Desbloqueando o mainframe: modernizando os ?· Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados…

  • Published on
    31-Aug-2018

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Um artigo tcnico da Oracle

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 2

    Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a

    servios

    Viso geral executiva ......................................................................................... 3 Introduo .......................................................................................................... 3 Estimuladores da modernizao ..................................................................... 5

    A necessidade de agilidade e adaptabilidade ............................................. 5 Uma fora de trabalho reduzida ................................................................. 6 Alto custo de propriedade ........................................................................... 6 Preocupaes especficas do mainframe ................................................... 6

    Estratgias de modernizao ........................................................................... 8 Os benefcios da adoo progressiva ....................................................... 10 Incorporao de sistemas legados ............................................................ 11 Como proporcionar uma arquitetura flexvel e coerente ...................... 11 Cursos de ao............................................................................................. 13

    Concluso ......................................................................................................... 14

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 3

    Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a

    servios

    VISO GERAL EXECUTIVA Nos ltimos anos, a to falada "democratizao da TI" oferecida pela plataforma de PC e outros ambientes de camada intermediria gerou uma imensido de escolhas para os usurios; no entanto, esse processo causou uma deteriorao do mainframe. Com a diminuio do ecossistema e o isolamento de diversas aplicaes, os ambientes de mainframe esto se tornando uma fonte de preocupao cada vez maior para organizaes que se preocupam com o fato de que um dia a lgica comercial contida nesses ambientes se tornar inacessveis para a empresa em geral. Considerando que uma empresa Fortune 100 comum mantm aproximadamente 35 milhes de linhas de cdigo legado, voc pode ver como esse problema significativo.

    Surge a arquitetura orientada a servios (SOA). Funcionando tanto como um ambiente de desenvolvimento de software e uma estrutura de fornecimento, o SOA oferece um mecanismo que define os servios empresariais e modelos operacionais e, nesse processo, fornece uma infraestrutura tecnolgica que as organizaes de IT podem usar para oferecer a agilidade e a adaptabilidade necessrias para atender aos requisitos dos negcios da empresa e para modernizar seus ambientes legados.

    INTRODUO Tradicionalmente, as organizaes de TI tm sido altamente centralizadas, similares a ambientes de mainframe. Funes, responsabilidades, habilidades e oramentos so focados em projetos discretos, lidando com atividades de negcios especficas. Como resultado, aplicaes verticalmente integradas e isoladas foram criadas e suportadas. Essa arquitetura, no entanto, representa por natureza um sistema "fechado" um sistema que resulta em recursos isolados com flexibilidade limitada. O SOA oferece meios para desbloquear esses dados e os disponibilizar para o restante da empresa.

    A execuo bem sucedida de uma estratgia de SOA, combinada com a liberao do valor comercial contido em sistemas legados, pode proporcionar grandes benefcios empresa ao:

    Sistema legado

    A Wikipdia define sistema legado como um sistema de computador ou aplicao

    existente que continua a ser usado, pois o usurio no deseja substitu-lo ou

    reformul-lo. Apesar de essa definio poder ser aplicada a vrios sistemas de

    computador diferentes, ela tambm pode se referir a um sistema desatualizado ou

    difcil de substituir devido ao alto custo ou risco associado a essa ao.

    Arquitetura orientada a servios (SOA)

    A Wikipdia define SOA como um conceito de arquitetura de software na qual os servios suportam os requisitos dos

    usurios do software. Em um ambiente SOA, os ns da rede disponibilizam os

    recursos para outros participantes da rede como servios independentes, os quais os

    participantes podem acessar de forma padronizada por interfaces de servio bem

    definidas.

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 4

    Melhorar a produtividade, agilidade e velocidade para os negcios e para a

    Permitir que TI fornea servios de forma mais rpida e se alinhe de forma mais prxima aos negcios, permitindo que os processos comerciais sejam modificados sem reescrever o cdigo;

    TI; aproveitar os ativos de software existentes para criar novas aplicaes; e melhorar o tempo de entrada no mercado;

    Proporcionar interoperabilidade com sistemas modernos baseados na Web, estendendo, assim, a vida til de rotinas e processos legados;

    Diminuir a estrutura geral de custos de TI, compartilhando servios empresariais em vrias aplicaes;

    Diminuir a complexidade por meio de uma reduo da redundncia em toda a empresa.

