O Correio - ed 829

  • Published on
    30-Mar-2016

  • View
    218

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

Transcript

  • LAGUNA/SC - ANO XVII - EDIO 829 - LAGUNA/SC 21/03/2012 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANALO Senhor meu pastor, nada me faltar

    3646-5123 / 9129-5395

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da SilvaCRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor Tcnico

    Mauro Srgio Fernandes da SilvaCRM 8789 - Pediatra

    RQE 4329

    Agora em novo endereo px. a Colnia de Pescadores Sala de Vacinas

    Proteja-se: J recebemos vacina contra a gripe

    O SESC oferece um projeto complementar, criativo e estimulante para crianas de 6 a 10 anos de idade regularmente matriculadasno ensino fundamental (do 1 ao 5 ano) em horrio oposto ao das aulas.Neste projeto os alunos recebem apoio para a realizao das tarefas escolares, participam do planejamento das atividades diriascom propostas ldicas, constroem conhecimentos, resgatam brinquedos e brincadeiras, aprendem a organizar o seu tempo ea construir para o coletivo.

    OFICINAS DE APRENDIZAGEM9 Atendimento por profissionais qualificados nas reas de Lngua Portuguesa, Matemtica, Qumica e Fsica;9 Ateno diferenciada auxiliando os alunos nas suas necessidades especficas;9 Estmulo a aprendizagem individual e cooperativa;9 Horrio posterior ao ensino regular;

    MATRCULAS ABERTAS! MATRICULE-SE J!

    Informaes e inscries na Central de Atendimento do SESC ou pelo fone: 3644-0152

    HABILIDADES DE ESTUDO

    Comit da BaciaHidrogrfica e AMUREL

    entregam milhares demudas de rvores

    Em funo da comemorao do Dia Mundial dagua (22/03) e da importncia da rvore para pre-servao e conservao da gua, alm de ameni-zar a temperatura ambiente, do embelezamento pro-porcionado e do conforto que a sombra das mes-mas proporciona, o Comit de Bacia Hidrogrficado Rio Tubaro e Complexo Lagunar e a AMUREL(que membro do Comit) entregaro nos dias 21e 22 de maro de 2012 (amanh e quinta-feira),milhares de mudas de rvores nativas aos munic-pios que integram a Bacia. Grande parte deles tam-bm faz parte do quadro associativo da AMUREL.A distribuio acontecer das 8h30min s 12h edas 14 s 17h.As mudas esto acomodadas na sede daAMUREL e a distribuio est sendo agendadacom os municpios para evitar transtornos. A de-finio dos locais de plantao das mudas ser deresponsabilidade das prefeituras. Posteriormenteo Comit exigir dos municpios as informaes efotos das distribuies e dos plantios efetuados.Sero distribudas aproximadamente 250 mudaspara cada municpio, de 12 espcies: gabiroba,pitanga, uvaia, baga de macaco, ip amarelo, goi-aba, ara amarelo, ara vermelho, aroeira, aroeirasalsa, grumixama, cereja preta e jaboticaba. Cadamuda porta uma etiqueta com nome cientfico epopular da rvore.

    Dia Internacional da gua terdistribuio de mudas e coletade leo de cozinha usado (Pgina 09)

    O Governo do Estado, atravs da Secretaria Regional deLaguna repassa a primeira parcela dos recursos desti-nados para a compra do passe escolar aos estudantesdo Ensino Mdio e Fundamental para as prefeituras deImbituba e Garopaba. Os recursos sero disponibilizadosnos prximos dias. Para o Municpio de Garopaba o

    recurso ser de R$ 48,9 mil, depositado na prxima se-gunda-feira (24) e para a prefeitura de Imbituba o depsi-to de R$ 69,9 mil, ser efetuado na quarta-feira (21). Apsefetuado o depsito, os gestores devero providenciar acompra dos passes, observa o Secretrio RegionalChristiano Lopes

    Estado repassa para Prefeituras recursos para compra de passe escolar

  • O CORREIO P. 02

    O PODERO PODERO PODERO PODERO PODERDA PALAVRADA PALAVRADA PALAVRADA PALAVRADA PALAVRA

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraDr. Victor Baio PereiraDr. Victor Baio PereiraDr. Victor Baio PereiraDr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Causas cveis: aes possessrias,indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

    Atanazio Lameiraatanaziolameira@brturbo.com.br

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - CentroFone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores.Circulao quartas e aos sbados :

    Laguna, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba,Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.nethp:http://www.ocorreio.net

    Este jornal filiado:

    Reinventando o Profissional

    Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    LAGUNA/SC 21/03/2012

    Hora docafezinho

    Paulo Srgio Silva

    O dinheiro muda o andar da carruagem

    Vivemos num pluralismo partidrio no sei se bom ou ruim. Cada um deve procurar encontrarna agremiao respectiva o que tem haver consi-go. Se filiar se tiver vontade. Caso contrrio estlivre para o debate. Acho que o cidado tem queter liberdade para se expressar e opinar sobre odestino de sua ptria. Eleies diretas. Alternnciade poder. O cara fica quatro anos e depois sefor o caso havendo reeleio fica mais quatro. Comsucesso o candidato do governo que deixa o po-der pela exausto legal acaba fazendo seu su-cessor e a mora o perigo. Nem sempre a popu-lao est representada, mesmo num certame de-mocrtico, com eleies diretas, urnas eletrnicas,etc. O poder econmico fala mais alto o dinheiro muda pensamento acaba com ideologia faz osujeito at vender a prpria me.

