Guia Associativismo Concelho da Batalha

  • View
    222

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Guia Associativismo Concelho da Batalha

Transcript

  • | 1

  • | 2

    ndice

    Mensagem de S. Ex., o Secretrio de Estado do Desporto e Juventude.............3Associativismo: factor de desenvolvimento e de futuro...........................4Novos paradigmas e funes do Associativismo ......................................5Agrupamento de Escuteiros 194 Batalha ..................................................7Associao Batalha Bikers...........................................................................8Associao Cultural D. Recreativa do Casal de So Mamede..................9 Associao Cultural e Desportiva do Rio Seco........................................10 Associao Cultural Sons do Lena............................................................11Associao de Pais e Encarregados de Educao A. E. Batalha.............12Associao de Pais e Encarregados de Educao C. So Mamede........13 Associao de Propaganda e Defesa da Regio da Batalha....................14Associao Humanitria dos Bombeiros Voluntrios da Batalha........15Associao Recreativa Amarense...............................................................16Associao Recreativa Batalhense.............................................................17Associao Recreativa e Cultural de Alcaidaria......................................18Associao Rima Dapoio..........................................................................19Associao Tigre Shotokan Karatedo Batalha......................................20Atltico Clube da Batalha ..........................................................................21Atltico Clube de So Mamede..................................................................22BAC Batalha Andebol Clube...................................................................23BUM - Batalha Universal em Movimento Associao Cultural........24Capa das Glrias Clube de Patinagem Artstica .............................25Casa do Sport Lisboa e Benfica da Batalha..............................................26Casa do Povo do Reguengo do Fetal.........................................................27 Centro Cultural e Recreativo da Quinta do Sobrado e Palmeiros........28Centro Cultural e Recreativo Os Barreirenses.........................................29Centro Paroquial de Assistncia de Reguengo do Fetal.........................30Centro Recreativo da Rebolaria.................................................................31 Centro Recreativo de Alcanadas................................................................32Centro Recreativo dos Pinheiros...............................................................33Centro Recreativo e Desportivo da Torre.................................................34 Centro Recreativo e Jardim Infantil da Dem.........................................35Centro Recreativo da Golpilheira..............................................................36Centro Social Cultural e Recreativo das Brancas....................................37Centro Social e Cultural da Parquia de So Mamede...........................38Clube de Tiro, Caa e Pesca de So Mamede...........................................39Fundo Social dos Trabalhadores da C. M. Batalha.................................40Grupo de Cantares do Planalto de So Mamede.....................................41Irmandade da Santa Casa da Misericrdia da Batalha...........................42Junta de Aco Social da Diocese de Leiria..............................................43Ncleo da Batalha - Liga dos Combatentes..............................................44Organizao No Governamental para o D. St M Vitria...................45Rancho Folclrico Penedo..........................................................................46Rancho Folclrico Rosas do Lena.............................................................47Sociedade Recreativa da Jardoeira.............................................................48Sociedade Recreativa Relvense...................................................................49UDB - Associao Desportiva da Batalha................................................50Unio Cultural e Recreativa de Santo Anto............................................51

  • | 3

    Em nome do Governo portugus congratulo-me com a ini-ciativa e sado vivamente a Cmara Municipal da Batalha pela edio do Guia do Associativismo do Concelho.

    Por esta via se reconhece a importncia e o papel do associativismo como escola de cidadania participativa, sublinhando o insubstituvel papel da comunidade, e dos jovens em particular, na disseminao dos valores democrticos, atravs do seu envolvimento em ativi-dades associativas de toda a ordem, reforando, tambm, os laos de solidariedade intergeracional e a procura con-junta de solues para os grandes desafios da atualidade.

    Ao destacar o papel que os jovens podem e devem ter numa nova dinmica do tecido associativo, como factor indutor do desenvolvimento local, e ao lanar o desafio de que o movimento associativo possa ponderar novos papis em domnios da incluso social, apoio aos mais desfavorecidos e na construo de uma responsabilidade social partilhada, que contribua para o seu bem-estar e realizao, a Cmara Municipal da Batalha constitui-se num exemplo de como possvel e desejvel a in-terao construtiva entre as autoridades pblicas e a sociedade civil, em prol do bem-estar das comunidades.

