Jornal Vitrine - 79ª Edição

  • Published on
    12-Mar-2016

  • View
    240

  • Download
    19

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Vitrine - 79 Edio

Transcript

  • Escrevendo a histria do bairro www.jornalvitrine.org(51) 3266.3266

    tr n Gacha

    J o r na l

    2 Quinzena |outubro de 2012Edio 79 Ano 4Distribuio gratuita:Restinga e HpicaRedao | 9386.1766Comercial | 8476.6444jornalvitrine@jornalvitrine.org

    15 milexemplares por edio

    Karen Donatelli

    Copa Vitrine Ms da CrianaSegunda fase do Copa Vitrine conta com emocionantes momentos e times muito bem preparados PGINA 07

    Foram realizadas festas em homenagem ao dia da criana na comunidade da Res-tinga PGINA 13

    Escola Raul Pilla escolhe seus reis e rainhas Pgina 07

    Residencial Green Park lana a 3 fase

    PGINA 03

  • UrgnciasSAMU: 192Bombeiros: 193Bombeiros Restinga: 3250.1749Bombeiros B. Novo: 3259.1238Polcia Civil: 3288.2400Pol. Civil Restinga: 3250.1133Brigada Militar: 190BM Restinga: 3250.1265Defesa Civil: 3268.9026CEEE: 0800.7212.333DMAE: 115EPTC: 118Disque Denncia: 181Disque Pichao: 153

    serviosSINE Restinga: 3289.4799CFC Restinga: 3250.1582Procon: 3286.8200Cartrio Restinga: 3250.1073Aeroporto: 3358.2000Rodoviria:3210.0101CECORES: 3250.1115CAR Rest. / Extr. Sul: 3250.1213Banrisul Restinga: 3261.1319CEF Restinga: 3205.3850ANATEL: 1331ACIR: 3261.0337DMLU: 3250.1952OAB:3287.1800Pronto Antendimento: Moinhos de Vento3250.1411STS: 0800.541.3322Cons. Tutelar : 3289.8472Frum da Restinga: 3250.1097Prefeitura: 156Correios: 3250.2400Jornal Vitrine: 3266.3266Ponto de Txi Rest.: 3250.2189

    www.jornalvitrine.orgUm jornal da

    Editora Vitrine GachaJornal Vitrine Gacha LTDA

    Clima para a 2 quinzena de outubro

    Tempo fechado e chuvoso, com pos-

    sveis trovoadas

    Chuvas ao longo do dia, com alguns

    perodos de melhoriaTempo encoberto ao longo do dia

    Tempo nublado, com algumas

    aberturas de sol

    Tempo nublado, com algumas

    aberturas de sol

    Sol, alternando com pancadas de chuva e possveis trovoadas

    Quinta-feira18/10

    Sexta-feira19/10

    Sbado20/10

    Domingo21/10

    Segunda-feira22/10

    Tera-feira23/10

    18 Dia do Pintor19 . Dia do Profissio-

    nal da Informtica20 . Dia Internacio-

    nal do Controlador de Trfego Areo20 . Dia do Arqui-

    vista21 Dia do Contato21 . Dia Nacional do

    Economista Doms-tico23 Dia da Fora

    Area Brasileira e do Aviador24 Dia das Naes

    Unidas ONU25 Dia da Demo-

    cracia25 Dia do Dentista

    Brasileiro25 Dia do Sapateiro28 Dia de So Judas

    Tadeu28 Dia do Funcio-

    nrio Pblico29 Dia Nacional do

    Livro30 Dia do Balco-

    nista

    30 Dia do Comerci-rio30 . Dia do Fisicultu-

    rista31 Dia Mundial do

    Comissrio de Voo31 Dia das Bruxas -

    Halloween 31 . Dia da Reforma

    Luterana

    DATAS COMEMORATIVAS

    ExpEDiEnTE

    Valtencir OliVeira da cruzComercial

    comercial@jornalvitrine.orgCRA 31906 - MTB 16109

    Cel.: (51) 8476.6444/3266.3266redacao@jornalvitrine.org

    Fone: (51) 3266-3266

    Tiragem: 15.000 exemplaresImpresso: Mdia Grfica

    O Jornal Vitrine est registrado no 1 Registro de Ttulos e Documentos de Porto Alegre sob o nmero 397.

