Monografia Pronta PDF

  • Published on
    18-Jul-2015

  • View
    1.471

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<p>FACULDADE PITGORAS UNIDADE TEIXEIRA DE FREITAS</p> <p>GRADUAO EM ENFERMAGEM</p> <p>MORGANA TORRES DE MATOS RODRIGO BARBOSA AGUIAR</p> <p>ATUAO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NO CENTRO CIRURGICO DIANTE DE QUADRO DE CHOQUE HIPOVOLMICO NAS INSTITUIES HOSPITALARES NO MUNICPIO DE TEIXEIRA DE FREITAS - BA</p> <p>TEIXEIRA DE FREITAS 2009</p> <p>1 MORGANA TORRES DE MATOS RODRIGO BARBOSA AGUIAR</p> <p>ATUAO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NO CENTRO CIRURGICO DIANTE DE QUADRO DE CHOQUE HIPOVOLMICO NAS INSTITUIES HOSPITALARES NO MUNICPIO DE TEIXEIRA DE FREITAS - BA</p> <p>Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Colegiado de Enfermagem da Faculdade Pitgoras Teixeira de Freitas, como requisito para obteno do ttulo de Bacharel em Enfermagem. Orientadora: Jackeline Sousa Pires.</p> <p>TEIXEIRA DE FREITAS 2009</p> <p>2</p> <p>Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP) (Biblioteca Teixeira de Freitas, BA, Brasil) M433a Matos, Morgana Torres de, 1987Atuao da equipe de enfermagem no centro cirrgico diante de quadro de choque hipovolmico nas instituies hospitalares no municpio de Teixeira de Freitas-BA / Morgana Torres de Matos, Rodrigo Barbosa Aguiar. 2009. 62 f. Orientador: Jackeline Sousa Pires. Trabalho de concluso de curso (graduao) Faculdade Pitgoras de Teixeira de Freitas, Curso de Enfermagem, 2009. 1. Choque hipovolmico. 2. Enfermagem cirrgica. 3. Centros cirrgicos - Teixeira de Freitas-BA. I. Aguiar, Rodrigo Barbosa. II. Pires, Jackeline Sousa. III. Faculdade Pitgoras de Teixeira de Freitas. Curso de Enfermagem. IV. Ttulo. CDD 610.7367</p> <p>3 MORGANA TORRES DE MATOS RODRIGO BARBOSA AGUIAR</p> <p>ATUAO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NO CENTRO CIRURGICO DIANTE DE QUADRO DE CHOQUE HIPOVOLMICO NAS INSTITUIES HOSPITALARES NO MUNICPIO DE TEIXEIRA DE FREITAS - BA</p> <p>Trabalho de concluso de curso apresentado ao curso de Enfermagem da Faculdade Pitgoras Teixeira de Freitas, como requisito parcial para obteno do ttulo de Bacharel em Enfermagem. Aprovada em _____ de _________________ de _________.</p> <p>COMISSO EXAMINADORA</p> <p>_________________________________________ Prof. Jackeline Pires Faculdade Pitgoras Teixeira de Freitas Orientadora</p> <p>_________________________________________ Prof. Faculdade Pitgoras Teixeira de Freitas</p> <p>_________________________________________ Prof. Faculdade Pitgoras Teixeira de Freitas</p> <p>4</p> <p>Dedico este trabalho a minha famlia e a todos os amigos que de maneira direta foram meus alicerces para a conquista dessa pesquisa. Em especial a minha me que sempre esteve ao meu lado, por todo carinho a mim demonstrado, pela dedicao, principalmente por ter oferecido boa parte do seu tempo para me ajudar em tudo que foi necessrio e que por muitas vezes abriu mo de suas vontades para me proporcionar o melhor.</p> <p>Morgana Torres de Matos</p> <p>5</p> <p>Dedico esse trabalho a toda minha famlia e amigos, e em especial ao meu pai pelo apoio e dedicao</p> <p>incondicional.</p> <p>Rodrigo Barbosa Aguiar</p> <p>6 Agradeo a Deus por essa vitria alcanada, por ter estado ao meu lado nos momentos de cansao e por ter-me concedido fora no decorrer do curso;</p> <p>Ningum vence sozinha. Quero levar ao pdio todos aqueles que me fizeram vencedora;</p> <p>Ao meu pai Istnio e a minha me Ernandia pelo apoio e esforo, e pelo amor incondicional;</p> <p>A minha famlia pelo incentivo nos momentos difceis;</p> <p>Aos meus amigos, pela compreenso e pela pacincia para que fosse atingido meu objetivo e por entenderem que no podia sair em vrios momentos;</p> <p>Agradeo em especial ao meu colega Rodrigo pelo companheirismo, pacincia, incentivo e ajuda, e por ter me acompanhado nessa monografia;</p> <p>Agradeo a turma de Enfermagem pela amizade e pelas alegrias que me foram proporcionadas durante os quatro anos de convivncia;</p> <p>Agradeo aqueles professores que quando deveriam ser simplesmente professores, foram mestres. Que alm de mestres foram amigos, e que na amizade, me compreendeu e incentivou a seguir meu caminho;</p> <p>Agradeo especialmente a Jackeline Sousa Pires pelos momentos de dedicao, compreenso, pacincia e pelo incentivo que me foi dado nessa jornada;</p> <p>A todos o meu muito obrigado.