O Correio - Ed 1047

  • View
    216

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

Transcript

  • LAGUNA/SC - ANO IXX - EDIO 1047 - LAGUNA/SC 23/04/2014 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL O Senhor meu pastor, nada me faltar

    Laguna: 3646-5123 / 9926-6333Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor TcnicoMauro Srgio Fernandes da Silva

    CRM 8789 - PediatraRQE 4329

    Prximo a Colnia de Pescadores

    Temos vacina contra gripeVacine-se - convnios AMPE, UNIPESCA PASS BRESCEL e SESCVisite o site: http://clinicavidalaguna.wix.com/vida

    Lanamento das inscries para os apartamentos populares ser nesta quartaSer realizado nesta quarta-feira (23), o lanamento

    oficial das inscries para os apartamentos populares. O evento acontece no Centro Cultural do municpio, locali-zado no centro histrico, s 19h. O Condomnio Henrique Paes de Medeiros vai abrigar 176 famlias lagunenses. As inscries sero realizadas de 24 de abril a 23 de maio, das 13h30min s 18h30min, no andar trreo do Centro Administrativo Tordesilhas (ao lado da Ro-doviria). Pgina 04

    Secretaria divulga resultado de processo seletivo

    A Secretaria de Sade divulgou o resultado do processo seletivo 003/14, realizado no ltimo sbado (19). So vagas para mdicos clnicos gerais, psiquiatria, cirur-gio geral, gastroenterologista, enfermeiros, tcnicos de enfermagem e auxiliar de consultrio dentrio.O resultado preliminar est disponvel no link publicaes do site. J o resultado oficial da prova escrita e de ttulos, aps os pedidos de recursos, ser publicado neste dia 23 de maio.

    Coral Santo Antnio dos Anjos vai participar de festival internacional

    Sero 36 coralistas da cidade a participarem do evento (Pgina 05)

  • O CORREIO P. 02

    NOSSAS UTOPIAS

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Atanazio Lameira lameira00@hotmail.com

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores. Circulao quartas-feiras e aos sbados :

    Laguna, Pescaria Brava, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes e Imaru.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net

    Este jornal filiado:

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    LAGUNA/SC 23/04/2014

    Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882

    Hora do cafezinho

    Paulo Srgio Silva

    Reinventando o Profissionalartigo

    Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

    Motivao - A fora do pensamen-

    tempo de renovao. A nossa adorada e sempre lembrada terra. As nossas coisas, nosso jeito de ser. Laguna ser sempre linda. Como sempre.

    Permanecer firme. Forte atravs de sua histria e seus vultos. A Anita Jernimo Coelho e tantos outros. Nesta pscoa gos-taria de festejar ainda mais a minha terra. O bero to generoso que nada pede tudo oferece. Somos agraciados na abun-dncia da natureza. Nosso povo riqueza maior. A qualidade de vida. Vivemos alguns abalos polticos, mas passageiros. Importante na depurao. H que vingar outros lderes a exemplo do passado. tempo de renovao. A pscoa smbolo do nascimento. Algo novo precisa surgir para que histria permanea como base de sustentao do que vir. Acredito na renovao. Acredito na nossa terra.

    Estava andando pela rua quando um rapaz que vinha pela calada resolveu mudar seu rumo, desviou de uma escada e caiu num bueiro. At que foi engraado! Questionado sobre o ocorrido ele disse que era supersticioso e no passaria em hip-tese alguma por baixo de uma escada. Resultado desta superstio: fratura em uma perna, vrios arranhes, no pode ir trabalhar etc. Relato esta histria porque existe uma discusso no mercado profissional referente motivao dos colabora-dores das empresas, parecendo que o caminho fazer rir e brincar para esquecer o dia a dia, no entanto, aps alguns poucos dias a euforia acaba e as mudanas no acontecem.No sou contra temas motivacionais, mas a favor da discusso do assunto com os prprios colabo-radores da empresa. O que mais os motiva, o que os impulsionam para buscar melhorar resultados e procedimentos: salrio? Promoo? Trabalhar numa grande empresa? Poder escolher os colegas? Ter um lder altamente profissional? Afinal, o que motiva? Uma vez fomos contratados para criar um PPR - Programa de Participao de Resulta-dos como instrumento de melhoria da qualidade, produtividade e assiduidade numa empresa do sul do estado de Santa Catarina e aprendemos uma grande lio: seus profissionais acreditavam que seria bom, mas naquele momento no esta-vam empenhados nas discusses dos detalhes de funcionamento do programa e afirmaram que o resultado motivacional seria mais imediato e positivo se melhorassem os relacionamentos entre direo, lderes e liderados. Havia um ano que o diretor mximo da empresa no era visto nas reunies decisivas e alguns colaboradores nem o conheciam. Cento e sessenta funcionrios

