RESENHAS BIBLIOGRÁFICAS - ?· devido as diferenças de opiniões entre clínicos experientes a respeito…

  • Published on
    09-Dec-2018

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Resenhas Bibliogrficas. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 16.-68-69, 1983

RESENHAS BIBLIOGRFICAS

rParacoccidioidomicose. Blastomics Sul Americana. Gildo dei Negro, Carlos da Silva Lacaz e Adhemar Mario Fiorillo. Sarvier-EDUSP, 1982, 283 pginas.

A paracoccidioidomicose constitue um problema de sade para o Brasil, Argentina, Venezuela e Colmbia. Trinta e sete autores destes pases colaboraram para produzir uma monografia bastante informativa com citaes extensas e corretas, que aparece dez anos aps o simpsio realizado em Medellin (Colmbia) e publicado sob o ttu lo "Paracoccidioidomy- cosis" pela Organizao Pan-Americana de Sade.

O livro servir de consulta para o mdico que tem a seu cuidado pacientes frequentemente em risco de vida devido infeco pelo Paracoccidioides brasiliensis.

Os complexos aspectos imunolgicos desta infeco so corretamente considerados, de maneira pormenorizada, em captulos sobre estrutura antignica e respostas imunitrias celulares e humorais. Um captulo sobre as formas polares lembra-nos que, como sucede tambm na lepra e na leishmaniose, as respostas imuno- lgicas muitas vezes ocasionam manifestaes mrbidas. As formas clnicas proteiformes da doena so analisadas em captulos relativos aos diferentes rgos e sistemas.

O captulo final sobre teraputica de particular interesse devido a recente introduo do Ketoconazol (medicao ainda no disponvel no Brasil) e a discusso sobre avaliao da cura. A escolha do tratamento depender da severidade da doena. Est adequadamente discutido o lugar das sulfonamidas na teraputica da paracoccidioidomicose e isto deve ser acentuado, devido as diferenas de opinies entre clnicos experientes a respeito de como e quando usar tais drogas.

Deve ser lamentada a falta de um ndice alfabtico dos assuntos no final. O ndice geral sobre os captulos deveria citar o nome dos autores, para que o leitor no tivesse que recorrer ao texto.

O livro est em linguagem clara e apresenta excelentes ilustraes e deve fazer parte de to das as bibliotecas de medicina. A blastomicose sul americana no tem tido o lugar proeminente que merece nos tratados de medicina. Freqentemente o espao que lhe reservado igual ao

da doena deGilchrist (blastomicose norte-ame- ricana), que uma infeco mais rara. Como est mencionado no prefcio este um livro que preenche uma lacuna.

Philip Marsden

Immunopathology o f Tropical Diseases. Ernesto Mendes. Sarvier, So Paulo, 1981, 223 p, ilustrado.

sempre motivo de satisfao poder anunciar mais um livro de Ernesto Mendes, professor da Escola Paulista de Medicina e um dos decanos do estudo da Imunologia no Brasil. O livro consta de treze captulos que, com exceo do inicial sobre mecanismos bsicos da resposta imune e dos dois finais (Alergenos nas regies tropicais e Imunopatologia das populaes amerndias), tratam do estudo especfico de infeces como a bartonelose, treponematoses, hanse- n ^e , leishmanioses, tripanossomoses, paracoccidioidomicose e doena de Jorge Lobo, esquis- tossomoses, filarioses e eosinofilia tropical, malria e esplenomegalia tropical e arboviroses. A incluso de captulos como protozooses e helmintases intestinais e desnutrio certamente viria aumentar o valor da obra.

0 Autor emprega o termo imunopatologia com conotao bem mais ampla que aquela que o considera como o estudo dos processos patolgicos em que esto envolvidos fatores imunolgicos. Desta maneira, alm do estudo das leses tissulares, so tambm tratados o papel desempenhado pelos linfcitos T e B e pelos sistemas de macrfagos e do complemento na resposta imunitria, alm de estudar tambm os processos de imunossupresso, de evaso da resposta imune e aplicao de imunoterapia.

