Monografia Pronta 2 PDF

  • View
    621

  • Download
    5

Embed Size (px)

Transcript

INSTITUTO BBLICO DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS IBAD CURSO DE BACHAREL EM TEOLOGIA Deise Lucia Barreto Espindola Silvestre Homero Alexandre da Silva Silvestre

ADULTIZAO INFANTIL NA LITURGIA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS E SEUS EFEITOS COLATERAIS

Pindamonhangaba - SP 2011

Deise Lucia Barreto Espindola Silvestre Homero Alexandre da Silva Silvestre

ADULTIZAO INFANTIL NA LITURGIA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS E SEUS EFEITOS COLATERAIS

Trabalho de concluso de curso apresentado como requisito parcial para a obteno do ttulo de Bacharel em Teologia, pelo Instituto Bblico das Assembleias de Deus - IBAD. Orientadora: Professora Marta Suana

Pindamonhangaba SP 2011

Dedicamos este trabalho a todas as crianas que, vtimas da adultizao infantil no meio pentecostal, so privadas de desfrutar

plenamente da simplicidade de sua infncia.

AGRADECIMENTOS

A Deus, por sua infinita bondade e misericrdia que teve por ns em todo tempo. Por ter nos concedido a oportunidade de estudarmos sua palavra e nos sustentado em todos os momentos em que passamos longe de nossos familiares e amigos. Ao nosso filho, Vincius Barreto Espindola, que durante esse perodo aqui no seminrio, teve que suportar muitas vezes a nossa ausncia, principalmente em tempos de entregar trabalhos e em perodos de provas. Ao nosso pastor Enas Fagundes, que em obedincia a uma revelao dada por Deus, aceitou o desafio de nos enviar ao IBAD, com o propsito de nos preparar para exercer o ministrio. professora Marta Suana que aceitou o desafio de caminhar conosco, nos orientando na produo deste trabalho. A esses nossos sinceros agradecimentos.

RESUMO

A influncia da mdia, e a exagerada admirao a um perfil de pregador eloquente e carismtico tem levado algumas crianas a um fenmeno conhecido por adultizao infantil. Isso se d quando infantes adotam comportamentos e esteretipos prprios de adultos. Neste trabalho queremos mostrar que a adultizao infantil est presente em algumas igrejas Assembleia de Deus. Ela acontece porque a liturgia da denominao adultocntrica e para que as crianas possam participar dela precisam usar a linguagem e o estilo dos adultos. O presente trabalho utilizando pesquisa bibliogrfica, procurou trazer uma viso bblica e sociolgica da criana, estudar a adultizao infantil na liturgia assembleiana, bem como os seus efeitos colaterais. Finalmente se preocupou em propor para a denominao a criao de um ministrio pastoral para atender as crianas e um roteiro litrgico para o pblico infantil. Palavras-chave: Adultizao; Infantil; Infante; Criana, Ministrio pastoral; Culto; Liturgia; Assembleia de Deus.

SUMRIO

1 2

INTRODUO..................................................................................... UMA VISO BBLICA E SOCIOLGICA SOBRE A

09

CRIANA............................................................................................. 2. 1 2. 1. 1 2. 1. 2 2. 2 2. 2. 1 2. 3

11

A CRIANA NA NARRATIVA BBLICA................................................ 11 Antigo Testamento: a criana no costume judaico........................ A criana sob o olhar do Novo Testamento ................................... IDADE MDIA: AS CRIANAS REPRESENTADAS NA ARTE.......... O traje das crianas medievais......................................................... REVOLUO INDUSTRIAL: CRIANA TRABALHANDO COMO ADULTO............................................................................................... 18 11 13 14 16

2. 4

AS CRIANAS DO SCULO XXI: RETRATOS DE UMA GERAO QUE CRESCE ASSUSTADORAMENTE............................................. 19

3

ADULTIZAO INFANTIL NA LITURGIA ASSEMBLEIANA E SUAS CONSEQUNCIAS................................................................... 23 23 24 24

3. 1 3. 1. 1 3. 2 3. 2. 1 3. 3

LITURGIA: ORIGEM DO TERMO........................................................ Uso bblico: Septuaginta e Novo Testamento................................. LITURGIA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS.........................................

Participao das crianas na liturgia assembleiana....................... 27 ADULTIZAO INFANTIL NA LITURGIA ASSEMBLEIANA E SEUS EFEITOS COLATERAIS...................................................................... 27 30

3. 3. 1 3. 3. 2

Etapas do desenvolvimento cognitivo da criana..........................

Efeitos colaterais que ocorrem quando se pula as etapas do 31 desenvolvimento da criana.............................................................

