Marciano Rocha Ribeiro Filho

  • Published on
    23-Nov-2015

  • View
    14

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

  • FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA FGF Curso de Licenciatura Plena em Qumica

    O Ensino de Qumica e o Cotidiano: Tendncias Atuais

    Marciano Rocha Ribeiro Filho

    Igapor - Bahia 2008

  • Marciano Rocha Ribeiro Filho

    O Ensino de Qumica e o Cotidiano: Tendncias Atuais

    Monografia apresentada ao Curso de Programa Especial de Formao Pedaggica de Docentes na rea de Licenciatura em Qumica, da Faculdade Integrada da Grande Fortaleza - FGF, ponto de Presena de Porteirinha-MG, sob a orientao da Prof. Ana Cristina Facundo de Brito.

    Igapor - Bahia2008

  • Monografia apresentada como requisito necessrio para a obteno do grau de Licenciado, do Curso de Programa Especial de Formao Pedaggica de Docentes na rea de Licenciatura em Qumica, da Faculdade Integrada da Grande Fortaleza - FGF.

    _________________________________________

    Marciano Rocha Ribeiro Filho

    Monografia aprovada em ............/.........../.................

    _________________________________________

    Prof. Ana Cristina Facundo de Brito Orientadora

    _________________________________________

    Prof. Clia Digenes Coordenadora do Curso

  • DEDICATRIA

    A Deus, centro inefvel para quem se direcionam e se fundem todas as cincias, artes e verdades superiores.

    Aos meus queridos filhos e esposa por aceitar a privao de muitas coisas em funo da necessidade de dedicao a esse curso.

    minha me e, especialmente ao meu pai que sempre se preocupou com as minhas caminhadas e estudos, e teve a oportunidade de me ver comear este curso, mas que no mais est entre ns para presenciar a concluso do mesmo. Um grande abrao pai. Sei que onde estiver continuar olhando sempre por todos ns.

  • AGRADECIMENTOS

    Esta monografia resultou de uma somatria de eventos aos quais sou bastante grato.

    Agradeo a toda equipe da Faculdade Integrada da Grande Fortaleza que, mesmo distncia, sempre souberam transmitir grandes oportunidades de avanos e novos conhecimentos.

    Agradeo minha famlia, que durante todo este tempo sempre me incentivou a prosseguir para a concluso deste curso.

    E, finalmente, agradeo a Deus, fonte inesgotvel de apoio para superao dos mais variados obstculos.

  • Nosso conhecimento nasce da dvida e se alimenta da incerteza. Precisamos aprender a viver no repouso do movimento e na segurana da incerteza.

    Hilton Japiass

  • RESUMO

    Este trabalho surge da necessidade de se estudar o papel da qumica, como contribuio no processo educacional, no cotidiano ou realidade prtica do educando. Desta forma, o objetivo deste estudo apontar uma proposta pedaggica para o ensino de qumica, a partir de dois tipos de mtodos: o dialgico sob o enfoque de Luckesi e o mtodo freireano para que o educando possa desenvolver os conhecimentos prticos na disciplina qumica. Pretende-se demonstrar que possvel despertar um maior interesse nesta disciplina por parte do aluno. A metodologia do estudo pautou-se na viso de ensino, mtodos e tcnicas de Luckesi e Freire. Trata-se de um estudo descritivo para a proposio pedaggica de um estudo de qumica mais voltada realidade do aluno. Justifica-se a realizao desse estudo com base no pressuposto de que a qumica e seus contedos so conhecimentos prticos e convivem no cotidiano das pessoas que muitas vezes desconhecem ou no se questionam sobre o seu papel na sociedade atual. Os resultados elencados demonstraram que o docente tem um leque de opes metodolgicas, de possibilidades de organizar sua comunicao com os alunos, de introduzir um tema poltico, de cunho social e cultural e encontrar sua forma mais adequada de integrar muitos procedimentos metodolgicos que podero ser possveis a partir da criatividade do docente. Mas tambm importante que as aulas sejam voltadas realidade social do educando.

    PALAVRAS-CHAVE: Qumica, Proposta Pedaggica, Conhecimentos, Mtodos, Tcnicas, Realidade Social

  • ABSTRACT

    This work appears of the necessity of if studying the paper of chemistry, as contribution in the educational process, daily or the practical reality of educating. Of this form, the objective of this study is to point a proposal pedagogical with respect to the chemistry education, from two types of methods: the dialgico under the approach of Luckesi and the freireano method so that educating can develop the practical knowledge in disciplines chemistry. It is intended to demonstrate that it is possible to awake a bigger interest in this disciplines on the part of the pupil. The methodology of the study was pautou in the vision of education, methods and techniques of Luckesi and Freire. One is about a descriptive study for the pedagogical proposal of a study of chemistry more directed to the reality of the pupil. It is justified on the basis of accomplishment of this study the estimated one of that chemistry and its contents are practical knowledge and coexist in the daily one of the people who many times are unaware of or they are not questioned on its paper in the current society. The elencados results had demonstrated that the professor has a fan of metodolgicas options, of possibilities to organize its communication with the pupils, to introduce a subject politician, of social and cultural matrix and to find its form more adequate to integrate many metodolgicos procedures that could be possible from the creativity of the professor. But also it is important that the lessons are come back to the social reality of educating.

