FACULDADE SANTA TEREZINHA - DISCIPLINAS/FONO/4o_PERIODO... · - Técnicas de realização de mascaramento…

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

    PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA

    CDIGO NOME CARGA HORRIA PERODO HORRIO

    0508

    Audiologia I

    80 h Terica: 60h Prtica: 20h

    4

    Qua:13h s 14h40 Sex:15h30 s18h10

    PROFESSOR (A) Prof. Esp. Adriana Maria Feijo de Carvalho EMENTA Nomenclatura audiolgica bsica. Conhecimento da aplicao dos mtodos e tcnicas da avaliao audiomtrica no adulto. Definio e aplicao do mascaramento. Interpretao dos resultados. Estudo das interrelaes do exame audiomtrico com as doenas otolgicas. Efeitos do rudo sobre a sade e a audio, avaliao de risco, programa de controle de sade ocupacional.

    OBJETIVOS DA DISCIPLINA

    Geral Compreender o desenvolvimento e aplicaes das tcnicas audiolgicas partir dos fundamentos terico-prticos, tendo em vista habilidades necessrias caracterizao, interpretao e aplicao das mesmas na prtica audiolgica.

    Especficos Identificar a importncia da audiologia, dos exames e testes utilizados para avaliao auditiva,

    visando a compreenso da prtica audiolgica; Conhecer os diferentes equipamentos utilizados para realizao das tcnicas audiolgicas,

    destacando sua funcionalidade; Caracterizar os vrios tipos de perdas auditivas para, posteriormente, classific-las; Distinguir os vrios tipos de mascaramento utilizados nos exames audiolgicos, com a finalidade

    de obteno dos limiares tonais reais; Analisar os recursos do imitancimetro, para sua aplicao em exames audiolgicos clnicos; Identificar as principais patologias que acometem as orelhas externa, mdia e interna

    correlacionando-as com as caractersticas audiolgicas da orelha normal; Relacionar as caractersticas das perdas auditivas induzidas por rudo e por fatores endgenos e

    exgenos, visando os procedimentos necessrios para avaliao da audio do trabalhador.

  • FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

    CONTEDO PROGRAMTICO

    UNIDADE I: INTRODUO AUDIOLOGIA 4h - Definio - Importncia - Exames realizados - Campo de atuao

    UNIDADE II: NOES BSICAS DE AUDIOLOGIA CLNICA 14h - Audiometria: audimetro e seus componentes eletrnicos - Simbologia utilizada na via area e via ssea - Pesquisa dos limiares tonais via area - Grau das perdas auditivas - Pesquisa dos limiares tonais via ssea - Tipos de perdas auditivas

    Condutiva

    Neurossensorial

    Mista

    Central

    Funcional - Audiograma com marcao dos resultados Testes acmetricos/weber audiomtrico

    UNIDADE III: LOGOAUDIOMETRIA 9h - Limiar de recepo de fala (LRF) - Limiar de detectabilidade de voz (LDV/SDT) - ndice de reconhecimento de fala (IPRF)

    UNIDADE IV: MASCARMENTO CLNICO 14h - Conceitos - Tipos de rudos mascarantes - Tcnicas de realizao de mascaramento por via area - Tcnicas de realizao de mascaramento por via ssea - Tcnicas de realizao de mascaramento na logoaudiometria

    UNIDADE V: IMITANCIOMETRIA 10h - Imitanciometria: Imitancimetro e componentes eletrnicos - Tcnicas de realizao do exame - Medidas imitanciomtricas

    Timpanometria

    Complacncia esttica

    Reflexo estapediano - Aplicaes clnicas da imitanciometria no diagnstico otolgico

    UNIDADE VI: CARACTERSTICAS AUDIOLGICAS DAS PRINCIPAIS PATOLOGIAS 6h - Patologias da orelha externa - Patologias da orelha mdia - Patologias da orelha interna

    UNIDADE VII: PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUDO E POR AGENTES OTOTXICOS- 3h

  • FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

    PROCEDIMENTOS DIDTICOS As aulas sero desenvolvidas por meio de exposio dialogada, discusses e trabalho em grupos, visando posterior anlise, interpretao, realizao e diagnstico de exames audiomtricos. TRABALHOS DISCENTES EFETIVOS TDEs Leitura e elaborao de material sobre cuidados com a audio. Resenha sobre as patologias da audio. Estudo de caso.

