Monografia Ariane Pedagogia 2012

  • Published on
    05-Jun-2015

  • View
    24.479

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedagogia 2012

Transcript

<ul><li> 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAO CAMPUS VII COLEGIADO DE PEDAGOGIA SENHOR DO BONFIM BAARIANE MARTINS DA SILVAO PEDAGOGO EM ESPAOS NO-ESCOLARES: UM ESTUDO DE CASO NO SAC (SERVIO DE ATENDIMENTO AO CIDADO) DESENHOR DO BONFIM/BASENHOR DO BONFIM2012</li></ul><p> 2. ARIANE MARTINS DA SILVAO PEDAGOGO EM ESPAOS NO-ESCOLARES: UM ESTUDO DE CASO NO SAC (SERVIO DE ATENDIMENTO AO CIDADO) DESENHOR DO BONFIM/BAMonografia apresentada ao Departamentode Educao UNEB, CAMPUS VII,como parte dos requisitos para obtenodo grau de Licenciatura em Pedagogia Habilitao em Docncia e Gesto nosProcessos Educativos, sob orientao daprof. Ivania Paula Freitas.SENHOR DO BONFIM2012 3. TERMO DE APROVAO O PEDAGOGO EM ESPAOS NO-ESCOLARES: UM ESTUDO DECASO NO SAC (SERVIO DE ATENDIMENTO AO CIDADO) DE SENHOR DO BONFIM/BAMonografia apresentada Universidade do Estado da Bahia como requisitopara a obteno do ttulo Pedagoga, sob a orientao do Prof. (a) Ivnia PaulaFreitas, aprovada em 10 de abril de 2012. BANCA EXAMINADORAORIENTADOR: _______________________________Prof. (a) Ivnia Paula FreitasMEMBRO: ___________________________________Titulao, nome completo, InstituioMEMBRO: ___________________________________Titulao, nome completo, Instituio 4. O constante movimento de reestruturao inerente condio humana. Nele se alteram aharmonia e o conflito, a dinmica e aestatstica, a convivncia e o isolamento, aao e a inrcia. Assumir uma atitude frente mudana ter conscincia de que esseprocesso se inicia com a busca do eu interiorpara, a partir dele, compreender o mundoexterior. estar aberto frente ao desconhecido,ao inesperado e imprevisvel. (RAMOS, 2000) 5. Ao mestre maior! Obrigada meu Deus.Aos meus familiares pela estimadacolaborao! 6. importante agradecer...Agradecer reconhecer s vezes que uma simples palavra ouum pequeno gesto representa uma grande fora.Portanto importante neste momento agradecer a muitaspessoas especiais:A Deus por ter me dado a vida, por me abenoar todos os diase me encher de esperana a cada momento em que me sintosem foras para continuar. Por ter a cada segundo memostrado inmero motivos para acreditar que eu venceria;Agradeo imensamente minha me, D. Iracema, que tantome deu apoio, compreendeu as minhas ausncias. Pelocarinho, pelas palavras de encorajamento, enfim porrepresentar to bem o papel de uma me na vida de um filho.Ao meu grande pai, Sr. Guilherme, que fez todos os esforos,de todas as naturezas possveis para me ver formada, boaprofissional, uma grande mulher! Obrigada meus pais peloapoio e credibilidade depositados em mim; minha orientadora Ivania Paula Freitas, que com pacincia eeficincia me conduziu com seus prestimosos ensinamentospara concluso dessa pesquisa;A todos os meus mestres que fazem parte do corpo docente daUNEB Campus VII, pelo exemplo de competncia em nostransmitir valiosos ensinamentos;A todos que colaboraram para minha formao acadmicacomo colegas de turma e amigos em especial Georgea Lessaque tanto me ajudou na reta final deste trabalho. Obrigadaamiga, pelo incentivo e pelas to valiosas contribuies.A todos vocs por tudo, deixo aqui o meu muito obrigada! 7. RESUMOEsta pesquisa apresenta uma reflexo sobre a atuao do Pedagogo em espaosno-escolares, como forma de compreender a sua contribuio em outros contextos.Atravs desta investigao busca-se conhecer como se efetiva a prtica dopedagogo no mbito empresarial, remetendo-se a sua abrangente atuao,reconhecida legalmente em 2006, com a publicao das Diretrizes CurricularesNacionais para o curso de Pedagogia. Trata-se ainda de suscitar uma reflexo sobrea formao deste docente como forma de contribuir para sua insero em espaosno-escolares. Pretende-se tornar conhecida influncia da Pedagogia e dasestratgias educacionais no desenvolvimento do indivduo em variados contextos deatuao. O objetivo principal deste estudo conhecer o papel do Pedagogo noambiente empresarial, destacando especialmente como acontece a sua intervenona formao do indivduo, mais especificamente na formao profissional presenteno ambiente de trabalho, ou seja, nas organizaes empresariais. Esta pesquisa foirealizada atravs de anlises bibliogrficas e documentais, utilizando-se ametodologia qualitativa, baseado em autores como Gil (2009), Ludke (1986), entreoutros. Assim, os resultados alcanados atravs desta anlise confirmam a valiosacontribuio do pedagogo e das estratgias educacionais no mbito empresarial porser a educao um processo de influncias relevantes, denominado aprendizagem,presente em diferentes espaos e por constituir-se num processo inerente pedagogia e ao pedagogo.Palavras-chave: Educao, Pedagogia, Pedagogia Empresarial. 8. SUMRIOINTRODUO-------------------------------------------------------------------------10CAPTULO I --------------------------------------------------------------------------131. REFLEXES SOBRE A EDUCAO E SEUS SENTIDOS---------------------------131.1 O papel do pedagogo no mbito das organizaes empresariais-------------16CAPTULO II QUADRO TERICO-------------------------------------------- 212. A Pedagogia: sua identidade e a formao dos pedagogos -------------------------- 212.1 A Pedagogia Empresarial e suas implicaes no contexto contemporneo --- 25CAPTULO III DESDOBRAMENTO DA PESQUISA -------------------313. Pesquisa qualitativa como mtodo ---------------------------------------------------------- 393.1 A natureza do trabalho: um estudo de caso --------------------------------------------- 313.2 Sujeitos da pesquisa --------------------------------------------------------------------------- 343.3 Lcus da pesquisa ----------------------------------------------------------------------------- 353.4 O SAC --------------------------------------------------------------------------------------------- 353.4.1 O SAC: Funo e identidade organizacional ----------------------------------------- 353.4.2 Questionrio fechado --------------------------------------------------------------------- 363.4.3 Questionrio aberto ----------------------------------------------------------------------- 36CAPTULO IV ANLISE E DISCUSSO DOS DADOS ----------------- 384. Procedimento da anlise ------------------------------------------------------------------------ 384.1 Perfil dos sujeitos- Questionrio fechado ------------------------------------------------- 384.1.2 Quanto setor/rea e funo de atuao ------------------------------------------------ 384.1.3 Tempo de servio ----------------------------------------------------------------------------- 394.2 A atuao do pedagogo na empresa do ponto de vista dos gestores efuncionrios -------------------------------------------------------------------------------------------- 394.3 Sntese da pesquisa ---------------------------------------------------------------------------- 45CONSIDERAES FINAIS ---------------------------------------------------------------- 47REFERNCIAS ----------------------------------------------------------------------------------- 49ANEXOS 9. INTRODUO O Trabalho de Concluso de Curso- TCC, sob o tema: O Pedagogo emespaos no escolares: Um estudo de caso no SAC (Servio de Atendimento aoCidado) de Senhor do Bonfim/BA nasceu das nossas inquietaes ao longo dopercurso acadmico no Curso de Licenciatura em Pedagogia-Habilitao emDocncia e Gesto dos Processos Educativos da UNEB, Campus VII-Senhor doBonfim-BA, quando confrontadas com as reflexes sobre a identidade