Jornal O Debate do Maranhão 28.05.2014

  • View
    231

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

N 9.810 - SO LUS - MA, QUARTA-FEIRA, 28 DE MAIO DE 2014.

Transcript

  • FALE CONOSCO

    jornalodebate@jornalodebate.com.brTELEFONE

    3227-8826 / 3235-3846 / 3082-1797

    ANO XXXI|NMERO 9.810 - R$ 2,00WWW.JORNALODEBATEMA.COMSO LUS-MA, 28 DE MAIO DE 2014 I QUARTA-FEIRA

    Vazia

    Cheia

    Vazia

    Cheia

    26/05/2014

    (Concurso 3498):

    36-41-51-66-7736-41-51-66-7736-41-51-66-7736-41-51-66-7736-41-51-66-77

    00:09 0.8

    06:23 5.6

    12:51 0.5

    18:53 5.6

    CIDADE

    Prefeitura reforatrabalho de recuperaoasfltica na cidade

    Pag. 10

    ESPORTE

    Pag. 09

    Dilma Roussefrejeita emdiscurso, opadro Fifa

    Pag. 03 Pag. 11

    Plenrio da Assembleiarejeita pedido deconvocao desecretrios do Governo

    Governo garanteinaugurao demais quatro basescomunitrias

    O pr-candidato do PMDB ao governo, Edinho Lobo, foi quem anunciou a deciso da direo nacional do partido, em um evento com prefeitos e polticos no Praia Mar Hotel

    Gasto Vieira vai disputar vaga parao Senado e Arnaldo se diz 'surpreso'

    Mundo 'ganhou' quatro milhes dedesempregados em 2013, diz OIT

    Msica e sustentabilidadenuma s nota comLenine em So Lus

    Presidente diz ter recebidodo PP um documentocom 11 propostas

    ECONOMIA

    Pag. 02Pag. 06

    Deputado Arnaldo Melo (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa do MA

    Rodovirios paralisam 100%da frota de nibus em So Lus

    So Lus amanheceu sem nibus nesta tera-feira (27)

    Pag. 07

    31Anos

    Pag.04

    Pag. 12Pag. 12Pag. 12Pag. 12Pag. 12

  • O DEBATE DO MARANHO|SO LUS, 28 DE MAIO DE 2014 |QUARTA-FEIRA

    Nacional

    Presidente participou ontem (27) de almoo com dirigentes do partido.

    Legenda governista comanda o Ministrio das Cidades desde 2005.

    Integrante da base aliada da

    presidente Dilma Rousseff, o

    Partido Progressista (PP) forma-

    lizou ontem (27) apoio tentati-

    va de reeleio da petista nas

    eleies de outubro. A parceria

    eleitoral foi anunciada durante

    um almoo na sede da legenda

    governista, em Braslia, que con-

    tou com a presena de Dilma.

    Ao discursar na reunio-al-

    moo, Dilma relatou ter recebi-

    do do PP um documento com

    11 propostas para serem inclu-

    das em seu programa de go-

    verno. Entre as sugestes apre-

    sentadas pelos progressistas

    esto temas ligados seguran-

    a pblica, educao, alm de

    investimentos em infraestrutu-

    ra, mobilidade urbana e susten-

    tabilidade. Sob os olhares de

    dirigentes e parlamentares da

    sigla aliada, ela disse ter ficado

    "impressionada" com as pro-

    postas do PP.

    Desde 2005, o PP comanda

    o Ministrio das Cidades, pas-

    ta que tem um oramento bilio-

    nrio e responsvel pela ges-

    to do programa habitacional

    voltado para a populao de

    baixa renda Minha Casa, Minha

    Vida. Atualmente, o ministrio

    administrado por Gilberto

    Occhi, ex-vice-presidente de

    Governo da Caixa Econmica

    Federal, filiado ao PP.

    "O PP lidera o maior progra-

    ma de habitao da Amrica

    Latina e da histria do Brasil,

    que o Minha Casa, Minha

    Vida, uma das grandes contri-

    buies do meu governo para

    2

    Dilma relatou ter recebido do PP um documento com 11 propostas para serem includas em seu programa de governo

    Dilma relatou ter recebido do PPum documento com 11 propostas

    Impresso na Rua Incio Xavier de Carvalho, 728So Francisco - So Lus(MA) - CEP.: 65076360

    Editor Geral: Jacir Moraes (Licenciado)

    Editora Geral: Queliane Morais

    Diretora: Gilcieide Moraes

    Gerente Operacional: Cludio MarzoDept. Comercial: Jos Cursino AranhaAssistente de Admin.: Lenne Ramos

    E-mail: jornalodebate@jornalodebate.com.brSite: www.jornalodebate.com.brTelefone: (98) 3082-1797 / 3235-3846A redao se reserva ao direito de deixar depublicar matria no solicitada

    Diretora de Redao: Vanessa Ariela

    Fundado em 24 de maio de 1983

    Invaso de hackerO sisO sisO sisO sisO sistttttema de cema de cema de cema de cema de comunicomunicomunicomunicomunicao inao inao inao inao inttttterna do Iterna do Iterna do Iterna do Iterna do Itamaramaramaramaramaraaaaatytytytyty, que ser, que ser, que ser, que ser, que servvvvve ao Minise ao Minise ao Minise ao Minise ao Ministttttrioriorioriorio

    das Relaes Exteriores e tambm s embaixadas brasileiras ao redordas Relaes Exteriores e tambm s embaixadas brasileiras ao redordas Relaes Exteriores e tambm s embaixadas brasileiras ao redordas Relaes Exteriores e tambm s embaixadas brasileiras ao redordas Relaes Exteriores e tambm s embaixadas brasileiras ao redor

    do mundo, foi alvo de uma invaso de hackers, especialistas emdo mundo, foi alvo de uma invaso de hackers, especialistas emdo mundo, foi alvo de uma invaso de hackers, especialistas emdo mundo, foi alvo de uma invaso de hackers, especialistas emdo mundo, foi alvo de uma invaso de hackers, especialistas em

    informtica que invadem outros computadores com objetivos ilcitos.informtica que invadem outros computadores com objetivos ilcitos.informtica que invadem outros computadores com objetivos ilcitos.informtica que invadem outros computadores com objetivos ilcitos.informtica que invadem outros computadores com objetivos ilcitos.

