OTC Newsletter #3 | Fevereiro 2013

  • Published on
    01-Feb-2016

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A terceira edio da Newsletter do Oporto Toastmasters Club!

Transcript

<ul><li><p>Oporto Toastmasters Club Newsletter </p><p>EDIO 03 | FEVEREIRO 2013 </p><p>No h duas sem trs! </p><p>Assim reza o ditado e aqui est a terceira Newsletter do Oporto Toastmasters Club! Um clube cada vez mais vivo e participado, como comprova o nmero elevado de participantes nas nossas sesses, sendo de destacar a quantidade crescente de convidados que se tm convertido a membros. . Estamos no incio de mais um ano civil, ano em que, como sabem, o nosso Clube vai ser o anfitrio da Division L Spring Conference, que decorrer a 27 de abril. Este evento composto por uma srie de concursos que apuraro os campees de Discursos Preparados e de Avaliao de Discursos em Portugus e em Ingls, sendo que estes ltimos sero os representantes nacionais nos concursos de Discursos Preparados e de Avaliao de Discursos a decorrer na District 59 Spring Conference, em Anturpia em maio de 2013. um acontecimento com uma importncia acrescida, que reunir os elementos de todos os clubes de Toastmasters nacionais. . As equipas de trabalho esto feitas e a trabalhar no terreno mas apelamos colaborao de todos, j que todas as mos sero poucas, especialmente medida que nos formos aproximando do Dia D. Com o trabalho de todos, o Oporto Toastmasters Club vai organizar uma festa que ser, com toda a certeza, a referncia para os eventos futuros desta natureza. . Podero acompanhar os mais recentes desenvolvimentos sobre a Division L Spring Conference no seu blog: . http://divisionlspringconference2013.blogspot.pt/ </p><p> Brindes, Joo Pedro Prncipe, Paulo Srgio Pinto e Sara Magalhes </p><p>Nesta edio: </p><p>Entrevista Tiago Sousa Veloso | P.2 Resumos das Sesses | P.4 </p><p>Entrevistas Finalistas Nacionais Conferncia Diviso L| P.6 </p><p> Mostra a tua cara </p><p>Uma das resolues de ano novo do Oporto Toastmasters Club foi pr fim aos perfis sem imagem na plataforma dos Toastmasters (easyspeak). A nossa Presidente, Ana Isabel Ferreira, anunciou orgulhosamente que, para alm de sermos muitos e bons, tambm somos bonitos! Mas.. a minha opinio, diz. A nossa cara Presidente tem o apoio da equipa da Newsletter! </p><p>O qu que tu achas? </p><p>Obrigado a todos pelo esforo de submeterem e atualizarem as vossas fotografias na plataforma! </p></li><li><p>Tiago Sousa Veloso [Sergeant at arms] </p><p>Colocmos 4 questes sobre ser Sergeant at arms ao Tiago Veloso, que partilha este ano o mesmo papel com o Afonso Liberal Fernandes. So uma autntica equipa Maravilha! </p><p>1. Tiago como tem sido o teu percurso nos </p><p>Toastmasters, como membro do OTC? E </p><p>como Officer no papel de Sergeant at Arms? </p><p>Tudo comeou em 2010... Ouvi falar nos </p><p>Toastmasters pela primeira vez numa </p><p>conferncia com o Jonh Zimmer ("It's your </p><p>presentation - make it memorable"), em </p><p>cuja organizao participou o Rui Henriques. </p><p>No fiquei a conhecer a entidade Oporto </p><p>Toastmasters Club (OTC), mas gostei do </p><p>conceito Toastmasters. </p><p>A vida foi passando e as desiluses a </p><p>acumularem-se... numa delas lembrei-me de </p><p>rever os apontamentos que tinha tirado na </p><p>dita conferncia e procurei contactar a </p><p>ento