    RECURSOS DIDTICOS - Quadro e acessrios - Retroprojetor e acessrios - Audimetro - Impedancimetro - Otoscpio - Cabine acstica SISTEMA DE AVALIAO

    A avaliao tem carter processual e diagnstico, objetivando o acompanhamento do desempenho do aluno no decorrer da unidade de estudo, para tanto, devem ser considerados aspectos qualitativos como a participao ativa nas aulas e atividades acadmicas, o relacionamento aluno-professor e aluno-aluno, a cooperao, a competncia fundamentada na segurana dos conhecimentos adquiridos, a autonomia para aprofundar os conhecimentos, a pontualidade, o cumprimento de prazos na entrega de trabalhos, dentre outros.

    Cotidianamente, a cada aula, a avaliao ocorrer com base em procedimentos como: - discusso de temas relacionados aos contedos; - exerccios escritos; - demais atividades avaliativas correlacionadas aos objetivos da unidade de estudo. Alm dos aspectos qualitativos, sero observados os critrios objetivos regimentais:

    freqncia mnima de 75% da carga horria da disciplina, trs notas parciais (uma por ms, a cada 25% do contedo trabalhado, cumulativamente ou no) que sero compostas da seguinte forma:

    - avaliaes escritas individuais (provas) na proporo mnima de 70%; - atividades acadmicas individuais, na proporo de at 30% (quando estas se fizerem

    necessrias). Esto previstas como atividades acadmicas: - leitura, anlise e resumo de um artigo cientfico; - leitura, anlise e fichamento de um texto; Para avaliao das prticas poder ser admitido:

    - atendimento simulado e uma prova prtica com base em roteiro prprio e adequado situao.

    Em consonncia s normas institucionais, no obtendo mdia para aprovao a partir das quatro notas parciais, o discente poder fazer provas substitutiva e final.

  • FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

    ARTIGO CIENTFICO E TEXTO PARA ATIVIDADES ACADMICAS Texto: BEVILACQUA, M.C.; MORET, A.L.M. O poder da audio na construo da linguagem. Deficincia Auditiva - Conversando com Familiares e Profissionais de Sade, 2005, Pulso Editorial, So Paulo.

    Artigo: LOMBARDI, C. M.; FREIRE, R. M. Programas de reabilitao auditiva para idosos: Uma proposta alternativa de avaliao de eficcia. Revista CEFAC, V. 13 n.6, NOV-DEZ 2011.

    REFERNCIAS

    Bibliografia Bsica

    ALVARENGA, K. F: CORTELETTI, L. C. B.J. O mascaramento na avaliao audiolgica um guia prtico. So Jos dos Campos: Ed. Pulso, 2006. FROTA, S. Fundamentos em Fonoaudiologia: audiologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabra Koogan,1998. RUSSO, I.C.P. A prtica da audiologia clnica. 5. ed.So Paulo: Cortez, 2007. Bibliografia Complementar

    ALMEIDA, K.; RUSSO, I.C.P.; SANTOS, T.M.M. A aplicao do mascaramento em audiologia. 2. ed. So Paulo: Lovise, 1995. BESS, F. H. Fundamentos de audiologia. Porto Alegre: Artes Mdicas, 1998. KATZ, J. Tratado de audiologia clnica. 4. ed. So Paulo: Manole, 1999. NUDELMAN, A. A. et al. PAIR perda auditiva induzida pelo ruido. So Paulo: Bagaggem, 1997. RUSSO, I. C. P. Acstica e psicoacstica aplicada a fonoaudiologia. So Paulo: Lovise,1999.

    So Lus, 25 de Janeiro de 2013

    Prof. Esp. Adriana Maria Feijo de Carvalho Professor(a)

    _____________________________ Coordenador(a)

    Aprovado em Conselho de Curso no dia ___/___/___