Informativo fmm

  • Published on
    18-Jan-2017

  • View
    133

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Veja nesta edio:

    Novas canonizaes

    Infalibilidade Papal

    Metfora sobre a Vida

    Lumem Fidei

    Trocadilhos

    Convento So Jos / Postulantado Frades Menores Missionrios

    Ano 02 / 2013

    A proxima- se a to esperada Peregr inao Franciscana, donde todos ns estaremos em cl ima de fes ta , agradecendo pelos 40 anosBODAS DE RUBI, dos Frades Menores Miss ionr ios .

    Falar nes ta preciosidade de pedra (RUBI) parece que contrar ia o idea l de pobreza que tanto So Francisco prezou, contudo no queremos valor i zar os bens mater iais adquir idos durante es te

    tempo (casas , ve culos , e tc . ) , poi s sabemos que nosso maior Bem Deus em nossa v idaFranc isco o pobre, Francisco o Humilde,

    entrou r ico nos cus . Depois de tantas lutas derrotas e v i tr ias ao longo de 4 dcadas o que deve emergi r de nosso corao a

    a legr ia , no a tr i s te za ou a indiferena pelo tempo a ser ce lebrado. O valor maior des ta Celebrao termos conscincia

    de que Deus e sta junto a ns: Alegrai - vos e re jubilai - vos, po is o Senhor nos so Deus se encontra no meio de ns (Sf 3 , 17) . Conduz imos

    o povo a Ele e Ele nos conduz .

  • Pgina

    Os Papas Joo Paulo II e Joo XXIII sero canonizados, confirmou o Vaticano.

    O Papa Francisco aprovou, um decreto que reconhece um segundo milagre atribudo ao pontfice polons Karol Wojty-laJOO PAULO II, que nas-ceu em 1920 e foi Pastor da Igreja Catlica entre 1978 e sua morte, em 2005.

    O Vaticano confirmou que Angelo Giuseppe Roncalli o Papa JOO XXIII, que pontifi-cou entre 1958 e 1963, tambm ser santificado. Em seu caso, Francisco considerou que a can-onizao merecida, apesar de no haver nenhum milagre for-malmente atribudo a ele. As datas das cerimnias de canon-izao ainda no foram divulga-das.

    Encontremos e vivamos nossa alegria franciscana onde So Francisco e seus primeiros companheiros a encontraram e como a viveram. Const. 59

    L umen Fidei - A luz da f, assim se intitula a primeira Encclica do Papa Francisco que hoje foi apresentada em conferncia de imprensa, no Vaticano. Dirigida aos bispos, sacer-

    dotes, diconos, religiosos e religiosas e a todos os fiis leigos, a Encclica explica o Papa Fran-cisco - j estava "quase completada" por Bento XVI. quela "primeira verso" o atual Pontfice acrescentou "ulteriores contribuies". A finali-

    dade do documento recuperar o carter de luz que especfico da f, capaz de iluminar toda a existncia humana.Quem acredita nunca est sozinho, porque a f um bem comum que ajuda a edificar as nossas sociedades, dando esperana. E este o corao da Lumen fidei. Numa poca como a nossa, a moderna - escreve o Papa - em que o acreditar se ope ao pesquisar e a f vista como um salto no vazio que impede a liberdade do homem, importante ter f e confiar, com humildade e coragem, ao amor misericordioso de Deus, que endireita as distores da nossa histria.

    T R O C A D I L H O S

    T to fraco, que fui dar um tapa no visual e quase cai de costas.

    Notcia Urgente: Preso engole folha de habeas corpus e amanhece com intestino solto!

    Existe colrio rodovirio para colocar no olho da rua? No gosto de falar de obesidade... um assunto muito

    pesado. Se voc estiver no limite, no esquente, fale com o ger-

    ente do banco e parcele.

    42 3622 8581 www.fradesmenroresmissionarios.org / www.missoesfmm.com.br /

    http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=images&cd=&cad=rja&docid=dKeKCtJc0h__7M&tbnid=17yjcMg00spvMM:&ved=0CAUQjRw&url=http%3A%2F%2Fnoticias.terra.com.br%2Fmundo%2Feuropa%2Fvaticano-anuncia-que-joao-paulo-ii-e-joao-xxiii-serao-sant

  • Pgina 6

    HINO "ESPERANA DO AMANHECER" - JMJ Rio-2013

    Sou marcado desde sempre com o sinal do Redentor, que sobre o monte, o Corcovado, abraa o mundo com Seu amor. (Refro) CRISTO NOS CONVIDA: "VENHAM, MEUS AMIGOS!" CRISTO NOS ENVIA: "SEJAM MISSIONRIOS!" Juventude, primavera: esperana do amanhecer; quem escuta este chamado acolhe o dom de crer! Quem nos dera fosse a terra, fosse o mundo todo assim! No guerra, fora o dio, S o bem e paz a no ter fim.

    Do nascente ao poente, nossa casa no tem porta, nossa terra no tem cerca, nem limites o nosso amor! Espalhados pelo mundo, conservamos o mesmo ardor. Tua graa que nos sustenta nos mantm fiis a Ti, Senhor! Atendendo ao Teu chamado: "Vo e faam, entre as naes, um povo novo, em unidade, para mim seus coraes!" Anunciar Teu Evangelho a toda gente transformar o velho homem em novo homem em mundo novo que vai chegar.

