Jornal O Foco Ed. 118 - Notícia com Nitidez

  • View
    222

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Notcias sobre o cotidiano dos municpios de Itagua, Mangaratiba e Seropdica. Informao sobre poltica e os bastidores do poder. Cultura, Esporte, Comportamento e muito mais

Transcript

  • "NO TENHO PARA ONDE IR"

    Valdineia Madalena da Silva, 45 anos, observa viaturas da polcia e caminhes que vo recolher seus pertences do barraco em rea invadida. Ao fundo, seu marido e filha. Esta uma das 300 fa-mlias que sofreram abordagem a fim de cumpri-mento de ao de reitegrao de posse. Drama social frequente na regio e revela precariedade no setor de habitao em Itagua

    O FOCOj o r n a l o f o c o . c o m . b r

    Ano 6 | Edio 11825 de novembro de 2011Diretor: Thiago Melo

    [POLtICA]

    Picciani revelador

    [URBANISMO]

    Abandono e vandalismoPraa Vicente Cicarino (foto ao lado), no centro de Ita-gua um local depredado, com buracos, mau cheiro, rvores que precisam de poda, insegurana e falta de manuteno em geral. Pgina 2

    Sindicato e Cmara discutem Plano de Cargos e Salrios

    [FUNCIONALISMO]

    Jovem escreve romance cristo. Ela de Mangaratiba.

    [CULtURA]

    O FOCO Ano 6 | Edio 11825 de novembro de 2011Diretor: Thiago MeloConfira nesta edio a primeira parte da entrevista do presidente estadual do PMDB e saiba quem o pr-candidato do partido em Mangaratiba

    Anncio do nome do pr-candidato no sela destino da sigla na cidade. Jos Luiz e Edinho comentam as declaraes de Picciani e revelam seus posicionamentos sobre a escolha do partido para o pleito de 2012. Na prxima edio tudo sobre a movimentao peemedebista em Itagua. Pgina 11EXCLUSIVO

    Pg. 15

    Conhea histrias incrveis do alojamento da universidade

    [RURAL]

    Pg. 5

    Pg. 12

    CAIO ASSIS

    tHIAgO MELO

    tHIA

    gO

    MEL

    O

    Pgina 3

  • O FOCO Sexta-feira, 25 de novembro de 20112

    c o t i d i a n o

    [Caio Assis]redacao@jornalofoco.com.br

    O que tem aqui? Na-da, a praa da misria! - foi assim que o coordena-dor operacional Celso Pe-dro Francisco, de 62 anos, definiu a Vicente Cicari-no, principal praa da ci-dade. De acordo com Cel-so Francisco e outros mo-radores, os problemas da praa permeiam todos os campos: segurana, limpe-za, conservao, ilumina-o, dentre outros.

    MUITOS PROBLEMASOs muncipes cobraram.

    O FOCO atendeu e foi at o local ver o estado de con-servao. As rvores, que necessitam de poda, tam-pam os postes de luz e se apiam perigosamente so-bre os fios de energia eltri-ca. Isto impossibilita uma iluminao de qualidade e pe a vida dos frequenta-dores em risco. Alm das rvores, os moradores re-clamam tambm da higie-ne do local: Tem mendigo, cachorro, falta banheiro e lixeiras constata o agen-te de sade Jos Marcelo.

    DESORDEM E VANDALISMOA praa Vicente Cicarino

    uma das que compem o centro da cidade: so duas, uma ao lado da outra. Na maior delas, a maioria dos problemas: buracos e par-

    tes destrudas que impe-dem a locomoo, um lago artificial vazio e quebrado que acumula gua da chu-va e vira foco de doenas, calamento rachado, de-sordem, rvores sem poda, bancos tambm quebra-dos. noite, a praa, que local de encontro, rece-be muitos jovens e tem um intenso comrcio: sandu-ches, sorvetes, pipoca etc. Nas madrugadas em dias de semana, pessoas sem teto dormem no local, h mau cheiro por toda par-te e ocupao desordena-da de camels.

    Na praa menor, que complementa a principal, algum gaiato vestiu a esttua do Baro de Teff com a camisa de um uni-forme de escola pblica:

    vandalismo e abandono contribuem para a pssi-ma impresso que a praa causa nos moradores e visi-tantes de Itagua.

    ASSALTOS PREOCUPAMNa madrugada de sex-

    ta-feira (18) dia da visita de O FOCO ocorreu um furto a uma comerciante da praa. Arrombaram a loja por volta das 2h da manh e levaram aparelhos de ce-lular que custavam at R$ 2 mil disse Vania Lima, uma das donas da loja de celular no local. Vania dis-se ainda que no foi a pri-meira vez que aconteceu: Assaltaram a loja ao lado trs vezes esse ano.

    SOLUOAt o prazo do fechamen-

    to da matria quarta-feira (23) ao meio-dia o secre-trio de obras, Jack Fernan-des, no respondeu repor-tagem. O FOCO tambm procurou a secretaria de se-gurana a fim de esclare-cer sobre ocorrncias no lo-cal. No entanto, a Secreta-ria no disponibiliza um e--mail para contato, e o tele-fone da repartio apresen-tou alguns problemas.

    [URBANISMO]

    "Praa da misria"Muncipes se queixam da falta dereforma na Vicente Cicarino

    Antigamente tinha peixe

    dentro desse lago. E hoje, ele foco

    de doenas

    Celso Francisco,morador

    Caos: sujeira e m pavimentao so um incomodo para quem frequenta a praa

    FOtOS CAIO ASSIS

    [rpidas]

    Quem Quer ser um bilionrio?Quem no gostaria de ter os bilhes de Eike Batis-

    ta? Se voc um desses, pode ter uma pista de co-mo conseguir com a leitura de O Xis da Questo livro de Eike Batista, um dos empresrios mais ricos do mundo. O livro uma parceria dele com o jor-nalista Roberto DAvila e ser lanado pela Editora Sextante. O escrito segue a linha de autoajuda pa-ra empresrios. a histria empresarial dele. Con-ta suas idias e negociaes. Para as pessoas enten-deram como ocorreu o sucesso. diz DAvila. Alm da carreira, a vida do empresrio tambm vai virar livro. O jornalista Alan Riding, do New York times, vai escrever uma biografia do empresrio. A previ-so de lanamento para 2013.