EGP-UPBS pois foi atravs dos seus </p><p>Alumni que me tinha chegado informao </p><p>do Toastmasters. No prprio dia de mais </p><p>uma desiluso comunicacional (9 de janeiro </p><p>de 2012), assisti minha primeira sesso do </p><p>OTC. O acolhimento e a ideia do </p><p>aperfeioamento contnuo foram ao </p><p>encontro das minhas expetativas ao ponto </p><p>de abraar a ideia com entusiasmo e </p><p>(muita!) necessidade. </p><p>Em termos de desenvolvimento de </p><p>competncias de comunicao, a fase mais </p><p>marcante foram os primeiros meses, pois </p><p>onde a aprendizagem maior em termos de </p><p>quantidade: cultivar os silncios, ateno s </p><p>muletas, a relevncia da linguagem no-</p><p>verbal, o tempo (!!!), a abertura e o </p><p>encerramento de um discurso, entre outros. </p><p>Posteriormente, o aperfeioamento torna-</p><p>se mais qualitativo do que quantitativo, </p><p>mais minucioso e pormenorizado... Basta </p><p>ver a ltima sesso! O mais precioso do </p><p>conceito Toastmasters , no a </p><p>oportunidade para falar, mas a de OUVIR! </p><p>So muito raros os contextos onde a crtica </p><p>construtiva, no depreciativa, genuna e </p><p>aprimorada ganha vida. No Toastmasters </p><p>isso i-n-d-i-s-p-e-n-s--v-e-l! Obrigado OTC, </p><p>por me permitires usufruir da aprendizagem </p><p>Toastmasters! </p><p>Em termos do percurso de Liderana, a </p><p>aprendizagem tambm muito significativa. </p><p>Exportei muitos ensinamentos Toastmasters </p><p>para a vida profissional e adquiri muito mais </p><p>confiana, no s no modo, mas tambm no </p><p>contedo e na relevncia das minhas </p><p>intervenes. Subjetivamente, sinto que sou </p><p>muito mais eficaz do que antes. </p><p>Integrar a equipa de Officers para o ano </p><p>2012/2013 do OTC uma responsabilidade </p><p>muito grande, mas qual no consegui </p><p>resistir. Uma entidade como o OTC no </p><p>subsiste apenas custa do empenho </p><p>ocasional em entregar discursos ou cumprir </p><p>esta e aquela funo na sesso. preciso </p><p>uma motivao coletiva extra, um </p><p>pensamento de longo prazo e um esprito </p><p>de servio comunidade que ultrapassem </p><p>as aspiraes individuais. Sem isso, nada </p><p>feito... </p><p>2. Sentimos que revolucionaste a funo de </p><p>Sergeant at Arms e que o feedback a essa </p><p>mudana pelos membros tem sido muito </p><p>positivo. Como te surgiu a ideia, que </p><p>totalmente inovadora? E como percecionas </p><p>este papel? </p><p>A ideia no foi minha! ("A Csar o que de </p><p>Csar...") Surgiu em contexto de reunio de </p><p>Officers e foi-me proposta pela Presidente, </p><p>Ana Isabel. A aceitao foi natural, pois </p><p>tambm me parecia ser uma possibilidade </p><p>de melhoria das sesses, alm de ser </p><p>encarado sobretudo como um desafio </p><p>pessoal.possibility for improvement of the </p><p>de melhoria das sesses, alm de ser </p><p>encarado sobretudo como um desafio </p><p>pessoal. Efetivamente, a comunidade </p><p>OTC tem sido sobejamente generosa nos </p><p>elogios, o que podia aumentar ainda mais </p><p> responsabilidade da funo. Contudo, a </p><p>abertura e o encerramento so </p><p>exatamente isso, abertura e </p><p>encerramento! No so nem mais, nem </p><p>sequer igualmente, relevantes a tudo o </p><p>resto, nem em durao, nem em </p><p>preparao, nem em expetativas! So </p><p>apenas a rampa de lanamento e