Radar Fecomércio #50

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Publicao Semanal da Federao do Comrcio de Bens, Servios e Turismo do Estado de Sergipe

Transcript

  • A recente pesquisa do e-bit/Buscap sobre o comrcio eletrnico no Brasil, apontou que o e-commerce movimentou cerca de R$ 41,3 bilhes em 2015, um aumento de 15,3% em relao a 2014, quando as vendas somaram R$ 35,8 bilhes.

    Alm do crescimento do faturamento, a e-bit estima que, em 2015, a fatia do co-mrcio eletrnico no varejo restrito (varejo total menos as vendas de combustveis, automveis e construo civil) do Brasil foi de 3,3%. As melhorias dos servios dos sites de comrcio eletrnico colaboraram para que o consumidor melhorasse a sua experincia de compras eletrnicas e, portanto, a confiana e a satisfao dos e-con-sumidores no Brasil, comprovando o amadurecimento desse segmento no pas.

    Os dispositivos mveis tiveram participao relevante no crescimento das compras via e-commerce. Essa uma das mudanas detectadas pela pesquisa, revelando que em 2015, o acesso via dispositivos mveis em lojas virtuais no Brasil foi de 35%. Ou seja, em mais de 1/3 do tempo em que os consumidores navegam em lojas virtuais, eles j esto utilizando smartphones ou tablets. Isso serve de alerta para os varejistas, pois em um ano difcil, do ponto de vista da economia, vender um desafio, portanto, deixar de lado essa fatia de mercado pode fazer a diferena no resultado final das vendas.

    Algumas informaes importantes reveladas na pesquisa sobre o perfil dos compra-dores em 2015: 1-houve queda de 4,4% na participao da classe C no comrcio eletrnico; 2- 8% dos consumidores estavam na faixa etria at 24 anos, 21% esta-vam na faixa etria entre 25 e 34 anos, 39% entre a faixa etria de 35 a 49 anos, 33% acima de 50 anos (houve aumento de 3% nessa faixa etria). A idade mdia do con-sumidor do e-commerce de 43 anos; 3- em relao a regionalizao das vendas, 37,7% das vendas esto em So Paulo, 12,3% no Rio de Janeiro, 12,0% em Minas Gerais, 5,4% no Paran, 5,3% no Rio G. do Sul, 3,9% Bahia, 3,3% em Santa Cata-rina, 2,8% em Pernambuco, 2,3% no Distrito Federal, e 15,0% em outros Estados.

    A e-bit deixa claro que o movimento de migrao das vendas para o meio digital deve continuar. A estimativa que o comrcio eletrnico tenha um crescimento nominal de 8%, atingindo um faturamento de R$ 44,6 bilhes em 2016. Em relao ao tquete mdio, a estimativa que o mesmo tenha um acrscimo de 8% em 2016, atingindo o valor mdio anual de R$ 419, em 2015 foi de R$ 388.

    Boletim semanal da Federao do Comrcio de Bens, Servios e Turismo do Estado de Sergipe

    50042016JUL Ano 2

    Sudans PereiraAssessora de Economia e Assuntos Legislativos

    Cresce o Comrcio Eletrnico no Brasil

    2546 6542 1254 3600

    2546 6542 1254 3600

    08/12

    2015

    00/07

    08/12

    2015

    00/07

    LOREM

    IPSUM D

    OLO

    R

    LOREM

    IPSUM D

    OLO

    R

    CARDH

    OLD

    ER NAM

    E

    CARDH

    OLD

    ER NAM

    E

    DEBIT

    2546 6542 1254 3600

    2546 6542 1254 3600

    08/12

    2015

    00/07

    08/12

    2015

    00/07

    LOREM

    IPSUM D

    OLO

    R

    LOREM

    IPSUM D

    OLO

    R

    CARDH

    OLD

    ER NAM

    E

    CARDH

    OLD

    ER NAM

    E

    DEBIT

    2012

    22,528,8

    35,8

    41,3

    2013 2014 2015

    Fonte: Webshoppers 33 Edio, 2016. E-bit/Buscap Company. - Vetores : freepik.com - Infogrfico : Andr Gusmo

    Brasil: Total de Faturamento no e-Commerce (em R$ bilhes)

