Monografia Eliciene Pedagogia 2012

  • Published on
    05-Jun-2015

  • View
    13.993

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedagogia 2012

Transcript

<ul><li> 1. 1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAO CAMPUS VII - SENHOR DO BONFIM BA PEDAGOGIA: DOCNCIA E GESTO NOS PROCESSOSEDUCATIVOSLITERATURA INFANTIL: MERO PASSATEMPO OU INSTRUMENTODE APRENDIZAGEM ELICIENE TRINDADE DOS SANTOS SENHOR DO BONFIM - BA 2012</li></ul><p> 2. 2 UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAOCAMPUS VII - SENHOR DO BONFIM BA PEDAGOGIA: DOCNCIA E GESTO NOS PROCESSOSEDUCATIVOSLITERATURA INFANTIL: MERO PASSATEMPO OU INSTRUMENTODE APRENDIZAGEMELICIENE TRINDADE DOS SANTOS Trabalho Monogrfico apresentado Universidade do Estado da Bahia, Departamento de Educao, Campus VII como pr-requisito para a concluso do Curso de Pedagogia: Docncia e Gesto dos Processos Educativos. Orientadora: Prof. Msc. Rita Braz Conceio Melo SENHOR DO BONFIM - BA2012 3. 3ELICIENE TRINDADE DOS SANTOSLITERATURA INFANTIL: MERO PASSATEMPO OU INSTRUMENTODE APRENDIZAGEM?Aprovada em: ____/____/_____ __________________________________ Orientadora __________________________________ Avaliador(a) __________________________________ Avaliador(a) 4. 4Ser feliz acreditar em Deus. serresiliente diante dos problemas, acreditar em dias melhores, ser autore no expectador da prpria histria. agradecer a Deus a cada manh pelomilagre davidae por pessoasmaravilhosas que fazem parte denossas vidas. minha me e amigaFlorentina Trindade dos Santos, meuexemplo de coragem, luta e pacincia,aos demais familiares e a todos osamigosquede certa formacolaboraram pelaconcluso destetrabalho. 5. 5AGRADECIMENTOS Universidade do Estado da Bahia UNEB - Departamento de Educao -Campus VII Senhor do Bonfim Ba, direo, funcionrios e aos professores pornos proporcionarem momentos de interao, aprendizado, contribuindo para o nossocrescimento acadmico. professora, orientadora, Rita Braz, pelo exemplo de profissionalismo,empenho, amizade, e ensinamentos compartilhados durante o desenvolvimentodessa pesquisa.As professoras e direo do Centro Educacional Ednelda Marques pelacolaborao, e espao cedido durante a elaborao deste trabalho. 6. 6A literatura infantil , antes de tudo, literatura, ou melhor, arte: fenmeno de criatividade que representa o mundo,o homem a vida, atravs da palavra. Funde os sonhos ea vida prtica, o imaginrio e o real, os ideais e suapossvel/impossvel realizao.Nelly Novaes Coelho 7. 7 ABSTRACTRecently, discussions involving the Childrens Literature have been intensifying. Debates inacademia and in other spaces, indicate the need to present it not only as a vehicle forexpression of culture, or ideology, but as a mediator of the teaching-learning process. Thismonograph highlights the relevance of this research whose theme is: Childrens Literature:Mero hobby or a learning tool? Aiming to investigate the contribution of literature and child inthe education of children from Early Childhood Teacher Education Center Ednelda Marques.For realization of this research were made based on theoretical discussions Abromovich(1997), Aries (1978), Bettelhem (1980), Rabbit (2002, 2003), Kramer (2001), (1993), Sisto(2007), and others. This paper begins with a brief history of the Childrens Literature, focuseson the importance of listening to stories and contact the child early in the book, outliningsome strategies to develop the reading habit, and also highlights the literature as a way toopen paths for student learning in this context this research is supported / based on aqualitative methodology, whose instruments of data collection were the questionnaireenclosed, open questionnaire participant observation as a locus with the school EducationalCenter and Professor Marques Ednelda subjects, five teachers early childhood education.Finally some conclusions, without the slightest pretension of exhausting discussions on thesubject, a few comments aimed at the need to resize the training of teacher, influence agentcontinuing education proposal will revitalize the practice of including the Childrens Literatureas an educational tool.Keywords: Childrens Literature, Children, Early Childhood Education 8. 8RESUMORecentemente, discusses envolvendo a Literatura Infantil vm se intensificando. Debatesno meio acadmico e em outros espaos, sinalizam a necessidade de apresent-la no scomo veculo de manifestao de cultura, ou de ideologia, mas como elemento mediadordo processo ensino-aprendizagem. Este trabalho monogrfico evidencia a relevncia destapesquisa cuja temtica : Literatura Infantil: Mero passatempo ou um instrumento deaprendizagem? Tendo como objetivo investigar a contribuio da literatura-infantil naformao da criana da Educao Infantil do Centro Educacional Professora EdneldaMarques. Para efetivao desta pesquisa foram realizadas discusses tericasfundamentadas em Abromovich (1997), Aries, (1978), Bettelhem (1980), Coelho (2002,2003), Kramer (2001), (1993), Sisto (2007), e outros. O presente trabalho inicia com umbreve histrico sobre