Estruturação e proposta de melhoria à logística reversa de alimentos Instituto Tecnológico de Aeronáutica Curso de Engenharia Aeronáutica e Mecânica Área

  • View
    102

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Slide 1
  • Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Instituto Tecnolgico de Aeronutica Curso de Engenharia Aeronutica e Mecnica rea Engenharia de Produo Aluna: Priscila Renata Silva Barros Orientadora: Mischel Carmen Neyra Belderrain
  • Slide 2
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Motivao Apresentao do problema Oportunidade e hiptese de pesquisa Objetivos Fundamentao terica Proposta metodolgica Metodologia de pesquisa Aplicao inicial Matrias cursadas Produo base Cronograma Referncias bibliogrficas Estrutura 2
  • Slide 3
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Esta tese originou-se do desejo de utilizar o conceito de multimetodologia para auxlio tomada de decises em um problema real e de grande relevncia para a sociedade. Motivao 3 Assim, o problema complexo de logstica reversa de bens perecveis, assunto deveras abdicado, tornou-se alvo do trabalho, onde vislumbrou-se a possibilidade de contribuir melhoria de programas existentes de arrecadao e distribuio urbana de alimentos, que por sua ao minimizam o desperdcio de alimentos e reduzem a insegurana alimentar e nutricional da populao, visam a erradicao da fome, interesse de natureza primordial a nossa sociedade.
  • Slide 4
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos O Brasil apresenta altssimos nveis de perda e desperdcio de alimentos, tanto ao longo das cadeias produtivas e de distribuio, como em nvel do preparo e armazenamento. Pesquisa da Embrapa e outros estudos evidenciam que a mdia de desperdcio de alimentos no Brasil est entre 30% e 40%. Segundo estimativas da FAO (Organizao das Naes Unidas para Agricultura e Alimentao, 2009), o Brasil produz o suficiente para nutrir toda a sua populao: a disponibilidade de alimentos per capita no pas de 3090 kcal por dia, enquanto o mnimo recomendado pela FAO e pela OMS (Organizao Mundial de Sade) de 2.000 kcal por dia. Apesar disso, o relatrio da FAO, referente ao perodo 2004-2006, apresenta 11,9 milhes de desnutridos, com um dficit de 220 Kcal/dia per capita. Apresentao do problema 4 Ou seja, h desperdcio de alimentos e por outro lado ainda existe insegurana alimentar em todo o territrio nacional em sua forma mais severa a fome.
  • Slide 5
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Apresentao do problema 5 Tamanho da amostra: 399387 pessoas e 153837 unidades familiares Fonte: IBGE 2009
  • Slide 6
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Oportunidade de pesquisa A logstica reversa de bens perecveis pouqussimo abordada na literatura, pouco estudada. Hiptese de pesquisa H possibilidade de melhorias logstica reversa de bens perecveis praticada atualmente, em especial a de alimentos? Oportunidade e hiptese de pesquisa 6
  • Slide 7
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Objetivo principal Promover a estruturao do contexto existente de colheita urbana de alimentos, sob a perspectiva da logstica reversa de bens perecveis, a fim de atingir um planejamento sistmico de aes de melhorias desejveis. Objetivos secundrios -Despertar o interesse de estudos a respeito de logstica reversa, seus benefcios e limitaes; -Gerar visibilidade e sensibilizao a projetos de cunho humanitrio; -Explorar a utilizao de multimetodologia a problemas complexos; -Aplicar metodologia proposta por Ion Georgiou, uma configurao do mtodo SSM, em um problema real; -Aplicar metodologia SODA atravs de sua ferramenta Mapas Cognitivos na seleo de transformaes prioritrias (situao atual para situao desejada). Objetivos 7
  • Slide 8
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos O processo de planejamento, implementao e controle do fluxo e armazenagem eficientes e de baixo custo de matrias primas, estoque em processo, produto acabado e informaes relacionadas, desde o ponto de origem at o ponto de consumo, com o objetivo de atender aos requisitos do cliente. Fundamentao terica 8 Logstica, de acordo com a Associao Brasileira de Logstica definida como:
  • Slide 9
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Fundamentao terica 9 Logstica Reversa, para Rogers e Tibben-Lembke (1999) : O processo de planejamento, implementao e controle do fluxo eficiente e de baixo custo de matrias primas, estoque em processo, produto acabado e informaes relacionadas, desde o ponto de consumo at o ponto de origem, com o propsito de recuperao de valor ou descarte apropriado.