</p> <p>Morgana Torres de Matos</p> <p>7 Agradeo a Deus, o que seria de mim sem a f que eu tenho nele; Aos meus pais Antnio e Iolanda, que, com muito carinho e apoio, no mediram esforos para que eu chegasse at esta etapa de minha vida; A minha irm Rayane que muito nos ajudou tendo pacincia para nos emprestar seu notebook para elaborao deste trabalho e a quem me orgulho de ser irmo; A minha namorada Larissa que sempre me deu muito carinho e ateno, sobretudo incentivo, me ajudando a buscar o melhor de mim; Aos meus fiis amigos. Sinceros colegas de turma que certamente deixaro saudades, em especial a minha parceira de monografia Morgana; A toda minha famlia; Aos meus grandes amigos e futuro colegas de profisso Guilherme, Thabata e Carol pelo seu apoio e companheirismo ao longo desses quatro anos de curso e sua amizade sincera; A todos os meus professores e nossa querida coordenadora que foram to importantes na minha vida acadmica, em especial a minha professora Jackeline Sousa Pires pela pacincia na orientao e incentivo que tornaram possvel a concluso desta monografia; Enfim ao termino desse ciclo de quatro anos se torna difcil lembrar-se de todos. Agradecer ento pode no ser tarefa fcil, nem justa. Para no correr o risco da injustia, agradeo de antemo a todos que de alguma forma passaram pela minha vida e contriburam para a construo de quem sou hoje.</p> <p>Rodrigo Barbosa Aguiar</p> <p>8</p> <p>Cada um de ns tem na vida um ponto distante: com ele que sonhamos, por ele que lutamos e dele que devemos nos aproximar, dia a dia, hora a hora, at o final de nossa existncia Luiz Gama Filho</p> <p>9 RESUMO</p> <p>O Choque Hipovolmico descrito como uma perda de sangue ou plasma que saem da circulao para o exterior ou para os tecidos. O choque hipovolmico uma condio de difcil tratamento, que pode ser revertido estando atento aos sinais que o antecedem. O tratamento do choque vai depender da sua causa visando correo da causa auxiliar e os mecanismos de compensao fisiolgicos a restabelecerem nvel adequado de perfuso tecidual. A equipe de Enfermagem que atua no centro cirrgico tem papel importante e fundamental, atuando na interveno precoce ao longo da condio de choque, a chave para melhorar o prognstico do paciente. Procurouse ento, realizar uma pesquisa quali-quantitativa para demonstrar e avaliar as aes e o nvel de conhecimento da equipe de Enfermagem sobre o Choque Hipovolmico no Centro Cirrgico na cidade de Teixeira de Freitas BA. Tem como objetivos especficos caracterizar os fatores de risco para o Choque Hipovolmico; observar e descrever a conduta da Enfermagem diante do paciente em PO na sala de RPA; e avaliar da eficcia das medidas de preveno e interveno utilizadas. A tabulao e anlise dos dados evidenciaram que embora o Choque Hipovolmico seja uma manifestao clinica comum em cirurgias, a ocorrncia de Choque Hipovolmico no Centro Cirrgico nas Instituies Hospitalares pesquisadas rara; entretanto h assistncia e suporte hemodinmico para os casos ocorridos. Palavras-chave: Choque hipovolmico; Equipe de Enfermagem; Cirurgia; Recuperao;</p> <p>10 ABSTRACT</p> <p>Hypovolemic shock is described as a loss of blood or plasma leaving the movement to the outside or to the tissues. Hypovolemic shock is a condition difficult to treat, which can be reversed paying attention to the signs which precede