a Literatura Infantil, enfoca a importncia de ouvir histrias e docontato da criana desde cedo com o livro, esboando algumas estratgias paradesenvolver o hbito de leitura, alm de evidenciar a literatura como forma de abrircaminhos para a aprendizagem dos alunos Nesse contexto esta investigao sustentada/fundamentada numa metodologia de cunho qualitativo, cujos instrumentos decoleta de dados foram , o questionrio fechado, questionrio aberto observao participantetendo como lcus a escola Centro Educacional Professora Ednelda Marques e sujeitos,cinco professoras da educao infantil. Finalmente as consideraes finais, sem a menorpretenso de esgotar as discusses sobre o tema, alguns comentrios visando necessidade de redimensionar a formao do pedagogo, influenciar agente da educaodando continuidade proposta de revitalizao da prtica de incluir a Literatura Infantilcomo instrumento pedaggico.Palavras-chave: Literatura Infantil, Criana, Educao Infantil. 9. 9SUMRIOINTRODUO............................................................................................................10CAPTULO I.................................................................................................................121. UMA VIAGEM AO MUNDO DA INFNCIA PARA COMPREENDER OPROBLEMA.................................................................................................................12CAPTULO II................................................................................................................152. FUNDAMENTAO TERICA..............................................................................15 2.1 Educao Infantil: Reflexes......................................................................................15 2.2 Literatura Infantil: conceitos, origens e caractersticas...............................................162.2.1 A importncia de ouvir e contar histria..............................................................192.2.2 A formao de alunos leitores.......................................................................20 2.3 A relao criana X literatura ....................................................................................222.3.1 Os processos educativos na infncia....................................................................25CAPTULO III...............................................................................................................273. METODOLOGIA......................................................................................................27 3.1 Paradigma da pesquisa ..............................................................................................27 3.2 Sujeitos........................................................................................................................28 3.3 Lcus de pesquisa.......................................................................................................28 3.4 Instrumentos de coleta de dados.................................................................................293.4.1.2 Questionrio fechado........................................................................................303.4.1.3 Questionrio aberto...........................................................................................31CAPTULO IV..............................................................................................................334. ANLISE E INTERPRETAO DE DADOS.........................................................334.1 Perfil dos sujeitos .......................................................................................................33 4.1.2 Gnero .................................................................................................................34 4.1.3 Formao..............................................................................................................34 4.1.4 Rede de ensino em que atua.................................................................................35 4.1.5 Renda salarial ....................................................................................................364.2 Anlise do questionrio aberto....................................................................................36 4.2.1 A importncia de trabalhar a literatura infantil na sala de aula............................36 4.2.2 Freqncia em que a literatura trabalhada em sala de aula ..............................38 4.2.3 Quanto ao hbito de leitura do professor ............................................................39 4.2.4 Compreenso sobre a relao Literatura infantil X leitura .................................41 4.2.5 Sobre a reao que provoca nos alunos: .............................................................42 4.2.6 Finalidade atribuda literatura infantil na sala de aula......................................445. CONSIDERAES FINAIS....................................................................................47REFERNCIAS.................................................................................................................. 