    foram unnimes em dizer que a distncia entre quem decide e quem executa era a razo maior de desmotivao, j que ningum pergunta nada, s mandam fazer e muitas vezes no conhecem como funciona o dia a dia de cada funo. Esse era, por hora o grande motivo do pouco rendimento e participao dos colaboradores. Mudamos o foco da gesto priorizando o relacionamento, depois discutimos com os colaboradores e foi um sucesso.Porque do ttulo? Porque aprendi que no se motiva ningum que no queira estar motivado, pois o que est no seu pensamento que o faz agir. Coisas boas atraem coisas boas; quem deseja estar moti-vado, motiva as outras pessoas e deixa-se motivar por elas. Por isso, em minhas palestras procuro mostrar que a vida tem rosas e espinhos. bvio, mas por ser assim as pessoas deixam a beleza de lado e acabam percebendo somente os espinhos. Os maiores exemplos de motivao vm justamente do aprendizado e da superao das dificuldades, dos relacionamentos difceis, da falta de resultados... Mas, como algum pode ter sucesso, se, ao sair de casa, insiste em pensar: que dia chato, t chovendo, o trnsito congestionar, no vai ningum na loja hoje. Est no pensamento! Voc pode escolher, ento porque no ver e pensar no lado bom: a chuva faz bem, o trnsito um bom sinal de poder aquisitivo, vou atender muito bem os clientes que iro na loja hoje, minha empresa importante e eu estarei l para fazer o sucesso dela. Reflita: um dia uma criana reclamou com os pais porque havia ganhado um tnis de uma marca enquanto ela queria de outra sem ao menos perceber que do outro lado havia uma criana feliz por ter um chinelo feito de garrafas pet.Pensem nisso!!!!

    Questionado sobre o fato de a renncia do deputado Andr Vargas, do PT paranaense, primeira-vice presidncia ainda no ter sido entregue formalmente Mesa Diretora, o lder foi enftico - o cargo pertence ao partido:" um cargo do nosso partido, um cargo da bancada, isso j foi informado, j estamos discutindo o prprio nome a vice. O cargo dele, o cargo de deputado dele, eleito legitimamente pelo povo, o cargo de vice-presidente um cargo do partido, eleito pelo prprio partido, atravs da sua bancada".

    Apresentao de Grande Gala do Grupo Terra na ltima sexta-feira. No s repetiu o sucesso de anos an-teriores como inovou e valorizou a mensagem bblica alcanando todas as religies.

    Cartazes homenageando o aniversrio de Adolf Hitler, ocorrido no domingo (20/4), deixou a populao de Itaja assustada. As peas trazem a assinatura de White Front (algo como Frente Branca) e foram coladas em postes no Centro da Cidade. Nos cartazes, a imagem do lder nazista com a mensagem: Heris no morrem. Para-bns Fhrer. A existncia de um suposto grupo ou de simpatizantes do nazi-fascismo algo novo e assustador para uma comunidade historicamente pacfica e plural.

    Moradores do Rio Vermelho, em Florianpolis, escor-raaram os invasores de terras da chamada "Ocupao Amarildo". Incendiaram o acampamento e armaram uma confuso. Pau a pau. H sempre algum que manda mais e pode mais. Os invasores, que encaram at polcia, Justia e Ministrio Pblico, desta vez no aguentaram o tranco com os moradores.

  • O CORREIO P. 03

    SALGADOS TPICOSGRAA RODRIGUES

    Salgados tpicos aorianos de Laguna, Casquinha de Siri, Camares Recheados . Tratar: Av. Joo Pinho, 756 Mar Grosso Fones: 3647-1710 e 9986-1141.

    Aceitamos pedidos para pronta-entrega

    Fone: 3644-3959

    Leia e assine

    LAGUNA/SC 23/04/2014

    Arquivo fotogrfico e texto de

    Dalmo Fasca

    As boas do Fernandinho

    O peo comprou um cavalo de um cigano, mas o cavalo de maneira nenhuma andava. Ele voltou ao cigano para reclamar, mas o cigano apenas lhe deu algumas instrues: Ele anda sim, mas precisa de duas palavras mgicas. Para andar voc deve dizer "Graas a Deus" e para parar deve dizer "Plim Plim".O peo agradeceu e foi todo feliz testar as palavras mgicas. Logo disse bem alto: Graas a Deus!E o cavalo saiu em disparada. Mas logo a frente havia uma placa com o alerta: "Cuidado, precipcio!"Apavorado o peo no se lembra imediatamente da palavra mgica para parar o cavalo, mas ao chegar na beira ele tem a sorte de se lembrar e dizer imediatamente: Plim Plim.Eis que o cavalo para imediatamente alguns centmetros antes do enorme precipcio. O peo respira fundo aliviado: Graas a Deus!

    No meio de uma cerimnia de casamento, Joozinho pergunta: Mame! Por que toda noiva se veste de branco? Porque o dia mais feliz da vida dela! responde a me. Entendi... E por que o noivo se veste de preto?

    Na cidade o caip