do Pedagogoe suas possibilidades quanto ao campo de atuao. A idia que se tem de pedagogo que este tem a condio nica de ser umprofessor em sala de aula. Observando o formato do curso de Pedagogia quevivenciamos na UNEB, vemos que est direcionado Educao FormalEscolarizada. Mais ainda, v-se que o que se espera de um pedagogo, que ested aulas apenas em sries iniciais, limitando assim suas possibilidades, assim comoacreditamos e defenderemos nesta pesquisa. Desse modo, levando-se em considerao os aportes tericos aqui revistos,podemos afirmar que a pedagogia deixou de ser apenas mais uma disciplina da reade educao, entrou no mercado de maneira mais ampla, suprindo as necessidadesda sociedade e das empresas, ondeseleo, treinamento e contnuoaperfeioamento so garantia da produtividade, e requer ateno e profissionaisadequados na preparao dos profissionais da organizao. (SANTOS, 2004, p.7)O interesse em pesquisar sobre a relevncia do Pedagogo em espaos no-escolares ou empresarias, partiu na nossa prpria trajetria acadmica e, sobretudoprofissional. Durante todo o percurso na Universidade pudemos observar os conflitosquanto identidade do pedagogo e quais os rumos a serem tomados aps a sadada Universidade. Somam-sea isso as nossas experinciasprofissionaisdesempenhando funes em outras reas. possvel perceber que o cunhoeducativo nunca deixou de estar presente em nossas atividades, pois entendemosque onde h ensinamento e aprendizagem, h a Educao, ainda que de maneira 10. informal. Porm a angustia crescia constantemente e a busca pela revelao de queo Pedagogo pode sim desempenhar papis educativos tambm em outros espaos,era constante.Foi inquietante perceber que se abre um campo diferenciado em espaosno escolares, a exemplo das empresas que passaram a destinar editais com vagasespecficas para o Pedagogo. Diante destes novos espaos passamos a nosquestionar sobre o papel e a funo desempenhada pelos pedagogos dentro destesespaos, tendo em vista, inclusive, o perfil dos cursos em que nos formamos cujofoco est marcado na docncia. Da surgiram as questes desta pesquisa:- Qual o papel do pedagogo na Empresa?- Que funes este profissional desempenha nesses espaos no escolares? Portanto o nosso objetivo discutir o papel e as funes desempenhadaspelo pedagogo no espao empresarial.Ao responder estas questes pretende-se ampliar o olhar sobre a diversidadede campos de atuao do pedagogo, evidenciando os desafios que estes novosespaos de ocupao trazem para este profissional.A pesquisa organizou-se em um estudo de caso de cunho exploratrio eencontra-se aqui estruturada da seguinte forma:No primeiro captulo, fez-se importante explicitar a questo dessa pesquisaatravs de uma breve reflexo, enfatizando a problemtica em questo, justificandoa opo por traz-la como foco desta pesquisa.No segundo captulo abordamos as concepes referentes aos aspectostericos que embasam os termos da complexidade do campo de atuao dopedagogo nas extenses permitidas embora pouco exploradas, isto fora doambiente escolar.A discusso feita apresentando uma breve reviso da literatura, acerca daPedagogia Empresarial, suas configuraes atuais, enfatizando o pedagogo em 11. suas aes educativas, seus campos de atuao, utilizando seus mtodos erecursos para inovar pessoas e desenvolv-las, visto que a empresa tambm umespao educativo tanto para o crescimento dos funcionrios quanto o da prpriaempresa. Para fundamentar este estudo contou-se com a contribuio de tericoscomo Chiavenato (1999, 2004, 2007), Greco (2008), Libneo (2000, 2005), Lopes(2006), Meneses (1999), Nogueira (2005), Ribeiro (2003, 2007), Souza (2006),dentre outros que em suas pesquisas contriburam para a construo desseconhecimento.O captulo lll, a proposta de base qualitativa caracterizada e justificada, apartir de um estudo