GTI - Apostila III

  • Published on
    06-Jul-2015

  • View
    98

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

GOVERNANA DE TI4. PRINCPIOS DE TIConjunto relacionado de declaraes de alto nvel sobre como a TI utilizada nos negcios da organizao. Outro aspecto que deve ser levado em considerao quando se trata da estratgia de TI so os Princpios de TI. So declaraes (frases) simples e formais que guiam o comportamento das pessoas e da administrao da organizao em relao ao uso da TI. So como mandamentos que devem se seguidos por todos envolvidos com a TI da organizao. Eles devem o

Transcript

GOVERNANA DE TI4. PRINCPIOS DE TIConjunto relacionado de declaraes de alto nvel sobre como a TI utilizada nos negcios da organizao. Outro aspecto que deve ser levado em considerao quando se trata da estratgia de TI so os Princpios de TI. So declaraes (frases) simples e formais que guiam o comportamento das pessoas e da administrao da organizao em relao ao uso da TI. So como mandamentos que devem se seguidos por todos envolvidos com a TI da organizao. Eles devem orientar as resolues do Plano de TI (que ser abordado futuramente). Por exemplo, um executivo instala um software fora do padro em seu notebook e depois solicita suporte da TI da organizao para ele. Recursos da organizao so gastos para resolver esse problema. Poderia existir uma declarao de princpio de TI indicando a proibio do suporte a softwares que no sejam homologados pelo setor de TI. Abaixo alguns exemplos genricos de Princpios de TI: o o A TI deve contribuir para a realizao de estratgias competitivas da organizao; As necessidades dos negcios deve ter prioridade quando da tomada de decises sobre a administrao dos sistemas; o o Assegurar a integridade das informaes; Ao tomar decises sobre a integrao de solues leve em considerao o ciclo de vida da soluo; o o o o o Nossa rede corporativa deve prover acesso a um grande conjunto de aplicaes; Usurios que exigem mobilidade devem ter acesso somente a dados operacionais; As aplicaes devem ser independentes de plataformas; Reutilizar antes de comprar; comprar antes de desenvolver; Aplicaes devem ser construdas pela montagem e interao de componentes existentes ao invs da criao de cdigo customizado; o Se a informao no estiver acessvel ou se for difcil de utilizar, ento o seu valor questionvel; o o Utilizar normas da indstria; Uma nica WAN integrada ser o backbone da arquitetura organizacional e suportar uma variedade de requisitos de comunicao, incluindo voz, dados, imagens e vdeo; o o o Produtos comprados no podem sofrer nenhuma customizao; Ter como objetivo redundncia zero para os dados; Aplicaes devem envolver o suporte a novos requisitos de negcio e fazer uso de novas tecnologias; o Tomadores de deciso no devem ser sobrecarregados com um volume excessivo de informao desnecessria;

1

o

O correio eletrnico ser o componente de infraestrutura de comunicao dentro e fora da organizao;

o o o o

Novos componentes de software devem ser independentes de plataforma; Projetar sistemas de misso crtica sem pontos de falha; Nos projetos deve ser dada preferncia para utilizao do SOA (Service Oriented Architecture); Os servios de rede devero estar disponveis sete dias por semana e vinte e quatro horas por dia;

o

Fornecer infraestrutura de servios segura para permitir empresa conduzir seus negcios eletronicamente;

o

Administrar a TI como um investimento.

importante salientar que os Princpios de TI que orientam uma organizao, podem no ser os mesmos que orientam outra. Eles dependem fortemente do tipo de organizao, da cultura, dos valores, e de outros aspectos intrnsecos a cada organizao.

