NBR TS 16949-2002

  • Published on
    06-Aug-2015

  • View
    30

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

NBR TS 16949-2002

Transcript

<p>1</p> <p>EJRos Assessoria Tcnica LtdaMAR/2002</p> <p>ISO TS 16949</p> <p>Sistemas de gesto da qualidade RequisitosOrigem: Projeto ISO TS 16949:2002</p> <p>Esta norma equivalente ISO TS 16949:2002</p> <p>Palavra(s)-chave:</p> <p>Gesto da qualidade no setor automotivo. Qualidade</p> <p>29 pginas</p> <p>SumrioPrefcio 0 Introduo 1 Escopo 2 Referncia normativa 3 Termos e definies 4 Sistemas de gesto da qualidade 5 Responsabilidade da direo 6 Gesto dos recursos 7 Realizao do produto 8 Medio, anlise e melhoria</p> <p>ANEXOS A Plano de controle B Correspondncias entre NBR ISO 9001:2000 e NBR ISO 9001:1994</p> <p>2</p> <p>Material reproduzido para fins de treinamento</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>Introduo ISO/TS IS - International Standard: mnimo de 75% de aprovao. ISO/PAS - Publicly Available Specification: mais de 50% de aprovao. ISO/TS - Technical Specification: aprovao mnima de 2/3. ISO/TS 16949:2002 foi preparada pela International Automotive Task Force (IATF) e Japan Automobile Manufacturers Association Inc. (JAMA), com suporte da ISO/TC 176 (Quality Management and Quality Assurance) e seus subcomits</p> <p>IAOB - International Automotive Oversight Bureau</p> <p>Implementar e gerenciar esquema de certificao ISO/TS 16949 em nome do IATF, Suportar o IATF na busca da harmonizao com outros fabricantes de veculos, Desenvolver e manter um banco de dados central.</p> <p>IATF - International Automotive Task Force</p> <p>Grupo de fabricantes de veculos e suas associaes, BMW, Daimler Chrysler, Fiat, Ford Motors Company, General Motors (incluindo Opel Vauxhall), PSA Peugeot-Citroen, Renault SA, Volkswagen, AIAG (Estados Unidos), ANFIA (Itlia), FIEV (Frana), SMMT (Inglaterra), VDA (Alemanha), 45 rgos Certificadores, incluindo DNV.</p> <p>Textos nas caixas so transcries originais da ISO 9001:2000 Deve (Shall): indica requisito Deveria (should): indica uma recomendao Notas: so guias para entendimento ou para esclarecer os requisitos associados. Tal como (such as): sugestes apenas para guia O Anexo A uma parte automotiva desta Especificao Tcnica IATF Guidance for ISO/TS 16949:2002 um documento que contm prticas, exemplos, ilustraes e explicaes recomendadas da indstria automotiva. Rules for achieving IATF recognition 1st edition for ISO/TS 16949:2002 um documento que contm as regras para certificao (Ex.: carga da auditoria, periodo para fechamento das NCNs, locais remotos, etc.). Desenvolvimento do sistema de gesto da qualidade que propicie melhoria contnua, nfase na preveno de defeito e reduo da variao e desperdcio na cadeia de fornecimento.</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>3</p> <p>A ISO/TS alinha requisitos de sistema de gesto da qualidade automotivo existentes e evita certificaes mltiplas.</p> <p>Introduo. 0.1 Generalidades.Convm que a adoo de um sistema de gesto da qualidade seja uma deciso estratgica de uma organizao. O projeto e a implementao de um sistema de gesto da qualidade de uma organizao so influenciados por vrias necessidades, objetivos especficos, produtos fornecidos, os processos empregados e o tamanho e estrutura da organizao. No inteno desta Norma impor uniformidade na estrutura de sistemas de gesto da qualidade ou uniformidade da documentao. Os requisitos do sistema de gesto da qualidade especificados nesta Norma so complementares aos requisitos para produtos. As informaes identificadas como NOTAS se destinam a orientar o entendimento ou esclarecer o requisito associado. Esta Norma pode ser usada por partes internas ou externas, incluindo organismos de certificao, para avaliar a capacidade da organizao de atender aos requisitos do cliente, os regulamentares e os da prpria organizao. Os princpios de gesto da qualidade declarados nas NBR ISO 9000 e NBR ISO 9004 foram levados em considerao durante o desenvolvimento desta Norma.