Feira de Ciências Escolar como espaço para o fomento da ... ?· Feira de Ciências Escolar como ...…

Embed Size (px)

Text of Feira de Ciências Escolar como espaço para o fomento da ... ?· Feira de Ciências Escolar como...

  • XIX ENCONTRO INTERNACIONAL VIRTUAL EDUCA BRASIL

    Feira de Cincias Escolar como espao para o fomento da educao

    cientfica no Centro Territorial de Educao Profissional Piemonte do

    Paraguau I: Contribuies do Programa Cincia na Escola

    Agda Stela Oliveira de Lima (Coordenadora Pedaggica do CETEPP I. agdastelalima.pce@gmail.com)

    Gilsiane Brito L. de Oliveira (Professora de Pesquisa e Interveno Social do CETEPPP I.gilsianeleao@gmail.com)

    RESUMO

    Este trabalho apresenta uma experincia vivenciada no Programa Cincia na Escola-PCE, e aborda sobre a participao dos estudantes da educao profissional na Feira de Cincias Escolar do CETEP Piemonte do Paraguau I no ano de 2017 e em outros eventos cientficos. A realizao de projetos de investigao envolvendo estes estudantes e a apresentao em Feiras de Cincias tem se mostrado uma ao importante no desenvolvimento de novas competncias. As anlises e reflexes apresentadas perpassam pelo objetivo e aes desenvolvidas no PCE, em especial a formao continuada do professor, como ao preponderante para favorecer a educao cientfica. O objetivo deste trabalho avaliar a participao de estudantes em eventos cientficos em especial na Feira Escolar e analisar se h estmulos nas aes do PCE para que efetivem essas participaes. Considera que os eventos cientficos possibilitam a interao entre os estudantes e outros pesquisadores e favorecem o acesso a novas contribuies que possam ampliar as pesquisas dos mesmos. Os resultados apontam que as aes do PCE tem grande contribuio no desempenho desses discentes e que as Feiras de Cincias Escolares podem auxiliar no desenvolvimento da formao cientfica e que h diversos pontos positivos, apesar de notar que tambm h vrios desafios no desenvolvimento dessas aes. Palavras-chave: Educao Cientfica , Feira de Cincias Escolar, Programa Cincia na Escola .

    mailto:agdastelalima.pce@gmail.com

  • INTRODUO

    O Programa Cincia na Escola (PCE), atravs de suas aes promove a participao dos estudantes da educao bsica nos eventos cientficos, incluindo a Feira de Cincias Escolar e especificamente na Feira de Cincia da Bahia (FECIBA), desde o ano de 2011. Dessa forma, a participao dos estudantes nesse tipo de evento tem favorecido a apreenso de novos conhecimentos, principalmente pela busca informal de trocas de informaes de interesse comum dos estudantes pesquisadores. Segundo Demo (2010), fundamental tomar a educao cientfica como parte da formao do aluno. Logo, esses eventos so reconhecidos como um espao dinamizador de discusses e ampliao das pesquisas de investigao, contribuindo assim com esse processo de formao.

    Ainda observa-se que a participao em eventos cientficos mais evidente em acadmicos do que em estudantes da educao bsica. Como ento, esperar o desenvolvimento dos estudantes se eles no vivenciarem os eventos cientficos desde a educao bsica? As aes do PCE perpassam principalmente pela formao dos professores, visando promover a educao cientfica e estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas. Suas aes tambm tem incentivado a participao de bolsas de estudo para os estudantes do ensino mdio atravs do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico e Tecnolgico (CNPQ), bem como o fomento para a realizao de feira e mostras de cincia, o que tem contribudo para o desenvolvimento cientfico e a inovao nas escolas pblicas estaduais do estado da Bahia.

    Este estudo foi desenvolvido atravs da descrio e anlise da Feira de Cincias realizada no ano de 2017 no Centro de Educao Territorial Piemonte do Paraguau I CETEPPP I e com um olhar crtico ao desenvolvimento tcnico, cientfico e educacional da comunidade escolar, apresentando o histrico descritivo da Feira de Cincias realizada pela instituio neste ano em destaque, como forma de descrever, o impacto e as perspectivas de melhorias deste projeto na escola, e a partir de uma observao-participante, analisando fatores como criatividade e capacidade inventiva e investigativa dos estudantes; exposio e difuso da produo cientfica de educao profissional; envolvimento e participao dos professores, estudantes e da comunidade externa.

    Esta discusso, portanto importante na medida que reconhece a participao dos estudantes da educao bsica em eventos cientficos como formao complementar a educao cientfica proposta pela escola atravs das aes do PCE e este trabalho apresenta ainda a realidade dos estudantes das escolas estaduais do Ncleo Territorial de Educao-NTE 14, no que diz respeito ao desenvolvimento de pesquisas investigativas a partir do Programa Cincia na Escola.

    Assim, o objetivo deste trabalho avaliar qual a contribuio da Feira de Cincias Escolar e de outros eventos cientficos como cursos, seminrios, feiras, congressos no desenvolvimento dos estudantes da educao bsica e analisar se h estmulos nas aes do PCE para que aconteam essas participaes.

