Manual de Utilização do Processo - ?· TeroCote sobre aços, aços fundidos, aços inoxidáveis ao…

  • Published on
    15-Nov-2018

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • 2

    Manual de Utilizao do Processo

  • 3

    ndice: Introduo.................................................................... 3 Descrio do processo Eutalloy................................... 3 Metais base compatveis com o processo................... 3 SUPERJET-S bsico - Equipamento Eutalloy............. 4 Seleo de Ligas - Equipamento Eutalloy............. 4 Princpio Operacional................................................... 5 Preparao do SUPERJET-S - Maarico Eutalloy....... 7 Preparao das peas................................................. 10 Tcnicas de procedimento e aplicao........................ 10 Tcnica de aplicao em passe nico......................... 10 Tcnica de aplicao em dois passes......................... 11 Aplicaes especiais e outras tcnicas....................... 12 Acabamento dos depsitos Eutalloy............................ 12 Manuteno, manuseio e soluo de problemas SUPERJET-S - Eutalloy............................................... 13 Informaes tcnicas................................................... 15 Sade e Segurana..................................................... 15 Conjunto de bicos Vista explodida............................................................. 16 Lista de partes e peas................................................. 22

    Rua Ferreira Viana, 146 - CEP 04761-010 - So Paulo SP Tool Free: 0800-7034360 (Cons.) - 0800-7034370 (Eqptos) - Tel.: (0xx11) 2131-2300 Fax: (0xx11) 2131-2390

    Filiais: Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife. Ribeiro Preto,Rio de Janeiro e Salvador Internet: http://www.eutectic.com.br

  • 3

    A Eutectic se reserva o direito de modificar, a qualquer tempo, equipamentos e consumveis descritos nesta brochura, com o intuito de adaptar produtos e especificaes aos mais recentes desenvolvimentos tecnolgicos e s necessidades dos nossos clientes. GENERALIDADES DO PROCESSO DE DEPOSIO DAS LIGAS MICROFLO PRINCPIOS BSICOS DO PROCESSO EUTALLOY A ligao entre o metal de base e a liga de adio corresponde ao tipo de unio que se obtm com o processo de brasagem, isto quer dizer que uma fase lquida est ligada a uma fase slida por difuso. As qualidades de molhagem das ligas MicroFlo so obtidas devido incluso de elementos autofluxantes. Estes elementos diminuem a formao de xidos na superfcie da pea durante a operao de projeo e favorecem a ligao com o metal de base. Uma superfcie perfeitamente livre de xidos de vital importncia. A temperatura de ligao, de acordo com a liga Microflo utilizada, varia entre 960 e 1100C. A durao, muito breve, da passagem da liga atravs da chama, permite reduzir os riscos de superaquecimento da mesma e do metal de base durante esta etapa do processo de revestimento. A granulometria controlada da liga MicroFlo garante uma qualidade constante dos depsitos.

    Processo de Deposio Eutalloy

    METAIS COMPATVEIS COM O PROCESSO EUTALLOY O processo Eutalloy permite E+C TeroCote dos principais metais, desde que a sua temperatura de fuso seja superior temperatura de ligao da liga. Os elementos desoxidantes presentes nas ligas Eutalloy permitem a realizao de E+C TeroCote sobre aos, aos fundidos, aos inoxidveis ao cromo-nquel, ligas de nquel e ferros fundidos cinzentos de grafite lamelar ou esferoidal. Como nos outros processos de soldagem, indispensvel, durante a sua aplicao, ter em conta as modificaes metalrgicas que podem acontecer. O metal de base pode ser submetido a modificaes estruturais como: crescimento do gro, fenmeno de tmpera, etc. Assim, portanto necessrio utilizar os mtodos apropriados de preaquecimento e de tratamento trmico se o metal de base exigir. Contudo, os depsitos so sensveis aos resfriamentos bruscos e devem ser resfriados lentamente em amianto, vermiculite ou mica.Na falta destes minerais, a cinza ou areia seca tambm podem ser usadas. Os depsitos Eutalloy so insensveis aos tratamentos trmicos, tais como: revenimento, cementao, etc. Certos aos ou aos inoxidveis contm elementos de liga que podem tornar delicada a aplicao do processo. Os elementos de ligas, tais como o titnio (utilizado nos aos inoxidveis como estabilizador) e o alumnio, provocam rapidamente xidos que impedem a difuso do metal de base. Numa escala menor, o mangans e o vandio comportam-se de maneira idntica. NATUREZA DO METAL DE BASE Para a aplicao das ligas micropulverizadas Eutalloy devem ser tomadas algumas precaues de acordo com o metal de base: a) Pode-se trabalhar sem preocupaes especiais nos:

    - Aos de teor de carbono at 0,25%. - Aos de baixa liga do tipo Mn, MN-Mo, Cr, Cr-V e Ni-

    Cr-Mo. - Aos austenticos Cr-Ni e aos ferrticos. - Os ferros fundidos maleveis.

    b) Nos aos de teor de carbono compreendidos entre 0,25 e 0,40% de carbono necessrio efetuar um pr- aquecimento entre 250-300C antes de se proceder projeo e depois arrefecer a pea lentamente ao abri- go das correntes de ar.

  • 4

    c) Os aos inoxidveis martensticos, assim como os aos altamente ligados ao Ni-Cr-Mo devem ser submetidos a um tratamento trmico aps a aplicao dasligas micro-pulverizadas (recozimento entre 750C a 800C). d) As ligas ou metais cujo ponto de fuso inferior a 1000C no podem receber tratamento por Eutalloy (o metal de base torna-se lquido antes de se atingir a temperatura de ligao).