    Lembremo-nos de que nada servem o saber humano e, mesmo, o conhecimento das Escrituras, se no concorrem a melhor amar e servir a Deus e aos irmos. Cont. 782

    O seminrio Nossa Senhora de Ftima que na atualidade a comuni-dade composta pe-los freis Levi, Walter, Ernani e Vonibaldo, fechou o semestre na

    alegria de ter acompanhado 10 seminaristas. O atual Reitor Frei Walter continua otimista e espera mais um candidato para o semes-tre seguinte somando portanto 11 seminaristas. Deus seja louvado e continuemos a agradecer e a pedir ao Senhor que envie mais ser-vos, discpulos para a misso.

    Pgina 3

    13 definies dogmticas (aqui mostra a infalibilidade papal)

    Ano: 449-O papa so Leo Magno expe a doutrina do mistrio da encarnao. Em

    Cristo h uma s pessoa (divina) e duas naturezas (divina e humana). Debela-se, assim, a

    heresia de Nestrio.

    Ano: 680-O papa so Agato ensina haver em Cristo duas vontades distintas, a divina

    e a humana, ficando a vontade humana moralmente submissa divina. O objetivo da

    definio era reprimir uma nova modalidade de monotelitismo, que dizia haver em Cristo

    unicamente a vontade divina.

    Ano: 1302-O papa Bonifcio VIII declara que toda criatura humana est sujeita ao

    pontfice romano. Esta sentena tem de ser compreendida no seu respectivo quadro

    histrico, pois vivia-se uma poca de intenso laicismo no qual o Estado preponderava

    sobre a religio. Aplica-se, ainda, para ns, na atualidade, medida que todo ser humano

    est sujeito moral evanglica, infalivelmente lecionada pelo papa.

    Ano: 1336-O papa Bento XII definia que, logo aps a morte, as almas sem nenhum

    pecado, nem venial, so admitidas viso beatfica ou contemplao de Deus. Esta

    definio pe por terra certas doutrinas heterodoxas (viso diferente) muito em voga hoje

    em dia de que, logo depois do bito, o indivduo ressuscitaria.

    Ano: 1520-O papa Leo X condenou 41 proposies de frei Martinho Lutero. Sabe-se

    que o aludido frade agostiniano fixara 95 teses na porta da Catedral de Wittemberga, na

    Alemanha.

    Ano: 1653-O papa Inocncio X reprova o jansenismo, que nutria um conceito

    pessimista da natureza humana. Os adeptos desta heresia afirmavam que o homem s

    podia praticar o bem sob o influxo irresistvel da graa divina.

    Ano: 1687-O papa Inocncio XI denunciou a heresia das proposies de Miguel de

    Molinos, as quais queriam identificar a perfeio espiritual com tranquilidade e

    passividade da alma (quietismo).

    Ano: 1699-O papa Inocncio XII condenou as assertivas de Franois de Fnelon, que

    queriam renovar o quietismo, anteriormente exprobrado por Inocncio XI.

    Ano: 1713-O papa Clemente XI condenou novamente o jansenismo expresso na obra

    de Pascsio Quesnel.

    Ano: 1794-O papa Pio VI denunciou 85 teses herticas promulgadas em Toscana, no

    Snodo de Pistoia, que retratavam o nacionalismo e despotismo do Estado.

    Ano: 1854-O papa Pio IX define o dogma da imaculada concepo de Maria de

    Nazar. Numa prerrogativa especial, nossa Senhora foi concebida sem a mancha do

    pecado original.

    Ano: 1950-O papa Pio XII define o dogma da assuno de Maria ao cu, em corpo e

    alma. Este dogma corolrio (proposio resultante de uma verdade) da imaculada

    conceio. Alguns telogos no falam em morte de Maria, mas preferem a expresso

    dormio de Maria.

    Ano: 1994-O papa Joo Paulo II, na carta apostlica Ordinatio Sacerdotalis, define o

    non possumus (impossibilidade) da Igreja no que tange ordenao de mulheres. O

    argumento bsico que Jesus, o divino fundador da Igreja catlica, no escolheu

    mulheres para o grupo dos apstolos, embora pudesse faz-lo e, muitas vezes, tivesse

    agido contra o machismo cultural de sua poca.

    No precisas fechar-te num espao material, porque Deus enche o espao todo, e todos os espaos. Devocionrio p.170

    http://2.bp.blogspot.com/-Byneh3GlRx4/T_R9UQIT1jI/AAAAAAAAA0A/4aZtJusuAgM/s1600/logo_JMJ_RIO_2013.JPG

  • Pgina 4

    Paz e bem!

    O refeitrio seja decorado com a Santa Ceia e motivos franciscanos. Diretrio 31

    Frei Domingos e Frei Cordei-

    ro sempre esto disponveis

    no atendimento ao povo de

    Deus com direcionamentos

    espirituais, benos e confis-

    ses. A presena dos Frades

    Portaria do Convento So

    Jos hoje indispensvel.

    F rei Alderico, Mestre de Novios, continua na alegria do servio prestado a Congregao. Os dois

    novios deste ano Denilson da cidade de Munhoz/MG e Thiago de Praia Grande/SP vivem a etapa na expectativa de serem fiis at o fim em meio as pequenas e grandes coisas, compromissos do dia a dia, para que desta forma possam ser aprovados e ingressem em nossa Famlia como novos Consagrados.

    D urante o primeiro semest re t i vemos a graa de acompanhar 06 Postulantes . So e les Leandro (Peri tor/MA) , Char les (So Paulo/SP) , Srgio (Ponta Grossa/PR) , Leonardo (Londr ina ) , Car los (Guarapuava/PR) e Rodrigo (Toledo/PR).

    Pedi ao Senhor da Messe que env