Revista Cidade Verde - 4ª Edição

  • Published on
    07-Mar-2016

  • View
    219

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A F que move o Piau matria de capa dessa edio. Acidentes de trnsito, reforma poltica, Cidade Verde Juniors Cup e Jovens empreendedores e o e-commerce no Piau

Transcript

<ul><li><p>PUBLICIDADE</p></li><li><p>PUBLICIDADE</p></li><li><p>PUBLICIDADE</p></li><li><p>PUBLICIDADE</p></li><li><p>| 24 DE ABRIL, 2011 | REVISTA CIDADE VERDE6</p><p>ndice</p><p>POR YALA SENA</p><p>foto</p><p> Thi</p><p>ago </p><p>Amar</p><p>al</p><p>foto Carol Riedel</p><p>Blecaute escolar inconcebvel, mas em Teresina 20 laboratrios de informtica esto pa-rados por falta de energia. Com rede de baixa tenso, as escolas pblicas ficam impedidas de ligarem os com-putadores e os ares-condicionados nas salas de aula. Se Teresina no tem energia para suprir salas de inform-tica, imagine para alimentar uma in-dstria.</p><p>32. CAPAA f que move o Piau</p><p>36. Roteiro da Semana Santa</p><p>9. Editorial</p><p>18. Opinio</p><p>PIAU19. Piau22. Coreto24. Ponto de Vista26. Economia e Negcios</p><p>POLTICA28. Reforma poltica: o que pode mudar nademocracia brasileira</p><p>ECONOMIA40. Aptido para arrecadar mais</p><p>MERCADO46. Piauienses faturam milhes com e-commerce</p><p>50. Acidentes de trnsitoNa garupa da morte</p><p>Voc Reprter O internauta pode pautar o Cidade-verde.com. Basta enviar sugesto de matrias, fotos e queixas de seu bair-ro para o redacao@cidadeverde.com. </p><p>Meu 1 laptopNo Piau, 3.600 alunos esto sendo cobaias do projeto meu primeiro netbook. No programa Um computador por aluno, escolas foram selecionadas e os es-tudantes ganham laptops conectados internet, para melhorar o desempenho. </p><p>foto</p><p> Thi</p><p>ago </p><p>Amar</p><p>al</p></li><li><p>REVISTA CIDADE VERDE | 24 DE ABRIL, 2011 | 7</p><p>16. A moral da estriaJeane MeloArtigo de primeira</p><p>73. Primeira universidade brasileira</p><p>Fonseca NetoNos vages da histria</p><p>60. Da arte de pioraro ruim</p><p>Cineas SantosCho Batido</p><p>84. Piauiense que fotogra-fou o Brasil</p><p>Joelson GiordaniFica a dica!</p><p>85. Peregrino na Terra Santa - parte 3 Pe. Tony BatistaSinal de Deus</p><p>foto</p><p> Div</p><p>ulga</p><p>o</p><p>GERAL49. a LeiSTF atende pedido da OAB-PI e evita bitributao do contribuinte piauiense</p><p>61. Tecnologia</p><p>12. EntrevistaDom Srgio da Rocha, Arcebispo de Teresina</p><p>62. Indstria</p><p>68. Comrcio Piau</p><p>70. Arquitetura e UrbanismoLinhas imaginveis, tramas possveis</p><p>74. MemriaO Sino</p><p>76. A CidadeMorar no Jquei</p><p>80. GentePerfil com Cludia Claudino, vice--presidente do Grupo Claudino</p><p>83. Por a</p><p>64. EsporteTeresina: a mais nova capital do tnis</p><p>50. Acidentes de trnsitoNa garupa da morte</p><p>Blog de ParnabaCarol Porto estreia no Cidadeverde.com. A jornalista vai assinar o Blog de Parnaba e informar, em primeira mo, sobre as notcias que so des-taques na 2 maior cidade do Piau. Carol j correspondente da TV Ci-dade Verde no litoral piauiense desde o incio de 2011. </p><p>PilotoA comarca de Uruu (a 453 km de Teresina) foi escolhida para ser pro-jeto piloto no Pas, no programa de processo judicial eletrnico. A ideia substituir as aes de papel e unificar o judicirio nos Estados. No entanto, o desafio do Tribunal de Justia re-duzir a morosidade nos processos.</p><p>foto</p><p> Thi</p><p>ago </p><p>Amar</p><p>al</p><p>Cantora de forr encontrada morta em matagal de Teresina - bit.ly/morte-forro</p><p>Filho de promotor de justia detido aps roubar geladeira - bit.ly/roubogeladeira</p><p>Divulgada a lista dos 11 mortos no acidente de nibus - bit.ly/tragediaGO</p><p>Ensaio da Miss Teresina e do mister Piau - bit.ly/missthe</p><p>Jogadoras do Santos posam de biquni para calendrio - bit.ly/santosbiquini</p><p>MatriasPricles Mendel</p><p>Desbocada </p><p>Na esportiva </p><p>Tudo de Bom </p><p>Contabilidade</p><p>Colunas/Blogs</p></li><li><p>| 24 DE ABRIL, 2011 | REVISTA CIDADE VERDE8</p><p>A Revista Cidade Verde um peridico quinzenal da Editora Cidade Verde Ltda CNPJ - 13284727/0001-90. A Cidade Verde, no necessariamente, se </p><p>responsabiliza por conceitos emitidos em artigos ou por qualquer contedo publicitrio e comercial, sendo esse ltimo de inteira </p><p>responsabilidade dos anunciantes. </p><p> proibida a reproduo total ou parcial desta obra atravs de qualquer meio, seja ele eletrnico, mecnico, fotografado ou gravado sem a permisso da </p><p>Editora Cidade Verde.