it. The shock treatment will depend on its cause in order to correct the cause and help the physiological compensatory mechanisms to restore adequate tissue perfusion. The nursing team who works in the operating room has an important and fundamental working in early intervention over the condition of shock, is the key to improving patient outcomes. It was then, make a qualitative and quantitative research to demonstrate and evaluate the actions and level of knowledge of the nursing team on hypovolemic shock in the Surgical Center in the city of Teixeira de Freitas - BA. Its specific objectives to characterize the risk factors for hypovolemic shock, observe and describe the conduct of nursing before the patient DB in the PAR room and to evaluate the effectiveness of prevention and intervention used. Tabulation and analysis of data showed that although hypovolemic shock is a common clinical manifestation in surgery, the occurrence of hypovolemic shock in the Surgical Center Hospital in the institutions surveyed is rare; however there is hemodynamic support and assistance where cases occurred. Keywords: Hypovolemic shock; Nursing Team; Surgery; Recovery;</p> <p>11 LISTA DE GRFICOS</p> <p>Grfico 1 - Avaliao da existncia de protocolo para tratamento de choque hipovolmico................................................................................... 41</p> <p>Grfico 2 - Acompanhamento do paciente pelo cirurgio e o anestesista at o seu quadro fisiologicamente estvel na sala de recuperao ps anestsica................................................................................................... 44</p> <p>Grfico 3 - Mdia de permanncia do paciente na sala de recuperao ps anestsica............................................................................................. 45</p> <p>Grfico 4 - Execuo da prescrio de enfermagem com exatido, em tempo e tcnica correta............................................................................... 46</p> <p>Grfico 5 - Busca de conhecimento cientfico terico sobre o choque hipovolmico................................................................................................ 47</p> <p>Grfico 6 - O repasse de conhecimento terico/cientfico sobre choque hipovolmico do enfermeiro para a equipe de enfermagem....................... 49</p> <p>Grfico 7 - O repasse de conhecimento terico/cientfico sobre choque hipovolmico do enfermeiro para a equipe de enfermagem (pelo enfermeiro).................................................................................................. 50</p> <p>12 LISTA DE SIGLAS</p> <p>ABEn Associao Brasileira de Enfermagem PO Ps Operatrio RPA Recuperao Ps Anestsica SRPA Sala de Recuperao Ps Anestsica URPA Unidade de Recuperao Ps Anestsica</p> <p>13 SUMRIO 1 INTRODUO.......................................................................................... 14 2 O QUE ACONTECE NO CORPO HUMANO........................................... 17</p> <p>2.1 ANATOMIA CARDIOVASCULAR.......................................................... 17 2.1.1 Corao.............................................................................................. 17 2.1.2 Artrias.............................................................................................. 20</p> <p>2.1.3 Veias................................................................................................... 20 2.1.4 Vasos linfticos................................................................................. 21 2.2 FISIOLOGIA DO CHOQUE................................................................... 2.3 CHOQUE HIPOVOLMICO.................................................................. 22 23</p> <p>3 DINMICA DE FUNCIONAMENTO DO CENTRO CIRRGICO............. 28 3.1 CONHECENDO O CENTRO CIRRGICO........................................... 