    Abastecido do sangue do povo

    Agora eles vem com a soluo. Simpticos. Comum sorriso de um vampiro que atacou a presana noite anterior. Abastecido do sangue do povo.Bate nas costas. Pede o sagrado voto. Conta umahistria e tenta comover a platia. E depois ras-ga o caderninho de anotaes pedindo ao asses-sor para comprar outro, para a prxima visita.

    No troque o voto por um prato de sopa

    caminhamos contra o vento sem leno sem do-cumento como diria Caetano. Resta-nos aguar-dar os acontecimentos, no que diz respeito pol-tica eleitoral da Laguna. Alguns candidatos j soconhecidos. Muitos deles nada fizeram. Outras pelomenos honraram parte de seu mandato. Surge nohorizonte um novo municpio, Pescaria Brava.Assim abre novas frentes e alguns candidatos es-to se assanhando a este mamo com acar.Cabe-nos pensar bem caso contrrio no futurono adiantar nem choro nem vela.

    Um erro que colocoua pique a nau Lagunense

    Um mundo cruel este que ns vivemos. O homemacaba tentando destruir o prprio homem e nosatisfeito com isto se dirige a prpria cidade comtamanha insensatez e passa a destru-la. E todosns assistimos a demolio como a maloca deAdoniram Barbosa. Saudosa Laguna que em ou-tros tempos ramos felizes e no sabamos.

    Lio para um hipottico candidato

    proibido fumar. proibido roubar. O patrimnio pblico olhe a plaqueta fixada, para no esque-cer. No troque o nmero do celular. No troquede calada. No troque de endereo. No troquede mulher. No beba demasiadamente. No fiquebbado do poder. No coloque os seus bens emnome de terceiros. Ande pelas ruas. No fique den-tro do carro, no ar condicionado, com pelculaescura. Aparea no bom sentido. No cuide ape-nas dos bajuladores e sim de toda a populao quevotou ou no.

    O lder e a comunicaoTem pessoas que acham que comunicar o ato de falare ponto final. Claro que faz parte, mas como as pessoasentendem o que eu falo que realmente comunicar-se. Vejo lderes dando ordens de cima para baixo, acoisa no funciona e uma constatao surge: eles dis-seram que entenderam. Em grupo, ocorre de parte en-tender um normativo e outra parte no e, se voc noestiver atento, com certeza, haver num srio problemade comunicao. J disseram que tudo uma questode interpretao. Veja abaixo texto que li no portal vare-jista:

    Conta-se que um monge estava caminhando no jar-dim do mosteiro durante um perodo de meditao. En-controu outro monge, que estava fumando enquantocaminhava vagarosamente pelo ptio.- Voc obteve permisso para fumar durante a medita-o? - perguntou o primeiro monge. - Sim, obtive.- Mas eu perguntei se poderia fumar durante a medita-o, e no me permitiram.- Voc no se expressou apropriadamente. Voc per-guntou se poderia fumar durante a meditao. Eu per-guntei se poderia meditar enquanto estivesse a fumar.

    Oratrias vezes, o lder acredita que por ter o poder da orat-ria sabe se comunicar, mas o importante fazer com que

    seus liderados entendam cada gesto, cada palavra, cadamovimento, pois muitas vezes nem precisa falar para serentendido. Existem vrios exemplos de confuses porcomunicao truncada e o prejuzo pode ser irreparvel.Abaixo, listo algumas dicas para que sejam observadase possa melhorar a comunicao com os seus liderados.

    Fique atento Seja simples, objetivo: falar demais ou palavras difceisgeram dvidas. Seja transparente: no enrole. Disciplina: cumpra as normas, regras e decises. Escreva: coloque tudo no papel. Confirme: na dvida, repita. Desgaste: nos debates, evite discutir, use do bom sen-so.

    Arma: no faa das palavras uma arma, a vtima podeser voc.

    IncentiveO mais importante entender que pessoas pensam dife-rente e, na maioria das vezes, no falam. Por isso, incen-tive a sua equipe a pensar e falar. S comprometemos aspessoas se possibilitarmos que elas manifestem os seuspensamentos. Nunca critique algum por ter falado,mostre o resultado daquilo que foi falado, positivo ouno.

    A sesso especial realizada na noite de segunda-feira (19),no plenrio da Assembleia Legislativa, destacou a cam-panha da fraternidade de 2012. A solenidade foi propostapelo deputado Padre Pedro Baldissera, do PT, com o ob-jetivo de divulgar o tema Fraternidade e Sade Pblica,proposto pela Conferncia Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB)