Handebol Treinamento Com Cargas

  • Published on
    05-Dec-2014

  • View
    19.544

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

  • 1. Carga e Adaptao no Andebol 1 NOTA DO AUTOR Este documento serve de apoio aos treinadores de andebol que se encontram numa fase inicial da sua carreira. Pretendo acima de tudo contribuir para um universo do conhecimento mais alargado, por parte dos jovens treinadores, atravs da apresentao de algumas matrias essenciais sua formao, que se no forem completadas atravs do esprito ambicioso do treinador na procura de mais informao e de maior qualidade, podero ser insuficientes. A informao aqui contida resulta da pesquisa da bibliografia apresentada, da troca de informaes e conhecimentos entre treinadores e da experincia no treino de jovens a vrios nveis, desde a captao para a modalidade at fase de especializao profunda. Este documento funcionar como um ponto de partida para a prtica do treinador e um meio de desenvolvimento da sua actividade. Temos plena conscincia que alguns dos conceitos e metodologias aqui apresentados se encontram em constante evoluo, de forma que a sua validade por vezes escassa. Cabe ao treinador continuar a investigar as novas tendncias do treino desportivo e aplic-las no seu dia a dia de forma a comprovar a sua validade na modalidade e nos seus atletas. No entanto o aspecto mais importante consiste na passagem da nossa prtica diria no terreno para o papel de forma a validar ou contrariar algumas das teorias vigentes. o treinador que deve comanda a investigao em funo da sua actividade e no o contrrio como normalmente sucede. Pedro Alvarez Abril 2003
  • 2. Carga e Adaptao no Andebol 2 INTRODUO O sucesso no alto rendimento depende de inmeros factores que esto associados ao momento da competio assim como sua preparao. A construo de equipas de sucesso depende da quantidade de trabalho acumulada ao longo dos anos, da qualidade desse mesmo trabalho e da existncia de uma boa matria prima, ou seja atletas com condies para o alto rendimento. O objectivo principal do alto rendimento desportivo consiste em ganhar. Para tal procura-se atravs de novos meios e mtodos de treino melhor as performances individuais e colectivas. Desta forma o treino assume uma responsabilidade maior na preparao do atleta. Treinar solicitar que o atleta realize esforos cada vez mais complexos que lhe permitam realizar aces anteriormente inatingveis por ele. Cabe ao treinador desde cedo explicar e motivar os atletas para o prazer e os benefcios do treino dos diferentes factores do jogo de forma a que estes superem as suas dificuldades e melhorem a sua actuao em jogo. A carga e adaptao esto intimamente relacionadas e o conhecimento destes dois processos que permite uma rentabilizao do processo de treino desportivo na sua plenitude. Pedro Alvarez Abril 2003
  • 3. Carga e Adaptao no Andebol 3 CARGA DE TREINO A carga a quantidade de estmulos que os exerccios tm sobre o organismo. A carga de treino dever proporcionar, quando bem planeada e aplicada dever levar a um aumento da forma desportiva atravs da melhoria dos ndices tcnicos, tcticos e fsicos. Desta forma o produto final da aplicao da carga de treino leva a um aumento dos nveis do organismo, o que proporciona uma adaptao que num estado final se pode caracterizar por um nvel de eficcia mxima, com o menor dispndio de energia possvel e uma rpida recuperao entre as aces realizadas. A orientao e distribuio da carga de treino ao longo da temporada dever respeitar as caractersticas e necessidades individuais dos atletas, o calendrio competitivo e o perodo da poca em que nos encontramos. igualmente importante que se respeitem os perodos de repouso que so decisivos para se assegurar uma adaptao positiva s cargas de treino, pois caso contrrio poderemos anula-las. A carga de treino encontra-se dividida em 3 diferentes perodos, durante os quais a carga de treino sofrer alteraes significativas em termos quantitativos e qualitativos. Perodo de Estabilizao Perodo de adaptao s cargas sofridas e regenerao das diversas estruturas e sistemas envolvidos. Na maior parte das vezes a inexistncia de perodos intermdios onde o jovem dever amadurecer a adaptao s novas cargas poder levar a casos de fadiga crnica ou sobretreino (manuteno constante e progressiva de cargas demasiado altas). De igual forma o treino a nveis de intensidade demasiado baixos (< 20%) leva inexistncia de adaptaes e perda de capacidades. Pedro Alvarez Abril 2003
