ECA Curriculum[1]

  • Published on
    04-Jul-2015

  • View
    369

  • Download
    37

Embed Size (px)

Transcript

<p>UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANEESCOLA DE COMUNICAO E ARTES</p> <p>P</p> <p>ROGRAMA DE LICENCIATURA EM JORNALISMO</p> <p>(documento para discusso)</p> <p>JORNALISMO</p> <p>MAPUTO, SETEMBRO DE 2003</p> <p>INDICE</p> <p>Ficha Tcnica 1. 1.1. 1.2. 2. 2.1. 2.2. 3. 3.1. 3.1.1 . 3.1.2 . 3.1.3 4. 4.1. 4.2. 4.3. 4.4. Perfil do Graduado Estrutura e Durao do Curso Estrutura do Curso de Jornalismo Sintese do plano de estudo por semestre Durao Estgio reas de Concentrao Introduo Misso da Escola de Comunicao e Artes Objectivos Fundamentos e Objectivos do curso de Jornalismo Fundamentos Objectivos do curso Desenvolvimento do currculo de Jornalismo Currculo Baseado em Competncias Perfil Profissional</p> <p>3 4 6 6 7 7 7 8 8 9 9 10 11 11 12 13 14</p> <p>2</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>5. 6. 7. 8. 9. 9.1. 9.2. 9.3. 9.4. 10. 11.</p> <p>Estratgia de Ensino-Aprendizagem Estratgia de Avaliao Culminao do Curso Condies de Ingresso Recursos Humanos, Materiais e Espao Fsico Recursos Humanos Espao Fsico Recursos Materiais, Instrucionais e Equipamentos Bibliografia e Materiais Tcnicos Documentos Consultados Anexos: Planos Temticos</p> <p>14 14 15 15 15 15 16 16 16 16 17</p> <p>Ficha Tcnica</p> <p>Coordenador: EDUARDO NAMBURETE, M.A. Universidade Eduardo mondlane Especialista Assistente: ERNESTO MANDLATE, MA. Faculdade de Educao Universidade Eduardo Mondlane</p> <p>3</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>Colaborao: JOS COELHO SOBRINHO, Ph.D. Escola de Comunicao e Artes, Universidade de So Paulo, Brasil MITCHELL LAND, Ph.D. Mayborn Graduate Institute of Journalism, Universidade de North Texas, EUA REGINA BRITO, Ph.D. Faculdade de Letras Universidade Mackenzie, Brasil BENALVA VITRIO, Ph.D. Faculdade de Comunicao Social Universidade Catlica de Santos, Brasil FELISBERTO TINGA, M.Sc. Gabinete de Comunicao e Informao SOFIA IBRAIMO, M.A. Directora ICSM, Maputo, Moambique BERNARDO MAVANGA, Lic. Docente Universitrio ELIANA NAMBURETE, Lic. Universidade Eduardo Mondlane SIMO ANGUILAZE, Lic. Ex. PCA da Televiso de Moambique,TVM SALOMO MOYANA, Lic. Jornalista e Docente Universitrio</p> <p>4</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>1.</p> <p>introduo</p> <p>Por deliberao do Conselho Universitrio da UEM1, aps apreciao positiva do Conselho Acadmico da UEM, foi criada a Escola de Comunicao e Artes (ECA) da UEM no dia 29 de Novembro de 2002. E por recomendao do Magnfico Reitor da UEM, a coordenao desta nova Escola de Comunicao e Artes deveria desencadear no aces para a operacionalizao da criao da dos ECA, pressupostos em Jornalismo. A criao da Escola de Comunicao e Artes foi o culminar de uma etapa do mandato da Coisso Preparatria da Escola de Comunicao e Artes (CPECA), nomeada atravs do Despacho Reitoral de 20 de Abril de 2001, cujos termos de referncia incluam estudar a viabilidade da criao da ECA na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), e elaborar o respectivo projecto. A ideia da criao da Escola de Comunicao e Artes na UEM surge no mbito da operacionalizao do Plano Estratgico da UEM 1999-2003, que recomenda, no seu Objectivo Estratgico 6, Aumentar o nmero de ingressos, e no seu ponto 7 orienta para Desencadear o processo de introduo de novos cursos universitrios em outras reas do conhecimento. E ainda segundo o mesmo Plano Estratgico, ...estes podem ser cursos de cincias marinhas, de educao, de ambiente, de turismo e hotelaria, de comunicao e de administrao pblica, de biotecnologia, de enfermagem, de estomatologia, de farmcia, etc. Foi no esprito do cumprimento das directrizes do Plano Estratgico da UEM que um pequeno grupo de profissionais e estudiosos da comunicao social, sob a coordenao do director do Gabinete de Imprensa da UEM, iniciou uma reflexo