    Os artigos no refletem necessariamente a opi-nio do Jornal Vitrine e so de inteira respon-sabilidade de seus autores, que no possuem vnculo empregatcio de qualquer natureza com o jornal. Da mesma forma, no nos responsabilizamos pelo teor dos anncios.

    18, quinta-feira: Av. Assis Brasil; Av. Severo Dullius; Av. Padre Cacique; Av. Manoel Elias; Av. Bento Gonalves; Av. Carlos Gomes; Av. Plinio Kroeff; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Dirio de Notcias; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Borges de Medeiros; Av. Joo de O. Remio; Av. Ipiranga; 19, sexta-feira: Av. Ipiranga; Av. Padre Cacique; Av. Severo Dullius; Av. Manoel Elias; Av. Juca Batista; Av. Dirio de Notcias; Av. Assis Brasil; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Prof. Cristiano Fischer; Av. Sen. Tarso Dutra; Av. Borges de Medeiros; Av. Pinheiro Borda. 20 e 21: Operao Especial; 22, segunda-feira: Av. Assis Brasil; Av. Bento Gonalves; Av. Protsio Alves; Rua Dr. Nilo Peanha; Av. Dirio de Not-cias; Rua Souza Reis; Av. Plinio Kroeff; Av. Ma-noel Elias; Av. Ipiranga; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Carlos Gomes; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Severo Dullius; 23, tera-feira: Av. Ipiranga; Av. Padre Cacique; Av. Juca Batista; Av. Borges de Medeiros; Av. Dirio de Notcias; Rua Dr. Salva-dor Frana; Av. Pinherio Borda; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Sen. Tarso Dutra; Av. Prof. Cristiano Fischer; Av. Assis Brasil; Av. Bento Gonalves; Av. Plnio Kroeff; 24, quarta-feira: Av. Bento Gonalves; Av. Assis Brasil; Rua Dr. Salvador Frana; Av. Padre Cacique; Av. Prof. Cristiano Fischer; Av. Carlos Gomes; Av. Manoel Elias; Av. Severo Dullius; Av. Plnio Kroeff; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Joo de O. Remio; Rua Dr. Nilo Peanha; Av. Protsio Alves; 5, quinta-feira: Av. Padre Cacique; Av. Dirio de Notcias; Rua Souza Reis; Av. Sen. Tarso Dutra; Est. Edgar P. de Castro; Av. Manoel Elias; Av. Ipiranga; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Juca Batista; Est. Cos-ta Gama; Av. Bento Gonalves; Av. Borges de Medeiros; Av. Assis Brasil; 26, sexta-feira: Av. Ipiranga; Av. Padre Cacique; Rua Dr. Salvador Frana; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Sen. Tarso Dutra; Av. Assis Brasil; Av. Juca Batista; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Dirio de Notcias; Av. Prof. Cristiano Fischer; Av. Pinheiro Borda; Av. Borges de Medeiros; Av. Farrapos. 27 e 28: Operao Especial Fim de Semana; 29, segunda-feira: Av. Bento Gonalves; Av. Assis Brasil; Av. Pl-nio Kroeff; Rua Dr. Salvador Frana; Av. Joo de O. Remio; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Manoel Elias; Av. Severo Dullius; Rua Dr. Nilo Pea-nha; Av. Protsio Alves; Est. Costa Gama; Rua Souza Reis; Av. Padre Cacique;30, tera-feira: Av. Ipiranga; Av. Dirio de Notcias; Av. Manoel Elias; Av. Assis Brasil; Av. Dante ngelo Pilla; Av. Carlos Gomes; Av. Sen. Tarso Dutra; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Padre Cacique; Av. Plnio Kroeff; Rua Dr. Nilo Peanha; Av. Bento Gon-alves; Av. Severo Dullius; 31, sexta-feira: Av. Padre Cacique; Rua Dr. Salvador Frana; Av. Cel. Aparcio Borges; Av. Pinheiro Borda; Av. Severo Dullius; Av. Borges de Medeiros; Av. Dirio de Notcias; Av. Ipiranga; Av. Sen. Tarso Dutra; Av. Prof. Cristiano Fischer; Est. Edgar P. de Castro; Av. Joo de O. Remio; Av. Juca Batista

