Journal Image Aiguë (POR)

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Newspaper in portuguese on the activities of the Image Aigu Company and on the spectacle "The Ogres"

Transcript

  • SER QUE O TEATRO PODE AJUDAR A PERCEBER

    O MUNDO ?

    Image aIgue

    Misturar personalidades e culturas diferentes no palco representa um convite para sair de casa para ver o que est acontecendo em outros lugares, o que se passa mais alm. um convite para via-jar atravs da imaginao, para ter um olhar rico e positivo sobre os outros, independentemente de quem ele seja

    Christiane Vricel

    H uns dez anos, Image Aigu reforou a sua aco na Europa. Nomeada Embaixador cultural euro-peu pela lUE em 2010, a Companhia refora a sua cooperao artstica com os seus parceiros italianos, suecos, portugueses e turcos. Ela conta igualmente em divulgar o sei conceito por outros pases como a Gergia ou o Egipto.

    Encontrar, obsErvar, transmitirAssim, Image Aigu continua a desenvolver o

    Grupo Teatral Europeu, criado em 2008. Este, agru-pa ateliers de formao e de pesquisa que acentuam o trabalho da Companhia, realizado em diferentes momentos do ano. Jovens artistas de diversas nacio-

    nalidades iniciam a prtica artstica de Christiane Vricel. A aquisio progressiva dessa prtica per-mite-lhes mais tarde, de passar adiante os valores de companhia. Tambm so convidados a darem o seu contributo no enriquecimento das reflexes de Image Aigu sobre o mundo, actores culturais e diversos profissionais (jornalistas, investigadores, artistas...), pelas suas competncias e a sua singu-laridade. Certos artistas podem inspirar-se nos ate-liers para criar as suas prprias obras : textos, vdeos, fotos ou ainda desenhos. O Grupo Teatral Europeu passa a ser um espao de coincidncia artstica que divulga a idia de uma Europa fundada na tolerncia e na abertura para o mundo...

    como o teatro pode ajudar a encontrar seu lugar no mundo, para desenvol-ver um sentimento de cidadania europia? H 27 anos, cHristiane vricel, rene no palco, actores de origens e idades diferentes e questiona sobre os grande problemas da nossa poca.

    a companhia image aigu, criada em 1983 por christiane vricel, rene alguns vinte artistas (actores,

    cengrafos, msicos...), tcnicos e administrativos. graas sua experincia internacional, Christiane Vricel dedi - cou-se a inventar um vocabulrio teatral que permite a cada um exprimir-se na sua lngua de origem sem dificultar a compreenso do espectador Em todas as criaes, actuam com profissionais de Image Aigu, crianas, adolescentes, autctones, imigrados, encontrados ao longo de viagens, e reunidos pela cena, na frana e no exterior. christiane vricel cria personagens a partir da personalidade de cada um para poder contar histrias universais sobre o poder, a diferena, a sobrevivncia, a fome...

    companHia cHristiane vricel embaixador cultural europeu 2010

    EstE jornAl ExIstE Em 6 lnguAs

    francsingls

    italianoportugus

    suecoturco

    Luka

    sz R

    aysk

    i

    www.imagE - aiguE.org

  • Peo aos actores para trabalharem sobre histrias muito simples, histrias universais sobre a actualidade ou sobre situaes comuns. Aprendi, lidando com culturas muito diferentes, a inventar motivos universais que facilitariam o investimento ntimo e pessoal, quase imediato, dos indivduos oriundos de diversos horizontes. Ento me inspiro naquilo que toma forma diante dos meus olhos para comear inventar os personagens e construir a trama do espectculo.

    primordial que a identidade e a vontade de cada um se manifeste

    para enriquecer o teatro

    Os encontros e as trocas que surgem nesta ocasio, baseiam-se nas prticas vivas e concretas das experincias que procuram valorizar o vivido e as emoes de cada artista. Trata-se mesmo de uma transmisso permanente do nosso imagin-rio. primordial que a identidade e a

    vontade de cada um se manifeste para enri-quecer o teatro. Todos os dias, dou-me conta at que ponto a cena um formidvel catali-sador. Ela ajuda criar elos, abrir os nossos olhos para a diversidade mun-dial e tambm para a complexidade dos mecanismos relacionais em torno do qual nossas sociedades so organizadas

    neste ultimo espectculo, desejou trabalHar de forma ainda mais acen-tuada sobre a presena das crianas em cena...

    verdade. Eu tentei examinar e equilibrar o pequeno poder de cada um procurando dar as crianas o seu lugar: no s no palco, como tambm no propsito do espectculo. Pois Les Ogres, alm dos temas ligados fome, e ao acesso aos alimentos, trata de uma questo muito importante para mim, a da resistncia. Quando devemos obedecer e quando podemos resistir? muito interessante trabalhar com crianas sobre estes temas e examinar com elas os limites da resistncia e da disciplina.

    quem so as crianas que actuam em LEs ogrEs ?

    So crianas que trabalham connosco j h muitos anos. por conhec-las bem que consegui atravs delas transpor a sua maneira

    aps ici L-bas, apresenta LEs ogrEs. como consideras esta nova criao em relao aos espectculos anteriores da companhia imagE aigu ?

    O tema central de Les Ogres vai ao encontro de uma preocupao que atravessa o trabalho de Image Aigu desde a sua criao, em 1983 : a questo da partilha dos alimentos, da busca de um equilbrio onde cada um encontraria o seu lugar. Como alimentaramos nos prximos anos, todos os seres humanos que vivem na terra ? Evidentemente no respondo esta pergunta, mas atravs do palco, que tento esclarece-la, fazendo com que cada um de ns reflicta sobre o assunto. Os espectculos da Companhia Image Aigu, so baseados na personalidade dos actores presentes em cena, cada uma das nossas criaes so concebidas como uma proposta nica e singular.

    que processo de criao a leva a preparar os seus espectculos baseando-se na personalidade dos actores ?

    Embaixador cuLturaL EuropEu, a companhia imagE aigu pros-

    sEguE as suas ExpLoraEs tEatrais Em torno dE tEmas sobrE

    a aLtEridadE, a difErEna, o tErritrio, a carncia, a nEcEs-

    sidadE ExpLoraEs rEaLizadas com actorEs profissionais

    E actorEs mirinsintrprEtEs quE hojE, Em LEs ogrEs, do

    um cunho humorstico sobrE os buLmicos E os insacivEis.

    Procura-se um equilbrio onde cada um possa encontrar o seu lugar

    1983 christiane vricel orga-niza ateliers teatrais com crianas e adolescentes de origens diversas, num bairro popular do subrbio de saint etienne. decide ento criar a companhia image aigu, com a fina-lidade de seguir o seu caminho nesta via teatral.

    1994 em nazareth, a maior cidade rabe de isral, que christiane vricel faz com que crianas judaicas

    e muulmanas actuem juntas. estes momentos de intensa confrontao e cheios de surpresa do nascimento ao espectculo adama.

    1998 a companhia image aigu organiza ateliers teatrais com crianas de pondichry. aps esta expe-rincia, o pequeno prakash e a pequena antoniamal chegam a viajar at a frana para participarem na criao de nandri no centro dramtico da bretanha, para

    Entrevista de Christiane Vricelpor Manuel Piolat Soleymat

    27 criaes em volta das grandes fracturas do mundo

    companHia cHristiane vricel

    Desde 1983, a Companhia foi recebida em cenas locais, nacionais e internacionais dos cinco con tinentes. Image Aigu realizou 36 criaes originais, apresentadas mais de 1000 vezes, em 35 pases e em mais de 250 lugares.

    depois partirem em digresso em mais de vinte e trs cidades francesas.

    1999 depois da ndia, o brasil. christiane vricel parte para o rio de janeiro, onde vai ter com uma asso-ciao que trata de crianas abando-nadas. com muitos dentre eles, cria-se o espectculo dia dia.

    2000 aps esses anos viajan-do pelo mundo, image aigu refora a sua aco na europa. recebida em um campo de ciganos na macednia, christiane vricel cria curumi e segue em digresso pelo continente. o progra-ma intitulado o teatro para reafirmar como cidado do mundo marca em seguida, o inicio do apoio da ue.

    2008-2009 no qua-dro de um projecto, apoiado pela unio europeia, a europa comea aqui ou l , a companhia image aigu produz em outubro de 2008 ici l-bas no tea-tro clestins, em lyon. segue-se uma digresso na frana, assim como na repblica checa e na sucia, durante o ano de 2009.

    2010 nasce uma nova cria-o, Les ogres ou le pouvoir rend joyeux infatigable, seguida de uma digresso francesa e europeia at 2011. ar tistas vindos de itlia, de por tugal, da sucia e da turquia encontram-se em lyon, durante o vero de 2010 para participarem de ateliers de formao e de pesquisa do grupo teatral.

    de ser, e inventar personagens muito diferentes uns dos outros, personagens talvez ainda mais fortes, ainda mais profundos do que nos meus espectculos anteriores. Nenhuma delas me reenvia uma imagem cor-de-rosa, transposta da infncia. Les Ogres composta por uma sucesso de histrias curtas submetidas serem modificadas ou completadas, como uma espcie de mosaico teatral onde um elemento pode ser desenvol-vido, um outro substitudo, afim de modificar o formato do espectculo. Gostaria por exemplo, de voltar a trabalhar com artistas circenses, como eu fiz por ocasio de Ici l-bas, ou ento de aprofundar o uso de fantoches, uma prtica que me atrai

    Sempre que vamoS para fora, meSmo Sendo perto, aumentamoS o noSSo territrio e o conhecimento doS outroS.

    christiane vricel, Encenador e Direco artstica Sandrine de rosa, Msico e actriz frdric prigaud et Burhan taskiran, Actoresestanislao Sanchez, Msico

    Artistas formadores :Jean Sclavis, Bonequeiroviolaine vricel, DanarinaSilvia nogueira, Cantora e acompanhante

    Artistas associados :estelle feuvrier e Gilles feuvrier, Animadores actores

    Administrao :nicolas Bertrand, Administradorpierre Brini, Secretrio Principalilitza Georgieva,

    Tcnico de comunicaoLivia Lavieille, Contabilista e Assistente administrativaolivier pinay, Coordenador, redactor de contedos

    Tcnicos :Bruno corona, Rgie geralmichel theuil, Iluminadormuriel habrard, Tcnico