    Mesmo que os benefcios desse tipo de esforo de modernizao sejam enormes, eles no deixam de acarretar um risco. Primeiramente, o cenrio de negcios que confronta as empresas de uma complexidade quase desanimadora. As estratgias de negcios em constante evoluo e os requisitos de implementao ttica, as exigncias regulatrias e os requisitos de conteno de custos resultantes devem ser considerados ao desenvolver uma iniciativa de SOA. Alm disso, uma amplitude de necessidades comerciais heterogneas em conjunto com um ambiente de TI igualmente heterogneo e complexo torna imprescindvel uma anlise coerente dos requisitos comerciais e tecnolgicos ao projetar uma plataforma de tecnologia de baixo custo que possa acomodar um futuro crescimento, de acordo com a Forrester Research.1

    Um ambiente de tal complexidade exige a plataforma certa, uma boa compreenso das prticas recomendadas do setor e a experincia para torn-las realidade. Ainda mais importante a necessidade de uma anlise cuidadosa e de um plano de execuo antes de qualquer ao. A Oracle pode fornecer a plataforma, as prticas recomendadas e a experincia para atingir esses objetivos.

    1 Jost Hoppermann, "Large-Scale Banking Platform Renewal Case Study: Drivers" (Estudo de caso de renovao da plataforma do setor bancrio em larga escala: estimuladores), Forrester Research (maro de 2005).

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 5

    Os resultados de uma pesquisa da Meta Group de 2004 mostram com clareza que a agilidade e a

    adaptabilidade esto no topo da lista de estimuladores de negcios, exigindo a modernizao dos

    sistemas legados.

    ESTIMULADORES DA MODERNIZAO Qualquer estmulo para modernizar uma base de cdigo de aplicao legada deve ter quatro objetivos primrios em sua essncia:

    Identificar e gerenciar os principais processos de negcios nela contidos;

    Transformar uma aplicao tipicamente monoltica em um ambiente gil e adaptvel que permita que a organizao aproveite a lgica comercial em novas aplicaes, mantendo a coerncia entre as correes e as regras comerciais;

    Separar a lgica comercial da tecnologia, facilitando o processo de evoluo das aplicaes para atender s mudanas das necessidades das organizaes;

    Promover a reutilizao dos ativos de software existentes.

    A necessidade de agilidade e adaptabilidade Todas as empresas desejam obter o maior valor comercial possvel de suas aplicaes existentes. No entanto, com as mudanas constantes no ambiente comercial de hoje, a agilidade e a adaptabilidade so essenciais, e elas podem ser difceis de alcanar em ambientes legados de mainframe, pois a maioria deles foi desenvolvida em uma poca e em um local nos quais a mudana era a exceo, no a regra.

    Mas, o tempo passa e, no ambiente atual, necessrio melhorar o desempenho comercial, a qualidade e o retorno sobre o investimento, reduzindo os custos, os

    Quando as organizaes de TI aumentam sua agilidade e adaptabilidade, elas:

    Simplificam o acesso aos dados corporativos;

    Modernizam suas interfaces;

    Expem os processos de negcios incorporados nas

    aplicaes;

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 6

    riscos relacionados e o tempo de entrada no mercado. Para atingir esses objetivos, TI deve melhorar seu alinhamento com os negcios reduzindo a complexidade, otimizando o uso de ativos e ajudando os negcios a obter a agilidade e a estabilidade das quais tanto precisam.

    Uma fora de trabalho reduzida De acordo com o livro Modernizing Legacy Systems: Software Technologies, Engineering Processes, and Business Practices2

    Quando isso acontecer, os sistemas legados cumpriro uma das definies de ambientes legados: eles resistiro s modificaes ou deixaro de evoluir para atender s mudanas das necessidades comerciais. A oportunidade para aproveitar esse portflio de cdigos se perder para sempre.

    (Modernizando sistemas legados: tecnologias de software, processos de engenharia e prticas de negcios), uma empresa Fortune 100 normal mantm cerca de 35 milhes de linhas de cdigo legado, o que pode ser considerado um pequeno problema, j que muitas aplicaes legadas foram escritas antes do nascimento de muitas das pessoas que as usam atualmente, contribuindo para o medo real de que um dia o sistema quebrar e no haver ningum para consert-lo. E, de fato, a populao de programadores com conhecimentos de mainframe est envelhecendo, o que causa uma reduo da fora de trabalho de mainframe. Isso significa que, em longo prazo, as habilidades necessrias para trabalhar, atualizar e consertar essa plataforma desaparecero.

    Alto custo de propriedade Com a IBM dominando cada vez mais o mercado de mainframes e a diminuio das inovaes de terceiros devido reduo das margens, os mainframes tornaram-se mais custosos de ter e manter, fazendo com que os clientes sintam-se presos. Se as margens continuarem a diminuir para fornecedores independentes de software, a inovao da plataforma de mainframe pode ser completamente interrompida.