    2 Jornal VitrineSegunda quinzena Outubro 2012

    ENDEREO:Avenida Joo Antnio da Silveira, 1837

    sala 204 - Restinga - Porto AlegreCEP 91790-229

    Fone: (51) 3266.3266jornalvitrine@jornalvitrine.org

    CNPJ: 10.691.072/0001-86Insc. Municipal: 52366928

    radar mvel

    MS DAS CRIANAS AQUI NO

    (51) 3907.0555 - (51) 3239.4184Oi: 8580-0241 - Tim: 8266-6118 - Claro: 9129-5015

    Av. Edgar Pires de Castro, 1620 - Sala 204

    TABLET TELA 7"

    ANDROID 2.2WIFI/3G

    NOKIA C-100 2 CHIPS/RADIO/

    BLUETOOTH

    GPS 3.5 PARTIR DE

    R$ 229,00 R$ 59,90 R$ 139,00

    NOKIA C 1

    pontodoeletronicovendas@hotmail.com

    Venha danar e se divertir ao som da banda Montagem.Dia 10 de novembro, sbado

    a partir das 23h. Local: Salo da Acir, Restinga Nova, prximo ao Colgio Raul

    Pilla. Ingressos: R$ 10,00 Feminino e R$ 12,00 Masculino

    (antecipado). Informaes: 8914.7765

    9351.6093

    Baile de Halloween

    Telefones teis

  • 3Jornal VitrineSegunda Quinzena Outubro 2012Esportes Radicais

  • 4 Jornal VitrineSegunda quinzena Outubro 2012 Ms da criana

    Era uma vez um jovem prncipe que vivia no seu lindo castelo. Apesar de toda a sua riqueza ele era muito egosta e no tinha ami-gos.

    Numa noite chuvosa recebeu a visita de uma velhinha que lhe pediu abrigo s por aquela noite. Com um enorme mal humor ele se recusou a ajudar a velhinha. Porm, o que ele no sabia que aquela velhinha era uma bruxa disfarada, que j ouvira diver-sas histrias sobre o egosmo daquele jovem prncipe. Indignada com a sua atitude, ela lanou sobre ele um feitio que o transformara numa fera horrvel. Todos os seu cria-dos haviam se transformado em objetos. O encanto s poderia ser desfeito se ele recebesse um beijo de amor.

    Enquanto isso, numa vila dis-tante dali, vivia um comerciante com sua filha chamada Bela. Seu pai, Maurcio, era comerciante e viajava muito comparando e ven-dendo seus produtos diversos.

    Um dia voltando de uma viajem, Maurcio foi pego de surpresa por uma forte tempestade, passou em frente a um castelo e resol-veu pedir acolhida. Como a porta do castelo estava aberta resolveu entrar. No dia seguinte uma Fera furiosa apareceu diante dele. Quis castig-lo por invadir o seu cas-telo e assim, o fez prisioneiro.

    A Fera decretou ao velho comer-ciante que este morreria por tal invaso. Aterrorizado, o pobre homem suplicou:

    __ Deixa que me despea da minha filha.

    A Fera concedeu-lhe o pedido. De volta a sua casa, contou o ocorrido a sua filha. Sem medo, ela decidiu voltar ao palcio com o pai. Uma vez no palcio da Fera, Bela tomou coragem e fez uma proposta:

    - Deixa meu pai ir embora. Eu f i c a r e i n o lugar

    dele. A jovem permaneceu com a

    Fera no castelo, mas no era man-tida na priso, podia ficar em um quarto ou na biblioteca, local que muito a agradava.