</p> <p>0.2 Avaliao por processo.Esta Norma promove a adoo de uma abordagem de processo para o desenvolvimento, implementao e melhoria da eficcia de um sistema de gesto da qualidade para aumentar a satisfao do cliente pelo atendimento aos requisitos do cliente. Para uma organizao funcionar de maneira eficaz, ela tem que identificar e gerenciar diversas atividades interligadas. Uma atividade que usa recursos e que gerenciada de forma a possibilitar a transformao de entradas em sadas pode ser considerada um processo. Freqentemente a sada de um processo a entrada para o processo seguinte. A aplicao de um sistema de processos em uma organizao, junto com a identificao, interaes desses processos e sua gesto, pode ser considerada como abordagem de processo.Uma vantagem da abordagem de processo o controle contnuo que ela permite sobre a ligao entre os processos individuais dentro do sistema de processos, bem como sua combinao e interao. Quando usada em um sistema de gesto da qualidade, esta abordagem enfatiza a importncia de a) entendimento e atendimento dos requisitos, b) necessidade de considerar os processos em termos de valor agregado, c) obteno de resultados de desempenho e eficcia de processo, d) melhoria contnua de processos baseados em medies objetivas. O modelo de um sistema de gesto da qualidade, baseado em processo mostrado na figura 1, ilustra as ligaes dos processos apresentadas nas sees 4 a 8. Esta ilustrao mostra que os clientes desempenham um papel significativo na definio dos requisitos como entradas. A monitorizao da satisfao dos clientes requer a avaliao de informaes relativas percepo pelos clientes de como a organizao tem atendido aos requisitos do cliente. Este modelo mostrado na figura 1 abrange todos os requisitos desta Norma, mas no apresenta processos em um nvel detalhado.NOTA - Adicionalmente, pode ser aplicada a metodologia conhecida como Plan-Do-Check-Act (PDCA) para todos os processos. O modelo PDCA pode ser descrito resumidamente como segue: Plan (planejar): Do (fazer): Check (checar): Act (agir): estabelecer os objetivos e processos necessrios para fornecer resultados de acordo com os requisitos do cliente e polticas da organizao; implementar os processos; monitorar e medir processos e produtos em relao as polticas, aos objetivos e aos requisitos para o produto e relatar os resultados; executar aes para promover continuamente a melhoria do desempenho do processo.</p> <p>4</p> <p>Material reproduzido para fins de treinamento</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>Melhoria contnua do sistema de gesto da qualidade1.1.2 Responsabi lidade 1.1.3 Gesto de 1.1.1 RealizaoMedio, anlise e melhoria</p> <p>Clientes SatisfaoSada</p> <p>Clientes</p> <p>Requisitos</p> <p>Entrad</p> <p>do produto</p> <p>Produ to</p> <p>Atividades que agregam valor Legenda: Fluxo de informao</p> <p>0.3 Relacionamento com a ISO 9004.As atuais edies das NBR ISO 9001 e NBR ISO 9004 foram desenvolvidas como um par coerente de normas de sistema de gesto da qualidade, as quais foram projetadas para se complementarem mutuamente, mas tambm podem ser usadas independentemente. Embora as duas normas tenham objetivos diferentes, elas tm estruturas similares para auxiliar na sua aplicao como um par coerente. A NBR ISO 9001 especifica requisitos para um sistema de gesto da qualidade que podem ser usados pelas organizaes para aplicao interna, para certificao ou para fins contratuais. Ela est focada na eficcia do sistema de gesto da qualidade em atender aos requisitos dos clientes. A NBR ISO 9004 fornece orientao para um sistema de gesto da qualidade com objetivos mais amplos do que a NBR ISO 9001, especificamente no que tange melhoria contnua do desempenho global de uma organizao e sua eficincia, assim como sua eficcia. A NBR ISO 9004 recomendada como uma orientao para organizaes cuja Alta Direo deseja ir alm dos requisitos estabelecidos na NBR ISO 9001, buscando melhoria contnua de desempenho. Entretanto, no tem propsitos ou finalidade contratual.