Farmacologia, - Faculdade de Ciências Mé ?· Farmacologia, do Departamento de Farmacologia da Faculdade…

  • Published on
    20-Nov-2018

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

    EDITAL

    A Universidade Estadual de Campinas torna pblica a abertura de inscries para o

    concurso de provas e ttulos para obteno do Ttulo de Livre Docente, na rea de

    Farmacologia Clnica, na disciplina MD 343 - Princpios de Farmacologia e MD-447 Farmacologia, do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Cincias Mdicas, da Universidade Estadual de Campinas.

    INSTRUES

    I DAS INSCRIES

    1. As inscries sero recebidas, todos os dias teis compreendidos dentro do prazo de

    30 dias, a contar do primeiro dia til subseqente ao da publicao, deste Edital no

    Dirio Oficial do Estado DOE, no horrio das 09 s 12 e das 14 s 17 horas, na

    Secretaria Geral da Faculdade de Cincias Mdicas, da Universidade Estadual de

    Campinas, na Cidade Universitria "Zeferino Vaz", Baro Geraldo, Campinas, SP.

    1.1. Podero se inscrever ao concurso graduados em Curso Superior, portadores do

    ttulo de Doutor, conferido pelo menos trs (3) anos antes da data da inscrio, nos

    termos do Artigo 172 do Regimento Geral da UNICAMP.

    1.2. O registro da solicitao da inscrio ser feito mediante apresentao, pelo

    candidato, de requerimento dirigido ao Diretor da Unidade, indicando: nome, domiclio e

    profisso, fazendo-o acompanhar dos seguintes documentos:

    a. Cpia do Diploma de Curso Superior, que inclua a matria da disciplina ou conjunto de

    disciplinas em Concurso ou afim;

    b. Cpia do Ttulo de Doutor;

    c. Documento de Identificao em cpia;

    d. Dez (10) exemplares de Tese ou do Conjunto da Produo Cientfica, Artstica ou

    Humanstica do candidato aps seu doutoramento e por ele apresentado de forma a

    evidenciar a sua contribuio nos campos da cincia, das artes ou humanidades;

    e. Um (01) exemplar ou cpia de cada trabalho ou documento relacionado no Memorial.

    f. Dez (10) exemplares do Memorial, impresso, contendo tudo o que se relacione com a

    formao cientfica, artstica, didtica e profissional do candidato, principalmente as

    atividades relacionadas com a disciplina ou conjunto de disciplinas em Concurso, a

    saber:

    f.1. Indicao pormenorizada de sua educao secundria, precisando pocas, locais e

    instituies em que estudou, se possvel meno de notas, prmios ou outras distines

    obtidas;

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    f.2. Descrio minuciosa de seus estudos superiores, com indicao das pocas e locais

    em que foram realizados, e relao de notas obtidas;

    f.3. Indicao dos locais em que exerceu sua profisso, em seqncia cronolgica, desde

    a concluso dos estudos superiores at a data da inscrio ao Concurso;

    f.4. Indicao pormenorizada de sua formao cientfica ou artstica;

    f.5. relatrio de toda a sua atividade cientfica, artstica, tcnica, cultural e didtica,

    relacionada com a rea em concurso, principalmente a desenvolvida na criao,

    organizao, orientao e desenvolvimento de ncleos de ensino e pesquisa

    f.6. relao dos trabalhos publicados com os respectivos resumos;

    f.7. Relao nominal dos ttulos universitrios relacionados com a disciplina ou conjunto

    de disciplinas em Concurso, bem como outros diplomas e outras dignidades

    universitrias e acadmicas.

    1.3. Todas as informaes sero, obrigatoriamente, documentadas por certides ou por

    outros documentos, a juzo da Congregao da Unidade.

    1.4. O Memorial poder ser aditado, instrudo ou completado at a data fixada para o

    encerramento do prazo para inscries.

    1.5. Os candidatos sero notificados por Edital, com antecedncia mnima de 30 (trinta)

    dias, a respeito da composio da Comisso Julgadora e da fixao do calendrio de

    provas, que ser publicado no DOE aps a aprovao das inscries pela Congregao da

    Unidade.