sobre a viabilidade da criao de um curso universitrio em comunicao social na maior e mais antiga instituio do ensino superior do pas. Num primeiro momento as reflexes seguiram a direco de se criar uma licenciatura em comunicao social, que poderia estar ou na Faculdade de1</p> <p>contidos</p> <p>documento-projecto</p> <p>nomeadamente a elaborao do currculo do primeiro curso de licenciatura</p> <p>Deliberao do Conselho Universitrio n 14/CUN/2002</p> <p>5</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>Letras ou na UFICS, mas muito cedo percebeu-se que esta no responderia quilo que so as necessidades do sector da comunicao social do pas, conforme indentificado pelo Estudo Sobre o Ensino e Formao em Jornalismo e Comunicao Social em Moambique, realizado pela UNESCO em 2000, e outras reas identificadas como prioritrias, nos vrios seminrios realizados nos ltimos anos, tais como o cinema, a produo audiovisual, as relaes pblicas e a publicidade e propaganda, de entre outras. A um outro nvel das discusses, a CPECA verificou-se que a mesma demanda que se verifica no sector da comunicao social, em relao falta de tcnicos qualificados, verifica-se com a mesma impiedade, tambm no sector das artes. Sendo assim e apercebendo-se do carcter indissocivel das duas reas, artes e comunicao social, optou-se por incluir nestas reflexes os cursos de artes, como a msica, teatro e artes visuais. Foi consensual a concluso de que a criao de uma unidade na UEM que pudesse responder pela leccionao de cursos superiores de comunicao, aqui incluindo jornalismo, relaes pblicas, publicidade e propaganda, e produo audiovisual, era necessria, pertinente e urgente, pois sendo esta uma universidade pblica, com bastante tradio no ensino, investigao e extenso, a nvel superior, estaria em melhores condies de oferecer estes cursos a um nmero maior de moambicanos que, por razes econmicas, estariam impedidos de ingressar nas trs instituies de ensino superior privadas que oferecem cursos de comunicao, nomeadamente o Instituto Superior Politcnico e Universitrio (ISPU), a Universidade Catlica de Moambique (UCM) e o Instituto Superior de Cincia e Tecnologia de Moambique (ISCTEM). Este o contexto que determina as razes da criao de uma Escola de Comunicao e Artes na UEM que assentam em trs pilares: a relao existente entre cultura e desenvolvimento; a existncia de um pblico de estudantes, potenciais candidatos que, por falta de opes para seguirem a sua vocao, procuram outros cursos e, finalmente, o papel de uma universidade de criar as condies para que todos os ramos do</p> <p>6</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>conhecimento estejam presentes nos seus currculos. So estas razes que fundamentam a viso, misso e os objectivos da ECA. Durante o primeiro ano do seu mandato (Abril 2001 a Abril 2002), a CPECA realizou vrias actividades com destaque para o lanamento, em Julho de 2001, do curso de mestrado em Jornalismo, em colaborao com a Universidade de North Texas, no qual participam 15 estudantes moambicanos e 2 quenianos da Universidade de Egerton, e a realizao do V Congresso Internacional de Cincias da Comunicao dos Pases de Lngua Portuguesa (V LUSOCOM), que contou com a participao de cerca de 350 pessoas, de entre investigadores, docentes e estudantes de comunicao e artes de Angola, Brasil, So Tom e Prncipe, Portugal, Cabo Verde, Estados Unidos da Amrica e Timor-Leste, para alm dos encontros de auscultao das opinies de profissionais de reas de actividades do nosso pas pontencialmente interessadas na futura Escola de Comunicao e Artes, como so os casos de Jornalismo, Relaes Pblicas, Artes Visuais, Teatro, Cinema e Msica. O curso de mestrado em jornalismo, como foi mencionado anteriormente, foi a resposta imediata ao problema da falta de docentes para esta rea, identificado j no incio das reflexes sobre este projecto. Este curso foi programado para ser