    A invaso ocorreu na segunda (26) e sua extenso e eventuais danosA invaso ocorreu na segunda (26) e sua extenso e eventuais danosA invaso ocorreu na segunda (26) e sua extenso e eventuais danosA invaso ocorreu na segunda (26) e sua extenso e eventuais danosA invaso ocorreu na segunda (26) e sua extenso e eventuais danos

    ainda esto sendo verificados pela Diviso de Informtica do ministrio.ainda esto sendo verificados pela Diviso de Informtica do ministrio.ainda esto sendo verificados pela Diviso de Informtica do ministrio.ainda esto sendo verificados pela Diviso de Informtica do ministrio.ainda esto sendo verificados pela Diviso de Informtica do ministrio.

    DebateGeral

    a populao brasileira, que a

    garantia da casa prpria", des-

    tacou a presidente.

    Em meio ao evento partid-

    rio, o presidente do PP, sena-

    dor Ciro Nogueira, afirmou que

    a conveno da legenda que ir

    oficializar a coligao com o PT

    nas eleies presidenciais ser

    realizada em 25 de junho.

    "Ns apoiamos seu projeto

    de reeleio, projeto que foi ini-

    ciado pelo ex-presidente Lula.

    E tenho certeza que, no dia 25

    de junho, na conveno nacio-

    nal do PP, estaremos ao seu

    lado, com o apoio ao nosso pro-

    jeto", discursou Nogueira.

    Na semana passada, tam-

    bm durante um almoo, o PTB,

    outra sigla que compe a base

    aliada de Dilma, formalizou

    apoio pr-candidatura do PT

    ao Palcio do Planalto.

    Alianas regionais - Aps o

    almoo com Dilma, o presiden-

    te do PP, Ciro Nogueira, afirmou

    que os diretrios regionais po-

    dero optar por qual dos candi-

    dato Presidncia iro apoiar.

    Protesto

    Cerca de 300 indgenas de diversas etnias, segundo

    estimativa da Polcia Militar, ocuparam ontem (27) a

    marquise do Congresso Nacional, em Braslia. O ato durou

    cerca de 40 minutos e foi pacfico, sem depredao do

    prdio nem feridos. Os indgenas protestaram contra

    mudanas nas regras para demarcao de terras, entre

    elas a proposta de emenda Constituio (PEC) que

    transfere para o Legislativo a deciso de homologar terras

    indgenas e esvazia o poder Funai, atual responsvel por

    elaborar estudos de demarcao.

    InvasoOs indgenas acessaram a marquise pela lateral do

    prdio do Congresso, no Eixo Monumental. Os policiais

    no tentaram retirar os manifestantes, que

    permaneceram no local tocando e danando msicas

    tpicas por cerca de 40 minutos. Em seguida, desceram a

    rampa do Congresso e subiram em direo Esplanada

    dos Ministrios. Eles carregavam faixas. "Estamos aqui

    pois nosso territrio est ameaado. Nos sentimos

    desrespeitados e atacados, principalmente pelo

    agronegcio", afirma Sonia Guajajara, da Articulao dos

    Povos Indgenas do Brasil . Os manifestantes se

    concentraram em frente ao Ministrio da Justia e

    tambm estiveram no Palcio do Planalto. Depois de

    descerem do rampa do Congresso, os manifestantes

    iniciaram uma caminhada pelo Eixo Monumental, em

    direo Rodoviria do Plano Piloto. O grupo chegou a

    ocupar todas as faixas da via no sentido Torre de TV, o

    que complicou o trnsito.

    STJO pleno do Superior Tribunal de Justia escolheu nesta

    tera-feira (27) o ministro Francisco Falco para ser o

    presidente do tribunal e do Conselho da Justia Federal.

    Atualmente, o Falco corregedor do Conselho Nacional

    de Justia (CNJ). A vice-presidente do STJ ser a ministra

    Laurita Vaz.

    CritrioPelo critrio adotado no STJ para a presidncia, de assumir

    o ministro com mais tempo de corte, o prximo presidente

    seria Gilson Dipp, que se aposenta em outubro. Dipp abriu

    mo da funo, e Falco foi eleito. Dos 32 votos, ele recebeu

    29. Para ser vice, Laurita Vaz recebeu 30 votos. O atual

    presidente do STJ, Flix Fischer, acabou no concorrendo

    indicao ao cargo de corregedor do CNJ, conforme era

    esperado. Com isso, o pleno aprovou a indicao da ministra

    Nancy Andrighi por 30 votos para a funo. Ela assumir o

    lugar que ser deixado por Francisco Falco.

    Alm disso, os dirigentes esta-

    duais podero optar por ter

    candidatura prpria ao Senado

    e aos governos locais ou apoi-

    ar algum partido.

    "Decidimos tambm que, no

    dia 25 [de junho] iremos sacra-

    mentar que todos os diretrios

    so livres para tomar a atitude

    mais conveniente para suas

    candidaturas. Vamos