Revista Ação Missionária - 20

  • Published on
    18-Mar-2016

  • View
    218

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista da Junta de Misses Nacionais da Igreja Presbiteriana do Brasil

Transcript

  • REVISTA

    AOMISSIONRIAMISSIONRIARevista Informativa da Junta de Misses da Igreja Presbiteriana do Brasil - N 20 - 2010

    Cinco Competncias do Lder Cristo

    PlantandoIGREJAS Presbiterianaspelo BRASIL

    Conscincia Missionria

    Criatividade a Servio de Misses

  • REVISTA

    AOASSINE

    Vista esta camisa

    Prxima edio

    Dezembro / 2010

    A revista Ao Missionria leva s Igrejas e irmos, apaixonados por misses, notcias dos campos e dos missionrios, seus desaos e sucessos. Tambm tem como objetivo levantar parceiros e, acima de tudo, mostrar a Glria de Deus e de Seu Reino.

    A revista Ao Missionria oferece duas modalidades de assinatura, anual individual ou anual coletiva a partir de 9 assinaturas por titular. Sua tiragem trimestral e todos os valores arrecadados com as assi-naturas revertido para o sustento dos missionrios nos campos.

    ASSINE AGORA! Ligue para (19) 3255.5648 / 3368-5648ou envie um e-mail para jmn@ipb.org.br

    Ligue para:(19) 3255.5648 / 3368-5648ou escreva para jmn@ipb.org.br

    Novos materiais: Bolsas, Canetas,CDs e o novo modelo de Cofrinhos.

    Pea logo o seu! Divulgue a JMN/IPB.

    Como AdquirirVista esta camisa

    ou escreva para jmn@ipb.org.br

    Novos materiais: Bolsas, Canetas,CDs e o novo modelo de Cofrinhos.

    Pea logo o seu! Divulgue a JMN/IPB.

    Vista esta camisa

    ou escreva para jmn@ipb.org.br

    Novos materiais: Bolsas, Canetas,CDs e o novo modelo de Cofrinhos.

    Pea logo o seu! Divulgue a JMN/IPB.

  • 1Revista Ao Missionria

    NOSSO DEVER, NOSSA ALEGRIA.O termo evangelho composto de dois vocbulos gregos:

    eu (bom) e agglion (mensagem, notcia), juntos esses vocbulos so traduzidos como boa notcia.

    Mas que boa notcia esta? Para entendermos, temos que voltar aos primeiros tempos: quando o SENHOR anunciava algu-mas das tristes consequncias que passaramos a viver como re-sultado da descoberta do bem e do mal, Deus prometeu a Eva que um descendente (semente) da mulher viria pisar a cabea da serpente, e a serpente lhe feriria o calcanhar (Gn 3:15). No mo-

    mento seguinte (Gn 4) vemos um dos filhos de Ado, Abel, oferecer como sacrifcio, um animal, este ato agrada a Deus que o perdoa, mas irrita seu irmo que o mata. Essa humanidade demonstra perversidade e violncia de forma to inaceitveis que o SENHOR lava o planeta da existncia humana enviando uma chuva sem igual (Gn 6).

    Purificado da raa humana, o planeta, ainda ferido, se recompe da imensa de-vastao e a nica famlia preservada do fim da raa agradece a Deus oferecendo sacrifcio.

    Na verdade os sacrifcios de Abel, No e todos os sacrifcios anuais dos hebreus no conseguiriam o perdo e o favor de Deus; eles foram smbolos do perdo conse-guido na crucificao de Jesus, o nico homem que agradou a Deus com sua vida e, tambm, com sua morte, sendo condenado por nossas faltas.

    Assim o evangelho a boa notcia que todo sofrimento e toda lgrima tero um fim graas a Jesus, o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Evangelizar chamar todos os filhos de No espalhados pelo mundo hoje, para que abandonem os cultos aos deuses, deusas, santos que eles inventaram, para que venham adorar o nico Deus que o criador de todos; e conhecer o amor dEle em Jesus.

    Ao ler as pginas da sua revista Ao Missionria, viaje conosco pelos nossos cam-pos; alegre-se com sorriso das criancinhas que esto aprendendo de Jesus; descubra com o testemunho dos nossos parceiros o prazer de ver o Brasil mudando pela graa de Jesus. Descubra o que a fidelidade ao Senhor tem produzido nos lugares mais distantes. A JMN voc em 208 campos, fundando igrejas, evangelizando o Brasil.

    Cabe igreja, os filhos de Deus reunidos em Cristo, alegrar e iluminar um mundo sem direo, semeando a boa notcia do triunfo do bem sobre o mal, da vida sobre a morte, de Jesus sobre o pecado.

