Fiat Institucional

  • Published on
    12-Aug-2015

  • View
    82

  • Download
    5

Embed Size (px)

Transcript

<p>1. 2.</p> <p>INSTI TUCIONAL.........................................................................................................................3 GESTO ....................................................................................................................................3 VI SO ...................................................................................................................................3 PRI NCPIOS E VALORES.......................................................................................................4 ACI ONISTAS .........................................................................................................................4 DI RETORI A ............................................................................................................................4 PROCESSOS PRODUTI VOS .....................................................................................................5 FBRI CA DE MOTORES E TRANSMI SSO ..........................................................................6 PRENSAS ...............................................................................................................................6 UNI DADE OPERATIVA FUNILARIA.......................................................................................7 PI NTURA ................................................................................................................................7 MONTAGEM FI NAL..............................................................................................................8 PI STA DE TESTES ....................................................................................................................8 GRUPO FIAT .............................................................................................................................8 CAPACIDADE PRODUTIVA ....................................................................................................9 DIMENSES DA FBRICA .......................................................................................................9 PRMIOS...................................................................................................................................9 SUSTENTABI LIDADE ................................................................................................................ 18</p> <p>2.1MISSO.......................................................................................................................................3 2.2 2.3 2.4 2.5 3.</p> <p>3.1 PLO DE DESENVOLVIMENTO................................................................................................5 3.2 3.3 3.4 3.5 3.6 3.7 4. 5. 6. 7. 8.</p> <p>8.1 FI AT ECOLGICA................................................................................................................... 19 8.1.1 COMPLEXO ECOLGICO ................................................................................................. 19 8.1.2 I SO 14001 ............................................................................................................................. 19 8.1.2 I LHA ECOLGI CA COLETA SELETIVA............................................................................. 20 8.1.3 TRATAMENTO DE GUA ..................................................................................................... 20 8.1.4 POL TI CA AMBIENTAL .......................................................................................................... 22 8.2 EDUCAO NO TRNSI TO ................................................................................................... 22 8.3 I NCLUSO SOCIAL................................................................................................................. 23 8.4 EMPREGADOS ........................................................................................................................ 23 8.5 CULTURA.................................................................................................................................. 23 8.6 SELO DO I BAMA ..................................................................................................................... 