de </p><p>aterragem de uma "viagem" (sesso) </p><p>conduzida pelo mestre de cerimnias (1st </p><p>Toastmaster) e com "paragens" </p><p>(protagonistas) bem identificados </p><p>(oradores e avaliadores). Sobre os </p><p>ombros desses, isso sim, recai a tarefa de </p><p>criar o ambiente prprio para a </p><p>aprendizagem e para o desenvolvimento </p><p>pessoal no s de competncias, mas </p><p>tambm de carcter. </p><p>3. Como fazes para preparar cada sesso </p><p>como Sergeant at Arms? </p><p>Presumo que a pergunta se refira apenas </p><p> abertura e ao encerramento das </p><p>sesses, apesar de a funo de Sergeant </p><p>at Arms ter uma dimenso oculta muito </p><p>maior do que essa. </p><p>P.2 </p></li><li><p> Abertura da sesso Toastmaster: </p><p>A tarefa est incrivelmente facilitada pela </p><p>enciclopdia universal mais lida de todos os </p><p>tempos - a Wikipdia. </p><p>Pesquiso a data da sesso, geralmente em </p><p>ingls, e leio os eventos, datas de </p><p>nascimento e bito, efemrides e </p><p>comemoraes afins registadas para aquele </p><p>dia. Nesta leitura aplico um "filtro" </p><p>particularmente exigente de criatividade e </p><p>sucesso, pois so dois motores </p><p>poderosssimos para a motivao humana, e </p><p> o que une o OTC - motivao! Sem </p><p>motivao, ningum sairia de casa numa </p><p>segunda-feira noite, disposto(a) a </p><p>entregar-se surpresa constante que so as </p><p>sesses OTC. </p><p>Raras so as vezes em que a pesquisa fica </p><p>completa, pois apesar de frequentemente </p><p>haver ideias interessantes, no so </p><p>totalmente esclarecedoras do impacto da </p><p>efemride em causa. Geralmente </p><p>necessria mais alguma informao relativa </p><p>s celebraes que me suscitaram maior </p><p>interesse para apresentar audincia. </p><p>A seguir compilam-se as ideias e estrutura-</p><p>se o discurso sob a perspetiva do melhor </p><p>interesse para a plateia, e torce-se para que </p><p>a entrega resulte num momento de </p><p>motivao extra para a audincia. </p><p>Encerramento da sesso Toastmaster: </p><p>Esta a parte mais deliciosa de todo o </p><p>trabalho do Sergeant at Arms! Depois de </p><p>uma sesso OTC os momentos dignos de </p><p>recordao so muitos (bem-hajam, </p><p>estimados membros... e convidados!!). </p><p>Desde os convites a construirmos um </p><p>mundo melhor com "solues Marie Curie" </p><p>(obrigado Carlos Silva Ferreira!), a </p><p>construirmos uma vida melhor atravs de </p><p>bons hbitos de comida, dormida, silncio, </p><p>segurana e colo (obrigado Ana Isabel!), da </p><p>sapincia das metforas como a da vida que </p><p> o rio e perante o que nos vemos com "um </p><p>barco com 2 remos: a esperana e a ao" e </p><p>em que "numa margem estamos ns, na </p><p>outra os nossos sonhos (obrigado Sofia </p><p>Andrade!), passando pela recapitulao das </p><p>leis de Newton (obrigado Jos Tiago </p><p>Magalhes!), at s placentas colocadas </p><p>porta das casas Tailandesas como bom </p><p>agouro (obrigado Eduardo Fernandes!), </p><p>entre muitas, muitas outras prolas do </p><p>humor, </p><p>do humor, da criatividade e da cidadania </p><p>de tantas mentes interessantes!! Eles e </p><p>elas que fazem a riqueza da mensagem, </p><p>que no haja dvida quanto a isso! </p><p>4. E depois de ti como preconizas esta </p><p>funo? Que legado gostarias de deixar? </p><p>Sentes que ainda h espao