    Em Cristo,Rev. Jocder Corra Batista

    Presidente da JMN/IPB

    Rev. Jocder Corra Batista

    Palavra do Presidente

  • 2NDICENDICEPalavra do Secretrio Executivo ......................................................... 03

    Refl exo: Cinco competncias do lder cristo ............................ 04

    Pelos Campos Centro-Oeste ................................................................. 07

    Pelos Campos Norte ................................................................................ 09

    Pelos Campos Nordeste ......................................................................... 11

    Pelos Campos Sul ..................................................................................... 13

    Pelos Campos Sudeste ........................................................................... 15

    Ore pelos campos .................................................................................... 17

    Sou + JMN ................................................................................................... 19

    Carta de agradecimento ........................................................................ 20

    Parceria: Conscincia Missionria ..................................................... 22

    SAF - Sociedade Auxiliadora Feminina ............................................ 24

    UMP - Unio da Mocidade Presbiteriana ........................................ 25

    UPA - Unio Presbiteriana de Adolescentes ................................... 26

    UPH - Unio Presbiteriana de Homens ............................................ 27

    UCP - Unio de Crianas Presbiterianas ........................................... 28

    Criatividade a Servio de Misses ...................................................... 29

    Diretoria, Membros Titulares e Funcionrios JMN/IPB ................ 30

    RevISTA AO MISSIONRIAISSN 1809-7502A Revista Ao Missionria uma publicao trimestralda Junta de Misses Nacionais IPB

    Administrao e DistribuioJunta de Misses Nacionais - IPB

    editor: Pb. Ricardo Almeida da Rocha

    Jornalista Responsvel: Geraldo Luiz Silva - Reg. 6.200 MG

    Produoeditorial e arte

    ImpressoCity Grfi caAv. Mirandpolis, 187 - Jd. Lago - Campinas - SP - Tel.: 19 3228-8222

    Rua Dr. Loureno Granato, 79Jd. Lumem Chisti - Campinas/SPCEP 13092-205

    Caixa Postal 1042 - CEP 13012-970Tel./Fax 19 3255-5648 3368-5648e-mail: jmn@ipb.org.br

    Fone/Fax: 19 3464.9000

  • 3Revista Ao Missionria

    Ainda me lembro das palavras de um senhor que visitava-mos na congregao de Vila Formosa em Campinas SP.

    Eu no desejo apenas as cestas bsicas e suas visitas cons-tantes em minha casa. Eu quero ter o que os crentes na Igreja tm. Jesus Cristo.

    O simples fato de adotar uma famlia fora da igreja e pro-curar suprir algumas de suas necessidades bsicas a encoraja a seguir a Jesus.

    A adoo um ato maravilhoso uma deciso muito s-ria, comparvel a um casal que resolve adotar uma criana (conhec-la, am-la, aliment-la, educ-la, procurar o seu bem-estar total um trabalho de muitos anos e no de curto prazo etc). Portanto, o Senhor das naes deve guiar a igreja a conhecer Sua vontade neste propsito. um compromisso feito diante do Senhor, diante da igreja e diante do povo es-colhido de se fazer o necessrio para que o Evangelho che-gue a todos quantos pudermos adotar. Assim tambm com os Campos Missionrios da IPB, existem aproximadamente 400 campos missionrios administrados atravs do Comit Gestor/IPB, o rgo que abriga as Agncias APMT, PMC e JMN. Nossas agncias e nossos missionrios.

    J fui alvo desta grande demonstrao de amor, quando alguns casais de irmos queridos perceberam nossas necessi-dades, A&M e H&E, simplesmente resolveram tomar uma ati-tude e nos adotaram em algumas circunstncias.

    Preciso reconhecer, pois simplesmente maravilhoso, naquele momento em que mais precisvamos o Senhor veio nos visitar atravs destes amados. Voc precisa conhecer e participar deste momento de relacionamento, nestes qua-se 45 anos de vida experimentei as duas possibilidades de adotar e ser adotado. Participe desta experincia e abra a oportunidade de amar e ser muito amado.

    Palavra do Secretrio executivo

    No ms passado conseguimos concluir a listagem com os nomes de todos os mis-sionrios, certo que algumas fotos ain-da no constam do encarte missionrio. Resolvemos adotar o critrio de incluir os missionrios de administrao direta os de parcerias mais de 200 missionrios ao todo.

    No ltimo fi nal de semana p.p. 04/09 es-tivemos em Canind do So FranciscoSE, o seminarista Daniel disse que recebeu sua primeira carta no campo, ele nunca havia recebido uma carta, pois seu campo de parceria, mas agora j chegou e ele estava muito feliz.

    Fiquei muito feliz e en-tusiasmado, pois quando li a carta tive uma gran-de surpresa soube que al-gum que no me conhece mostrou interesse por mim, pela minha famlia e pelo meu ministrio.

    Pb. Ricardo Almeida da RochaSecretrio executivo da JMN/IPB

    A Igreja Local adotando campos Missionrios da

    JMN/IPB e com istoviabilizando a evangeli-

    zao em todo Brasil

    - pROJEtO ADOtAR -

    Mas todos ns, com rosto descoberto, refl etindo como um espelho a glria do Senhor, somos transformados de glria em glria na mesma imagem, como pelo Esprito do Senhor. (II Corntios 3:18)

  • 4Peter Drucker, uma das maiores autoridades em administrao, afi rmou que liderar a igreja o tra-balho mais difcil no mundo.1 As atividades de um lder cristo seja ele pastor, evangelista, presbtero, dicono exigem um conjunto de competncias que no so exigidas em nenhuma outra atividade.

    1. COmpEtNCIA ESpIRItuALA primeira e mais importante competncia do l-

    der cristo a competncia espiritual. Russell Shedd afi rma que a primeira exigncia de um lder cristo santidade.2 E esta competncia no inerente ao ofcio de pastor ou de evangelista. Os pastores so fracos instrumentos hum