24</p> <p>1. INSTITUCIONALCompromisso com o Brasil, pioneirismo e inovao como caractersticas marcantes, produtos de alta qualidade e tecnologia, design admirado, respeito ao consumidor e responsabilidade socioambiental. Esses atributos compem o perfil da Fiat Automveis, uma das empresas automobilsticas com maior crescimento no mercado brasileiro e lder de vendas no setor. Instalada em Betim (MG), desde 1976, a Fiat Automveis tem capacidade produtiva para at 800 mil veculos por ano. A empresa est em meio a um importante ciclo de investimentos de R$ 10 bilhes entre 2011 e 2014, que ampliar a capacidade da fbrica de Betim para 950 mil unidades anuais. A Fiat tambm investe na implantao de sua segunda fbrica de automveis no Pas, situada em Goiana, Pernambuco, que ter capacidade para produzir at 250 mil unidades por ano. A Fiat Automveis tambm investe no desenvolvimento de novos produtos, novas tecnologias, qualidade e capacitao da engenharia para executar projetos cada vez mais ousados e inovadores. Tudo em sintonia com os desejos e as aspiraes dos clientes. A Fiat Automveis superou, em 2012, sua marca histrica de vendas no Brasil, registrando o melhor desempenho em seus 36 anos de presena no Pas. De janeiro a dezembro, foram emplacados 838.2 19 automveis e comerciais leves da marca, o que representa um crescimento de 11,1% em relao ao ano anterior ( com 754.276 unidades vendidas ) e uma expanso de 10,2% em relao ao recorde de vendas anterior da empresa, estabelecido em 2010, com 760.495 unidades. A Fiat liderou o mercado brasileiro pelo dcimo primeiro ano.</p> <p>2. GESTOA Fiat Automveis prega a constante adoo de prticas de gesto que a colocam como sinnimo de excelncia e orgulho entre seus clientes, acionistas, empregados e que proporcio nam marca ser lder de mercado. Em seus Princpios e Valores, a Fiat adota coerncia, transparncia, tica e exigncia consigo mesma, com a constante busca de sempre fazer o melhor. Em suas prticas de gesto, que tornam a marca cada vez mais forte, a Fiat preocupa-se constantemente com o cliente, a razo da existncia de qualquer negcio, e com toda a sociedade. A Fiat valoriza as pessoas e respeita o ambiente como um todo para crescer diante de uma sociedade mais justa e com perspectivas de futuro.</p> <p>2.1MISSODesenvolver, produzir e comercializar carros e servios que as pessoas prefiram comprar e tenham orgulho de possuir, garantindo a criao de valor e a sustentabilidade do negcio.</p> <p>2.2 VISOEstar entre os principais players do mercado e ser referncia de excelncia em produtos e servios automobilsticos.</p> <p>2.3 PRINCPIOS E VALORESNossos princpios: Integridade e rigor Coerncia, transparncia, tica e exigncia consigo mesmo, buscando sempre fazer o melhor. Abertura ao debate e busca da convergncia Estar aberto ao novo, dispor-se a escutar pontos de vista diferentes, tendo humildade para aprender. Capitalizao das diferenas culturais Aprender com a cultura local e global, fazendo da diferena um fator competitivo. Competncia profissional como paixo Procurar apaixonadamente a excelncia, tendo orgulho de fazer o que gosta, onde gosta e com excelncia. Rapidez e determinao Agir rpido nas decises, sendo simples e objetivo para alcanar os melhores resultados. Propositividade Ir alm do exigido, com iniciativa, autonomia, criatividade e disposio para melhorar cada vez mais. Vontade de superar-se Ir alm dos limites, estabelecendo desafios estimulantes em busca de novos aprendizados e resultados. Nossos Valores: Satisfao do cliente Ele a razo da existncia de qualquer negcio. Valorizao e respeito s pessoas So as pessoas o grande diferencial que torna tudo possvel. Atuar como parte integrante do Grupo Fiat Juntos nossa marca fica muito mais forte. Responsabilidade social a nica forma de crescer em uma sociedade mais justa. Respeito ao Meio Ambiente isso que nos d a perspectiva do amanh.</p> <p>2.4 ACIONISTASA Fiat Automveis S.A. 100% controlada pela Fiat Group Automobiles SpA, uma das empresas do Grupo controlada pela Fiat SpA.</p> <p>2.5 DIRETORIADiretor Presidente: Cledorvino Belini Outros diretores estatutrios Fiat Automveis: Max Chiara - Diretor Administrativo e Financeiro Llio Ramos - Diretor Comercial Alfredo Leggero - Diretor Industrial Mrio Borio - Diretor Recursos Humanos</p> <p>Outros diretores Fiat Automveis: Osias Galantine - Diretor de Compras Marco Antnio Lage - Diretor de Comunicao Corporativa Claudio Demaria - Diretor de Engenharia de Produto Mrcio de Lima Leite - Diretor Jurdico Carlos Eugnio F. Dutra - Diretor de Desenvolvimento de Negcios Mercado Externo Cristiane Paixo - Diretora de Qualidade Antnio Srgio Martins Mello - Diretor de Relaes Institucionais Luis Claudio Corrrea Villani - Diretor Information Technology</p> <p>3. PROCESSOS PRODUTIVOSConhea os processos de produo da Fiat Automveis</p> <p>3.1 PLO DE DESENVOLVIMENTOO Plo de Desenvolvimento Fiat composto por seis reas de engenharia e capacita a Fiat Automveis a deter toda a tecnologia de projetar um automvel, do design at a construo dos prottipos. Para tanto, estas reas foram dotadas de laboratrios com recursos de ltima gerao, capazes de simulaes e testes dinmicos em escala real. O Centro Estilo a nica rea de concepo de design da Fiat fora da Europa. Utiliza tecnologia de criao de modelos virtuais com o mximo de fidelidade com o real. A Engenharia Eltrica e Eletrnica conta com 12 laboratrios de ltima gerao. Destacam-se os de compatibilidade eletromagntica, eletroacstica e fotometria. O objetivo da rea de Engenharia Carroceria garantir que a estrutura de carroceria e acabamento interno do veculo tenha elevado desempenho e alta durabilidade. Na rea de Engenharia Chassi, busca-se assegurar que a estrutura do veculo e seus componentes de suspenso tenham comportamento e performance compatveis com os diversos tipos de solo e clima, com alta durabilidade. Em Construo de Prottipos acontece a primeira realizao fsica de um projeto virtual, onde o carro se materializa antes de ser produzido em srie. Por fim, a Engenharia de Experimentao de Veculos a rea responsvel pela avaliao final do produto Fiat. Verifica-se a durabilidade, a confiabilidade e o desenvolvimento dos veculos e avaliase o funcionamento simultneo de todos os seus sistemas.