Monografia Adriana Pedagogia 2012

  • Published on
    05-Jun-2015

  • View
    18.885

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedagogia 2012

Transcript

<ul><li> 1. 1UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA-UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAO CAMPUS VIICOLEGIADO DE PEDAGOGIA ADRIANA ARAUJO SILVAA LITERATURA INFANTIL NA VOZ DA CRIANASENHOR DO BONFIM-BA2012</li></ul><p> 2. 2ADRIANA ARAUJO SILVAA LITERATURA INFANTIL NA VOZ DA CRIANA Monografia apresentada ao Departamento de Educao- Campus VII, da Universidade do Estado da Bahia, como parte dos requisitos para obteno de graduao no Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Orientador: Prof. Esp. Pascoal Eron S. de SouzaSENHOR DO BONFIM-BA 2012 3. 3ADRIANA ARAUJO SILVAMonografiaapresentada ao Departamento de Educao-Campus VII, daUniversidade do Estado da Bahia, como parte dos requisitos para obteno degraduao no Curso de Licenciatura Plena em PedagogiaAprovada em _______,de Agosto, de 2012. BANCA EXAMINADORA _______________________________________________________ Orientador: Prof Esp. Pascoal Eron S. de Souza Universidade do Estado da Bahia UNEBOrientador _____________________________________________________ Prof _________________________________Universidade do Estado da Bahia UNEBExaminador (a) _____________________________________________________Prof____________________________ Universidade do Estado da Bahia UNEBExaminador (a) 4. 4 Deus,que me agraciou com o dom da vida econduziu-me at aqui. Sua presena me deuforas para prosseguir e permitiu chegar,pois nos proporcionou a chancededemonstrar a nossacapacidade pararealizao deste trabalho que, apesar derduo, hoje nos proporcionou orgulho. MuitoObrigada Deus. A Ti toda honra e Glria. 5. 5 AGRADECIMENTOS minha famlia que me apoiou e ajudou durante todo o curso e em momentosem que mais precisei, em especial minha me Lindalva e meu irmo Claudionor queforam suportes importantes em minha caminhada. minha pequena princesa Ana Clara, de quem sempre recebi estimulou parainvestir em minhas pesquisas em Literatura Infantil. Ser sempre uma referncia emminha vida. minha amiga e companheira de pesquisa, Cssia Milena que acreditou, eno duvidou em nenhum momento na contribuio da Literatura para odesenvolvimento infantil e no mediu esforos para ir a campo buscar respostaspara nossa inquietao. minha querida equipe que esteve ao meu lado desde o primeiro semestredo curso de Pedagogia, com eles e elas muito aprendi, rompemos barreiras,desmistificamos preconceitos, vivemos momentos especiais, e tambm algunstristes, muitas alegrias, madrugadas em claro, mas valeu a pena. Por isso aqui fica omeu muito obrigada a Paulo Victor, Jos Nilton, Maria Clara, Edineide, LucianaNascimento e Cssia Milena, pessoas que levarei para sempre em minha memria eem meu corao.Aos colegas da turma 2008.1, com tantos aprendi e dividi experincias, quepara mim foi muito importante e tambm construmos laos de amizade.Aos professores que muito me ensinaram e contriburam para minha formao,tragoem destaque a professora Sandra Fabiana que foi referencia para mim quando medediquei a trabalhar com a Literatura Infantil.Agradeo em especial ao professor e orientador Pascoal Eron que confiou emmeu objeto de estudo e muito contribuiu para minha formao enquanto pedagoga.Por fim, a Igreja Batista que me recebeu de portas abertas e muito ajudoupara minha pesquisa, as crianas, meu objeto de pesquisa que foram de suma 6. 6importncia para alcanar meus objetivos, no poderiamos esquecer das alunas edas irms e cooperadores da ONG que muito me incentivaram a continuar comminha pesquisa.Ao Campus VII, que nos deu oportunidade de realizar esse curso e crescerem conhecimento. A todos, muito obrigada! 7. 7O ouvir histriaspode estimular odesenhar, o musicar, o sair, o ficar, opensar, o teatrar, o imaginar, o brincar, over o livro, o escrever o querer ouvir denovo (a mesma histria ou outra). Afinaltudo pode nascer de um texto FanyAbramovich 8. 8RESUMO Este trabalho monogrfico emerge como Trabalho de concluso de Curso TCC queconstitui requisito parcial para a graduao, todavia resultado de pesquisa realizada cominfantes em idade entre seis a dez anos,tendo como objetivo buscar nas crianas o que elaspensam sobre a leitura. Procurou-se compreender a relao das crianas com leiturasinfantis, como gosto, sentimentos expressados ao ouvir ou ler uma historia, j que durante operodo acadmico a Literatura infantil foi uma temtica que chamou bastante ateno e foifoco da minha pesquisa. Apoiado em um estudo terico conseguiu-se perceber atravs dareviso a relevncia da literatura para o desenvolvimento infantil, contudo foi necessrio vercomo consistia a prtica,esta que foi almejada nesse trabalho. Os autores foram defundamental relevncia para isto; e com eles vimos que a Literatura Infantil pode contribuirpara uma educao de qualidade e alargar habilidades importantes para o desenvolvimentoinfantil como: estimular e desenvolver a prtica da leitura. A metodologia utilizada foiqualitativa, pois precisvamos de dados para encontra uma resposta aproximada paranossa inquietao. Na anlise de dados pode-se reafirmar o quanto a literatura infantil atraente as crianas e pde-se afirmar o que os tericos reforaram. Portanto, a LiteraturaInfantil ainda permanece no gosto das crianas, e desperta ainda sentimentos como aafetividade, encanto, desejos, nsias enfim, estimula tanto a imaginao como a criatividadeinfantil e, sobretudo, o gosto pela leitura no seus mais variados sentidos.Palavras chave: Literatura Infantil. Criana. Leitura. 