</p> <p>NOTA: O conhecimento e uso dos oitos princpios de gesto da qualidade referenciados na ISO 9000:2000 e ISO 9004:2000 deveriam ser demonstrados e desdobrados atravs a organizao pela alta administrao.O Guia IATF da ISO/TS16949:2002 contm recomendaes de prticas, exemplos, ilustraes e explicaes para a indstria automobilstica que, se usado pode fornecer uma ajuda para o atendimento aos requisitos desta Especificao Tcnica.</p> <p>0.3.1 Guia IATF (International Automotive Task Force) para a ISO/TS 16949:2002</p> <p>No tem a inteno de certificao ou para propsitos contratuais. 0.4 Compatibilidade com outros sistemas de gesto.Esta norma foi alinhada com a NBR ISO 14001:1996 para aumentar a compatibilidade das duas normas em benefcio da comunidade de usurios. Esta Norma no inclui requisitos especficos para outros sistemas de gesto, tais como aqueles especficos gesto ambiental, gesto de segurana e sade ocupacional, gesto financeira ou de risco. Entretanto, esta Norma possibilita a uma organizao o alinhamento ou a integrao de seu sistema de gesto da qualidade com outros requisitos de sistemas de gesto relacionados. possvel a uma organizao adaptar seus sistemas de gesto existentes para estabelecer um sistema de gesto da qualidade que cumpra com os requisitos desta Norma.</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>5</p> <p>A meta desta Especificao Tcnica o desenvolvimento de um sistema de gesto da qualidade que fornea melhoria contnua, enfatize a preveno de defeitos e a reduo da variao e perda na cadeia de suprimentos. Esta Especificao Tcnica em conjunto com os requisitos especficos do cliente que pode ser aplicvel define os requisitos fundamentais do sistema de gesto da qualidade para aqueles subscritos neste documento. Esta Especificao Tcnica tem a inteno de evitar as auditorias mltiplas de certificao e fornece uma abordagem automobilstica comum para um sistema de gesto da qualidade.</p> <p>0.5 Meta desta Especificao Tcnica.</p> <p>6</p> <p>Material reproduzido para fins de treinamento</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>Sistemas de Gesto da Qualidade Requisitos particulares para a aplicao da ISO 9001:2000 para organiza produo automotiva .1 1 Escopo</p> <p>1.1 GeneralidadesEsta Norma especifica requisitos para um sistema de gesto da qualidade, quando uma organizao a) necessita demonstrar sua capacidade para fornecer de forma coerente produtos que atendam aos requisitos do cliente e requisitos regulamentares aplicveis, e b) pretende aumentar a satisfao do cliente por meio da efetiva aplicao do sistema, incluindo processos para melhoria contnua do sistema e a garantia da conformidade com requisitos do cliente e requisitos regulamentares aplicveis.NOTA - Nesta Norma, o termo produto aplica-se apenas para produto intencional ou requerido pelo cliente.</p> <p>Esta especificao Tcnica, em conjunto com a ISO 9001:2000, define os requisitos do Sistema de Gesto da Qualidade para o projeto/ desenvolvimento, produo e, onde relevante, instalao e assistncia tcnica de produtos automotivos. Esta especificao Tcnica aplicvel s plantas da organizao onde peas especficas dos clientes, para produo e/ ou servios, so manufaturados. Funes de suporte, se local ou remotas (tais como centros de projetos, escritrios corporativos e centros de distribuio), suportam o local e formam parte do local auditado, mas no podem obter sozinha a certificao por esta Especificao Tcnica. Esta Especificao Tcnica pode ser aplicada atravs da cadeia de fornecimento automotivo.