28</p> <p>3.1.1 Equipe de enfermagem no centro cirrgico................................... 30 3.1.2 Atividades gerais da equipe de enfermagem................................. 31 3.2 UNIDADE/ SALA DE RECUPERAO PS ANESTSICA................ 4 METODOLOGIA DA PESQUISA............................................................. 4.1 CARACTERIZAO DA PESQUISA.................................................... 4.2 TCNICA DE INVESTIGAO............................................................. 4.3 PERODO DE COLETA DE DADOS..................................................... 34 38 38 38 39</p> <p>4.4 SUJEITO DE ESTUDO.......................................................................... 39 4.5 DISCUSSO DOS DADOS................................................................... 5 RESULTADOS E DISCUSSES............................................................. 6 CONSIDERAES FINAIS..................................................................... 7 REFERNCIAS........................................................................................ APNDICES............................................................................................. 39 41 52 54 57</p> <p>14 1 INTRODUO</p> <p>O trabalho da Enfermagem no Centro Cirrgico nasceu para atender s necessidades do trabalho mdico ao organizar uma unidade onde fossem realizadas as cirurgias, isto o preparo dos materiais e equipamentos indispensveis ao procedimento cirrgico. Segundo Correia (1978), o Enfermeiro assumiu a prtica no Centro Cirrgico, apenas para fiscalizar o servio de Enfermagem, no sentido de verificar o cumprimento adequado das tcnicas.</p> <p>Atualmente as atividades do Enfermeiro em Centro Cirrgico podem ser divididas em quatro papeis considerados importantes: administrativo</p> <p>(atividades referentes ao planejamento, organizao, direo ou liderana e controle ou avaliao), assistencial (aplicado o processo cientfico na assistncia peri operatria), ensino (considerado relevante como fator motivador para o aperfeioamento e atualizao do profissional) e pesquisa (possui valor indiscutvel para que a profisso se afirme cada vez mais como cincia).</p> <p>A avaliao do paciente no perodo de recuperao anestsica foi discutida por Peniche (1998), que acredita ser necessria uma avaliao segura e eficaz, onde as alteraes endcrinas e metablicas decorrentes do trauma anestsico cirrgico do paciente sejam consideradas, e sugere ainda, a criao de padres e critrios de avaliao para a assistncia prestada ao paciente neste perodo e a avaliao dos mesmos.</p> <p>Este Trabalho de Concluso de Curso tem por objetivo geral verificar e avaliar se a Enfermagem, ao lidar com o paciente em PO (ps operatrio) est adotando medidas preventivas e eficazes visando detectar precocemente crises de choque hipovolmico e interceptar seu curso antes que ocorram complicaes graves. E como objetivos especficos caracterizar os fatores de risco para o choque hipovolmico; observar e descrever a conduta da enfermagem diante do paciente em PO na sala de RPA; e avaliar da eficcia das medidas de preveno e interveno utilizadas.</p> <p>15 O desenvolvimento deste Trabalho de Concluso de Curso justifica-se pela necessidade que se tem de estar conhecendo, discutindo e avaliando as aes da equipe de Enfermagem, diante do quadro de choque no centro cirrgico, bem como as dificuldades e perspectivas em relao situao. Ao mesmo tempo, representa para o profissional da Enfermagem, a oportunidade de conhecer a realidade da cidade de Teixeira de Freitas - BA, em relao a tal situao.</p> <p> antiga a tentativa de controlar o choque em pacientes que entram no centro cirrgico, atravs de aes que tentam estabilizar o paciente para que no entrem em parada e morram. O passo inicial na abordagem do choque reconhecer sua presena, seu diagnstico feito exclusivamente atravs do exame fsico, que deve ser dirigido aos sinais vitais, ou seja, frequncia...</p>