9. 9LISTA DE ILUSTRAESFIGURA DESCRIO PGINA01 Grfico de faixa etria 2602 Grfico de nvel de escolaridade2703 Grfico de quantidade de livros lidos no ano de 28 2012 10. 10SUMRIOINTRODUO ............................................................................................... 11CAPITULO I 1. PROBLEMATIZAO............................................................................... 12 CAPITULO II 2. FUNDAMENTAO TERICA......................................................................... 15 2.1. Literatura Infantil .......................................................................................... 15 2.2. Criana ........................................................................................................ 17 2.3. Leitura .......................................................................................................... 19CAPITULO III 3. METODOLOGIA......................................................................................... 21 3.1. Tipo de pesquisa ......................................................................................... 21 3.2. Sujeitos da pesquisa.................................................................................. 22 3.3. Lcus da pesquisa ...................................................................................... 22 3.4. Instrumentos de coletas de dados ..............................................................223.4.1. Observao Participante ................................................................... 233.4.2. Questionrio Fechado ...................................................................... 233.4.3. Entrevista Semi estruturada ............................................................. 23 3.5. Tratamento dos dados ................................................................................24CAPITULO IV4. ANALISANDO OS DADOS COLETADOS................................................ 25 4.1. Perfil dos pesquisados: Anlise do questionrio fechado ...........................254.1.1. Gnero do sujeito ............................................................................. 254.1.2. Instituio Escolar ............................................................................. 264.1.3. Faixa etria .......................................................................................264.1.4.Nvel de escolaridade ........................................................................ 274.1.5. Os anseios pela leitura ......................................................................274.1.6. Ambientes de leitura .........................................................................294.1.7. As Preferncias pela leitura .............................................................. 29 4.2. Analisando a entrevista e confrontando com a observao .......................304.2.1. Discutindo sobre preferncias de leituras ......................................... 304.2.2. Histrias marcantes ........................................................................... 344.2.3. O valor do livro para mim ................................................................... 354.2.4. A leitura na voz infantil ......................................................................36 CONSIDERAES FINAIS........................................................................... 38REFERNCIAS..............................................................................................40APNDICE ..................................................................................................... 42 11. 11INTRODUOA pesquisa tem para ns um significado muito importante, pois atravs deinvestigaes durante o curso de pedagogia do Campus adquirimos conhecimentos,ampliamos algumas idias sobre educao, e rompemos barreiras que para nsantes seria impossvel. Assim brota nossa proposta de pesquisa que tem sua origemdesde o segundo semestre quando buscamos na Literatura Infantil embasados porautores entender de que forma ela pode contribuir para uma educao de qualidadee assim nasce depois de muitas inquietaes nosso trabalho de concluso do curso.No foi fcil ir a campo, pois precisamos de tempo, para coletar dados e assimchegar a uma resposta aproximada da nossa questo.A pesquisa nos permitiu entender realmente o que a criana pensa sobre aleitura destinada a ela e atravs do contato direto adentrar no mundo infantil ebuscar informaes para nossa produo, assim em nossa discusso deixar que acriana expresse realmente que sentido tem a Literatura Infantil para ela, dando voza quem de direito.Esta monografia foi organizada em quatro captulos, no primeiro captuloproblematizamos nossa questo, apontamos o caminho percorrido junto com aliteratura infantil durante nosso curso, as experincias em ir a campo, o aprendizadoe assim nosso problema de pesquisa. No segundo captulo, buscamos atravs dosaportes tericos, entender um pouco sobre a Literatura Infantil: histria, seu papel nodesenvolvimento infantil, e dialogamos sobre leitura e sua relao com a literaturainfantil. O terceiro captulo vem abordando as prticas metodolgicas utilizadas paradesenvolver nossa pesquisa. E por fim no quarto captulo dialogamos com nossossujeitos atravs de analise trazendo nossos autores para um confrontamento. 