</p> <p>1.2 AplicaoTodos os requisitos desta Norma so genricos e se pretende que sejam aplicveis a todas as organizaes, sem levar em considerao o tipo, tamanho e produto fornecido. Quando algum(ns) requisito(s) desta Norma no puder(em) ser aplicado(s), devido natureza de uma organizao e seus produtos, isso pode ser considerado para excluso. Quando forem efetuadas excluses, reivindicao de conformidade com esta Norma no ser aceitvel, a no ser que as excluses fiquem limitadas aos requisitos contidos na seo 7 e que tais excluses no afetem a capacidade ou responsabilidade da organizao de fornecer produtos que atendam aos requisitos dos clientes e requisitos regulamentares aplicveis.</p> <p>A nica excluso permitida para esta Especificao Tcnica esta relacionada ao elemento 7.3 quando a organizao no for responsvel pelo projeto e desenvolvimento. As excluses permitidas no incluem o projeto do processo de manufatura.</p> <p>2. Referncia normativaO seguinte documento normativo contm condies, que, atravs da referncia neste texto, constitui condies desta Especificao Tcnica. Para as referncias datadas, emendas subseqentes, ou revises, de quaisquer destas publicaes no se aplicam. Entretanto, as partes concordantes baseados nesta Especificao Tcnica so encorajadas a investigar a possibilidade de aplicar a mais recente edio do documento normativo indicado abaixo. Para referncias sem data, a ltima edio do documento normativo referido aplica-se. Membros da ISO e IEC mantm registros das normas internacionais vlidos atualmente. ISO 9000:2000, sistemas de gesto da qualidade Fundamentos e Vocabulrio.</p> <p>ISO TS 16949:2002</p> <p>7</p> <p>3 Termos e definiesPara os efeitos desta Norma, aplicam-se os termos e definies da NBR ISO 9000. Os seguintes termos, usados nesta NBR ISO 9001 para descrever a cadeia de fornecimento, foram alterados para refletir o vocabulrio usado atualmente: fornecedor organizao cliente</p> <p>O termo organizao substitui o termo fornecedor usado na NBR ISO 9001:1994 e refere-se unidade para a qual esta Norma se aplica. Igualmente, o termo fornecedor agora substitui o termo subcontratado. Ao longo do texto desta Norma, onde aparecer o termo produto, este tambm pode significar servio.</p> <p>3.1 Termos e definies para a indstria automobilstica Para os propsitos desta Especificao Tcnica, os termos e definies dados na ISO 9000:2000 e os seguintes se aplicam. 3.1.1 Plano de controle descries documentadas dos sistemas e processos requeridos para controle do produto (ver anexo A). 3.1.2 Organizao responsvel pelo projeto organizao com autoridade para estabelecer uma nova, ou alterar uma existente, especificao de produto. 3.1.3 prova de erro Desenvolvimento e projeto de processo de manufatura e produto para prevenir a manufatura de produto no conforme. 3.1.4 Laboratrio Instalao para inspeo, ensaios ou calibrao que pode incluir, mas no limitado a, ensaios qumicos, metalrgicos, dimensional, fsico, eltrico ou confiabilidade. 3.1.5 Escopo do laboratrio Documento controlado que contm o seguinte : ensaios, calibraes e avaliaes especficas que o laboratrio est qualificado para desenvolver, lista de equipamentos que so utilizados para desenvolver as atividades acima, e lista de mtodos e padres que so utilizados para desenvolver as atividades acima. 3.1.6 Manufatura processo de fazer ou fabricar: materiais de produo peas de produo ou servios montagem, ou tratamento trmico, soldagem, pintura, usinagem ou outros servios de acabamento. 3.1.7 Manuteno preditiva Atividades baseadas no processamento de dados dirigidos para evitar problemas de manuteno pelo prognstico de modos de falhas provveis. 3.1.8 Manuteno preventiva Aes planejadas para eliminar causas de falhas de equipamentos e interrupes da produo no planejadas, como uma sada do projeto do processo de manufatura. 3.1.9 Frete extra Custo ou despesas adicionais decorrentes de uma entrega contratada. 3.1.10 Local remoto Local...</p>