    II - DA COMISSO JULGADORA DO CONCURSO

    2. A Comisso Julgadora do concurso ser constituda de 5(cinco) membros aprovados

    pela Congregao da Unidade, entre especialistas de renome na disciplina ou conjunto

    de disciplinas em concurso, 2 (dois) dos quais pertencero ao corpo docente da

    Universidade, escolhidos entre professores de nvel MS-6 ou MS-5, em exerccio na

    Universidade, e os 3 (trs) restantes escolhidos entre professores dessas categorias ou

    de categorias equivalentes pertencentes a estabelecimentos de ensino superior oficial ou

    profissionais de reconhecida competncia na disciplina ou conjunto de disciplinas em

    concurso, pertencentes a instituies tcnicas, cientficas ou culturais do Pas ou do

    exterior.

    III - DAS PROVAS

    3. O presente concurso constar das seguintes provas:

    I. Prova de Ttulos:

    II. Prova Didtica;

    III. Prova Prtica;

    IV. Prova de Defesa de Tese ou avaliao do conjunto da produo cientfica, artstica ou

    humanstica do candidato aps o seu doutoramento e por ele apresentado de forma a

    evidenciar a sua contribuio nos campos da cincia, das artes ou humanidades.

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    3.1. A Prova de Ttulos consistir na avaliao pela Comisso Julgadora, com base no

    memorial apresentado, dos ttulos do candidato, emitindo parecer circunstanciado em

    que se realce sua criatividade na cincia, nas artes ou humanidades e suas qualidades

    como professor e orientador de trabalhos.

    3.1.1. No julgamento de ttulos ser considerado cada um dos itens abaixo, por ordem

    decrescente de valor:

    a. Atividades didticas de orientao, de ensino e pesquisa;

    b. Atividades cientficas, artsticas, culturais e tcnicas relacionadas com a matria em

    concurso;

    c. Ttulos universitrios; e

    d. Diplomas de outras dignidades universitrias e acadmicas.

    3.2. A prova didtica versar sobre o programa de disciplina ou conjunto de disciplinas

    ministradas na Universidade no ano anterior ao concurso e nela o candidato dever

    revelar cultura aprofundada no assunto.

    3.2.1. A matria para a prova didtica ser sorteada na presena de, no mnimo, 3

    membros da Comisso Julgadora, com 24 horas de antecedncia, de uma lista de 10

    pontos organizada pela referida Comisso.

    3.2.2. A prova didtica ter a durao de 50 a 60 minutos e nela o candidato

    desenvolver o assunto do ponto sorteado, vedada a simples leitura do texto da aula,

    mas facultando-se, com prvia aprovao da Comisso Julgadora, o emprego de

    roteiros, apontamentos, tabelas, grficos, dispositivos ou outros recursos pedaggicos

    utilizveis na exposio.

    3.3. A tese a ser defendida pelo candidato dever basear-se em trabalho de pesquisa

    original. No caso de o candidato optar pela apresentao do conjunto de sua produo

    cientfica, artstica ou humanstica, realizada aps o doutoramento, este conjunto de

    trabalhos ser organizado de modo a demonstrar a capacidade crtica do candidato, bem

    como a originalidade de suas pesquisas.

    3.3.1. A argio ser feita pela Comisso Julgadora, cabendo a cada examinador 30

    minutos e igual prazo ao candidato para responder. A critrio do candidato, poder haver

    dilogo e neste caso, os tempos sero somados.

    3.3.2. A prova prtica constar da discusso de um protocolo de aula prtica. O

    candidato dever apresentar para a banca examinadora, antes da discusso, o protocolo

    escrito da aula. Do protocolo dever constar introduo, racional, material e mtodos,

    modelo experimental, objetivos, possveis resultados, e explicao dos resultados no

    contexto farmacolgico e fisiopatolgico.