    Preocupaes especficas do mainframe Ao considerar os estmulos para a modernizao, voc deve tambm considerar os fatores que inibem esse processo. Em ambientes de mainframe, esses fatores podem ser significativos, demonstrando como a migrao para um sistema Windows ou UNIX pode ser uma tarefa desafiadora para grandes organizaes com investimentos significativos no mainframe.

    A Tabela 1 apresenta os resultados de uma pesquisa conduzida pela Gartner Research, na qual os membros de um pblico com foco em mainframes foram questionados sobre quais eles consideravam ser os maiores inibidores do crescimento do uso do mainframe em suas organizaes.

    2 Robert C. Seacord, et al., Modernizing Legacy Systems: Software Technologies, Engineering Processes, and Business Practices, (Addison-Wesley, 2003).

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 7

    Qual o maior inibidor do crescimento do uso do mainframe em sua organizao?

    2004 2003

    Custos de hardware 3% 0%

    Custos de software IBM 19% 12%

    Custos de software de terceiros 29% 52%

    Portflio de aplicaes de terceiros 10% 11%

    Degradao dos conhecimentos/da disponibilidade de funcionrios com treinamento de mainframe

    8% 5%

    Preocupaes de origem nica 1% 1%

    Complexidade aparente do mainframe 5% 5%

    Percepo da gerncia de que o mainframe est desatualizado 25% 15%

    Tabela 1: Os maiores inibidores do uso do mainframe identificados por defensores do mainframe

    Fonte: Gartner Research, "Survey Results Reveal Perceived Role and Use of the IBM Mainframe"

    (Resultados da pesquisa revelam a viso do papel e do uso do mainframe IBM), 2 de maro de 2005.

    Na mesma sesso de pesquisa, a Gartner tambm solicitou que os participantes fornecessem perspectivas de trs anos para seus ambientes de mainframe. Os resultados dessa pesquisa so apresentados na Tabela 2, com o ambiente de mainframe dividido em trs segmentos gerais:

    Abaixo de 500 MIPS (milhes de instrues por segundo)

    De 500 a 1.000 MIPS

    Mais de 1.000 MIPS

    Qual das opes a seguir melhor descreve as perspectivas do seu ambiente de mainframe para os prximos trs anos?

    2004 2003 2002

    Eliminaremos nosso ambiente de mainframe completamente.

    9% 5% 4%

    O nosso nmero de MIPS instalados ser menor do que o nmero atual.

    9% 6% 14%

    O nosso nmero de MIPS permanecer estvel. 21% 15% 20%

    Aumentaremos nossos MIPS principalmente devido a novas aplicaes.

    10% 10% 6%

    Aumentaremos nossos MIPS principalmente devido ao crescimento de aplicaes legadas.

    21% 20% 19%

    Aumentaremos nossos MIPS devido ao crescimento de aplicaes legadas e novas.

    29% 44% 37%

    Tabela 2: Observe que 70% dos participantes da pesquisa tinham 500 MIPS ou mais instalados em

    outras palavras, os defensores do mainframe.

  • Desbloqueando o mainframe: modernizando os sistemas legados para uma arquitetura orientada a servios Pgina 8

    Fonte: Gartner Research, "Survey Results Reveal Perceived Role and Use of the IBM Mainframe"

    (Resultados da pesquisa revelam a viso do papel e do uso do mainframe IBM), 2 de maro de 2005.

    De acordo com relatrios realizados pela Gartner em 2004 e 2005, acredita-se que os ambientes de mainframe no ponto inferior da escala (isto , com 500 MIPS ou menos) tm maior probabilidade de executar uma migrao bem sucedida para as plataformas Windows ou UNIX do que aqueles de maior porte, que de forma geral enfrentam desafios maiores durante a migrao devido ao nvel de complexidade envolvido.

    importante, no entanto, no confundir a modernizao com a migrao, pois a migrao apenas uma opo para resolver o problema. inteiramente possvel modernizar ambientes de 500 MIPS ou mais aproveitando os ativos desses ambientes em uma SOA. Lembre-se, porm, que as solues no so universais; portanto, aqueles que esperam milagres ficaro decepcionados.

    ESTRATGIAS DE MODERNIZAO Qualquer tentativa de modernizar aplicaes legadas de misso crtica fazendo a converso para SOA deve comear com uma srie de perguntas que buscam definir os critrios para iniciar tal projeto. As respostas para essas perguntas sero a base do esforo de modernizao. As perguntas a seguir so um bom ponto de partida para qualquer empresa que esteja considerando a modernizao de sua infraestrutura de aplicaes legadas.3

    Existem benefcios comerciais quantificveis? Frequentemente, os clientes organizacionais importantes no veem o SOA como mais do que "somente uma arquitetura de TI", o que um proble...