conduzido em trs mdulos, tendo o primeiro sido nos meses de Julho e Agosto de 2001, sob a orientao do Prof. Doutor James Mueller, professor do Mayborn Graduate Institute of Journalism da Universidade de North Texas, com a participao do Prof. Doutor Michael Leslie, da Escola de Jornalismo da Universidade da Flrida. O segundo mdulo realizou-se nos meses de Junho e Julho de 2002 e foi orientado pelo Prof. Doutor Mitchell Land, director e professor do Mayborn Graduate Institute of Journalism. A ltima etapa deste programa est a decorrer desde Janeiro deste ano nos Estados Unidos da Amrica. Este curso coordenado pelo Prof. Doutor Mitchell Land, pela UNT, e pelo Dr. Eduardo Namburete, coordenador da Escola de Comunicao e Artes da UEM. O 5 Congresso Internacional de Cincias da Comunicao dos Pases de Lngua Portuguesa (V LUSOCOM), cujo tema central foi O Ensino da Comunicao no Espao Lusfono: Presente e Perspectivas tinha como um dos principais objectivos a recolha de subsdios que pudessem enriquecer as</p> <p>7</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>propostas dos projectos da criao da Escola de Comunicao e Artes e dos currculos dos cursos a serem leccionados nesta escola, bem como criar um espao para um debate sobre o estado do ensino da comunicao e artes nos pases de lngua portuguesa e aprender das lies e experincias desses pases e de outras instituies nacionais para benefcio da implementao dos projectos de desenvolvimento da ECA. Os cursos que esta escola se prope a oferecer, incluindo os respectivos perfis e a sua ligao com o mercado de trabalho constituem, do ponto de vista filosfico, a parte mais importante do projecto, pois concretizam a justificao para a criao de uma ECA na UEM e no pas. neste mesmo documento que esto definidas as razes prioritrias para o incio do primeiro curso de jornalismo, razes essas que se prendem, entre outros factores, s necessidades do mercado e disponibilidade de recursos humanos especializados, para compor o corpo docente principal. Estabeleceu-se tambm que os cursos a serem leccionados na ECA devero ter uma relao estreita com a comunidade, que dever ser desenvolvida no apenas nos estgios, mas tambm atravs de trabalhos conjuntos de pesquisa, oficinas pedaggicas e laboratrios de ensino que devero trazer experincias do mercado para dentro da universidade. Numa outra vertente, o projecto procura articular como que a ECA se relacionar com as outras faculdades dentro da UEM, para um melhor aproveitamento das sinergias existentes. O presente documento, elaborado pela Comisso Instaladora da ECA, constitui, pois, o projecto curricular do curso de licenciatura em Jornalismo, o primeiro de um conjunto de sete, a ser introduzido, em Fevereiro de 2004, no mbito da implantao da Escola de Comunicao e Artes da Universidade Eduardo Mondlane.</p> <p>1.1. misso da eca</p> <p>8</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>A Escola de Comunicao e Artes apresenta-se como um centro de reflexo, produo e difuso de conhecimentos tericos e prticos no campo da comunicao social e das artes. Ela se prope a fortalecer pedaggica, cientfica e academicamente o pas em matria de comunicao social e artes, rumo a uma sociedade onde a liberdade de expresso contribua para a solidificao da democracia e para a construo de uma identidade cultural moambicana, bem como garantir uma qualidade pedaggica boa para a formao de profissionais competentes (In: documento-projecto da criao da Escola de Comunicao e Artes.Maputo, Outubro 2002). A Escola de Comunicao e Artes da UEM se prope a ser um centro de excelncia de ensino e investigao em comunicao e artes do pas e da comunidade dos paises africanos de lngua portuguesa. 1.2. objectivos da eca Constituem objectivos da Escola de Comunicao e Artes os seguintes:</p> <p>geral:Formar profissionais conscientes do seu papel social como formadores de opinio pblica e promotores da cultura nas suas diferentes manifestaes; profissionais responsveis e comprometidos com as transformaes da sociedade para a consolidao da Democracia, Paz e Desenvolvimento do pas. especficos: a) Promover cursos de graduao, de ps-graduao e de</p> <p>especializao na rea da comunicao e artes e cincias da informao. b) Promover cursos de curta durao nos domnio da comunico</p> <p>e artes e cincias da informao; c) Formar quadros que possam agir para alm do mercado</p> <p>patronal. d) Capacitar pessoas que sejam capazes de serem</p> <p>empreendedoras, que tenham iniciativas prprias, que no sejam</p> <p>9</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>formadas apenas para serem empregadas, mas tambm terem a iniciativa de criarem os seus prprios negcios;</p> <p>e)</p> <p>Criar um espao dinmico e moderno, de debate sobre</p> <p>questes nacionais e internacionais que envolvam, de entre outros, o desenvolvimento dos media, da cultura, da cincia, da tecnologia; f)Formar tcnicos nas reas de comunicao e artes com base num currculo adequado realidade scio-cultural moambicana; g) Formar quadros possvel capazes numa de trabalhar de com sistema a maior poltico</p> <p>transparncia</p> <p>sociedade</p> <p>multipartidrio e de promover a diversidade cultural; h) Dotar o pas de infra-estrutura de investigao e pesquisa e de</p> <p>tcnicos superiores de comunicao e artes capazes de dinamizar e promover o estudo da comunicao e artes no pas. Ao se elaborar o projecto da criao da Escola de Comunicao e Artes da UEM identificou-se o curso de Jornalismo como sendo o que daria incio s actividades desta nova unidade acadmica, por se ter constatado, dos levantamentos realizados na fase preparatria, que existe um mercado potencial de candidatos para este curso; e que existia j no pas profissionais com formao superior nesta rea que pudessem assegurar a leccionao das disciplinas deste curso. Foi tambm na rea de Jornalismo que se lanou a cooperao com a Universidade de North Texas, dos Estados Unidos da Amrica, no mbito da qual dez potenciais docentes esto sendo formados em jornalismo ao nvel de mestrado, e com a Universidade Catlica de Santos e a Universidade de So Paulo, que colaboram no desenvolvimento do presente projecto curricular. 2. fundamentos e objectivos do curso de jornalismo 2.1. fundamentos A escolha do curso de Jornalismo para o lanamento da Escola de Comunicao e Artes (ECA) baseou-se na constatao de que os profissionais que esto no exerccio da profisso de jornalista com alguma formao na rea so, na sua maioria, oriundos da Escola de Jornalismo e</p> <p>10</p> <p>ECA</p> <p>JORNALISMO</p> <p>tm formao de nvel mdio. Actualmente nenhuma universidade pblica oferece o curso superior em jornalismo, facto que tem bloqueado o caminho da maioria dos potenciais candidatos a esse curso, devido falta de condies econmicas para suportarem os estudos no exterior ou nas universidades privadas no pas. O curso de Jornalismo da ECA est alinhado com o Plano Estratgico da UEM, que se preocupa com o ensino de qualidade, enfatizando o seu papel de formar cidados responsveis e comprometidos com as transformaes da sociedade. Est tambm em consonncia com os princpios norteadores da Declarao de Windoek, sada do seminrio da UNESCO sobre a promoo da imprensa pluralistica e independente em Africa, realizado em Windoek, Nambia, em Maio de 1991, que declarou a nessessidade do estabelecimento e fortalecimento da imprensa livre, pluralistica e idependente, como factor essencial para o desenvolvimento e manuteno da democracia nos paises africanos, bem como para o desenvolvimento econmico. Segundo o Sindicato Nacional dos Jornalistas (SNJ), existem no pas cerca de 800 jornalistas (dados de 2002) a exercerem as suas actividades nos diversos rgos de comunicao. Desses, apenas 15% tm curso superior e estes, na sua maioria so graduados em outras reas que no sejam jornalismo ou comuni...</p>