    Com o passar do tempo o monstro e a Bela foram ficando mais amigos.

    A Fera enfim havia se apaixo-nado, de verdade. Numa noite, ao jantarem, pediu-a em casamento. Bela no aceitou, mas ofereceu sua amizade.

    Certo dia dia, Bela pediu per-misso Fera para visitar o seu pai. A Fera, que nada lhe podia negar, a deixou partir. Quando Bela retornou ao palcio, encon-trou a Fera no cho meio morta de saudade por sua ausncia. Ento Bela soube o quanto era amada. Bela se desesperou, tambm sen-tia um algo forte pela Fera. Ami-zade, amor compaixo.

    - No morras, caso-me contigo - disse-lhe chorando. Comovida, a Bela beijou a Fera... e nesse momento o monstro transfor-mou-se num belo prncipe. A Fera encontrou algum que o amava de verdade, alm da sua aparn-cia grotesca. Afinal, a verdadeira beleza est no corao.

    A Bela e a Ferasdik

    para colorir

    O que , o que ?

    - O que que surdo e mudo, mas conta tudo?

    Resposta: o livro- O que o que que sempre se quebra quan-

    do se fala?Resposta: o segredo- Ele magro pra chuchu, tem entes mas nun-

    ca come e mesmo sem ter dinheiro, d comida a quem tem fome?

    Resposta: o garfo- O que que passa a vida na janela e mesmo

    dentro de casa, est fora dela?Resposta: o boto- O que o que feito para andar e no anda?Resposta: a rua

    Caras e Bocas

    Joozinho pergunta pra sua professora: - Trs mulheres esta-vam chupando sorvete, qual delas era casada? Ela responde: - No sei, qual ? - A que estava usando aliana, diz Joozinho.

    Brincadeiras de CrianaFAIXA ETRIA Acima de 7 anosLOCAL Quintal, Praia, Quadra de esportes, Salo de FestasESTIMULAR Agilidade, Condicionamento fsico, Equilbrio, VelocidadePARTICIPANTES 2 ou maisMATERIAL Um saco de batatas, fronhas ou elsticos para amarrar as pernas

    COMO BRINCARMarque um ponto para ser a linha de chegada e outro de partida. Cada

    participante deve entrar no saco ou fronha ou ter as pernas bem presas por um elstico. Ao ser dado o sinal os jogadores, aos pulos, precisam cruzar a linha de chegada. Os tombos so inevitveis, por isso, uma superfcie segura fundamental.

    Dicas: quando o nmero de participantes for grande, divida-os em gru-pos iguais e faa uma disputa de revezamento. Cada jogador que chegar ao lado oposto passa o saco para o parceiro que far o percurso de volta. Com sacos bem grandes os participantes podem pular em duplas dentro do mesmo saco.

    Corrida do saco

    Dana da LaranjaCOMO BRINCAR

    Em duplas e sem a ajuda das mos, os participantes devem danar enquanto equilibram uma laranja ou uma bexiga entre suas cabeas. A dupla que deixar o obje-

    to cair eliminada.

    Dica: coloque msicas com ritmos diferentes e troque o ritmo em um curto espao de tempo. D ordens que devem ser cumpridas pelas duplas, como: Danando com um p s!; Danando e batendo palmas!