  • Slide 10
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Logstica Reversa de Alimentos Bancos de alimentos e colheita urbana so exemplos onde a logstica reversa utilizada de forma a recapturar valor. Fundamentao terica 10 Os Bancos de Alimentos e Colheitas Urbanas tem o objetivo de minimizar a fome, atravs do aproveitamento de alimentos desperdiados ao longo da cadeia produtiva, mas que ainda permanecem adequados ao consumo humano. Seu funcionamento baseia-se no recebimento de doaes de alimentos provenientes de diferentes locais. Estes alimentos so, muitas vezes, considerados sem valor comercial, mas suas caractersticas nutricionais esto preservadas, no oferecendo risco ao consumo humano, desde que devidamente manipulados. A Colheita Urbana encarrega-se de coletar, todos os dias e de forma segura, alimentos frescos, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos industrializados entre outros, e de encaminh-los para entidades sociais.
  • Slide 11
  • Proposta metodolgica Mtodos de Estruturao de Problemas (PSM) consistem em um conjunto de mtodos participativos que tem como objetivo auxiliar grupos a afrontar situaes complexas. Pensamento de sistemas hard (PO hard) Situao estruturada com problema estruturado; Os sistemas existem em um mundo exterior ao observador; Problemas tcnicos bem definidos; Os interessados coincidem na definio do problema; Os observadores tem uma viso ou filtro comum; Tem como objetivo encontrar o como? resolver um problema. Pensamento de sistemas soft (PO soft) Situao no estruturada, situao problema; O mundo real complexo e confuso, mas se pode organizar sua explorao em um sistema de aprendizagem. Esta explorao ou investigao sistmica; Se apresenta uma etapa antes de se definir o problema; No se tem objetivos claramente definidos; Se tem claramente a presena do componente humano; Os interessados intervm com diversos pontos de vistas sobre o problema Tem como objetivo encontrar o o que? antes de procurar o como? 11
  • Slide 12
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos A associao de duas metodologias distintas que se complementaro. A essncia da multimetodologia utilizar mais de uma metodologia, ou parte dela, possivelmente a partir de diferentes paradigmas, dentro de uma nica interveno. H diversas maneiras em que tais combinaes podem ocorrer, cada uma com diferentes problemas e possibilidades. (MINGERS, 1997) Uso de Multimetodologia 12 Sero utilizadas: -Uma configurao da metodologia SSM (Soft System Methodology) -A metodologia SODA (Strategic Options Development Analysis) Fonte: Pollack, 2007
  • Slide 13
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos Checkland (1981) indica sete estgios para a aplicao da SSM enfatizando suas caractersticas de apoio aprendizagem e formulao de hipteses. SSM Checkland ( Soft System Methodology ) 13
  • Slide 14
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos SSM configurao de Ion Georgiou 14 Traduzido de Ion Georgiou, 2006 por Rocio Gutierrez
  • Slide 15
  • ITA-Instituto Tecnolgico de Aeronutica Estruturao e proposta de melhoria logstica reversa de alimentos SSM configurao de Ion Georgiou 15 Fonte: Ion Georgiou, 2010
  • Slide 16
  • SODA ( Strategic Options Development Analysis ) 16 SODA possibilitar, em um primeiro momento, construir mapas individuais das percepes de cada um dos envolvidos e, em seguida, esses mapas podem ser agregados em um nico que ento tomado como agenda para a discusso do grupo (Eden & Radford, 1990). 2 Ampliar repasse as instituies... manter instituies em lista de espera 3 Ampliar arrecadao... Carncia de recursos 7 Ter maior equipe para diviso de trabalho... Concentrar trabalho nutricionista 4 Incentivar legal mente as doaes... impedimento legal 5 Ter mais um veculo para ampliar rede... manter burocracia que inviabiliza 6 Mobilizar e conscientizar... Falta de envolvimento da comunidade 1 Facilitao e otimizao da roteirizao... Roteirizao mensal executada pela prpria nutricionista Estado no desejvelEstado desejvel Roteirizao mensal executada pela prpria nutricionista T1Facilitao e otimizao da roteirizao No atendimento de todas as instituies em vulnerabilidade social da regio lista de espera T2 Ampliao do repasse as instituies da lista de espera Carncia de recursos (forma como feita := veculos + mo de obra + equipamento + utenslios + local T3Ampliao da arrecadao Responsabilidade legal pelos alimentos doados, impedimento legal para alimentos processados T4 Incentivo legal doaes semelhante a lei do bom samaritano