    PALAVRAS-CHAVE: Pedagogical Chemistry, Proposal, Knowledge, Methods, Techniques, Social Reality

  • SUMRIO

    INTRODUO ....................................................................................................... 10

    CAPTULO I - O CONHECIMENTO DE QUMICA NO COTIDIANO ESCOLAR ASSOCIADO A REALIDADE DO ALUNO ............................................................ 13

    1.1 Aspectos da formao do leitor crtico ............................................... 13 1.2. Aspectos da vivncia prtica no Ensino de Qumica ......................... 13 1.3. A leitura como descoberta e conscincia do mundo ........................... 14 1.4. A formao do Educador em Qumica ............................................... 16

    CAPTULO II - O ENFOQUE HISTRICO-CRTICO NO ENSINO-APRENDIZAGEM DE QUMICA.......................................................................................................... 21 2.1 A importncia de um enfoque crtico .................................................... 21

    CAPTULO III - ANLISE DO LIVRO DIDTICO DA DISCIPLINA QUMICA NO ENSINO MDIO ............................................................................................. 26

    3.1 Uma reflexo....................................................................................... 26

    CAPTULO IV - PROPOSTA METODOLGICA PARA O ENSINO DE QUMICA................................................................................................................ 32 4.1 Proposta Pedaggica .......................................................................... 32 4.2 Diagnstico das dificuldades de interpretao do texto de qumica .... 37 4.3 Mtodos Luckesi e Paulo Freire em Qumica...................................... 38

    CONSIDERAES FINAIS ................................................................................... 52 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ...................................................................... 54 ANEXOS ................................................................................................................ 58

    NDICE DE FIGURAS

    Figura 1 - Nvel de escolaridade dos Professores de qumica............................... 33 Figura 2 - Dificuldade dos professores em relao aos contedos de qumica..... 34

  • Figura 3 - Dificuldade dos professores para realizao de aulas prticas............. 34 Figura 4 - Voc gosta de estudar qumica?........................................................... 35 Figura 5 - Grau de influncia de alguns fatores no ensino de qumica.................. 35

  • 10

    INTRODUO

    Um estudo realizado por Silva e Del Pino (2003) demonstrou que os alunos de ensino mdio tm dificuldades de compreenso dos fenmenos que constituem a cincia qumica. As suas dificuldades repousam nas limitaes do ensino-aprendizagem em estimular a curiosidade do educando para compreender a dimenso da disciplina na prtica e vivncia de sua realidade no cotidiano. No mbito da escola bsica, os educadores utilizam poucas metodologias aplicadas na prtica que dimensionem experincias ou que correlacionem tais conhecimentos com a bagagem cultural do aluno.

    Este trabalho surge da necessidade de se estudar o papel da qumica, como contribuio no processo educacional, no cotidiano ou realidade prtica do educando. Desta forma, o objetivo deste estudo apontar uma proposta pedaggica para o ensino de qumica, a partir de dois tipos de mtodos: o dialgico sob o enfoque de Luckesi e o mtodo freireano1 (Paulo Freire) para que o educando possa desenvolver habilidades e conhecimentos prticos na disciplina qumica. Pretende-se demonstrar que possvel utilizar alguns conhecimentos de qumica no cotidiano do aluno, despertando deste modo um maior interesse nesta disciplina.

    Justifica-se a realizao desse estudo com base no pressuposto de que a qumica e seus contedos so conhecimentos prticos e convivem no cotidiano das pessoas que muitas vezes desconhecem ou no se questionam sobre o seu papel na sociedade atual.

    Percebemos que o ensino de qumica tem se reduzido transmisso de informaes, definies e leis isoladas, sem qualquer relao com a vida do aluno, exigindo deste quase sempre a pura memorizao restrita a baixos nveis cognitivos. Transforma-se muitas vezes a linguagem qumica, uma ferramenta, no fim ltimo do conhecimento.

    Constata-se que atravs dos livros didticos que os termos cientficos tm seu contedo semntico ou sua estrutura sinttica modificada (por supresso, generalizao

    1 Paulo Freire criou um mtodo de ensino baseado em duas as categorias: conscientizao e dilogo se constituem nas

    bases sobre o qual se aporta o Mtodo Freireano que defendia conscincia poltica e o uso de materiais e textos extrados da vida cotidiana dos alunos.