</p> <p>3.2 FBRICA DE MOTORES E TRANSMISSO</p> <p>Os motores e transmisses dos automveis Fiat so desenvolvidos e produzidos pela maior empresa de sistemas de propulso da Amrica Latina, a FPT Powertrain Technologies. Constituda em maro de 2005, a FPT Powertrain Technologies a sociedade do Grupo Fiat que rene todas as atividades de desenvolvimento e produo de sistemas de propulso das seguintes empresas: Fiat Group Automobiles (Fiat Powertrain), Iveco (Iveco Motors) e Centro Ricerche Fiat e Elasis. A FPT possui um leque extenso de produtos e tecnologias capaz de atender s variadas demandas do mercado. Produz motores com potncia de 20 a 1.020 cavalos e cilindradas de 1.000 a 20.100 cc e transmisses em uma gama que cobre de 145 a 950 Nm. Seus produtos podem ser aplicados em todos os setores: automobilstico (veculos de passeio, especiais e comerciais, caminhes e nibus); industrial (mquinas de construo, agrcolas, especiais e de irrigao); martimo (lazer e profissional) e gerao de energia. Dentro da fbrica da Fiat em Betim, a FPT possui um centro de engenharia especializado no desenvolvimento de propulsores com combustveis alternativos e duas fbricas, onde so produzidos os motores Fire 1.0 Economy Flex, Fire 1.0 Flex, Fire 1.3 Flex, Fire 1.4 Flex e Fire 1.4 Tetrafuel e as transmisses C510, C510 Dualogic, C510 Locker e C513. Anualmente, a FPT produz em sua unidade na regio metropolitana de Belo Horizonte 1,5 milhes de unidades / ano, somando os volumes de propulsores e cmbios. Na moderna fbrica de motores a produo divida em duas etapas principais: usinagem e montagem. Na primeira realizado todo o processo de desbaste e acabamento do bloco motor, eixo virabrequim e cabeotes, que so as principais peas do produto. J a montagem de todos os componentes do propulsor e testes de funcionamento faz parte da segunda fase da produo. J na fbrica de transmisses, o processo feito em trs etapas: usinagem, tratamento trmico e montagem. Para comprovar a qualidade e durabilidade dos produtos, cada pea passa pelo teste de Manobralidade, no qual so analisadas as transies e a transmisso das marchas em uma cabine totalmente computadorizada de ltima gerao. Depois de finalizados, os motores e cmbios so enviados para a rea de Motopropulsor da Fiat, unidade responsvel pela unio dos dois produtos. Depois de encaixado, o conjunto motopropulsor completo enviado linha de montagem final onde acoplado carroceria dos mais diversos veculos da montadora.</p> <p>3.3 PRENSASNo setor de prensas, as chapas de ao so transformadas em peas para a carroceria do automvel. As chapas de ao chegam em bobinas e/ou chapas j cortadas e tratadas quimicamente. As prensas recortam, furam e dobram as chapas de ao at chegar pea desejada. Ao todo esto em funcionamento 17 linhas de prensas mdias e grandes. Cada linha tem capacidade de fazer de 15 a 20 tipos de peas diferentes. So 108 prensas com poder de impacto variando entre 50 e 1500 toneladas. Esta a linha de prensas robotizadas, utilizada para a produo de peas para o modelo Palio.</p> <p>Todas as aparas de ao no aproveitadas no processo so transformadas em sucatas prensadas e, posteriormente, reprocessadas. Reciclando este material, a Fiat contribui para a pre servao do meio ambiente.</p> <p>3.4 UNIDADE OPERATIVA FUNILARIAAs peas estampadas nas prensas so soldadas na funilaria e a carroceria comea a tomar forma. Aqui so unidas as peas vindas das prensas, passando pelos processos de montagem, grafatura e soldagem p ara se formar a carroceria do veculo. No incio desta etapa feita a juno de vrias peas do pavimento, que em seguida unido frente do veculo, em um processo chamado de Autolelaio. Na terceira fase so unidos teto, traseira e laterais do veculo, formando-se a carroceria, que enviada para a uma importante mquina da Fiat, a Mascherone (que em italiano significa Mscara Grande e ganhou esse nome em homenagem ao engenheiro Sergio Mascherone, responsvel pela sua criao). exatamente esse maquinrio que faz o automvel. Coberto pelo equipamento, em um intervalo de um minuto, o veculo recebe os primeiros 48 pontos de solda. Ao sair do Mascherone, a carroceria segue para a complementao das soldas durante o percurso, recebe entre 3,8 mil e 4,5 mil pontos de soldas, dependendo do veculo, que depois passa por um processo de reviso para ser encaminhado ao galpo de pintura. Respeito ao cliente Na Fiat, adota-se a filosofia do Ps-Fordismo, ou seja, no se trabalha com estoques as peas armazenadas esto determinadas para suas respectivas carrocerias. Elas podem permanecer estocadas por, no mximo, dois dias, para uma melhor negociao do valor do ao, produto co...</p>