  • 4. Carga e Adaptao no Andebol 4 Aps a determinao da carga ptima, esta dever ser repetida a fim de actuar positivamente sobre o organismo e provocar novas adaptaes. Para que a carga seja eficaz aconselha-se a sua repetio durante 4 a 6 semanas Perodo de Desenvolvimento Neste perodo observa-se que o atleta realiza com facilidade as tarefas que lhe so dadas e na ausncia da sintomas de cansao (Fc 120-130 ou menos). Assim est pronto para novo aumento da carga de treino. O aumento da carga poder ser uniforme ou descontinuamente progressivo. Depois de se atingir um nvel de rendimento mximo a carga no dever aumentar, pois os resultados no sero visveis nem benficos. O aumento da carga no linear com o aumento do rendimento a curto prazo. A realizao de sesses cujo objectivo principal ser o aumento de determinadas qualidades especficas (fora, resistncia anaerbia lctica) desaconselhado em determinadas idades pois as estruturas de suporte ainda no esto devidamente construdas e consolidadas. Pedro Alvarez Abril 2003
  • 5. Carga e Adaptao no Andebol 5 As sesses anaerbias antes dos 14 anos no sero aconselhadas e aps esta idade at sensivelmente aos 18 anos este tipo de sesso no dever ser utilizada mais do que uma vez por semana. Perodo de Reduo Encontra-se intimamente relacionado com a periodizao. Aps 3 ou 4 semanas de aumento ou estabilizao da carga necessrio reduzir devido ao provvel aparecimento de fadiga. A seguir a um microciclo de choque (bastante forte), uma sesso de treino mais intensa ou um exerccio mais exigente em termos de esforo, o atleta dever ter momentos de recuperao consoante o nvel de exigncia proposta e os seus nveis de fadiga. Desta forma usual utilizarem-se diversos procedimentos que levem a uma recuperao total das capacidades do atleta de forma a este estar apto a nova carga de treino. O tipo de recuperao poder ser activa ou passiva implicando sempre uma diminuio da carga. Fazem parte deste tipo de procedimentos os microciclos de recuperao, as sesses e os exerccios de recuperao. Pedro Alvarez Abril 2003
  • 6. Carga e Adaptao no Andebol 6 Aumento da Carga de Treino O desenvolvimento e aumento da carga do treino encontra-se relacionado com princpios de ordem metodolgica e pedaggica. A sua correcta aplicao de acordo com as caractersticas especficas do jovem atleta e da modalidade desportiva, garantem o sucesso na formao e promoo desse jovem. O aumento da carga dever ser progressivo com o avanar dos anos de preparao assim como da capacidade de adaptao e suporte de novas cargas de treino cada vez mais exigentes e complexas por parte do jovem. Numa primeira fase ha uma necessidade de aumento da frequncia das sesses de treino, esse aumento faz atravs do acrscimo pontual de uma sesso, de forma repetida no tempo e sempre com a mesma frequncia. Por outro lado a frequncia de treino aumenta anualmente, pois os atletas ao mudarem de escalo automaticamente treinam mais vezes, o nmero de sesses de treino por semana maior. Aps o incremento da frequncia de treino, o aumento deve-se fazer atravs do volume de treino. O volume conseguido atravs da durao da prpria sesso e da quantidade de tarefas que nela esto includas. De seguida, diminui-mos o tempo de recuperao, aumentando a densidade da sesso de treino. Num estado mais avanado sem, descurar as componentes anteriores, provocamos o aumento da intensidade do treino. Pedro Al