    3.4. A cada prova sero atribudos os seguintes pesos:

    I. Prova de Ttulos-Peso 5;

    II. Prova Didtica-Peso 1;

    III. Prova Prtica-Peso 1;

    IV. Prova de Defesa de Tese ou avaliao do conjunto da produo cientfica, artstica ou

    humanstica- Peso 3

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    IV - DO JULGAMENTO DAS PROVAS

    4. Cada examinador atribuir notas de 0 (zero) a 10 (dez) a cada uma das provas.

    4.1. A nota final de cada examinador ser a mdia ponderada das notas por ele

    atribudas s provas.

    4.2. Os candidatos que alcanarem, de 3 (trs) ou mais examinadores, a mdia mnima

    7,0 (sete), sero julgados habilitados Livre-Docncia.

    4.3. A Comisso Julgadora, terminadas as provas, emitir um parecer circunstanciado,

    nico e conclusivo, sobre o resultado do concurso que ser submetido homologao da

    Congregao da Unidade, instncia final de mrito para deliberao.

    V - DA DIVULGAO DO PARECER DA COMISSO JULGADORA

    5. O parecer final da Comisso Julgadora, homologado pela Congregao da Faculdade

    de Cincias Mdicas, ser publicado no DOE.

    VI - DO RECURSO

    6. Do julgamento do concurso caber recurso, exclusivamente de nulidade, para a

    Cmara de Ensino, Pesquisa e Extenso.

    VII DA LEGISLAO

    7. O presente concurso obedecer as disposies contidas na Deliberao CONSU-A-

    05/2003 e Deliberao CONSU-A-21/2014 que estabelece o perfil de Professor Associado

    I (MS-5.1) da Faculdade de Cincias Mdicas.

    ANEXO I- PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

    MD343 Pricpios de Farmacologia

    Ementa: Farmacologia geral (farmacocintica, farmacodinmica), Farmacologia do

    sistema nervoso autnomo (neurotransmisso adrenrgica e colinrgica), juno

    neuromuscular (neurotransmisso, bloqueadores neuromusculares, anticolinestersicos),

    Farmacologia cardiovascular e drogas anti-hipertensivas

    2. CARGA HORRIA

    As atividades desta disciplina correspondem a 60 horas, 4 crditos, compostos de

    atividades tericas e de avaliao.

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    3. ATIVIDADES TERICAS

    I. Farmacologia geral (farmacocintica e farmacodinmica)

    1. Vias de administrao

    2. Absoro

    3. Distribuio

    4. Metabolizao

    5. Excreo/eliminao (clearance)

    6. Farmacodinmica

    II. Farmacologia do sistema nervoso autnomo

    7. Neurotransmisso adrenrgica e agonistas adrenrgicos

    8. Antagonistas adrenrgicos

    9. Neurotransmisso colinrgica e agonistas colinrgicos

    10. Antimuscarnicos

    11. Anticolinestersicos

    12. Farmacologia da juno neuromuscular

    13. Anestsicos locais

    IV. Farmacologia do sistema cardiovascular

    14. Regulao da presso arterial

    15. Diurticos

    16. Bloqueadores de canal de clcio

    17. Inibidores da enzima conversora de angiotensina (eca)

    18. Antagonistas de receptores de angiotensina

    19. Farmacologia do xido nitrico e antianginosos

    20. Farmacologia dos antiarrtmicos

    21. Agentes inotrpicos (digitlicos, dobutamina e inibidores

    da pde3)

    MD447 - Farmacologia

    Ementa: Farmacologia do Sistema Cardiovascular com nfase nos frmacos anti-

    hipertensivos, inotrpicos cardados antiarrtmicos, fibrinolticos e antiplaquetrios.

    4- CARGA HORRIA

    As atividades desta disciplina correspondem a 30 horas, 2 crditos, compostos de

    atividades tericas e de avaliao.

    5- ATIVIDADES TERICAS

    1- Hormonioterapias

    2- Antibiticos 1

  • Fls.:

    Processo n:

    Rubrica:

    3- Antibiticos 2

    4- Antineoplsicos

    5- Antifngicos

    6- Antivirais 1

    7- Antivirais 2

    8- Diabetes 1

    9- Diabetes 2

    10- Farmacologia das estatinas e antilipidmicos

    11- Antitrombticos (fibrinolticos e antiplaquetrios)

    Farma

    cologia da disfuno ertil

Recommended

View more >