</p><p>Revista Cidade Verde e Editora Cidade Verde LtdaRua Godofredo Freire, n 1642 / sala 35 / bairro Monte Castelo</p><p>Teresina, Piau CEP: 64.016-830 / CNPJ - 13284727/0001-90email: revista@cidadeverde.com / fone: 3131 . 1750</p><p>Presidente: Jesus Tajra Filho</p><p>Conselho Editorial: Jesus Tajra (presidente)</p><p>Jos Tajra Sobrinho (vice-presidente)</p><p>Conselheiros: Amadeu Campos, Dina Magalhes, Fonseca Neto, </p><p>Jeane Melo, Nadja Rodrigues e Yala Sena</p><p>Diretoria de Assinaturas e Circulao: Clayton Nobre Riedel Filho e Valdinar Lima Jnior</p><p>Diretoria Comercial: Cristina Melo Medeiros e Leninha Arago</p><p>Diretoria de Publicidade e Marketing: Jeane Melo, Dbora Oliveira, Rafael Solano e Itallo Holanda</p><p>Editora Chefe: Dina Magalhes</p><p>Reprteres: Arlinda Monteiro, Caroline Oliveira, Fbio Lima e Srgio Fontenele</p><p>Redao (articulistas): Amadeu Campos, Cineas Santos, Elivaldo Barbosa, Fonseca Neto, Francisco Magalhes, Jeane Melo, Joelson Giordani, Marcos Svio, </p><p>Nadja Rodrigues, Pricles Mendel e Pe. Tony Batista</p><p>Colaboradores desta edio: Ana Cludia Coelho, Gemma Galgani, </p><p>Mrcio Passos, Prof. Edinalda Leal Carvalho.</p><p>Editor de Arte/Diagramao:Airlon Pereira Souza e Rafael Solano.</p><p>Reviso: Luiza de Marilac Ucha</p><p>Impresso: Halley S.A. Grfica e Editora</p></li><li><p>REVISTA CIDADE VERDE | 24 DE ABRIL, 2011 | 9</p><p>Afinal, o que a f? Essa total ausncia da dvida, que nos faz acreditar no improvvel, que nos d espe-rana ante o impossvel, gera milagres, opera curas, nos consola na dor e nos conecta com o divino. A f, do Latim fides, que significa fidelidade, tema da nossa reportagem de capa, assinada pela jornalista Caroline Oliveira, e pauta da entrevista nas pginas verdes com o Arcebispo Metropolitando de Teresi-na, Dom Srgio da Rocha, que do alto de seu conhe-cimento telogico nos explica que preciso recordar que a f crist chegou ao Piau atravs da Igreja Ca-tlica, especialmente por meio dos missionrios e foi sendo transmitida de uma gerao a outra pelas pr-prias famlias, fonte de tradio religiosa. A f est tambm nas entrelinhas da coluna Sinal de Deus, do iluminado Padre Tony Batista, sobre suas peregri-naes Terra Santa, uma viagem literal s razes da religiosidade. A foto de capa da revista Cidade Verde ressalta a im-portncia da religiosidade do piauiense. A f religio-sa uma espcie de fidelidade a Deus, uma confiana to forte no divino que produz uma influncia pro-funda na vida dos seres humanos. Fomos investigar os poderes da crena e constatamos que existem in-meros casos de cura pela f. Esse um assunto que intriga o mundo. Uma srie de estudos recentes vem estabelecendo ligaes entre a cincia e a f, entre igrejas e laboratrios. Essas pesquisas demonstraram que aqueles que frequentam servios religiosos mais de uma vez por semana vivem, em mdia, sete anos mais do que os que no o fazem.</p><p>Um estudo realizado em 1998 pelo Centro Mdico da Duke University, nos EUA, mostrou que as pesso-as que frequentam a igreja todas as semanas tinham menos probabilidade de serem internadas e, se fos-sem, no passavam tanto tempo no hospital quanto aquelas que iam igreja com menos frequncia.</p><p>Em nosso principal santurio catlico, Santa Cruz dos Milagres, essa mesma f que cura e move o Piau pode ser constatada na atitude dos romeiros que se juntam aos cerca de 3 mil moradores e somam mais de 15 mil fiis circulando sob o sol forte de 40, com teros ou cruzes nas mos, movidos pela crena em Deus e Santos catlicos. Muitos levam ex-votos que so depositdados na Casa dos Milagres. Em procis-ses e romarias da velha Oeiras nosso povo tambm demonstra sua devoo. A f crist essa completa confiana em Cristo, pela qual se realiza a unio com o Esprito Santo. A mais simples definio de f uma confiana que nasce do corao. Ela move o Piau, principalmente no pero-do da Semana Santa, e gerou uma pauta to especial de ser produzida, que investiga o fato do nosso esta-do ser o mais catlico do Brasil. Boa leitura!Dina MagalhesEditora-chefe</p><p>F: confiana que nasce do corao</p></li><li><p>PUBLICIDADE</p></li></ul>