49 10. 10INTRODUONos ltimos anos a literatura infantil tem sido motivo de muita discusso.Entendemos que quanto mais cedo oferecer criana a oportunidade de estarinserida num ambiente onde houver livros de literatura infantil, ela desenvolver umaviso de mundo que contribuir no seu desenvolvimento. Oliveira (1996, p. 27)afirma que: A literatura infantil deveria estar presente na vida da criana como est o leite em sua mamadeira. Ambos contribuem para o seu desenvolvimento. Um para o desenvolvimento biolgico e o outro, para o desenvolvimento psicolgico, nas suas dimenses afetivas e intelectuais.A literatura infantil um fenmeno literrio, um veculo de idias, muitasvezes utilizado dentro do contexto escolar. Ela possui um envolvimento aos valoressociais e culturais. Isto justifica vrios profissionais de diferentes vertentes doconhecimento humano, tentar atravs da sua anlise, encontrar subsdios para osfenmenos de maturao para seu engajamento na sala de aula. Literatura arte e, como tal, as relaes de aprendizagem e vivncias que se estabelecem entre ela e o indivduo, so fundamentais para que este alcance sua formao integral (sua conscincia do eu + o outro + o mundo em harmonia dinmica). (COELHO, 2003, p. 8-9).A literatura infantil tem na sociedade uma tarefa de transformao,desenvolvendo o papel de agente de formao, a partir do envolvimento do leitorcom o livro e nas atividades literrias desenvolvidas na escola. No entanto, ela dconta de situaes voltada cultura, de conhecimento do mundo e do ser.Este trabalho monogrfico cujo tema Literatura Infantil: Mero passatempo ouinstrumento de aprendizagem? Foi concretizado no decorrer do curso de Pedagogiasendo fortalecido durante o componente curricular voltado ao tema que deu enfoque 11. 11 pesquisa. Teve como objetivo investigar a importncia da literatura infantil naformao das crianas da Educao Infantil do Centro Educacional ProfessoraEdnelda Marques.Assim o desenvolvimento deste trabalho est distribudo a partir de reflexesque aqui se apresentam na seguinte ordem:Captulo I - Traz a problemtica do tema proposto, discutindo sobre aliteratura infantil, partindo de sua trajetria ao longo dos tempos e traando ocaminho necessrio para evidenciar o nosso problema.Captulo II - Discute o referencial terico abordando os conceitos-chave quefundamentam a pesquisa, fazendo um panorama sobre a literatura infantil, suasorigens e caractersticas, enfocando os contos de fadas e seus personagens,analisando a criana, a importncia de ouvir histria adentrando no processoeducativo na infncia, tendo como palavras-chave: Literatura Infantil, Criana eEducao Infantil.Captulo III - Traz reflexes metodolgicas que nortearam a base quefundamentou a pesquisa, explicitando todos os procedimentos desenvolvidos nainvestigao. Procurando conhecer e interpretar a problemtica apresentada, foiutilizado como instrumento de coleta de dados: questionrio fechado, questionrioaberto e observao participante. Captulo IV - Apresenta a anlise dos dados, fazendo um paralelo com oreferencial terico e a realidade investigada.Por fim, as consideraes conclusivas pontuando e refletindo descobertasatribudas ao percurso investigativo. 12. 12 CAPTULO I1. UMA VIAGEM AO MUNDO DA INFNCIA PARA COMPREENDER OPROBLEMA notrio as transformaes ocorridas nesses ltimos tempos na educaobrasileira, mudanas na legislao, na nomenclatura das modalidades educacionais,nas concepes. H uma necessidade de procurar alternativas educacionais quetransforme a aprendizagem num repertrio eficiente e interessante. Neste contexto,a literatura Infantil adentrou com a necessidade de ser descoberta pelos educadorescomo uma alternativa e ferramenta metodolgica prazerosa na construo doconhecimento.A partir do encontro do homem com os livros, ele enriquece sua viso demundo. Portanto, a literatura oportuniza um conhecimento no s cultural, masideolgico. Durante o sculo XVII, a poca em que algumas mudanas ocorreramna estrutura de sociedade, tanto no espao artstico, como no aspecto social,literatura constitui-se como gnero.A literatura nasceu na antiga Grcia. Chamava-se poesia e existia apenaspara divertir a nobreza. Os dois poemas mais importantes daquela pocaeram llada e Odissia, que contavam as origens da nao helnica, alm deoutras coisas referentes ao modelo poltico adotado na antiguidade quemostrava populao normas de comportamento. (ZILBERMAN, 1999,p.12).Antigamente, as crianas viviam igualmente com os adultos, no haviaseparao, ou seja, no tinha uma viso de infncia, portanto no se escrevia paracrianas. Segundo Cunha (1993) a partir do sculo XVIII, ocorreu tambm umamudana quanto ao contexto infantil. As crianas ento passaram a ser tratadasdiferencialmente dos adultos, recebendo, portanto, tratamento de acordo com a suafaixa etria e faculdade mental. Desde ento se comeou a pensar e criar formas , 13. 13modelos educacionais, mtodos pedaggicos onde a literatura infantil surgiu comcaractersticas prprias. Surgiu ento a literatura infantil: O incio da literatura infantil pode ser marcado com Perrault, entre os...</p>