O Correio Ed - 856

  • Published on
    24-Jul-2015

  • View
    70

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

Transcript

Diretor Tcnico Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra RQE 4329

A sade de sua criana merece a ateno de um especialista

Dr. Mauro Srgio Fernandes da SilvaCRM 8789 - Pediatra

Agora em novo endereo px. a Colnia de Pescadores

Proteja-se: J recebemos vacina contra a gripe

Sala de Vacinas

Fone: 3646-2488Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

O Senhor meu pastor, nada me faltar

LAGUNA/SC - ANO XVII - EDIO 856 - LAGUNA/SC 23/06/2012 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL

Jornada FAMPESC Simples TrabalhistaNa prxima segunda-feira dia 25 de junho, o municpio de Laguna, estar sediando uma das etapas da Jornada FAMPESC Simples Trabalhista, que ter lugar no plenrio da Cmara Municipal s 15:00h.(Pgina 09)

PT, PP, PRB e PR realizaram suas convenes eleitorais na sexta-feiraO Partido dos Trabalhadores de Laguna realizou na sexta-feira (22/06) a sua conveno para escolha dos candidatos que disputaro a eleio deste ano. O evento ocorreu na sede do Clube Atlntico, no bairro Magalhes, a partir das 19 horas. No mesmo horrio e local o PR Partido da Repblica tambm realizou a sua, o mesmo acontecendo com o PRB. No Clube Congresso s 19:30h o PP iniciou tambm a sua conveno. A conveno do PT ir referendou o nome da vereadora e ex-secretria municipal de Sade Tanara Cidade de Souza como candidata a prefeita. Tanara a candidata prefeitura inscrita pelo PT e teve o apoio de todos os membros do Diretrio

Municipal do partido. No PR, Rodrigo Moraes dever apresentou a nominata de seus candidatos a vereana e tratou de detalhes atinentes as possveis coligaes. No PP o nome de Luiz Fernando Schiefler Lopes indicado para concorrer prefeitura municipal. Fernando o atual vice-prefeito de Clio Antnio.

Na ocasio, tambm foi aprovada a nominata de candidatos a vereadores e iniciou-se a definio para possveis alianas com outros partidos. As demais agremiaes cumprem o seguinte cronograma em suas convenes: PMDB dia 23/06, PSD 23/06, DEM 25/06, PDT 25/06, PPS 27/06, PSDB 28/06 E PSC 30/06.

Laguna: 3646-5123 / 9926-6333 Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

LAGUNA/SC 23/06/2012

O CORREIO P. 02

O PODER DA PALAVRAatanaziolameira@brturbo.com.

artigo

Reinventando o ProfissionalAmigos(as), onde est a CRISE? Como vem, ela volta, viro outras e estaremos aqui para contar, debater, criar alternativa e tocar a vida. Durante dcadas ouvimos a mesma histria e sempre com o mesmo final. O que acontece que algumas empresas se preparam e outras esperam para justificar o fracasso; as primeiras comemoram o sucesso. Claro que antecipar dificuldades e criar solues j faz parte do mundo corporativo, mas a diferena est na velocidade empregada, pois todas as empresas tm acesso a informaes em tempo real e, no entanto, infelizmente, ouo empresrios dizendo no ter tempo para ler um jornal, assistir um telejornal e muito menos acessar a internet. Assim fica difcil e o que adianta investir em tecnologia de ponta? O mercado vive de informaes, sem elas no conseguiremos decidir com ndices razoveis de acertos. As empresas devero criar um verdadeiro QG estratgico para captar informaes e municiar de forma integrada outros setores internos. Embora algumas j estejam avanadas neste processo, outras justificam que por serem pequenas no tem o mesmo poder e condies de manter essa

Atanazio Lameira

Cad a CRISE?

Versos e Reversos da Vida

O que no passado lhe condenar? O que no presente lhe garantir alegria? O que no futuro lhe salvar? So interrogaes inteis, para quem quer se feliz. No tenha medo de si. No seja mais um paranico a servio da desgraa humana. Liberte-se de todos freios e solte-se em todas banguelas. A crtica vir, nem um p de alface descompromissado no quintal est livre do crtico de planto.

estrutura, porm, as entidades empresariais so parceiras para que se busque auxilio junto a elas. Outra forma criar um peloto de elite com suas lideranas, promover encontros estratgicos para discutirem as novidades, as previses do mercado e decidir as aes. O lder j tem esta responsabilidade naturalmente por sua funo, mas culturalmente em nosso pas, a maioria no quer se incomodar e passa a no comunicar ou socializar as informaes obtidas externamente.

A malcia v o ntimo, mas no capaz de decifrar o mistrio da ternura. Os bichos esto soltos e ignoram as gaiolas. A janela precisa estar aberta, para que o sol consiga enxergar. A dvida permanece logo aps o temporal. Seja feliz na Utopia & Paixo. No faa jura e nem promessa com a alma dos outros.

Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

A era do conhecimento e da informao chegou na dcada passada e veio para se eternizar. Assim, o melhor no remar contra, adaptar sua empresa para que esta ferramenta seja fundamental para a tomada de decises e o respectivo sucesso. Crie uma espcie de jornal interno, onde cada lder passa suas notcias e tire o melhor proveito delas. Crie um canal via internet, intranet ou outra para dar velocidade. Resumindo, CRIE!Santa Clara Empreendimentos Imobilirios Ltda., CNPJ 04.896.212/0001-50, Rodovia SC-443, KM 1, Bairro Presidente Vargas Iara/SC comunica que solicitou a Flama Fundao Lagunense do Meio Ambiente a LAI (Licena Ambiental de Instalao) Parcelamento do Solo Urbano para empreendimento Mat. 104 no Loteamento Residencial e Complexo Industrial na Rodovia Br. 101, Km 302, Bairro Caputera Laguna/SC.

Hora do cafezinhoPaulo Srgio Silva O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina lanou na quarta-feira passada (13) a verso eletrnica do Guia do Candidato, uma publicao indita que auxiliar os candidatos na pesquisa sobre os procedimentos que devero realizar para concorrer nas eleies municipais deste ano. Segundo o presidente do TRESC, desembargador Luiz Czar Medeiros, "espera-se, com esta publicao, esclarecer as dvidas mais frequentes dos partidos e candidatos e, dessa forma, contribuir para o pleno xito do processo eleitoral".

COMUNICADO

O que se cala nem sempre se acovarda.Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

FLAMA - Fundao Lagunense de Meio Ambiente Av. Colombo Machado Salles, 145, Sala 21 - Centro Cep: 88790-000, Laguna SC - Fones: (48) 3644-8750 - Ramal: 8750 / (48) 9102-9610 www.flama.sc.gov.br

Advocacia & Assessoria

Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina decidiu retirar, na semana passada, multas aplicadas a 12 doadores de campanha das Eleies 2010, que tinham sido condenados em 1 grau por supostos repasses acima do limite legal. O autor das aes, o Ministrio Pblico Eleitoral (MPE), pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por maioria de votos, a Corte entendeu serem ilcitas as provas utilizadas pelo MPE nesses casos, pois elas vieram de informaes prestadas pela Receita Federal ao TSE sem que tenha ocorrido o prvio pedido judicial de quebra do sigilo fiscal. Dez doadores absolvidos so pessoas fsicas: Aldino Feistler (Acrdo n 26.556); Andr Hespanhol da Silva (26.572); Gilson Ricardo Pasold (26.574); Joldecir Dalla Costa (26.577); Amrico Doneda (26.578); Jonas Rodrigues (26.579); Clotilde Ana Nardelli (26.580); Csar Augusto Rosa (26.587); Ferlete Valrio Pereira (26.589); e Jones Ouriques (26.590). A lista composta ainda por duas pessoas jurdicas: Construtora Moraes Ltda. (26.573) e CSST Consultoria de Sade e Segurana (26.588).

Fundado em 29.07.1995 Direo Geral: PAULO SRGIO SILVA JORNAL O CORREIO. LTDA. ME. C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375 Redao e Administrao: Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00 Tiragem: 1.000 exemplares Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores. Circulao quartas e aos sbados : Laguna, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna. E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net Este jornal filiado:

EXPEDIENTE

LAGUNA/SC 23/06/2012

O CORREIO P. 03

VIUQREPRTERPAI GIL CLAMA: DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DEVER SER NO CENTRO HISTRICOFalar no carnaval das nossas Escolas de Samba, principalmente na extinta e inesquecvel E.S. O Bem Amado e esquecer o nome do carnavalesco e mstico Pai Gilseria imperdovel, uma vez que ele, Pai Gil, foi, a bem dizer, alm de um dos importantes pilares na existncia da mesma, foi, a bem da verdade, Pai Gil, o faz tudo daquela importante Escola de Samba. Outro dia, conversando com o Pai Gil, o mesmo sustentou, em se falando no desfile das nossas Escolas de Samba, o seguinte: Gostaria de externar a minha contrariedade a respeito do desfile das Escolas de Samba, realizado no Sambdromo. O motivo desta minha opinio, prende-se aos seguintes aspectos: primeiro, o desfile das Escolas aqui no centro, alm de ser o ponto alto das nossas expectativas, proporciona aquele tradicional e familiar vai e vem das pessoas vindas dos diversos bairros, cada qual, torcendo pelas suas Escolas preferidas, movimentao essa to alegre e gostosa, no observada no Sambdromo. Segundo, as pessoas que vinham assistir o desfile aqui no centro, os mais humildes, que no tinham como pagar o ingresso, l, no Sambdromo, ficaram impossibilitadas de assistir o referido desfile, ao passo que, aqui no Centro Histrico, com dinheiro ou no, ele assistia, vibrando as emoes da sua Escola de corao. E, por ltimo, naturalmente, aqui no centro, como de conhecimento pblico, existem vrios bares, lanchonetes, ambulantes, etc., cobrando, sem exageros, os produtos ali comercializados, ao contrrio do que se observa no Sambdromo. L, existe, digamos, um sistema de monopolizao beneficiando escassos ambulantes, assim como proprietrios, de bares, etc., que, por conta deste a