><p>Sede: implantamos uma nova estrutura organizacional, mais enxuta, com responsabilidades </p><p>e processos devidamente atribudos a cada diretoria (Financeira e de Gente &amp; Gesto), </p><p>voltadas ao atendimento das reas operacionais, Scania e Agronegcio, apoiando-as na </p><p>maximizao da rentabilidade. </p><p>Revendas Scania: planejamos e implantamos o CSC (Centro de Servios Compartilhados), </p><p>garantindo a centralizao e padronizao dos processos administrativos financeiros, </p><p>revisamos e ajustamos as demais estruturas administrativas, consolidando-as todas no CSC. </p><p>Agronegcio: revisamos as estruturas administrativas e operacionais, iniciamos a contratao </p><p>de financiamentos para aquisio de equipamentos e custeio, aproveitando as condies </p><p>atrativas existentes no mercado, visando a melhor rentabilidade do caixa da empresa, </p><p>focamos no crescimento da produtividade da sojicultura, cafeicultura e pecuria, ampliamos a </p><p>rea cultivada de soja de 600 hectare para 1.100 hectare, e iniciamos o planejamento </p><p>plurianual de cinco anos, focado em produtividade e ampliao de rea. </p><p>Para garantir que a implantao do plano de reestruturao fosse executada, estabelecemos </p><p>uma nova metodologia de gesto focada na preservao do caixa e atingimento de resultados. </p><p>Importante ressaltar que o referido plano de ao foi completamente executado no 2 </p><p>semestre de 2016, garantindo companhia redues de despesas superiores a R$ 18 </p><p>milhes. </p><p>J comeamos a colher os primeiros benefcios das iniciativas adotadas que, no entanto, </p><p>devero se fazer sentir mais fortemente no decorrer dos prximos trimestres. O Grupo </p><p>completou 70 anos em 2016, implementando um processo de renovao, especialmente em </p><p>termos de modelo de gesto e planejamento estratgico, visando a perpetuidade da </p><p>Companhia. </p><p>Nos sentimos preparados para retomar o caminho do crescimento e entregar resultados </p><p>positivos aos nossos acionistas. </p><p>Nossos sinceros agradecimentos aos clientes, parceiros, acionistas, conselheiros, diretores e </p><p>nosso time de colaboradores que vm nos acompanhando nessa jornada. </p><p>Perfil Corporativo </p><p> Fundada em 1946, a WLM Indstria e Comrcio S.A. uma sociedade de capital aberto que </p><p>atualmente tem suas atividades voltadas para dois segmentos: (i) comercializao de veculos </p><p>(pesados, semipesados e nibus), peas da marca Scania e prestao de servios de </p><p>manuteno, (ii) atividades de pecuria e produo de caf, soja e milho. </p><p>Desde 2005, a WLM uma das lderes nacionais na venda de veculos Scania detendo o </p><p>primeiro lugar na comercializao de peas da marca no Brasil. As quatro concessionrias, </p><p>com 20 estabelecimentos espalhados por cinco estados brasileiros (Rio, Minas, So Paulo, </p><p>Par e Amap), garantem ampla cobertura geogrfica necessria para sua destacada atuao </p><p>nacional, proporcionando agilidade e qualidade no atendimento nas diversas regies do Pas. </p><p>Algumas delas contam ainda com postos avanados dedicados prestao de servios de </p><p>manuteno preventiva e corretiva, em atendimento a demandas especficas de clientes. </p><p>Ao final de 2016, a WLM contava com 870 funcionrios, cerca de 12 mil clientes, quatro </p><p>empresas controladas na rea Scania e trs empresas controladas no setor agropecurio. </p></li><li><p>4 </p><p>Panorama Setorial </p><p>O principal segmento de atuao do Grupo o automobilstico, caminhes e chassis de </p><p>nibus, responsvel por 96,9% do faturamento total em 2016, considerando a comercializao </p><p>de veculos, peas e servios de manuteno. Dessa forma, o desempenho consolidado da </p><p>Companhia est fortemente ligado ao do setor automobilstico do Pas. </p><p>O segmento de caminhes, principal mercado de atuao da WLM, registrou recuo da ordem </p><p>de 18,2% em relao a 2015 (60,6 mil unidades produzidas). No segmento de nibus a </p><p>produo brasileira alcanou 18,7 mil unidades, volume 13,0% inferior s 21,5 mil unidades </p><p>produzidas em 2015, segundo dados da Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos </p><p>Automotores (Anfavea) </p><p>A venda de caminhes pesados cresceu 1,8% sobre 2015, enquanto a de semipesados </p><p>reduziu 35,2%. No segmento nibus, houve queda de 13,0% na comparao com o ano </p><p>anterior, mais acentuada no segmento rodovirio. </p><p>A Companhia trabalha com a expectativa de que a comercializao de caminhes e chassis </p><p>de nibus apresente uma tendncia de crescimento, em relao a 2016. </p><p>No segmento agropecurio trabalhamos com a expectativa de crescimento que este setor </p><p>vem apresentando nos ltimos anos, alm da expanso em novas reas e crescimento da </p><p>produtividade. </p><p>Desempenho Operacional WLM </p><p>O encolhimento de 3,6% da economia brasileira e o acirramento da crise poltica em 2016 </p><p>prejudicaram o desempenho da indstria automotiva no ano. Com isso, a WLM comercializou </p><p>751 veculos em 2016, reduo de 22,9% em relao s 975 unidades vendidas no ano </p><p>anterior. No segmento nibus, as vendas da WLM apresentaram retrao de 56,2%, com 73 </p><p>unidades vendidas. </p><p>Dessa forma, o total de veculos vendidos em 2016 atingiu 824 unidades, 27,8% menor que </p><p>2015, quando foram vendidos 1.141 veculos. </p><p>No seguimento agropecurio, as vendas de bovinos cresceram 4,8% saindo de 7.559 </p><p>unidades em 2015 para 7.923 em 2016. Em funo de fatores climticos, as produes e </p><p>consequentemente as vendas de soja e caf, tiveram reduo de 16,4% e 54,8% ante 2015, </p><p>respectivamente. </p><p>Desempenho Econmico-Financeiro 4T15 e 2015 </p><p>Receita Operacional </p><p>A despeito da menor quantidade de veculos comercializados em relao ao ano anterior, o </p><p>faturamento da WLM apresentou evoluo positiva entre os trimestres no decorrer de 2016. </p><p>Esse desempenho esteve relacionado s expectativas de melhora do ambiente econmico e </p><p>de definies do cenrio poltico brasileiro. Dessa forma, a receita operacional bruta da </p><p>Companhia no 4T16 totalizou R$ 123,3 milhes, alta de 0,4% em relao ao trimestre </p><p>imediatamente anterior, quando atingiu R$ 122,8 milhes. Ainda assim, no acumulado dos 12 </p><p>meses de 2016, a receita operacional bruta alcanou R$ 459,7 milhes ante R$ 545,9 milhes </p><p>auferidos ao longo de 2015, recuo de 15,8%. </p></li><li><p>5 </p><p>As vendas de caminhes realizadas pela WLM em 2016 atingiram R$ 209,2 milhes, queda </p><p>de 26,6% em relao aos R$ 285,1 milhes reportados em 2015. Nesse sentido, a </p><p>representatividade do segmento de caminhes na receita total apresentou recuo de 6,7 p.p. </p><p>entre os valores acumulados no perodo de comparao. </p><p>A comercializao do segmento de nibus somou R$ 16,3 milhes no ano, montante 49,4% </p><p>inferior ao registrado no exerccio de 2015. Com a reduo no faturamento, o percentual da </p><p>composio do segmento de chassis de nibus na receita bruta apresentou queda de 2,4 p.p. </p><p>na comparao entre 2015 e 2016. </p><p>Com exceo da linha de caminhes usados, a queda no faturamento de ambos os </p><p>segmentos foi parcialmente compensada pelo maior preo de venda das unidades </p><p>comercializadas. </p><p>O desempenho mais positivo foi registrado no segmento de peas e servios, consequncia </p><p>esperada em perodos de retrao econmica, quando h maior demanda por servios de </p><p>manuteno das frotas dos clientes. No ano, a receita bruta na venda de peas atingiu </p><p>R$176,3 (4,9% acima de 2015). J as receitas provenientes da prestao de servios </p><p>totalizaram R$ 43,5 milhes (6,9% inferior a 2015). </p><p>No acumulado de 2016, o segmento agropecurio totalizou receita de R$ 14,3 milhes, </p><p>evoluo de 4,6% quando comparado aos R$ 13,6 milhes de 2015. Assim, a </p><p>representatividade do segmento agropecurio na receita bruta total atingiu 3,1% em 2016, </p><p>aumento de 0,6 p.p. em relao ao ano anterior. </p><p>Vendas de Veculos Automotores - WLM </p><p>Unidades e Faturamento Bruto </p><p>DESCRIO </p><p>2016 2015 </p><p>Unidades Receita R$ mil </p><p>Unidades Receita R$ mil </p><p>Caminhes (venda direta) 28 2.151,1 31 930,0 </p><p>Caminhes (venda WLM) 634 199.774,7 915 281.474,4 </p><p>Caminhes usados 89 9.490,5 29 3.700,9 </p><p>nibus (venda direta) 13 174,5 - - </p><p>nibus (venda WLM) 60 16.286,0 166 32.201,0 </p><p>Ps-vendas - 217.528,0 - 213.917,1 </p><p>TOTAL 824 445.404,8 1.141 532.223,4 </p></li><li><p>6 </p><p>Receita Operacional Bruta Distribuio por Atividade </p><p> 2016 </p><p>R$ 459,7 milhes </p><p>2015 R$ 545,9 milhes </p><p> Em funo dos pontos abordados anteriormente, a receita lquida da companhia tambm </p><p>apresentou queda em relao a 2015, saindo de R$ 496,8 em 2015 para $ 421,5 em 2016, </p><p>queda de 15,2%. </p><p>Evoluo da Receita Operacional Lquida (R$ milhes) </p><p>CPV e resultado bruto </p><p>Em 2016, o custo dos produtos vendidos somou R$ 328,3 milhes, reduo de 16,7% </p><p>frente ao total contabilizado no ano anterior. A queda retrata 224 e 93 unidades a menos de </p><p>caminhes e chassis de nibus, respectivamente, comercializadas no ano em relao s </p><p>quantidades vendidas em 2015. </p><p>Nos 12 meses de 2016, os custos envolvidos na comercializao dos veculos atingiram </p><p>77,9%, 1,4 p.p. abaixo do valor reportado em 2015 (79,3%). </p><p>Caminhes45,5%</p><p>nibus3,5%</p><p>Peas e lubrificantes</p><p>38,4%</p><p>Prestao de servios</p><p>9,5%</p><p>Agropecuria3,1%</p><p>Caminhes52,2%</p><p>nibus5,9%</p><p>Peas e lubrificantes</p><p>30,8%</p><p>Prestao de servios</p><p>8,6%</p><p>Agropecuria</p><p>2,5%</p><p>812,5</p><p>1.134,7</p><p>864,9</p><p>496,8421,5</p><p>2012 2013 2014 2015 2016</p><p>-15,2%</p></li><li><p>7 </p><p>O lucro bruto no ano foi de R$ 93,1 milhes, recuo de 9,3% frente aos R$ 102,7 milhes </p><p>apurados em 2015. Apesar da reduo do montante no perodo, a margem bruta foi 1,4 p.p. </p><p>superior em 2016, alcanando 22,1%. O ganho de margem atribudo maior rentabilidade </p><p>dos segmentos de prestao de servios, peas e lubrificantes. </p><p>Lucro Bruto (R$ milhes) e Margem Bruta (%) </p><p> Despesas Operacionais </p><p>O resultado de todas as iniciativas implantadas no processo de turn around contribuiu para </p><p>uma reduo das despesas da companhia em mais de R$ 18 milhes ano. Foram gastos </p><p>cerca de R$ 14 milhes em rescises, em funo do desligamento de 306 funcionrios, </p><p>incluindo neste total pessoas de cargos diretivos e com muito tempo de casa. Vale ressaltar </p><p>que essas despesas tm carter no recorrente. Outro ponto importante que deve ser </p><p>destacado a forma como os desligamentos foram feitos procurando sempre o respeito s </p><p>pessoas. </p><p>As despesas gerais e administrativas, excluindo os valores referentes depreciao e </p><p>amortizao, totalizaram em 2016, R$ 123,2 milhes, montante 6,1% superior aos R$ 116,1 </p><p>milhes registrados em 2015. O aumento dessas despesas no perodo pontual pois est </p><p>relacionado ao processo de reestruturao realizado no decorrer do ano. </p><p>127,3</p><p>154,6</p><p>138,0</p><p>102,793,2</p><p>15,7% 13,6% 16,0%20,7% 22,1%</p><p>2012 2013 2014 2015 2016</p><p>Lucro Bruto Margem Bruta</p></li><li><p>8 </p><p>Ebitda (Lajida) </p><p>A conjuntura adversa do mercado brasileiro, que afeta fortemente a principal fonte de receita </p><p>da Companhia, comercializao de veculos pesados, somada ao aumento pontual das </p><p>despesas relacionadas reestruturao realizada em 2016, prejudicaram o resultado </p><p>operacional do ano. A gerao operacional de caixa da WLM medido pelo Ebitda (sigla em </p><p>ingls para lucro antes dos juros, impostos, depreciao e amortizao Lajida) registrou </p><p>resultado negativo de R$ 22,8 milhes, valor 22 vezes inferior ao reportado em 2015. A </p><p>margem Ebitda em 2016 foi negativa em 5,4%, 5,2 p.p. abaixo do contabilizado em 2015. </p><p>O clculo utilizado pela WLM em seu EBITDA contempla a Instruo CVM 527/12, a qual visa </p><p>a melhora no nvel de compreenso das informaes, considerando somente os valores que </p><p>constam nas demonstraes contbeis. </p><p>Clculo do Ebitda R$ milhes </p><p>ANUAL </p><p>2016 2015 Variao </p><p>% </p><p>Receita operacional lquida 421,4 496,8 (15,2) </p><p>Custo dos produtos vendidos (328,...</p></li></ul>

Recommended

View more >