    Prefeitura de mangaratiba melhora iluminao em muriQuiDepois de Itacuru, chegou a vez de Muriqui

    receber reformas na iluminao pblica. Nas ru-as do entorno da orla do distrito ocorre troca de postes e da rede area, instalao de transforma-dores e demais reparos. As melhorias devem ter-minar at o fim do ano. O secretrio Humber-to Vaz informou que no prximo ms a prefeitura vai instalar em toda a cidade lmpadas mais efi-cazes e com baixo consumo.

    A secretaria de Sade da prefeitura de Manga-ratiba, por meio do Cen-tro de Ateno Psicos-social (Caps), sediar no dia 29 o I Frum de Sa-de Mental, lcool e ou-tras Drogas. O encon-tro reunir profissionais de sade mental da Baa da Ilha Grande para de-bater temas como avalia-es, diagnsticos e me-tas para a regio. O f-rum acontece no Centro Cultural Cary Cavalcan-ti Rua Fagundes Varela, 146 - centro, s 9h.

    O encontro vai abran-ger temas como projetos de melhoria no atendi-mento para 2012 e huma-nizao no atendimento aos pacientes.

    [MANgARAtIBA]

    Frum debate sade mental, lcool e outras drogas

    Vandalismo e abandono

    contribuem para a pssima

    impresso que a praa causa nos

    moradorese visitantes de Itagua Vania Lima foi assaltada na madrugada de sexta (18)

  • Sexta-feira, 25 de novembro de 2011 O FOCO 3

    [HABItAO]

    [Jupy Junior]jupyjunior@jornalofoco.com.br

    No temos para on-de ir disse Edna da Sil-va Freitas, 23 anos. Ela es-tava acompanhada de Isa-bel, sua me (aos prantos), Idna (irm) e cinco crian-as. Elas formam uma das 300 famlias que se viram s voltas, de repente, com a remoo dos vrios bar-racos que h quatro meses passaram a ocupar uma rea relativamente grande entre a Rio-Santos e a linha frrea que corta Itagua. A empresa Grumey Arma-zns Gerais, do Rio de Ja-neiro, obteve um mandado de reintegrao de posse e

    cerca de 30 policiais em vrias viaturas, dois cami-nhes e um trator foram execut-lo. A ao gerou protestos e revelou o dra-ma de gente que diz no ter onde morar.

    RESTOS DE MADEIRAOdete Oliveira Batista,

    51 anos, mora com a neta Talita (de apenas 3) em um dos barracos. Ela partici-pou da invaso porque re-cebeu a notcia de algumas pessoas de que poderia ocupar um dos lotes, hist-ria que todos os outros en-trevistados reproduziram. Odete tem dentro do seu barraco uma cama, gela-deira, mveis de cozinha, colocou telhas e fez outras melhorias. Gleison, seu

    filho, tambm fez um bar-raco mais acima.

    Valdinia Madalena da Silva, 45 anos, disse: que-rem jogar a gente na rua,

    no temos para onde ir. Ela plantou feijo, abbo-ra, banana, melo no quin-tal onde tem um barraco sem luz nem gua. Um po-

    o comeou a ser cavado para abastecer barracos vi-zinhos. Ela trabalha no Ca-dena como cozinheira, ga-nha um salrio mnimo.

    PASTOR E SEM TETOH indcios de que a in-

    vaso foi organizada e que lideranas se agitam para tentar derrubar o manda-do de reintegrao de pos-se. Alguns moradores men-cionaram os nomes do pas-tor Beto e Alcinei. Na porta da prefeitura, por volta das 13h, um grupo aguardava instrues e esperava uma definio de um advogado do Rio. O FOCO tentou obter informaes na prefei-

    tura, mas agentes da Guar-da Municipal impediram a entrada da equipe sem ne-nhuma justificativa. Mais tarde o reprter conseguiu entrar, procurou o assessor de imprensa Enos Lage e no o encontrou. A prefeitu-ra no enviou qualquer in-formao para a imprensa.

    COMPRA H 35 ANOSUm dos advogados da

    empresa, Mauro Dias, dis-se a O FOCO que o terre-no foi comprado de uma imobiliria h 35 anos. Ele revelou tambm que o es-critrio da famlia do pro-curador-geral de Itagua - Alexandre Oberg - que obteve a reintegrao de posse na justia. Oberg esteve no local e disse a O FOCO que no sabia da representao. Estou aqui apenas pelo munic-pio - declarou. Mais tar-de, na prefeitura, disse que estava no local apenas de passagem e que no po-dia falar do assunto.

    Lideranas se agitam para

    tentar derrubar o mandado

    de reintegrao de posse

    Drama, barracos e polciaterreno s margens da Rio-Santos revela grave problema social

    H gente de todas as idades,

    barracos de vrios tipos identificados com o nome do proprietrio

    Viaturas da polcia no local da execuo da reintegrao de posse com barracos ao fundo: drama social em Itagua revela carncias e confrontos

    Odete Oliveira Batista, 51 anos. Ela mora dentro deste barraco com a neta de 3 anos

    JUPY JUNIOR

    tHIAgO MELLO

  • O FOCO Sexta-feira, 25 de novembro de 20114

    O FOCO EXPEDI