4

PASTOREANDO O CORAO DAS CRIANAS: PROPOSTA DE UM MINISTRIO PASTORAL QUE ATENDA AS CRIANAS DA IGREJA E DE UM ROTEIRO PARA O CULTO INFANTIL................. 34 34

4.1 4. 1. 1

MINISTRIO PASTORAL INFANTIL................................................... Cuidado pastoral: a necessidade de pastorear a vida das crianas...............................................................................................

35

4. 2

PROPOSTA DE UM MODELO DE CULTO INFANTIL PARA AS ASSEMBLEIAS DE DEUS................................................................... 37

4. 2. 1 4. 2. 1. 1 4. 2. 1. 2 4. 2. 1. 3 4. 2. 1. 4 4. 2. 1. 5 5

Cuidados a serem observados pelo dirigente do culto infantil..... Como se comportar.............................................................................. Como falar............................................................................................

39 39 39

O que usar............................................................................................ 40 Quanto tempo falar............................................................................... O que cantar......................................................................................... CONSIDERAES FINAIS................................................................. 40 40 42 44 45

REFERNCIAS...................................................................................................... SITES CONSULTADOS.........................................................................................

LISTA DE FIGURAS

FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4 FIGURA 5 -

Evangelirio de Oto III..................................................................... Menino vestido como adulto............................................................ Os filhos da famlia Harbert............................................................. Crianas trabalhando na indstria txtil......................................... Missionrio e pregador mirim Matheus Moraes..............................

15 16 17 19 29

8

1 INTRODUO

Nos ltimos anos tem proliferado no meio pentecostal a presena de pregadores mirins. So crianas, desde muito pequenas at o incio da adolescncia, que vestidas como adultas, so os oradores oficiais em cultos, congressos e outras aglomeraes de fiis. Um detalhe que deve ser destacado, que essas crianas falam como se adultos fossem e suas mensagens so dirigidas a um pblico adulto bem ao gosto carismtico pentecostal. Esse fenmeno, que aqui chamaremos de adultizao infantil na liturgia, tem atrado a ateno da mdia secular que desconfia serem essas crianas manipuladas por seus responsveis para levantamento de recursos financeiros por meio da pregao. Neste trabalho queremos mostrar que a adultizao infantil est presente em algumas igrejas Assembleia de Deus. Ela acontece porque a liturgia da denominao adultocntrica e que para alguma criana possa participar dela precisa usar linguagem e estilo dos adultos. Por isso nos delimitamos no seguinte tema: Adultizao infantil na liturgia das Assembleias de Deus e seus efeitos colaterais. Essa pesquisa importante porque se preocupa com o bom desenvolvimento psquico, social e espiritual da criana, podendo assim, contribuir para a denominao, no cuidado dos cordeirinhos (crianas) do rebanho de Cristo. Pois, por no existir uma prtica litrgica regular nas Assembleias de Deus voltada para o pblico infantil, as crianas so pressionadas a adaptarem-se a um modelo de culto prprio para os adultos. Essa pesquisa tem como objetivo mostrar os efeitos colaterais na vida das crianas que so vtimas de uma liturgia adultocntrica nas igrejas Assembleias de Deus e propor um ministrio pastoral e uma liturgia que atenda ao pblico infantil. Procurar responder as seguintes perguntas: Como acontece a liturgia nas Assembleias de Deus? Qual a participao da criana nessa liturgia? Qual a contribuio que a liturgia assembleiana oferece para o crescimento espiritual das crianas: Quais so os efeitos colaterais? O que pode ser feito para amenizar essa situao? A metodologia utilizada para essa pesquisa foi inteiramente bibliogrfica. No primeiro capitulo ser dado uma viso bblica e sociolgica da criana. Na perspectiva bblica ser mostrado como a criana era vista no Antigo Testamento,

9

em especial na cultura judaica, e como ela era considerada no Novo Testamento. Ver-se- tambm, numa tica sociolgica, o infante em trs momentos da histria: Na Idade Mdia, Revoluo Industrial e no sculo XXI. No segundo captulo, refletir-se- sobre a adultizao infantil na liturgia assembleiana e suas consequncias. Ser observada qual a origem do termo liturgia e seu significado no contexto religioso. Alm disso, ser visto como acontece o roteiro litrgico das Assembleias de Deus, e como se d a adultizao infantil nessa liturgia e quais so seus efeitos colaterais. No terceiro e ltimo captulo, ser proposto para as igrejas Assembleias de Deus a criao de um ministrio pastoral infantil, que ter o propsito de acompanhar e cuidar espiritualmente das crianas da igreja. Ser proposto tambm um modelo de culto para o pblico infantil e alguns cuidados que o dirigente deve tomar ao estar na direo do mesmo.

10

2 UMA VISO BBLICA E SOCIOLGICA SOBRE A CRIANA

I