2

5. ARQUITETURA DE TIArquitetura de TI a organizao lgica dos dados, servios de TI e interfaces, definida a partir de um conjunto de polticas, relacionamentos e opes tcnicas adotadas com a inteno de atingir um nvel desejado de padronizao e integrao entre tecnologia e negcios. Essa arquitetura deve ser disponibilizada organizao para atender aos objetivos estratgicos. Assim, a Arquitetura de TI deve ser elaborada depois de estabelecidos os objetivos de TI, a partir dos requisitos de negcio. Normalmente, elaborado um mapa dos servios e das solues integradas de TI. A organizao lgica acontece nos: o Dados desenvolvimento do dicionrio de dados corporativo que incorpora termos, expresses e regras relacionadas aos negcios; o Servios de TI utilizam o dicionrio de dados corporativo e so implementados, colocando a disposio, as transaes de negcio eficazmente automatizadas (apoio operao e gesto de negcios); e o Interfaces elas so planejadas aps as duas tarefas anteriores e procuram obter uma integrao natural e sem esforos extras. Para a criao da Arquitetura de TI, alguns aspectos podem ser levados em considerao, tais como: o o o Padronizao de dados, processos e entradas/sadas dos usurios; Compartilhamento da infraestrutura de dados e aplicaes; Como implantar aplicaes considerando a arquitetura de dados atual, os processos padres, sistemas legados, portais, etc.; e o Reutilizao de componentes de arquitetura.

A Arquitetura de TI deve permitir a clara visualizao (para toda a organizao) de como novas demandas de aplicaes so incorporadas e deve padronizar uma Arquitetura de TI com vista a otimizar recursos e fornecer flexibilidade para se adaptar s novas necessidades de negcio da organizao. Para se definir uma Arquitetura de TI, algumas perguntas devem ser respondidas: o o o o o o Quais so os processos centrais de negcio da organizao? Como esses processos se relacionam? Esses processos so determinados por quais informaes? Quais dados devem ser integrados e como? Quais atividades devem ser padronizadas para dar suporte essa integrao de dados? Que opes tecnolgicas guiaro a abordagem da organizao para as iniciativas de TI?

3

Abaixo, na Figura 4, exemplo de Arquitetura de TI.

Camada de apresentao de aplicaes Portal: Integrao da Apresentao Cliente Entrada no sistema Produtor Navegao Escritrio de Vendas Busca Sesses Subscritor Fatura/Pagamento Central de Atendimento Servio Elegibilidade Provedor de Servios Reclamaes Portais ParceirosAC O

Camada de dados e lgica de negcio das aplicaes Segurana e Direitos

Entrada e validao de tela Marketing ACORD JLife Ilustraes Entrada de Pedido Subscrio ACORD XML Concentrador de IntegraoXM L

Licenciamento

Taxas e Clculos Adequao Formulrios e Requisitos Regras do Negcio Administrao de Grupos Subscrio e Emisso Administrao de Produtos Fluxo de Trabalho

Armazenamento de dados operacionais

RD

Eventos

Registro de Servios

Figura 4 Exemplo de Arquitetura de TI

5.1.

MODELOS OPERACIONAIS

Uma abordagem para criar uma Arquitetura de TI focalizar o modelo operacional da organizao, ao invs de focalizar diretamente a Estratgia de Negcios, que est sempre em mutao. Modelo Operacional o nvel necessrio de integrao e padronizao dos processos de negcios para entregar os bens e servios necessrios para o cliente. Existem quatro alternativas de Modelos Operacionais, baseadas em duas escolhas que as organizaes devem fazer nos projetos de suas operaes: o O quanto devem ser padronizados os seus processos de negcio, ao longo das unidades operacionais (unidades de negcio, regies, funes, segmentos de mercado); e o O quanto devem ser integrados os seus processos de negcio ao longo dessas unidades.

Os quatro Modelos Operacionais so:

4

Coordenao Focaliza a integrao; Cria uma nica aparncia para os clientes sem forar padres de processos especficos nas unidades de negcio; Clientes, produtos ou fornecedores compartilhados; Unidades ou funes de negcio operacionalmente nicas; Administrao autnoma dos negcios - controle da unidade de negcios sobre o projeto dos processos