12. 12 CAPTULO I1. PROBLEMATIZAOPensar em crianas e sua relao com a leitura pensar no futuro, e pensar nofuturo ter a responsabilidade de construir um mundo bem melhor, com menosanalfabetismo, opresso e diferenas sociais. H muitos anos, a Literatura Infantilvem atraindo a ateno de pesquisadores, pedagogos e estudiosos de grandesgrupos editoriais.Entendemos que a presena da Literatura Infantil e a mediao da Leitura nocotidiano da criana em sala de aula, em casa ou em outro lugar podem ajudar ossujeitos no desenvolvimento intelectual e emocional. A Literatura Infantil possui umacaracterstica encantadora, atraente onde as ilustraes convidam o leitor a entrarno mundo mgico da leitura. Os temas tambm so interessantes e agradam aoseducadores e as crianas. Muito se tem investido em Literatura Infantil. As escolastambm perceberam o quanto ela pode ajudar no desempenho dos alunos.Literatura brasileira, contos de fadas, fbulas, e outros, uma imensido detextos que encantam, fascinam, levam a criana a viajar no mundo real ouimaginrio. A leitura das literaturas infantis inspira caminhos belos e umacompreenso melhor de mundo e nos faz viajar no mundo de contos de fadas,lugares reais e incrveis onde s a imaginao pode criar e chegar.A sociedade est cada vez mais globalizada. As crianas a cada diaincorporam-se a esse esteretipo de vida, tem acesso a muitas informaes etecnologias variadas e atraentes. Muitos no tm mais prazer em brincar de bola,correr na rua, pois no querem mais perder tempo, com o que s vezes achamchato. Sabemos que muito bom ter todos esses mecanismos de tecnologias, masainda assim, precisamos trazer novamente para o mundo infantil o que realmentecriana a gosta: brincar, contar histria e ler e ouvir muitas histrias, pois a leituraenriquece a sabedoria e desperta a imaginao. 13. 13Durante o curso de Pedagogia buscamos em nossas pesquisas entender umpouco qual o verdadeiro papel da Literatura Infantil. Sempre trabalhamos com atemtica em nossos artigos e projetos, o que foi muito enriquecedor, pois adquirimosconhecimentos e vivenciamos atravs da aplicao de projetos e leituras o quanto aLiteratura Infantil ainda ajuda e estimula criana no processo de leitura edesenvolvimento emocional, intelectual, processo de alfabetizao e tambm aludicidade. Em todas as nossas produes, buscamos atravs de aportes tericosentender um pouco sobre a Literatura Infantil,amadurecendo e adquirindoconhecimento atravs dos autores trabalhados.Um dos projetos que ficou marcado em ns, foi o Ba Literrio, desenvolvidono quinto semestre do curso de Pedagogia do Campus VII, em espaos noescolares, basicamente a proposta do projeto era estimular as crianas da ONG adesenvolver o hbito e prazer em ler, atravs da contao de histria e contribuirpara uma melhor socializao da criana no meio em que vive. Nosso lcus atendecrianas em situao de alto risco (meninas). A cada histria trabalhada podamosperceber em cada criana o encanto e a relao da histria com sua vida, tambmpercebamos que havia rejeio por parte de outras e foi surgindo a partir da umainquietao, j sabamos que a Literatura Infantil era prazerosa, e contribua muitoem uma sala de aula para o professor, mas as crianas, o que elas realmenteacham das leituras das Literaturas Infantis?Que tipo de leitura almejam? O queacham dos textos direcionados a elas? Assim desenvolvemos mais uma vez oprojeto em uma outra instituio, uma escola bblica onde nosso alvo eram crianasde escola pblica e particular com idades entre 6 a 10 anos.Nosso objetivo eraatravs da realizao do projeto desenvolver nossa pesquisa buscando atravs dacontao de historias coletar dados para nossa produo. O projeto foi desenvolvidoem cinco domingos, durante os meses de junho e julho o que nos proporcionoucolher informaes importantes e valiosas.Diante disso, somos levados a refletir sobre a importncia da leitura comoforma de enriquecimento e desenvolvimento de uma criana o que nos faz lembrardas palavras de Abramovich (1997, p.23) O ouvir histrias pode estimular odesenhar, o musicar, o sair, o ficar, o pensar, o teatrar, o imaginar, o brincar, o ver o 14. 14livro, o escrever, o querer ouvir de novo(a mesma histria ou outra).Afinal tudo podenascer de um texto!Partindo destas vivencias anteriores que nos levam a desejar oaprofundamento dos estudos no tocante a Literatura Infantil, neste sentido, essapesquisa busca responder o seguinte questio...</p>