    Piada

    Natal. No hospcio, os mdicos resolvem testar alguns loucos para ver quais poderiam passar as festas com a famlia. Chegaram no primeiro louco e perguntaram:

    - O que uma coisa de couro que se usa nos ps para caminhar?O louco pensou, pensou e perguntou:- Tem cadaro?!- Tem...- Ento sapato.Muito bem, o louco foi aprovado. Quando saa, segredou para o

    outro louco que ia ser testado:- Pergunta se tem cadaro. Se tiver, sapato e tu ests livre.Os mdicos perguntaram ao segundo louco:- O que uma coisa de lata, com quatro rodas e um motor que a

    gente usa para andar?O segundo louco pensou, pensou e perguntou:- Tem cadaro?- No...- Ento mocassim...

  • 5Jornal VitrineSegunda Quinzena Outubro 2012Geral

    Grupo de jovens da Restinga promoveu o 116 encontro de jovens com Cristo (EJC)Fotos: divulgao

    Aconteceu nos dias 28, 29 e 30 de setembro na Par-quia Nossa Senhora da Mise-ricrdia no Bairro Restinga, o 116 encontro de jovens com cristo (EJC). Foram trs dias que ficaro marcados para o resto da vida de ses-senta Jovens e seis casais encontristas.

    Aqueles que j partici-param do EJC so chama-dos encontreiros, e os que esto participando pela pri-meira vez so chamados de encontristas.

    O EJC RESTINGA acon-teceu graas ao grupo de jovens da Restinga chamado Jovens Unidos da Restinga por amor a Cristo (JURPAC) da Parquia Ns da Miseri-crdia e contou com a estru-tura do (CPIJ).

    Ao todo o encontro teve a participao direta e indi-reta de mais de trezentas pessoas entre jovens encon-trista e , encontreiros, casais e famlias da comunidade que ajudaram no tranporte e

    hopedagem.Estiveram presentes as seguintes parquias que compem o movimento:So Jos (Sapucaia do Sul)Santa Hedviges (Aalvorada)Santa Luzia (Morungava)So Luis Gonzaga (Canoas)So Pedro (Sapucaia do Sul)Menino Deus (Porto Alegre)Santa Tereza de Jesus (Porto Alegre)Nossa Senhora Aparecida (Sapucaia do Sul)Nossa Senhora da Sade (Porto Alegre)Santa Flora (Porto Alegre)Santo Hilrio (Gravata)So Jos Operrio (Porto Alegre/Lami)Nossa Senhora da Misericr-dia (Sede do 116 EJC)

    O encontro EJC um movimento cristo desen-volvido inicialmente pela Igreja Catlica, espelhado no Encontro de Casais com Cristo (ECC), para evangelizao dos jovens, despertando-os para o ser-vio eclesial e para o enga-

    jamento pastoral. No , assim, um fim, mas um meio que liga o jovem sua Par-quia, apresentando-lhe as diversas formas e maneiras de servir a Cristo.

    Alm do programa pio-neiro Catlico. Encontram-se algumas variantes no pr-prio nome, sendo chamado em alguns locais de Reno-vao de Jovens com Cristo (RJC), ou simplesmente variando a sigla do encontro sendo escrita como EJOC, contudo em ambos os casos permanecendo em sua essncia EJC. Assim como a existncia de um crculo de convivncia no mbito Paro-quial/Pastoral. atualmente um dos principais movimen-tos jovens nas igrejas crists no Brasil.

    Ao final foi celebrada uma Missa muito alegre e participativa pelo Pe. Egon (diretor espiritual do movi-mento EJC), pelo Pe. Tran-quilo (proco da parquia) e seus auxiliares.

    Encontro de Jovens com Cristo na Restinga

  • 6 Jornal VitrineSegunda quinzena Outubro 2012

    A entrega ser realizada nas instalaes da escolaBaile funk surpreendeu pela organizao e estruturaArte: William Silva

    A festa ocor-rida no dia cinco de outubro, j na sua primeira edi-o teve a presena de cerca de 1200 pessoas. Foi a pri-meira festa funk deste porte ocor-rida no bairro e este sucesso todo se deu pela tima organi-zao. A estrutura foi montada com 11 camarotes para 30 pessoas cada e con-tou com a presena e foi marcadada pelo sh...