  • 11

    ou reconstruo), podendo, inclusive ser esvaziados de seu contexto e muitas vezes o professor utiliza o livro didtico como instrumento de forma a dar nfase somente aos aspectos tericos, sem nortear a curiosidade do educando para os conhecimentos prticos que a qumica poder proporcionar em seu cotidiano.

    Nesse sentido, parece interessante refletir sobre algumas relaes entre conhecimento e prtica educacional para se discutir a necessidade de um mtodo de ensino e de comunicao presentes no processo de formao de professores. A unio entre conhecimento e prtica exige formao por parte do educador, no apenas conhecer a qumica, mas outros saberes possveis que permitam articular novas metodologias de ensino.

    A motivao para a escolha do tema centrou-se no pressuposto de que os textos cientficos no ensino de qumica no ambiente escolar, a partir do uso de processos de ensino terico-prticos favorece uma aprendizagem que possa ser til na vida cotidiana. A preocupao tornar essa disciplina mais prxima da realidade e auxiliar o educando a explorar os contedos de forma a serem teis na vida social e profissional.

    A realizao deste estudo aponta a problemtica de que tanto o educador em incio de formao como o aluno tem dificuldades de aproximar a leitura de um contexto social, histrico e cultural, quando se trata de texto com contedos de qumica.

    O primeiro captulo enfoca a necessidade de se colocar o ensino-aprendizagem integrado com a prtica cotidiana, mencionando aspectos da vivncia prtica, bem como a importncia da leitura como ferramenta de descobertas. Enfoque especial dado tambm no que diz respeito formao continuada dos educadores em qumica, com utilizao de tcnicas e mtodos que estimulem a inovao.

    O segundo captulo apresenta um enfoque histrico-crtico no ensino-aprendizagem de qumica, fazendo uma anlise do saber produzido historicamente e a sua relao com as atuais tendncias de transformao.

    O terceiro captulo explora o livro didtico na disciplina qumica, relacionando os mesmos com as tendncias atuais, discutindo seus contedos e, para tal, utiliza-se da anlise de algumas colees comumente utilizadas no ensino mdio das nossas escolas.

  • 12

    O quarto captulo faz uma reflexo acerca de algumas propostas metodolgicas para o ensino de qumica e a importncia da busca por mecanismos de interpretao de textos com a finalidade de facilitar o trabalho do educador e do processo ensino-aprendizagem.

    As concluses refletem sobre o ensino de qumica e a necessidade do uso de mtodos e tcnicas de ensino para facilitar a compreenso dos textos didticos utilizados no cotidiano escolar do Ensino Mdio.

  • 13

    CAPTULO I O CONHECIMENTO DE QUMICA NO COTIDIANO ESCOLAR ASSOCIADO

    REALIDADE DO ALUNO

    1.1 Aspectos da formao do leitor crtico

    Os professores do Ensino Mdio necessitam colocar o ato de ensino-aprendizagem em consonncia com a prtica cotidiana, como um comprometimento no processo de formao para a dinamizao do conhecimento e as formas de atuar criticamente sobre o conhecimento.

    Os livros, de modo geral, expressam a forma pela qual seus autores vem o mundo; para entend-los indispensvel no s penetrar em seu contedo bsico, mas tambm ter sensibilidade e esprito de busca, para identificar, em cada texto lido, os diversos nveis de significao e de interpretaes das idias expostas por seus autores.

    J se tomou antolgica e obrigatria, quando se trata de leitura, a concepo de Freire (1984), para quem a leitura do mundo precede a leitura da palavra; contudo, torna-se necessrio ir mais alm, refiro-me que a leitura do mundo precede sempre a leitura da palavra e desta implicam a continuidade da leitura daquele. De alguma maneira, porm, podemos ir mais longe e dizer que a leitura da palavra no apenas precedida pela leitura do mundo, mas por uma certa forma de escrev-lo ou de reescrev-lo, quer dizer, de transform-lo atravs de nossa prtica consciente.

    O processo de ler implica vencer as etapas da decodificao, da inteleco, para se chegar interpretao e, posteriormente, aplicao. A decodificao uma necessidade bvia, tarefa que qualquer pessoa alfabetizada pode empreender; pois consiste apenas na traduo dos sinais grficos em palavras.

    Na viso de Candau (1983) cabe ao educador refletir sobre a realidade teoria-prtica e teoria no isoladamente, e encontrar nas tcnicas de leitura em sua totalidade, complexidade e problemtica, na perspectiva concreta da experincia de aprendizado.

    1.2 Aspectos da vivncia prtica no Ensino de Qumica

  • 14

    A proposta de Educao dos Parmetros Curriculares Nacionais - PCNs procura valorizar a realidade social e a vivncia prtica com a finalidade de utilizar alguns conhecimentos de qumica com base em conhecimentos que possam se converter em prtica. O conhecimento se refaz na medida em que repassado e transformado. (Souza e Oliveira; 2005)

    Nesse sentido o ensino de qumica no poderia ser diferente...

Recommended

View more >