para inovar? </p><p>No acredito em heris! Acredito sim em </p><p>gente dedicada e esforada, com esprito </p><p>de entrega e auto-superao. Tanto mais </p><p>que a maior parte dos "insubstituveis" </p><p>que conheci esto no cemitrio... </p><p>Parece-me que h algo de novo na </p><p>abertura e encerramento das sesses que </p><p>o clube no quer perder, mas tudo o </p><p>resto (forma e contedo) desses </p><p>momentos personalizvel, sem prejuzo </p><p>algum para a inspirao e motivao da </p><p>plateia. </p><p>Espao para inovar? Completamente! A </p><p>expressividade artstica tem tantas </p><p>formas e veculos que basta haver </p><p>vontade de os utilizar. </p><p> A rvore de Natal Solidria </p><p>Este Natal, o OTC envolveu-se em mais uma ao de solidariedade! </p><p>J no a primeira vez que o Oporto Toastmasters Club coordena um movimento de </p><p>solidariedade. Mas de realar o sempre notvel comprometimento e sensibilidade dos </p><p>membros dos Toastmasters para com tais iniciativas! </p><p>No Natal de 2012, foi selecionado o Instituto Profissional do Tero. Colocmos uma </p><p>rvore de Natal na Porto Business School com alguns cartes que continham idades e </p><p>gneros dos jovens acolhidos pelo Instituto. Os membros foram desafiados a levar um </p><p>carto e troc-lo por uma prenda que correspondesse informao do mesmo. Obrigado </p><p>a todos pelo vosso envolvimento nesta causa e por conseguirem que juntos </p><p>oferecssemos um bocadinho de Natal aos meninos do Instituto Profissional do Tero! </p><p>P.3 </p></li><li><p>Resumos das Sesses! </p><p>17 de dezembro de 2012 </p><p>Grande Jantar de Natal 2012! </p><p>No dia 17 de dezembro, tivemos mais uma sesso fora do vulgar no OTC! Encontrmo-nos num restaurante onde, para alm de jantarmos juntos num ambiente de amizade, no descurmos a vertente Toastmaster e levmos a cabo uma sesso com discursos preparados e de improviso o pacote completo! Fomos todos desafiados a brindar ao Natal por vir, fazendo discursos de improviso ao longo da mesa, associados ao tema Natalcio! </p><p>10 de dezembro de 2012 </p><p>Sesso na Biblioteca! </p><p>07 de janeiro de 2013 </p><p>Uma sesso Condecorao! </p><p>Afonso, o Liberal, iniciou a 158 sesso com enorme EXPETATIVA introduzindo os convidados e os mais recentes membros do Oporto Toastmasters Club, bem como a equipa de avaliao. </p><p>Contmos com discursos preparados entregues pela Sara Magalhes, Paulo Pinto e Lusa Claro. Ricardo Guerreiro orientou os Table Topics. </p><p>A sesso culminou na entrega do pin de Competent Communicator ao ilustre condecorado, Eduardo Espinheira Gomes! A Presidente aproveitou o mote para apelar a voluntrios para a Conferncia de Primavera da Diviso L. Se ainda no se inscreveram em nenhum grupo de trabalho, falem com os officers para verem como podem ajudar! </p><p>03 de dezembro de 2012 </p><p>Visita do CLUTA (Clube Toastmasters de Aveiro) ao OTC! </p><p>A sesso do dia 03 de dezembro marcou mais uma partilha de experincias Toastmasters. Desta vez, o OTC contou com a enrgica visita do CLUTA, cujos membros desempenharam as funes da sesso. </p><p>Foi uma sesso diferente que, para alm de divertida, permitiu um intercmbio de ideias, hbitos e prticas de dois grandes clubes Toastmasters Portugueses. </p><p>Generosamente acolhedora foi a luz de iluminou a 156 sesso do OTM , no palco da </p><p>Biblioteca