    Este Guia do Associativismo, ao enunciar e descrever o historial, principais atividades e interesses prosseguidos pelo rico tecido associativo do Concelho da Batalha, constitui tambm um instrumento de divulgao e sensibilizao de excelncia, cumprindo um papel essencial dessa ao e testemunhando a importncia que este Concelho dedica a este decisivo instrumento de participao cvica ativa. Merecendo, por isso, naturalmente, o vivo aplau-so e o desejo de que cumpra todos os seus propsitos.

    Emdio GuerreiroSecretrio de Estado do Desporto e Juventude

    Mensagem do Senhor Secretrio de Estado do Desporto e Juventude

  • | 4

    O Municpio da Batalha tem um enorme orgulho no movimento associativo con-celhio e no trabalho que os dirigentes e responsveis das associaes tm realizado em prol do desenvolvimento da Batalha e das suas gentes.

    Ao editar o presente documento, cuja leitura se pretendeu simples e acessvel, desejamos con-tribuir para um maior conhecimento geral sobre a histria e as principais realizaes das mais de 40 associaes con-celhias em actividade. Mas, ao mesmo tempo, granjeamos prestar um justo contributo s Mulheres e aos Homens que, de forma graciosa e com enorme esprito de abnegao, do o melhor de si aos outros e Comunidade onde esto in-seridos.

    Com efeito, o movimento associativo caracteriza-se pela prtica de valores como a Solidariedade, a Cidadania, a Au-tonomia e a Independncia, em espaos que continuam a ser essenciais ao desenvolvimento cultural, desportivo, social, humanitrio ou recreativo.

    Garantindo a Constituio da Repblica Portuguesa o di-reito livre associao de pessoas e grupos, nunca como no momento presente as associaes e o seu papel fizeram tanto sentido. Acreditamos convictamente que as colectividades podem constituir-se como verdadeiro motor de desenvolvi-mento, dada a capacidade enorme que detm na construo de solidariedades, na execuo de prticas de cidadania e na afirmao e defesa de uma comunidade.

    Aproveito a edio do presente Guia do Associativismo do Concelho da Batalha para felicitar e agradecer a todas e a todos os dirigentes das associaes concelhias, o trabalho de grande valia e importncia para o desenvolvimento do Concelho da Batalha.Bem-hajam.

    Paulo Jorge Frazo Batista dos Santos Presidente da Cmara Municipal da Batalha

    Associativismo: factor de desenvolvimento e de futuro

  • De acordo com os ltimos dados da Confederao Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, existiro em Portugal cerca de 30.000 colectividades/associaes cul-turais, recreativas e desportivas, que contribuem, de modo decisivo, para a coeso e incluso social, assegurando um con-junto de bens e servios, com benefcios para as populaes.Estima-se que as associaes movimentem cerca de 425.000 voluntrios, Homens, Mulheres e Jovens, que procuram fazer o seu melhor em benefcio da sociedade e das comunidades onde residem, muitas vezes com prejuzo prprio, retirando tempo livre s suas famlias.O Movimento Associativo tem assistido nos ltimos tempos a profundas alteraes, em boa parte ditadas por contingncias de um quadro econmico adverso, de grande complexidade, com imposio de novas exigncias a todos os dirigentes as-sociativos. No Concelho da Batalha, as mais de 40 associaes em actividade tm sabido, com grande esforo e elevado sen-tido de misso, desenvolver com maior ou menor dificuldade, o seu trabalho, com resultados bastante satisfatrios. A esta perspectiva no alheia a ateno e a disponibilidade prxi-mo ao tecido associativo e aos dirigentes que o Municpio tem prestado, com dotao de recursos financeiros significativos e que, nos ltimos anos, atravs do Programa de Apoio ao Associa-tivismo, concedeu mais de um milho de euros s associaes. Uma verba bastante representativa, atendendo dimenso financeira da Cmara da Batalha, mas que entendemos bem aplicada e com retorno para o dinamismo concelhio.Na perspectiva social e de apoio aos mais desfavorecidos, abrem-se novos caminhos e linhas de actuao a este movimen-to. Os tempos conturbados que vivemos devem merecer, de todos os agentes, uma anlise ponderada sobre o papel que as associaes podem e devem assumir nesta rea de actuao, enquanto promotores de desenvolvimento local, e com novos papis em domnios da incluso social, do apoio aos mais desfa-vorecidos e na construo de uma responsabilidade social partilha-da, que prxima das pessoas, contribua para o seu bem-estar e realizao.

    Carlos Alberto de Oliveira HenriquesVice-Presidente da Cmara Municipal da Batalha

    Novos paradigmas e funes do Associativismo

  • Ficha Tcnica: