Encerramento das Assembleias anuais do Banco Africano de ... ?· Encerramento das Assembleias anuais…

  • Published on
    09-Nov-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>Encerramento das Assembleias anuais do Banco Africano </p><p>de Desenvolvimento em Lisboa </p><p>Aprovaes </p><p>2010 Relatrio Anual </p><p>Um perodo de realocao temporria de 3 anos </p><p>Assembleias anuais em 2012 em Arusha (Tanznia) </p><p>Assembleias Anuais em 2013 em Marrakech </p><p>(Marrocos) </p><p>A 46 Assembleia Anual do Banco Africano de </p><p>Desenvolvimento (BAD) e a 37 Assembleia do Fundo Africano </p><p>de Desenvolvimento, encerraram, formalmente, na sexta-feira, </p><p>10 de Junho de 2011, em Lisboa, Portugal, na sequncia de </p><p>dois dias de intensas deliberaes e a aprovao do relatrio </p><p>anual do Grupo do BAD e das contas auditadas para o ano que </p><p>terminou a 31 de Dezembro de 2010. </p><p>As Assembleias anuais deste ano centraram-se no tema: </p><p>Para uma agenda pelo crescimento inclusivo em frica. </p><p>Os Governadores, representantes dos 53 membros regionais e dos </p><p>24 no - regionais, apoiaram a deciso do Comit Consultivo dos </p><p>Governadores que prev que a relocao temporria do Banco se </p><p>prolongue por um perodo de trs anos. </p><p>Antes de tomarem a sua deciso final, de regressar sede do </p><p>Banco, na Costa do Marfim, os Governadores tero de emitir um </p><p>aviso prvio, nos doze meses que antecedem a mesma. A sede do </p><p>Banco transferiu-se para a Tunsia em 2003, na sequncia do </p><p>conflito da Costa do Marfim que, de acordo com os estatutos, </p><p>continua a ser a sua sede. </p></li><li><p>Os Governadores normalmente os ministros das finanas e da </p><p>economia ou os governadores e administradores dos bancos </p><p>centrais decidiram tambm que as Assembleias Anuais de 2012 </p><p>se realizaro em Arusha, na Tanznia, entre 31 de Maio e 1 de </p><p>Junho, e em Marraquexe, em Marrocos, entre 30 e 31 de Maio de </p><p>2013. </p><p>As demonstraes financeiras revelam que o Grupo do Banco </p><p>aprovou 139 operaes no montante de seis mil milhes de dlares </p><p>norte-americanos, durante o ano em anlise, indicando que as suas </p><p>operaes voltaram aos nveis regulares, depois de uma subida </p><p>recorde em 2009, como resposta procura financeira dos pases </p><p>africanos, na sequncia da crise econmica. A instituio registou </p><p>um rendimento operacional bruto de 205 milhes de dlares. </p><p>As Assembleias deliberam sobre uma srie de questes. Estas </p><p>incluram o relatrio do 13 encontro GCC, uma reviso da </p><p>implementao e financiamento da Iniciativa para os Pases Pobres </p><p>Altamente Endividados (HIPC) e a Iniciativa Multilateral para a </p><p>Reduo da Dvida (MDRI); bem como o relatrio sobre o </p><p>Mecanismo Independente de Reviso. Foram tomadas outras </p><p>decises sobre a Nova Parceria para o Desenvolvimento em frica </p><p>(NEPAD) e os sectores de actividade referentes gua. </p><p>O Conselho dos Governadores aprovou a eleio parcial de dois </p><p>directores executivos Margit Thomsen da Dinamarca como </p><p>representante do seu pas assim como da Finlndia, ndia, Noruega </p><p>e da Sucia; e Franois Kruger como representante do seu pas, da </p><p>Frana, Blgica e de Espanha. </p><p>As Assembleias deste ano incluram as Sesses de Dilogos dos </p><p>Governadores, sobre desenvolvimentos em curso, Seminrios de </p><p>Alto Nvel e eventos paralelos, que se centraram e reforaram os </p><p>debates sobre os temas centrais: o desenvolvimento e o </p><p>crescimento partilhado e inclusivo. </p></li><li><p>As Assembleias foram inauguradas com uma cerimnia muito </p><p>participada no Centro de Congressos de Lisboa, na quinta-feira </p><p>com os discursos do Presidente do BAD, Donald Kaberuka, que </p><p>enfatizou a necessidade de se promover o crescimento que </p><p>beneficie todos os indivduos. Entre outros oradores contaram-se o </p><p>ministro portugus dos Negcios Estrangeiros, Lus Amado, o </p><p>representante de Portugal na Assembleia de Governadores do </p><p>BAD, o ministro portugus das Finanas Fernando Teixeira dos </p><p>Santos, o Secretrio Executivo da Comisso Econmica das </p><p>Naes Unidas para frica, Abdoulie Janneh, e a Secretria-Geral </p><p>do BAD, Cecilia Akintomide. </p></li></ul>