da Porto Business School. Fomos brindados por discursos preparados de Afonso </p><p>Fernandes, Ana Isabel e Sara Magalhes. </p><p>Os discursos de improviso, onde </p><p>se partilharam os momentos </p><p>felizes do OTC, foram um </p><p>momento de nostalgia na </p><p>sesso. Brindou-se ainda s </p><p>bodas do mentor Rui Henriques, </p><p>que entre confraternizantes </p><p>palavras, presenteou todos os </p><p>membros e convidados com o </p><p>seu cunho pessoal, carimbando </p><p>e selando uma exmia avaliao geral com think, think, think, </p><p>three thousand times. </p><p>P.4 </p></li><li><p>Resumos das Sesses! </p><p>21 de janeiro de 2013 </p><p>PIM! </p><p>Uma sesso marcada por coisas diferentes, desde a palavra do dia proposta por Frederico Pinho (lhaneza) introduo de um novo elemento do OTC a campainha! De agora em diante, as sesses passaro a decorrer mais prximo da durao estimada (esperamos), com a possibilidade do Timekeeper recorrer a esta magnfica ferramenta quando algum orador tiver esticado em demasia o seu tempo de antena. </p><p>A sesso contou com discursos preparados de Paulo Ribeiro, Lea Canio, Manuel Guedes Pimenta e Nuno Faria, sendo que este ltimo realizou um discurso de manual avanado onde simulou a emisso em direto de um programa de televiso! 28 de janeiro de 2013 </p><p>Discursos, debates, improvisos e um frente a frente! </p><p>Velocidade? Cada um tem a sua. No Oporto Toastmasters Club, comparamo-nos connosco prprios e temos por objetivo a qualidade. A velocidade vem a seguir! </p><p>Discursos preparados com dois Ice Breakers, de Armando Gonalves e Ricardo Guerreiro, e ainda um frente a frente do manual avanado de Persuasive Speaking entre o Lus Marrana e a Sara Magalhes. Vejam os vdeos na nossa pgina do Facebook! </p><p>14 de janeiro de 2013 </p><p>Sesso em Ingls! </p><p>04 de fevereiro de 2013 </p><p>Uma sesso com muita Amizade! </p><p>No dia 04 de fevereiro de 2013, tivemos uma sesso onde a palavra do dia que imperou a sesso foi Amizade. Nenhuma palavra poderia ter sido to pertinente para esta sesso repleta de discursos e partilha de vivncias entre membros Toastmasters! </p><p>Na prxima sesso, Carnaval, onde poremos prova a nossa capacidade de nos mascararmos, sem que ningum leve a mal! </p><p>Segunda semana do ms, sesso em </p><p>ingls. A palavra do dia foi incite. </p><p>Tivemos o prazer de ter seis </p><p>convidados numa sesso que comeou </p><p>s 21.20. No conforto do auditrio B da </p><p>PBS, os protagonistas da sesso foram </p><p>muito bem-sucedidos na tarefa de nos </p><p>fazer viajar. Pelo mundo e ao fundo de </p><p>ns mesmos. Pelo meio houve truques </p><p>de ilusionismo, um striptease e um </p><p>soco bem dado. </p><p>P.5 </p></li><li><p> Lus Marrana [Finalista Nacional Conferncia Diviso L, Outubro 2012, Discursos de Humor] O Lus foi representar o OTC Final Nacional da Conferncia da Diviso L a 20 de outubro de 2012. Fez uma entrega exmia e pedimos-lhe que partilhasse com os demais Toastmasters a experincia de participar em concursos, como sabedor e experiente mximo nestas andanas! </p><p>Falar em pblico , de uma forma geral, o </p><p>principal desafio para quem adere aos </p><p>Toastmasters. </p><p>Aderir, participar ativamente nas reunies </p><p>regulares decisivo e um passo que exige </p><p>uma coragem notvel. </p><p>No entanto, depois...</p></li></ul>