  • 5

    LIGAS MICROFLO EUTECTIC+CASTOLIN PARA O PROCESSO EUTALLOY O processo Eutalloy foi desenvolvido especialmente para efetuar revestimentos de proteo anti-desgaste de peas de mquinas submetidas s mais diversas solicitaes. ma variada gama de ligas MicroFlo pode ser depositada pelo sistema oxiacetilnico SuperJet Eutalloy - S. Ao passar pela chama do sistema, as ligas MicroFlo atingem o seu ponto de fuso. Elas so projetadas no estado pastoso sobre a pea preaquecida, onde so em seguida levadas fuso. Obtm-se assim depsitos perfeitamente homogneos e isentos de porosidades. A distncia de projeo varia entre 6 e 20mm.

    .

    A ligao se produz por difuso da liga fundida no metal e base, suficientemente preaquecido. Graas ao processo Eutalloy, pode-se efetuar revestimentos com uma camada de 0,10mm at vrios milmetros de espessura. Com o mtodo de projeo seguido de fuso pode-se igualmente efetuar revestimentos a partir de uma espessura de 1,0mm

    A dureza dos depsitos assim realizados pode variar entre 15 e 65 HRC, de acordo com a composio da liga.

    Ligao metalrgica sem diluio de um depsito da liga Eutalloy num ao inoxidvel (aumentado 500X). A=Depsito B=Zona de difuso C=Metal de base.

    SELEO DAS LIGAS DE ACORDO COM O TIPO DE DESGASTE Cada liga micropulverizada Eutalloy possui caractersticas distintas que a tornam mais resistentes ao desgaste em algumas aplicaes do que em outras. Essas ligas, em funo dos diversos fatores de desgaste, esto classificadas na tabela abaixo.

    LIGA DESCRIO APLICAES TIPICAS BoroTec 10009

    Liga base de nquel e cromo com elevada resistncia ao desgaste por atrito, corroso e baixo coeficiente de atrito.

    Excntricos, helicides, luvas, extrusoras e moldes.

    TungTec 10112

    Liga metlica base de nquel com adio de carbonetos de tungstnio, com excelente resistncia abraso e oxidao.

    Correntes transportadoras, exausto- res, ps misturadoras e helicides de bombas Fulher.

    BronzoChrom10185

    Liga metlica base de nquel com excelente tenacidade e baixo coeficiente de atrito. Permite a reconstruo em multi-camadas.

    Engrenagens, moldes da indstria do vidro, rotores de bombas e guias de mquinas.

    NiTec 10224

    Liga metlica base de nquel com excelente ductilidade e capacidade para absorver esforos em reconstrues de espessuras elevadas. Possui alta resistncia ao choque e trao.

    Reparo de peas em ferro fundido como: blocos de motores, coletores de escapamento.

    ChromTec 10680

    Liga metlica base de nquel com elevada resistncia oxidao e corroso. Depsito com excelente usinabilidade.

    Moldes da indstria do vidro, engrenagens e sedes de vlvulas.

    CPM 1202

    Liga metlica base de nquel desenvolvida para a indstria do vidro.

    Anis, arruelas, reconstruo de arestas e cantos de moldes.

    CPM 1205

    Liga metlica base de nquel desenvolvida para a indstria do vidro.

    Blocos, formas, coroas e forminhas.

    CPM 9001

    Liga metlica base de nquel desenvolvida para a indstria do vidro.

    Contra-moldes, arruelas, fundos de formas, reparo em peas de bronze.

  • 5

    CARACTERSTICAS

    Resistncia

    Material

    Usinabilidade

    Atrito

    Abraso

    Choque

    Gripagem

    Corroso

    Dureza

    Tem. Max.

    Trabalho (C)

    Densidade

    kg/dm3

    Limite de Espessura

    10009 Ret. 10 8 7 10 10 58 HRC 700 7,82 1,5 10112 Ret. 4 10 5 4 8 60 HRC 700 12,80 1,5 10185 7 8 6 9 8 8 40 HRC 600 8,91 5,0 10680 10 7 5 6 7 8 215 HB 600 8,12 10,0 10224 10 7 5 6 8 8 190 HB 600 8,10 10,0 1202 10 7 5 6 8 8 225 HB 600 8,12 10,0 1205 8 8 6 8 8 8 23 HRC 600 8,91 5,0 9001 8 8 6 8 8 8 25 HRC 600 8,80 5,0

    Obs.: 1) Consumo das ligas: 500g revestem uma rea de 440cm 2 - 2) 500g da liga TungTec 10112 revestim 290cm2

    (camada de 1,0mm) EQUIPAMENTO BSICO SUPERJET EUTALLOY - S Os revestimentos Eutalloy E+C TeroCote feitos com ligas MicroFlo so realizados com o seguinte equipamento: Kit bsico SuperJet Eutalloy - S, que compreende: - 1 sistema de deposio - 03 lanas adaptadas aos diferentes tamanhos de chama utilizadas em funo das dimenses da pea e do tipo de depsito de revestimento (consultar a tabela das presses de cada lana. - 1 escudo de proteo antitrmico e os acessrios: - 01 chave universal - 01 acendedor (isqueiro) - 01 par de culos de proteo - conexes acetileno/oxignio* - 01 estojo de limpa-bicos* - 01 estoj