de caso de carter exploratrio e descritivo com base emautores como: Gil (2009); Ludke e Andr (1986) Richardson (1999) dentre outrosque abordam o tema.O quarto captulo esboa a anlise e interpretao de dados segundo ametodologia adotada no captulo anterior, confrontando com os aportes tericos,para chegarmos s concluses.Nas consideraes finais, retomamos a questo principal que o importantepapel do pedagogo no campo empresarial. Procuramos defender e mostrar o vastocampo que um pedagogo pode atuar hoje, onde sua principal misso formar oindivduo desenvolvendo suas potencialidades e fazendo com que ele descubra osseus caminhos e as contribuies deste trabalho para a sociedade. Entretantolevantando alguns questionamentos que esta pesquisa no deu conta de responder,talvez, futuramente tema de novas pesquisas. 12. CAPTULO I 1. REFLEXES SOBRE A EDUCAO E SEUS SENTIDOSA educao uma prtica social humana diz Libneo (2005), umacaracterstica dos seres humanos, e realizada e praticada por todo e qualquercidado, em todas as instituies sociais. Segundo Libneo (2005), a educao tempor finalidade possibilitar o crescimento das pessoas como seres humanos; processo de humanizao.Segundo Greco (2005) a educao , ao mesmo tempo, permanncia etransformao, em busca de condies para o desenvolvimento humano de todos ossujeitos que nascem, garantido-lhes o usufruto dos bens da civilizao e dotando-osde uma perspectiva analtica e crtica a fim de que se coloquem como construtoresde novos modos de se processar a civilizao. Reportamo-nos aqui a Beillerot(2003), quando cita: A educao inerente ao processo de humanizao que ocorre na sociedade em geral. Por isso, afirmamos que a educao uma prtica social, histrica e situada em determinados contextos. Nesse sentido, que podemos afirmar que a educao uma prxis social. Estud-la, analis-la, compreend-la, interpret-la em sua complexidade, e propor outros modos e processos de ser realizada com vistas construo de sociedade justa e igualitria, supe a contribuio de vrios campos disciplinares, dentre os quais o da pedagogia. (p.19) A LDB em seu artigo 1 diz que: Art. 1 A educao abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivncia humana, no trabalho, nas instituies de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizaes da sociedade civil e nas manifestaes culturais.Percebe-se portanto que a educao no se restringe apenas aos murosescolares. Ela est presente em todos os ambientes e movimentos sociais,reforando uma das coisas que propomos analisar neste trabalho: a relevncia doPedagogo em espaos no escolares e os diversos campos de atuao para omesmo. Nesse sentido Boing e Silva (?, p. 02) afirmam que: 13. A pedagogia no a nica rea que tem a educao como objeto de estudo e que outras cincias sociais tratam de se ocupar com a investigao das questes educativas, que optamos em adotar a categoria educao, destrinchando sua vertente no meio empresarial e no meio social, abordando consequentemente discusses sobre a pedagogia empresarial e social.Com esta definio vamos compreender as exigncias ocorridas no mundocorporativo e as formas de trabalho to diferenciadas entre as instituies eentidades sociais.Ao discutir a ao educativa presente nas empresas, chegaremos naproblematizao sobre o papel do pedagogo neste espao. A educao no-escolarpassou a ser valorizada pelos aspectos sociais da aprendizagem experiencial e peloforte potencial formativo dos processos de socializao segundo Canrio (2006),vislumbrando uma diversidade de modalidades educativas, distintas do modeloescolar, onde as pessoas so ao mesmo tempo objeto, sujeito e agente desocializao/educao (Canrio, 2006, p. 117) em que a integraes da aoeducativa decorre da articulao entre a dimenso da pessoa, da organizao e doterritrio (CANRIO, p.117)Para Gohn...</p>