As no raras falhas de reviso no chegam a comprometer o texto que claro e objetivo. A apresentao grfica atraente, os diagramas e tabelas bem didticos e as referncias atualizadas. O teor da obra e o fato de ser redigida em ipgls recomendam-na para estudantes de ps- graduao e especialistas nos diversos campos da Medicina Tropical. Entretanto, estes se sentiro frustrados quando constatarem que no existem citaes bibliogrficas no texto que permitam o aprofundamento em determinado tpico, mas to somente uma lista de biblio

68

Resenhas Bibliogrficas. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 16:68-69, 1983

grafia recomendada no fim de cada captulo. Fica-se assim sem se saber, por exemplo, quem e como se comprovou que "a participao de anticorpos ou de imunocomplexos (na esquis- tossomose) poderia ocorrer em relao aos mecanismos efetores ou contribuir nos mecanismos reguladores".

O grande poder de sntese do autor e a ampla experincia pessoal que possui em relao maior parte dos assuntos tratados tornam o "Immunopathology of Tropical Diseases" obra valiosa no s para os que esto se iniciando no assunto como para aqueles que desejam ampliar e atualizar seus conhecimentos.

Carlos Eduardo Tosta

Carlos Chagas. Coletnea de Trabalhos Cientficos. Editora Universidade de Braslia. 1981, 883 pginas.

Os trabalhos de Carlos Chagas continuam sendo consultados pelos que se interessam pela doena que tem o seu nome. Muitos deles fo ram publicados em revistas mdicas que no mais circulam, como por exemplo, o Brazil-M- dico. Outros, como a famosa Segunda Conferncia, realizada em agosto de 1911, na Academia Nacional de Medicina, consta somente dos anais da instituio. A grande maioria apareceu em revistas brasileiras, mas muitos foram traduzidos para outras lnguas, sob a superviso do autor, como pudemos ver por exemplares pertencentes a sua famlia, que nos foram gentilmente emprestados para a organizao da coletnea.

Na publicao inclumos 23 trabalhos originais sobre doena de Chagas e 10 respectivas tradues, a clssica monografia sobre Profila- xia do Paludismo, duas aulas e a bibliografia de Carlos Chagas. O CNPq distribuiu vrios exemplares do livro que pode, tambm, ser adquirido na Editora Universidade de Braslia.

Aluizio Prata

Programa Integrado de Doenas Endmicas. Resumo dos Trabalhos no perodo de 1974/ 1978. CNPq 1982, 203 pginas.

Publicao contendo os resumos de trabalhos realizados no perodo 1974/1978, com auxlio do CNPq. So 305 resumos, sendo 146 sobre esquistossomose, 146 sobre doena de Chagas, 7 sobre leishmaniose e 6 sobre malria. A maioria dos originais dos trabalhos apareceu em revistas nacionais e estrangeiras. H um ndice de assuntos e outro de autores que facilitam as consultas. A publicao est sendo distribuda pela Superintendncia de Programas Institucionais, do CNPq.

Aluizio Prata

Situao e Perspectivas do Controle das Doenas Infecciosas e Parasitrias (Cadernos da UnB). Editora Universidade de Braslia, 1981, 311 pginas.

Em novembro de 1979 foi realizado um curso de extenso na Universidade de Braslia, sob o patrocnio do Ministrio da Sade. Dele participaram 36 professores e alguns eram, na poca, os responsveis pela execuo dos programas de controle das doenas endemicas no pas. O curso teve a forma de seminrios e o assunto foi condensado em 32 artigos que representam a presente publicao. Nela esto includos dois relatrios, um sobre combate doena de Chagas e outro sobre o Programa de Controle da Esquistossomose (PECE), feitos por pesquisadores a convite do Ministrio Ha Sade.

O livro til para se conhecer a prevalncia e os mtodos de controle das doenas endmicas adotados no pas.

Aluizio Prata

69