Piscolgia e Relaçoes Interpessoais

  • Published on
    08-Jan-2016

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

resenha do capitulo 5

Transcript

Psicanlise o livro aborda um pouco da histria da criao da Psicanlise e de Freud, sendo esta teoria e mtodo de investigao fontes para o entendimento do ser humano. Com a teoria, Freud possibilitou o entendimento do funcionamento da vida psquica e com a prtica profissional, o autor buscou interpretar o que est oculto por trs dos sonhos, delrios e imaginaes. A prtica profissional refere-se forma de tratamento a Anlise que busca o autoconhecimento ou a cura, que ocorre atravs desse autoconhecimento, definem os autores. Segundo o livro, para entender a psicanlise preciso conhecer a histria de Freud. Com a psicanlise possvel entender os fenmenos sociais relevantes da sociedade em que vivemos, como as consequncias do mundo contemporneo e da globalizao, levando ao sofrimento, individualismo, violncia, entre outros problemas dos tempos modernos. Freud Considerado o pai da Psicanlise, Freud criou a teoria sobre a estrutura do aparelho psquico ajudando a entender a estrutura e funcionamento da personalidade e aos trs sistemas: inconsciente (contedos reprimidos), pr-consciente (contedos acessveis) e consciente (percepo do mundo exterior, ateno e raciocnio). Outro avano surgido com as pesquisas de Freud foi descoberta da sexualidade infantil, analisando as diferentes fases do desenvolvimento sexual: fase oral faa anal, fase flica e fase genital, alm de ter destacado o Complexo de dipo. No complexo de dipo, a me o objeto de desejo do menino, e o pai o rival que impede seu acesso ao objeto desejado, simplificam os autores. A segunda teoria do aparelho psquico formulada por Freud tambm abordada no livro, no qual o autor introduziu os conceitos de ID, EGO e SUPEREGO. O ID relacionado as pulses de vida e morte, o EGO entre o equilbrio entre as exigncias e ordens e o SUPEREGO com a internalizao das proibies, limites e autoridade. A psicologia social surgiu para estabelecer uma ponte entre a psicologia e a sociologia. O seu objeto de estudo o comportamento dos indivduos quando esto em interao. Ela tambm pode ser definida como o estudo do condicionamento que os processos mentais impem vida social do homem, ao mesmo tempo em que as diversas formas da convivncia social influem na manifestao concreta dos mesmos. Segundo Aroldo Rodrigues, psiclogo brasileiro, a psicologia social o estudo das "manifestaes comportamentais suscitadas pela interao de uma pessoa com outras pessoas, ou pela mera expectativa de tal interao". A interao social, a interdependncia entre os indivduos e o encontro social so os objetos investigados por essa rea da psicologia. Assim, vamos falar dos principais conceitos da psicologia social a partir do ponto de vista do encontro social: a percepo social, a comunicao, as atitudes, as mudanas de atitudes, o processo de socializao, os grupos sociais e os papis sociais. Assim, a psicologia social, como rea de conhecimento, passa a estudar o psiquismo humano, objeto da psicologia, buscando compreender como se d a construo deste mundo interno a partir das relaes sociais vividas pelo homem. O mundo objetivo passa a ser visto no como fator de influncia para o desenvolvimento da subjetividade, mas como fator constitutivo. Numa concepo como essa, o comportamento deixa de ser "o objeto de estudo", para ser uma das expresses do mundo psquico e fonte importante de dados para compreenso da subjetividade, pois ele se encontra no nvel do emprico e pode ser observado; no entanto, essa nova psicologia social pretende ir alm do que observvel, ou seja, alm do comportamento, buscando compreender o mundo invisvel do homem. Alm disso, essa psicologia social abandona por completo a diferena entre comportamento em situao de interao ou no interao. Aqui o homem um ser social por natureza. Entende-se aqui cada indivduo aprende a ser um homem nas relaes com os outros homens, quando se apropria da realidade criada pelas geraes anteriores, apropriao essa que se d pelo manuseio dos instrumentos e aprendizado da cultura humana.