Unificao Projeto organizacional centralizado unidades de negcio com operaes semelhantes ou sobrepostas; Organizao persegue a necessidade de confiabilidade, previsibilidade e baixo custo, padronizando os processos de negcio; Compartilha dados ao longo das unidades de negcio para criar uma viso end-to-end das operaes e aparncia nica para o cliente; Clientes e fornecedores podem ser locais ou globais; Processos de negcio integrados globalmente, frequentemente com suporte de sistemas organizacionais; Proprietrios de processos de alto nvel projetam processos padronizados e os bancos de dados so obrigatoriamente centralizados; Tomada de deciso sobre TI centralizada; Exemplo: Negcios globais padronizados da Delta Air Lines. Replicao Focaliza o processo de padronizao unidades de negcio operacionalmente semelhantes; Unidades de negcio realizam tarefas da mesma maneira usando o mesmo sistema, de modo que possam gerar eficincia global; Poucos clientes compartilhados; Transaes independentes agregadas em um alto nvel; Lderes autnomos em unidades de negcios com pouco poder sobre os processos -controle centralizado sobre o projeto de processos de negcio; Definies de dados padronizadas, mas os dados so de propriedade local (alguma agregao com os dados corporativos); Servios de TI obrigatoriamente centralizados. Exemplo: Marriott replica sistemas e processos relacionados a uma ampla gama de processos, incluindo reservas, recompensas por frequncia, chamadas para acordar o cliente e planejamento de receitas em cada um dos hotis independentemente administrados.

Alta

de negcio; Dados compartilhados sobre clientes / fornecedores / produtos; Processos consensuais para o projeto dos servios de infraestrutura de TI; Decises sobre aplicaes de TI so tomadas nas

Integrao dos Processos de Negcio

unidades de negcio. Exemplo: Toyota Europe compartilha dados de produtos em suas unidades de negcio nos pases, de modo rapidamente vender peas e automveis atendendo os clientes. Diversificao Projeto organizacional descentralizado; Unidades de negcio atuam em mercados diferentes com diferentes produtos e servios (poucos clientes compartilhados); Unidades de negcio se beneficiam da autonomia local em decidir como tratar as demandas dos clientes (Transaes independentes); Controle das unidades de negcio sobre o projeto de processos de negcio; Poucos dados padronizados ao longo das unidades

Baixa

de negcio; Maioria das decises sobre TI tomadas dentro das unidades de negcio; Exemplo UPS tem diversificado em um conjunto de pequenos negcios orientados ao crescimento, como por exemplo, o UPS Supply Chain Solutions.

Baixa

Alta

Padronizao dos Processos de Negcio

5

Algumas caractersticas importantes desses modelos: o o o Modelo Unificao requer muito tempo, dinheiro e foco gerencial; Modelos Coordenao e Replicao requerem menos tempo para construir suas capacidades; No modelo Replicao, os administradores locais devem aceitar processos padres organizacionais, mas tem autonomia de gerenciar localmente o relacionamento com os clientes; o No modelo Coordenao, os administradores locais aceitam padres organizacionais para dados e interfaces com o usurio, mas tem autonomia de desenvolver produtos e processos para atingir objetivos locais de negcio. Todos os modelos apresentam oportunidades, mas tambm apresentam suas limitaes.

5.2.

EVOLUO DAS ARQUITETURAS DE TI

As Arquiteturas de TI das organizaes podem evoluir na seguinte ordem: o Silos de Negcios aplicaes de TI servem s necessidades locais de negcios Impacto causado por ignorar necessidades organizacionais quando da criao de solues para necessidades de negcios locais; Com o tempo, a acumulao de solues locais se torna cara e dificulta novas iniciativas particularmente aqueles entre os silos; o Tecnologia Padronizada plataformas tecnolgicas claramente articuladas limitando escolhas e aumentando a eficincia o o Tempo de desenvolvimento de TI melhorado; Baixo custo, plataformas de negcio melhoradas e impactos em novos negcios; Estgio importante, mas intermedirio

Ncleo Otimizado dados e processos padronizados aumentando a disciplina organizacional Enfatiza o desenvolvimento de plataformas de dados e processos compartilhados; Plataforma padronizada de negcios com baixo custo e qualidade mais consistente; Demanda mudanas em alta escala nos negcios e mudanas lentas de se implementar; Envolve a implementao dos principais novos sistemas organizacionais; Tempo maior de desenvolvimento de solues; Fora uma padronizao (por exemplo, um ERP que realize processos padro);

Modularidade de Negcios mdulos de processos de negcio encaixveis habilitando agilidade nos negcios Aumento nos custos, leva a poucas organizaes atingirem esse estgio; Implementar mdulos de processos com interfaces padro leva a custos iniciais de aprendizado; Impacto positivo nos negcios conjunto de mdulos de negcio bem projetados fornecendo uma plataforma para execuo e agilidade; Envolve reuso ou customizao de mdulos menores; Tempo de desenvolvimento menor; Permite uma padronizao seletiva (modular)

6