  • OBJETIVOS

    Geral Analisar as contribuies da Feira de Cincias Escolar para o desenvolvimento da educao cientfica dos estudantes da educao bsica Especficos

    Reconhecer as aes do PCE como motivadoras para desenvolvimento dos professores e estudantes;

    Identificar o nmero de estudantes do Ncleo Territorial de Educao NTE 14 e do CETEP PPI que j participaram de eventos cientficos promovidos pelo PCE;

    Reconhecer a formao continuada de professores como ao primordial do PCE.

    PROCEDIMENTOS METODOLGICOS

    Sobre o programa

    O Programa Cincia na Escola- PCE, tem uma grande misso enquanto ao estruturante da Secretaria da Educao do Estado da Bahia que promover a educao cientfica por meio de uma tecnologia educacional prpria que possibilita a formao do estudante crtico, criativo, autnomo e capaz de protagonizar o seu processo de aprendizagem, em situaes de contextos, com vistas transformao social da realidade em que se encontra inserido e tem como objetivo geral, promover a educao cientfica para professores e estudantes das escolas pblicas estaduais da Bahia. As aes do PCE perpassam principalmente pela formao continuada do professor para atuar como ponto de partida e de chegada a sua prpria prtica pedaggica, atuando como professor orientador de projetos de investigao desenvolvidos por estudantes com olhares sobre os problemas de diversos campos de estudo em suas realidades.

    Oliveira (2015), afirma que a investigao sobre a prpria prtica empodera os professores, permitindo reflexes a respeito das fragilidades e dos pontos fortes das aes pedaggicas. Assim, compreende-se que o processo de formao de professores no PCE deve ter direcionamento com a prtica pedaggicas dos professores.

    O Programa atende as escolas da Educao Bsica, Ensino Fundamental II e Ensino Mdio no estado da Bahia e atua com diferentes aes, dentre elas, implantao de Clubes de Cincias, Feira de Cincia Escolar, Caravanas Cientficas, dentre outras aes que mobilizam os estudantes pesquisadores a desenvolverem seus projetos e apresentar em eventos cientficos como a Feira de Cincias Escolar, Feira de Cincias e Matemtica da Bahia- FECIBA e em eventos cientficas nacionais e internacionais.

  • As aes do PCE so desenvolvidas pelas unidades escolares e direcionadas a participao direta de professores e estudantes sob orientao e acompanhamento de um Formador Regional- FR que atua por rea de territorializao em parceria com os Ncleos Territoriais de Educao- NTE. O Formador Regional tem um papel fundamental no processo de formao dos professores, ele o profissional que motiva e contribui com a articulao das aes do programa com o currculo escolar atravs da formao continuada dos professores.

    Formao continuada de professores e o Formador Regional FR

    O processo de formao continuada dos professores da Educao Bsica no Programa Cincia na escola acontece em diferentes espaos. No cotidiano da escola, especificamente nos encontros de Atividades Complementares-AC acontece a ao denominada Oficina no Cho da Escola, ao direcionada pelo Formador Regional, profissional responsvel pelo acompanhamento e orientao dos professores das reas de Humanas (Geografia, Histria, Sociologia, Filosofia) e Cincias da Natureza (Fsica, Qumica e Biologia). Nesta oficina o Formador desenvolve atividades que dialogam com o currculo escolar e o planejamento do professor. Como afirma Freire (1996, p.29) [...] no h ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Esses que fazeres se encontram um no outro. Assim, o dilogo com o planejamento do professor promove um repensar sobre sua ao.

    Atividades mo na massa tambm so desenvolvidas a partir das sequncias didticas-SD propostas para tal ao. Alm do acompanhamento no cotidiano escolar, a formao continuada dos professores acontece tambm em Seminrios Colaborativos Cincia na Escola- SECOCE, momento organizado pela Coordenao do PCE e Formadores Regionais. O SECOCE organizado com 16 horas de formao em dois encontros anuais, um encontro por semestre e envolve professores de diversas escolas dos Ncleos Territoriais de Educao- NTE. O SECOCE pode ser organizado em Plos de formao, o que favorece a participao de um nmero maior de professores. Nesses encontros de formao o Formador Regional orienta aos professores sobre a utilizao dos livros Bahia, Brasil: vida, natureza e sociedade e Bahia, Brasil: espao, ambiente e cultura e desenvolve oficinas de SD para ampliar a prtica dessa metodologia em sala de aula. Os professores tambm participam de formao direcionada ao acompanhamento e orientao dos projetos de investigao cientfica dos estudantes pesquisadores. Analisando os dados do NTE 14- Itaberaba, percebe-se que h um diferencial significativo no quantitativo dos professores envolvidos depois que o SECOCE no NTE 14 passou a ser desenvolvido em Plos de Formao.

    Tabela 1. Quantitativos de professores que participaram do SECOCE no ano de 2016 no NTE 14/Itaberaba, 2016

    SECOCE 2016 Municpios Escolas Professores

    SECOCE I (Plo nico) 8 11