  • Radar Fecomrcio SE Legislativo2 Informativo Semanal - 04.07.2016 Ano 2 - N 50

    Faa o seu Certificado Digital conosco!(79) 3211 3746 - 99 125 3127

    www.fecomercio-se.com.br/CertificadoDigital

    O Radar Fecomrcio SE uma publicao semanal da Federao do Comrcio de Bens, Servios e Turismo do Estado de Sergipe Presidente: Larcio Oliveira - Superintendente : Alexandre Wendel - Assessora de Economia e Assuntos Legislativos : Sudans Pereira Assessor de Comunicao : Marcio Rocha - Coordenador de Eventos e Multimeios : Andr Gusmo. contato@fecomercio-se.com.br Rua Dom Jos Thomaz, 235 - Edf. Jos Raimundo dos Santos - 4 Andar - So Jos - Aracaju - SE - (79) 3214 2270 - www.fecomercio-se.com.br

    Comisso aprova proibio de venda de culos sem certificado

    do fabricanteA Comisso de Desenvolvimento Eco-nmico, Indstria, Comrcio e Servios aprovou na tera-feira (28) o Projeto de Lei 4008/15, do deputado Rmulo Gouveia (PSD-PB), que probe a co-mercializao de culos e lentes, de grau ou no, sem certificado de garan-tia do fabricante que descreva em por-menor as caractersticas do produto.

    Pelo texto da proposta, o descumpri-mento da medida sujeitar os infratores s sanes previstas na Lei6.437/77, que trata das infraes legislao sanitria federal. As sanes vo des-de advertncia e multa at suspenso de vendas de produto e cancelamen-to de autorizao para funcionamento de empresa. Tramitao : A proposta tramita em carter conclusivo e ainda ser analisada pelas comisses de Se-guridade Social e Famlia; e de Consti-tuio e Justia e de Cidadania. ntegra da Proposta: PL 4008/2015 http://goo.gl/ojxvXH - Fonte: Agncia Cmara, 29.06.2016

    Comisso aprova obrigatoriedade de

    bancos e lojas terem o Estatuto do Idoso

    A Comisso de Seguridade Social e Famlia aprovou, em 21.06.2016, com emenda, proposta que obriga ban-

    cos, estabelecimentos comerciais e de prestao de servios a manter, em lo-cal visvel e de fcil acesso ao pblico, cpia digital ou impressa do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03).

    de fundamental importncia que o estatuto seja de conhecimento de toda populao, principalmente daqueles que participam diretamente das rela-es com idosos, pois somente assim ser garantida sua verdadeira efetivida-de, disse a relatora, deputada Flvia Morais (PDT-GO).

    Ela defendeu a aprovao do Projeto de Lei 34/15, do deputado Sergio Vidigal (PDT-ES), fazendo apenas mudanas de redao. Tramitao : A matria tra-mita em carter conclusivo e ser ainda analisada pela Comisso de Constitui-o e Justia e de Cidadania. - ntegra da Proposta: PL-34/2015 - http://goo.gl/W7wG7u - Fonte: Agncia Cmara, 24.06.2016

    Comisso autoriza financiamento de

    economia criativa por fundos constitucionais

    A Comisso de Desenvolvimento Eco-nmico, Indstria, Comrcio e Servios da Cmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 1964/15, do deputa-do Giuseppe Vecci (PSDB-GO), que permite o uso de recursos de fundos constitucionais para financiamentos de projetos ligados economia criativa.

    Economia criativa relacionada a ne-gcios desenvolvidos a partir da criati-

    vidade e de conhecimentos individuais

    nas reas de cultura, moda, design,

    jogos, aplicativos para celular, mdias

    digitais, entre outros.

    A proposta permite que pessoas f-

    sicas ou jurdicas que atuam nesse

    setor sejam financiadas por recursos

    dos fundos constitucionais de Finan-

    ciamento do Norte (FNO), do Nordeste

    (FNE) e do Centro-Oeste (FCO). Esses

    emprstimos so subsidiados, com ta-

    xas menores e melhores condies de

    pagamento. Os habilitados ao financia-

    mento devem estar organizados como

    associaes, cooperativas, fundaes

    de direito privado, empresas individuais

    de responsabilidade limitada ou micro-

    empreendedor individual.

    O relator, deputado Larcio Oliveira

    (SD-SE), disse que a proposta vai mo-

    ver a economia. Em momento de cri-

    se, o mais correto estimular a gerao

    de emprego e renda para promover o

    crescimento e a estabilidade econmi-

    ca em nosso Pas, disse. Tramitao :

    A proposta tramita em carter conclu-

    sivo e ainda ser analisada pelas co-

    misses de Finanas e Tributao e de

    Constituio e Justia e de Cidadania.

    - ntegra da Proposta: PL-1964/2015:

    http://goo.gl/xjJLZa - Fonte: Agncia

    Cmara, 30.06.2016